Avaliação da OpenSkies

Redação 16 · novembro · 2017
Econômica
JFK - ORY
EC 8006
Boeing 757-200
Julho/2017

Embarque

Previsto: 18:30h
Efetivo: 18:30h

Partida

Previsto: 19:30h
Efetivo: 20:02h

Chegada

Previsto: 09:00h
Efetivo: 09:23h

Uma rota e quatro aviões. Este é o conceito que a subsidiária da British Airways propõe em seu serviço exclusivo entre Paris e Nova York. Com o intuito de reduzir a dependência do aeroporto de Heathrow em Londres, a companhia OpenSkies surgiu em meados de 2008 como uma empresa que operava com aeronaves configuradas inteiramente em classe executiva. Tempos depois, o serviço não atendeu a demanda esperada e os voos diários entre a Europa e Estados Unidos foram transformados em um produto de três classes. Nosso leitor Victor Millarch voou com a OpenSkies e relata neste post como foi sua experiência:

A compra das passagens ocorreu de forma rápida e eficiente por meio da American Airlines. Realizei a reserva dos assentos em minutos, sem qualquer problema ou dificuldade.

Check-in

7,5

No final da tarde, me apresentei para o check-in no aeroporto JFK em Nova York

O terminal utilizado é o mesmo da British Airways, exceto pela localização, onde os voos da OpenSkies são operados em uma área mais exclusiva.

O embarque seguiu com as mesmas regras de prioridade da OneWorld, portanto, como possuo fidelidade Emerald com a aliança, fui um dos primeiros a embarcar na aeronave. Simples e eficiente!

Cabine

5,5

O Boeing 757-200, matriculado F-HAVN possui exatos 26 anos de operação.

Particularmente, acho um descaso utilizarem aeronaves tão velhas em rotas tão importantes. Entretanto, nesses voos transcontinentais entre a Europa e Estados Unidos, ainda é muito frequente a utilização desse equipamento.

Os assentos da classe econômica são extremamente apertados, mesmo em comparação com outras companhias aéreas. Embora possuam um padrão antigo, os mesmos praticamente não reclinam

O push-back começou as 19:10, porém, em um dos aeroportos mais movimentados dos Estados Unidos e em um horário de pico como este, ficamos taxiando por nada mais, nada menos que 52 minutos.

O pior de tudo era o ar condicionado que praticamente não existia naquela cabine. Em seguida, decolamos em direção ao continente europeu. O voo possui duração média de 6 horas e 30 minutos

O problema de um voo de curta duração como este é que pouco pode-se descansar. Os assentos não colaboram e, se contar o tempo da refeição, praticamente já se passaram mais da metade do percurso.

Entretenimento

3,0

Antes da decolagem, um tablet foi disponibilizado para cada passageiro.

O aparelho foi completamente configurado com o “sistema de entretenimento” da companhia. Detalhe, não é igual a plataforma utilizada pela British. Com poucas, para não dizer zero opções de filmes, sem mapa de voo, nem outras distrações, o tablet logo se torna algo dispensável no voo.

Serviço de bordo

6,0

 

Ao encontrar o meu lugar, manta, travesseiro e um kit de amenidades estavam sobrepostos.

Quase duas horas depois da decolagem, foi servido o jantar. Optei pelo rigatoni ao molho funghi, acompanhado por salada de cuscuz e torta de chocolate belga. A opção estava muito saborosa, com sabores bem definidos e um contexto harmonioso. O ponto da massa estava perfeito!

Pouco menos de uma hora para o pouso, uma refeição expressa foi servida. Brioche recheado e barrinha de cereais compunham a opção. Café, sucos e chás estavam disponíveis para os passageiros. Particularmente não gostei do café da manhã. A massa do brioche estava seca e sem nenhum acompanhamento.

Comissários e equipe de solo

7,0

Durante o voo, os comissários pouco apareceram nos corredores.

Eles permaneceram bem sérios desde o momento do embarque até a aterrisagem em Paris.

Programa de fidelidade

7,0

Não avaliado.

Nota do editor: Além do programa Executive Club da British Airways, também é possível pontuar com a Openskies nas companhias parceiras da aliança Oneworld, como a Latam.

Nota final

6,0

O pouso ocorreu as 09:23 no horário local. O aeroporto que a OpenSkies opera em Paris é o Orly (ORY). Sem grandes filas, logo fiz a imigração e peguei as minhas bagagens, as quais estavam em perfeito estado.

Tendo em vista o valor pago pela passagem, voltaria a voar com a OpenSkies.

O serviço é bem compacto, sem opções de entretenimento e assentos de baixo conforto. Em contrapartida, as refeições foram bem servidas. Para um voo de “curta” duração como este, atendeu as minhas expectativas, porém, o contexto poderia ser mais satisfatório.

O Victor já mandou três avaliações e agora pode pedir música no Fantástico! E você, também quer ver a sua avaliação publicada no Melhores Destinos? Peça as instruções, capriche no texto e nas fotos e mande para a gente: avaliacao@melhoresdestinos.com.br