Avaliação da Royal Air Maroc

Redação 20 · fevereiro · 2018
Econômica
GIG - MAD
AT 212
Boeing 767-300
Janeiro/2018

Embarque

Previsto: 11:35h
Efetivo: 11:35h

Partida

Previsto: 12:10h
Efetivo: 12:40h

Chegada

Previsto: 10:55h
Efetivo: 10:55h

A Royal Air Maroc voa para mais de 90 destinos a partir de seu hub no Aeroporto Internacional Mohammed V, em Casablanca. Além de voos domésticos pelo Marrocos, a companhia tem rotas para vários destinos na Europa, Oriente Médio, África, Estados Unidos e Canadá – e também voos para o Rio e São Paulo. Nosso leitor Daniel Soares foi conferir os serviços da companhia, confira a avaliação que ele enviou para o MD:

Desta vez, não aproveitamos uma promoção do Melhores Destinos, foi na sorte mesmo. Procurando passagens em julho para as férias de janeiro, encontramos o voo Cairo x Rio por pouco mais de mil reais por pessoa na Royal Air Maroc. Não pensamos muito e compramos primeiro a volta!

Era hora de procurar a ida e também achamos na RAM o voo Rio x Madri a um preço muito bom. Ambos os voos fazem conexão em Casablanca. Total ida e volta = R$ 2.402,92 por pessoa.

O pagamento é em real e pode ser parcelado no site deles. Um preço bom tendo em vista chegar por um local e sair por outro. Os voos que foram feitos entre esses dois também foram avaliados.

Alteração de voo

Nossos voos foram alterados. Um mês depois da compra recebemos um e-mail solicitando que confirmássemos as sugestões ou entrássemos em contato com o escritório de SP para que fosse acertada uma outra data.

Nenhum telefone fornecido funcionou. Conseguimos contato apenas pelo Facebook da RAM, em que um funcionário me ligou do Marrocos (em inglês) para resolver o problema. Muito atencioso e paciente, marcou nossos assentos e na mesma hora recebemos os bilhetes no e-mail.

Check-in

6

Check-in no Galeão foi rápido. Pediram nossa reserva do voo de volta pois não era mesma da ida. Havia a possibilidade de upgrade para a Classe Executiva por U$900,00/passageiro (a atendente informou que no fim de janeiro haveria uma promoção e o valor baixaria para U$450,00/passageiro).

Bagagem despachada (2 peças de 23 kg) era hora de ir para a sala da embarque.

Prioridades por lei e Classe Executiva embarcando primeiro. Nós, da econômica, embarcamos logo depois. Foi rápido, nem conferiram meu passaporte. Apenas solicitaram o cartão de embarque.

Levantamos voo com atraso de meia hora para um voo de quase 9 horas de duração.

Cabine

3

Entramos no 767-300 e ele era bem velho. Mas velho mesmo. Minha poltrona estava com o braço quebrado e a mesinha estava bem suja. Dava pra notar os anos de voos daquele avião.

Sem contar o espaço no chão entre a poltrona e a janela que estava cheio de garfos, chicletes e papéis no chão, e não pareciam ser do voo anterior. Estavam ali há bastante tempo, com certeza.

Uma coisa muito boa é o espaço entre as poltronas, mesmo o passageiro da frente reclinando a poltrona, ainda sobra bastante espaço.

Entretenimento

4

Esqueça! A não ser que você tenha seus próprios fones.

A aeronave possui telas individuais e são distribuídos fones de ouvido após a decolagem, mas o plugue do fone não encaixa na tela perfeitamente. Fiquei uns 10 minutos para conseguir que o som saísse nos fones. E quando saiu, o fone é tão ruim que o barulho das turbinas era mais alto que o som do filme.

Enfim, depois de muito lutar contra os plugues resolvi deixar o som pra lá e relaxar lendo apenas as legendas (em inglês apenas) e foi quando todo o sistema de entretenimento do avião caiu. Todas as telas desligaram ao mesmo tempo. Demorou meia hora para que tudo voltasse ao normal. E isso aconteceu mais duas vezes ao longo do voo. Não consegui assistir o filme até o fim.

Serviço de bordo

7

Foram servidos jantar e café da manhã.

A comida estava boa, e eram distribuídos pães. Bebidas eram água, cerveja, refrigerante, sucos e vinho tinto e branco. Café e chá eram servidos após as refeições.

Água e suco à vontade no fundo da aeronave.

Comissários e equipe de solo

7

Equipe de solo e comissários atenciosos.

 

 

 

Programa de fidelidade

7

Não avaliado pelo leitor.

Nota do Editor: O programa de milhas da Royal Air Maroc é o Safar Flyer, que oferece três categorias: Blue, Silver e Gold. A RAM não é parte de nenhuma aliança global, mas tem parcerias com Iberia e Etihad, o que permite acumular milhas por seus voos em ambas as companhias.

O programa também possui parceria com locadoras de veículos e redes de hotéis.

Nota final

5,6

Conexão

Chegamos a Casablanca e já na saída da ponte, todos os passageiros são abordados por policiais para mostrar o passaporte. Como estávamos em conexão, fomos liberados.

O aeroporto de Casablanca é pequeno e tem algumas opções de lojas e comidas, suficiente para conexões de 1 ou 2 horas.

Embarque para Madri foi tranquilo, avião lotado. Enquanto aguardávamos já na ponte de embarque, um funcionário da RAM exigia que as bagagens de mão fossem deixadas ali para serem despachadas pegando todos de surpresa. Tudo bem, o despacho seria gratuito. Ao entrarmos na aeronave (fomos um dos primeiros por estarmos no fundo), percebemos que TODOS os compartimentos estavam vazios e ficamos nos perguntando o motivo de terem tirado nossa bagagem de mão.

Quando o embarque foi encerrado, os bagageiros estavam lotados das bagagens de mão dos passageiros que entraram depois. Chegamos a Madri no horário.

Volta (CAI x CMN – CMN x GIG)

Com a alteração do voo, ficaríamos mais de 24h em conexão. Com isso, a RAM nos forneceu hotel, transfer de ida e volta do aeroporto e jantar com água (qualquer bebida extra é paga no check-out). Bem organizado. Basta ir na agência de trânsito no segundo andar do aeroporto e mostrar passaporte e cartão de embarque. O Hotel Imperial não era lá grande coisa, mas serviu bem pra dormir e aguardar o próximo voo.

Embarque confuso em Casablanca, pois não havia ponte. Pegamos um ônibus e embarcamos de escada num 767. Todos por uma porta apenas. Saiu no horário.

Uma de nossas malas ficou retida em Casablanca para verificação de segurança e chegou no voo seguinte (três dias depois) sendo entregue na minha residência e a outra veio quebrada.

Conclusão

Vale a pena? Talvez sim. Pelo preço, valeu. Pelo conforto, não valeu. A companhia usa o novo 787 nos voos de SP, mas para o Rio só vem os velhos 767. Se o preço for bem atrativo, talvez voe novamente com eles.


Agradecemos ao Daniel pelo relato! Quer ver a sua avaliação publicada no Melhores Destinos? Peça as instruções, capriche no texto e nas fotos e mande para a gente: avaliacao@melhoresdestinos.com.br

  • Jorge Andrade

    Hummm… melhor não.

  • Jean Carlos

    Minha experiência com a RAM foi bem diferente: voei com minha família do Rio para Bruxelas (one way) em Outubro/17, e o 767 utilizado tinha o interior reformado, com excelente espaço entre os assentos na classe econômica. A Aeronave estava limpa, a comida foi boa, e o entretenimento funcionava bem. A conexão foi tranquila em CMA, e bem organizada. O ponto curioso era a equipe de comissários do voo até Casablanca ser um pouco atrapalhada em suas atribuições, mas nada que comprometesse o serviço. O ponto positivo é que a RAM vende pernas de voo separadas, o que me possibilitou pagar R$1.230,00 pelo trecho GIG-BRU (voltei da Europa pela Tam, usando meus pontos Multiplus). Considerando o relato do Daniel, parece que a cia não mantém uma regularidade nos seus serviços, o que se torna um ponto negativo, à medida que temos que contar com a sorte para viajarmos em uma boa aeronave e termos bons serviços.

    • Angelita sanches

      Deus me defenda desta companhia!!! Ate barata tinha no voo!!! E a comida estava estragada!!! Nao vou nem de graca nesta cia!!!! Podreeeee

  • Eduardo

    Uau! Se o sistema de vídeo caísse comigo no voo ia ficar desesperado! Eu achei bem tenso o conteúdo todo, mesmo tentando amenizar! Boa avaliação!

  • Eduardo

    Uau! Se o sistema de vídeo caísse comigo no voo ia ficar desesperado! Eu achei bem tenso o conteúdo todo, mesmo tentando amenizar! Boa avaliação!

  • Artur Aranha

    Eu voei pela RAM em novembro de Lisboa- Casablanca e Casablanca-Rio e mudaram o meu vôo também e acabei perdendo um dia em Casablanca, mas me deram todo a liberdade se eu quisesse fazer alteração do voo, o Voo para o Rio fui num 767-300 também mas com o interior reformado e achei muito tranquilo o vôo, a comida também estava muito boa também. Eu percebi que um mês antes de eu viajar ela estava operando com o 787 também nos voos para o Rio. A vantagem que eu achei é poder comprar os trechos separados. Se tiver outra promoção voaria novamente pela RAM.

  • Julio DC

    Não recomendo. Na única vez que tomei voo por esta cia (julho/17), de minhas duas malas, uma não voltou até hoje. O pior: até agora, NINGUÉM se manifesta a mim: nem e-mail, telefone, carta, sei lá. Já entrei na Justiça Comum para reaver a perda.

    Esse foi o clássico exemplo do “barato que sai caro”.

  • Leticia Acosta

    Siempre vi muitas ofertas dessa aérea… E ficava na duvida sobre ela obrigada pela avaliacao!!

  • Amanda Canhizares

    Viajei de RAM em junho/17 com minha mãe e meu irmão e nossa experiência também não foi boa. O avião até que era novo, a comida boa, mas na ida nenhuma das nossas malas chegaram, ficamos os 15 dias da viagem sem malas, tivemos que comprar tudo novo, fora que conseguir falar com o antendimento deles é muito difícil. Ainda demos sorte que nossa mala foi encontrada, mas 43 dias depois apenas.
    Eu recomendo ponderar bastante viajar com eles, pois o barato pode sair muito caro.

  • Yara

    Muito ruinzinha! A comida decididamente não é boa, a mala da minha filha menor desapareceu por 3 dias, no retorno ao Brasil já imaginávamos que também ficaríamos sem malas, muitos passageiros que encontramos no retorno do mesmo vôo relataram o mesmo. Malas perdidas. E a conexão em Casablanca é terrível. Tanto na ida como na volta quase perdemos o vôo por causa daquela bendita porta única que se entra depois que desce do avião. Uma fila imensa que sobe por escadas e isso ainda para passar pela revista e entrega de bolsas.
    Como já disseram aqui, o barato sai caro.

  • Yara

    Muito ruinzinha! A comida decididamente não é boa, a mala da minha filha menor desapareceu por 3 dias, no retorno ao Brasil já imaginávamos que também ficaríamos sem malas, muitos passageiros que encontramos no retorno do mesmo vôo relataram o mesmo. Malas perdidas. E a conexão em Casablanca é terrível. Tanto na ida como na volta quase perdemos o vôo por causa daquela bendita porta única que se entra depois que desce do avião. Uma fila imensa que sobe por escadas e isso ainda para passar pela revista e entrega de bolsas.
    Como já disseram aqui, o barato sai caro.

  • É um absurdo essa companhia não possuir um número de telefone no Brasil para contato.

  • Que ruim. Acho que eu pagaria um pouco mais caro para ter um serviço melhor.

  • Everton Silva

    Paga 100 reais a mais e voe com outra companhia, não recomendo eles não falam inglês são grossos e rudes

    • Daniel

      Se a diferença fosse realmente essa, este relato não existiria.

  • Fabio

    Thanks but no, thanks.

  • Nada contra. Mas sempre tenho medo de cair naquele ditado do “barato que sai caro”.

    Por isso, sempre viajo em companhias de mais “respaldo”.

  • Rafaele Loureiro

    Voamos com a Royal Air Maroc em Dezembro do ano passado (Rio x Porto com escala em Casablanca). Sem problema algum, nada a reclamar. O primeiro voo saiu com 30 minutos de atraso (mas isso foi avisado e previsto). Jantar bom, café e chá servidos várias vezes durante o voo, comissários atenciosos. A conexão em Casablanca foi complicada só pelo fato de que é uma confusão absurda e bastante gente se empurrando e furando filas. Logo o avião pro Porto veio, e mais uma vez teve refeição. Na volta fizemos a escala de 18 horas, ficamos em um hotel pela companhia, transfer pela companhia também, jantar incluído com água. Voltamos para o aeroporto com a van a serviço da companhia também e embarcamos com tranquilidade. No voo teve almoço, jantar e lanche. O entretenimento, realmente, talvez tenha sido uma parte não muito boa por não ter legendas em português, mas os joguinhos me distraíram bastante rs As aeronaves (as 4) estavam limpas, organizadas (o travesseiro não é confortável, mas também não usei). Malas em perfeito estado, nada quebrado ou arrancado, nem extravios. Foi uma boa viagem e viajaria com eles novamente.

  • Moisés Oliveira Rebouças

    No ano passado viajei por essa cia voltando da Europa, CDG-CMN-GRU, e foi uma viagem tranquila, o avião era o novo 787 deles, nos deram fones, meia, tapa olhos e comida q eu considerei boa! Inclusive achei o serviço de bordo superior do q o oferecido pela tap q foi a cia q viajei na ida.