Aviancas reduziram franquia de bagagem nos voos para os Estados Unidos a partir 1 de julho!

Leonardo Cassol 2 · julho · 2017

Atenção viajantes! As companhias aéreas Avianca Brasil e Avianca Internacional informaram que, desde ontem, 1o de julho, as passagens aéreas compradas para todos os voos das empresas para os Estados Unidos tiveram a franquia de bagagem reduzida de 2 volumes de 32kg para 2 volumes de 23kg. 

Quem já tiver passagem comprada antes de 1o de julho terá válida a franquia de bagagem vigente no momento da emissão do bilhete.

Essa parece ser a tendência entre as companhias aéreas depois que foi implantada a nova regulamentação da ANAC. Foi a mesma franquia de bagagem adotada pela Latam em todos os seus voos para os Estados Unidos e para a Europa.

A informação já está disponível no site da Avianca Brasil e no site da Avianca Internacional.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.
  • Andre S

    Tava demorando! Avianca Brasil voa para Miami, destino preferido de compras da maioria dos brasileiros, imagina se não vai ter excesso de bagagem? Se 32kg já era pouco imagina 23kg…

    • Luciano Assunção

      2 de 32kg pouco? O que você traz na mala, sua casa?

      • Andre S

        Costumo viajar com 1 mala cheia e voltar com 2. Na verdade o que trago ou deixo de trazer não é da sua conta, mais vamos lá: Em uma delas levo roupas, calçados e acessórios pessoais. Na outra trago as compras feitas para mim, família e amigos (roupas, calçados, shampoos, perfumes, etc). Agora se você consegue levar sua casa em 32 kg meus parabéns!!!

        • Luciano Assunção

          A pergunta foi retórica, já que tenho ZERO interesse de saber sobre seus hábitos haha. Na pratica a medida só afeta muambeiro mesmo, já que o público geral não usa essa franquia, absurda que inclusive só existia no Brasil.

          • Fabio

            Os muambeiros nao sao serao afetados.
            Muambeiro viaja toda hora. E quem viaja toda hora tem nivel elite nos programas de fidelidade das cias. Logo eles continuam tendo direito a franquia extra de bagagem.

          • Marcos

            Pura verdade! Tanto auê para redução de peso mas de preço que é bom, nada!

          • Rondineli Barbosa

            Cara, melhor comentário que vi sobre a franquia de bagagem até hoje, 1 mala de 23kg é pouco, mas 2 de 23kg da e sobra mesmo se você fizer muitas compras, agora 2 de 32 kg era um exagero e era repassado nos preços pra todos nós. Lembrando que além, de tudo pode mais 10kg na mala de mão e mais uma mochila , tem muito espaço.

          • Eduardo Silva

            Só não vi essa falta de repasse no preço se traduzindo em redução de valor da passagem. Pouco importa se 32 kgs é exagero ou pouco, o que me incomoda é uma redução de direitos sem nenhuma contrapartida! Eu já viajei pros eua só com bagagem de mão. Não fiquei me sentindo prejudicado porque algum muambeiro tava trazendo 32 kgs, cada um carrega o que quiser. Mas eu tinha meu direito de levar 1,10,30 kgs pagando a categoria tarifária que me propus. Agora esse espaço extra a empresa vai poder usar pra transporte de carga. Vai permanecer lucrando muito com a passagem do sujeito espremido na poltrona com escala de 30 horas e com o transporte de cargas. Eu não comprei minha passagem nas regras antigas,porque estava esperando a redução de preços alegada. Era melhor pagar menos e viajar mais, que poder carregar mais mala, como isso não ocorreu, que tivesse permanecido os 32kgs entao.

          • Marcos

            Pois é, levantaram aquela poeira toda só para reduzir peso, mais nada.

          • Andre S

            Se viajar para os EUA uma vez por ano e voltar com duas malas superlotadas é considerado muambeiro posso dizer que sou sim, e ainda bem que trabalho e tenho condições pra isso, pois não é barato encher duas malas viu kkkkk Não viajo somente com o dinheiro contado para a comida. Só não queria pagar pelo excesso de bagagem, pois não costumo pagar barato nas passagens, mais vai ser o jeito…

  • Raquel

    Gente, e eu comprei a passagem ontem, exatamente no dia 1o de julho. Qual regra que vale para mim? haha =(

    • Amiga, veja o recibo de compra que chegou em seu email. Vale o que está descrito lá. 🙂

      • Raquel

        Carlos, desculpe a ignorância, mas não chegou nenhum recibo para o meu e-mail, apenas o ticket aéreo. Comprei pela Decolar. Como que vejo o recibo?

        • Ah sim, pensei q vc tivesse comprado no site da Avianca. No decolar, no site/app dá pra consultar em Minhas Viagens a sua reserva e o recibo.

    • Raquel, a nova. Mas cheque no seu bilhete qual a franquia expressa.

      • Raquel

        Está escrito apenas 2 bagagens. Não diz qual o peso máximo.

        • Melhor entrar com contato com a Avianca pela central de atendimento. Avianca Brasil: 0800 286 6543 e Avianca Internacional: 0800 891 8668

          • Raquel

            Valeu, Leonardo! Vou telefonar para lá 😉

  • Lucas aqui abriu normal. Acho que é um bug do site. Tenta outro navegador ou limpa os cookies do seu navegador padrão.

    • Lucas Macedo

      Testei no Windows e fo. O problema tá sendo pra acessar no meu Mac (Chrome ou Safari) e no meu iPhone. Bizarro. Valeu!

  • “tudo que pinta de novo, pinta na b… do povo” Alborghetti.

    Venho consultando passagens e ainda não vi queda nos preços…

    • Bruno Caporalini

      Nem verá. Aliás, as passagens por pontos no “Amigo” devem subir de preço em breve.

      • Marcos

        Torcendo para que você e eu também estejamos enganados, mas foi o que fizeram Smiles e TudoAzul, muitas promos de transferência e depois subiram tudo. E o Amigo acaba de lançar uma promo de transferência com 100% de bônus.

  • Fabio

    ANAC safada. Reduziu a franquia de bagagem e as passagens para os USA continuam bastante caras.

    • Luiz Fernando

      Mas dai o preço das passagens não dependem diretamente da ANAC …

      • Fabio

        A alegacao da ANAC para reduzir a franquia foi “abrir caminho para reducao de tarifas”.

  • jorge moraes

    Alguém sabe a franquia de bagagem que uma cia Americana permite ao pax Americano iniciando a viagem dos Estados Unidos para o Brasil?

    • Luciano Assunção

      2 de 23kg

  • Bruno Caporalini

    3 de 23. Pra mim não resolve nada, preferiria 1 de 32 a 2 ou 3 de 23. Não acho prático carregar várias malas.

    • Luciano Assunção

      Acontece é que é extremamente prejudicial à saúde dos agentes de rampa carregarem bagagens com tanto peso, mesmo com proteção. Acredito que essa seja a razão da limitação de peso.

      • Eduardo Silva

        Ah, sim. A anac está muito preocupada com a saúde dos carregadores de mala, não foi pra beneficiar as empresas aereas,como toda agência reguladora faz.

        • Luciano Assunção

          Cara, se as empresas quiserem cobrar milhões para transportar UM passageiro elas podem, pois não há limitação alguma em relação ao preço que elas podem colocar na passagem.
          Vi muita gente reclamando sobre o início da cobrança de bagagens no Brasil, dizendo que iria deixar a viagem mais cara e na verdade a mudança trouxe vários benefícios.
          1 – as empresas realmente estão dando o desconto para quem não vai despachar bagagem
          2 – antes o preço de excesso de peso era absurdamente caro e ninguém sabia precisar o valor por kg. Hoje as empresas tabelaram o valor por kg (R$12).

          • Luciano Assunção

            Eu fico até assustado com os comentários porque faz parecer que as pessoas vivem em contos de fada. Com a franquia obrigatória de 32kg, todos os passageiro pagavam o valor sobre 32kg, levando ou não esse peso. Com a diminuição, os passageiros agora vão pagar 23kg e só quem levar 32kg pagará a mais. Nenhuma empresa gosta de encarecer o serviço, todas as cias sabem que na maioria das vezes os clientes escolhem a que está mais barata, então óbvio que todas tentam ter o menor gasto possível para repassar o menor custo para o cliente para fechar a compra

          • SirNiXXon

            Corringindo pra você, Luciano: “com a diminuição, os passageiros agora vão pagar os mesmos 32kg, mas só vão poder levar 23kg. E quem quiser levar realmente 32kg, pagará a mais”. Pronto, agora está certo.

            PS: se “extremamente prejudicial à saúde dos agentes de rampa carregarem bagagens com tanto peso”, reduzir drásticamente – e padronizar – a cobrança por excesso de bagagem não é uma decisão contrária à saúde dos agentes de rampa? Isso é só um indício que essa mudança nada teve a ver com preocupação com a saúde dos agentes.

            PPS: Sim, a padronização foi uma mudança positiva para os passageiros, isso é inegável, nem todas as mudanças foram piores para os consumidores, é verdade. Mas, na média? As mudanças definitivamente não foram para melhor.

          • Luciano Assunção

            1 – Então, meu caro, acontece é que atualmente fica mais barato vc despachar uma nova bagagem do que pagar o excesso de peso sobre a bagagem de 23kg, então tecnicamente isso é um estímulo para que as bagagens tenham pesos menores que 23kg, até porque se uma pessoa traz 9kg de excesso ela pagará por volta de 135 reais, enquanto para despachar uma segunda mala com direito a 23kg ela pagaria 50 reais.
            2 – A cobrança e multa de tarifas de remarcação e no-show também ficaram menos abusivas, mais um ponto positivo para as mudanças atuais
            3 – Os bilhetes estão mais baratos SIM, só não da pra esperar descontos acima de 50 reais pois isso não vai acontecer. A empresa está descontando o preço da bagagem da sua tarifa, e o preço da bagagem, como já vimos, não é nada absurdo (R$30/R$50 reais). Se a empresa não tivesse intenção de baixar os valores, mesmo que pouco, ela simplesmente iria aumentar o preço do bilhete e quem quiser pagar, viaja, quem não quiser fica no chão. Já falei mais de mil vezes: a empresa aérea vende o bilhete pelo preço que quiser, logo não faz sentido ficar buscando desculpas para aumentar passagens. Estamos falando da aviação, não da licitação de ônibus.

      • André

        que piada…

        • Luciano Assunção

          Por que piada? Você acha que é um robozinho que pega a sua bagagem e tira do avião? Eu não afirmei que essa era a razão, mas levantei a hipótese de ser um dos motivos sim, até porque já existe um limite de peso que funcionários podem carregar.

          • André

            AS malas, quando muito pesadas, são etiquetadas para que sejam carregadas por 2 pessoas. Pra completar, os preços das passagens NÃO cairam.

          • Luciano Assunção

            Não caíram como você esperava, mas há o desconto do preço da bagagem no preço final SIM. Enfim, como já disse… Se as empresas simplesmente quiserem aumentar o preço das passagens elas aumentam, não precisam inventar desculpa para isso. Acontece é que hoje, a maioria das pessoas escolhe a cia na hora de viajar levando em consideração o preço, sendo esse o primeiro fator que afeta a decisão na hora de fechar a compra, com isso as empresas estão buscando diminuir cada vez mais os custos para repassar um valor menor ao cliente. Se essa estratégia fosse ruim, a Gol não seria a cia líder no Brasil.

  • 3 volumes de 23kg