Avaliação da JetSmart

Yenifer Contreras 12 · julho · 2018
Econômica
CCP - SCL
JA204
Airbus A320
17/06/2018

Embarque

Previsto: 20:37h
Efetivo: 22:37h

Partida

Previsto: 21:27h
Efetivo: 23:07h

Chegada

Previsto: 22:25h
Efetivo: 23:56h

Em junho de 2017, a companhia aérea chilena low cost JetSmart, propriedade da empresa americana Índigo Partners, obteve o certificado de operador aéreo para rotas domésticas. Com isso, teria início a primeira guerra de preços por passagens no Chile, onde há também a Sky Airlines – que até o momento competia somente nas tarifas de baixo custo – e a Latam, com ofertas parciais neste modelo de negócios.

Quem é a JetSmart

JetSmart chegou a revolucionar o mercado aeronáutico no Chile. Em julho de 2017, a companhia iniciou as operações oferecendo voos em rota doméstica por pouco mais de um dólar + taxas, sendo que a tarifa média era de 12 dólares. A oportunidade de fazer uma viagem dentro do Chile por 30 dólares ida e volta foi o principal atrativo que garantiu o sucesso da campanha de marketing implantada, que permitiu que os viajantes pudessem batizar as duas primeiras aeronaves por meio das redes sociais.

A primeira campanha permitiu que os viajantes escolhessem nomes para os aviões

Atualmente a companhia, que compartilha investimentos com a Wizz Air na Hungria, Volaris no México e Frontier Airlines nos Estados Unidos, expandiu suas rotas permitindo aos chilenos viajar entre cidades que tem como origem e destino aeroportos diferentes de Santiago. A abertura de voos entre regiões do país trouxe oportunidades de viagem, especialmente para quem voa a trabalho ao Norte do Chile, abrindo viagens por exemplo entre Antofagasta e Concepción.

Hoje, a JetSmart oferece 19 rotas dentro do país. No Norte, opera para Calama, La Serena, Iquique, Antofagasta, Copiapó e Arica. Enquanto no Sul, a oferta de voos se extende a Concepción, Punta Arenas, Valdivia, Puerto Montt e Temuco. A proposta interregional contempla os voos Calama – Concepción, Antofagasta – La Serena, La Serena – Iquique, La Serena – Calama e Arica – Antofagasta. Nas rotas internacionais, desde 20 de dezembro opera voos entre Santiago e Lima e acaba de receber autorização para ligar Santiago a Buenos Aires.

Por que esta rota?

Quando decidimos relatar a experiência de como é viajar com a JetSmart, o roteiro era amplo. Considerando que no Chile é inverno e muitos brasileiros amam a neve, decidimos aproveitar para mostrar uma alternativa diferente aos centros de ski de Santiago, mas ainda assim por perto.

Além disso, ao observar os voos nacionais da JetSmart, confirmamos que são três rotas interregionais que operam origem-destino com o Aeroporto Carriel Sur de Concepción, além de voo partindo ou chegando a Santiago.

Portanto, decidimos que iríamos a Termas de Chillán, que fica a 400 km de Santiago, e faríamos o voo de volta com a JetSmart. Pegamos o computador e começamos nossa busca.

Compra

Acessamos o site da JetSmart e nossa primeira surpresa foi que o buscador principal do site de viagens não funcionava com Safari, do Mac. Portanto, acessamos por meio de um banner na parte inferior que diz “buscador de tarifas”. Selecionamos o mês da viagem e logo as datas foram escolhidas.

Ao usar o Safari, o buscador de tarifas apresenta erros

Fizemos a compra sem outros problemas. É possível efetuar o pagamento com cartão de crédito ou débito. No nosso caso, pagamos no débito por meio de transbank, que o próprio site te redireciona e funcionou perfeitamente.

O preço não estava em promoção. Compramos a rota somente de volta (CCP-SCL) e a passagem nos curtou 61 dólares com bagagem de mão que, neste caso, se paga à parte. Percebemos a diferença comparando ao voo de ida (SCL-CCP) que fizemos com a Sky, outra companhia low cost. Pagamos 47 dólares com bagagem de mão inclusa.

Poucos minutos depois, as passagens chegaram por e-mail com todos os dados. Eles detalharam as informações sobre os pagamentos extras por bagagem e mercadorias não permitidas no voo.

Check-in

9

Fizemos o check-in online dois dias antes da viagem. No processo, é possível selecionar o assento por um custo extra, que varia entre 7 e 16 dólares, de acordo com o local da cabine. Ao clicar em “continuar” sem selecionar o assento, o sistema se encarrega de escolher para você sem nenhum custo.

Também durante o check-in, tem uma segunda oportunidade para comprar a bagagem. No caso da mala de mão na cabine, ao selecionar no momento da compra tem um custo de 11 dólares. Ao comprar pela internet após a emissão da passagem e antes de chegar ao aeroporto, o preço aumenta para 17 dólares. Direto no aeroporto o custo da sua bagagem de mão sobe para 35 dólares. Assim, sem dúvida, sua passagem já deixou de ser low cost. É importante saber que não tem como passar sem pagar sua bagagem de mão. Só se pode levar sem custo uma bolsa de mão pequena. A mala pequena é paga – e cobram muito bem para que seja assim.

Terminamos o check-in e, imediatamente, recebemos os cartões de embarque em nosso e-mail. Não consegui baixar, mas fiz um print e guardamos como fotografia. Serve igual.

Embarque

Nós voaríamos às 21h27 de domingo, dia 17 de junho. Neste mesmo dia, às 12h55, recebemos um e-mail da JetSmart dizendo que nosso voo seria reprogramado para 22h27, uma hora mais tarde que o original.

Por um momento ficamos com receio de viajar de carro por duas horas de Termas de Chillán até Concepción para o voo, porque corríamos o risco de chegar ao aeroporto e o voo ser cancelado. Talvez fosse melhor pegar o carro que tínhamos alugado e viajar por terra para Santiago, em uma viagem de quatro horas. Assim devolveríamos o carro alugado no aeroporto de Santiago. Ligamos para a empresa e, claro, era possível devolver o carro em um lugar diferente da origem, porém por um custo de 320 dólares! Descartamos a opção.

Fomos ao Aeroporto Carriel Sur de Concepción. Ao chegar, o balcão da JetSmart era visível e tinha dois guichês de atendimento. Eram 21 horas e não havia nenhuma fila de passageiros. Olhamos para os monitores de informações e lá dizia que o voo estava programado para sair às 23 horas. Ficamos perto do pessoal da JetSmart, que nos disseram que a saída seria mantida para às 22h27 – e que o avião estava decolando na cidade de Iquique. Passamos pelos controles de segurança sem nenhum problema. Havíamos comprado uma mala de mão por pessoa, que permite até 10 kg.

Às 21h20, confirmaram que o voo sairia às 22h30, porque o avião já havia decolado de Iquique. Às 22h15 começaram com o procedimento de embarque. A sinalização era boa, então impossível se perder pelo aeroporto de Concepción. Enquanto o avião não chegava, para acelerar o processo, a equipe de terra foi verificando o embarque dos passageiros. No caso da JetSmart leva um pouco mais de tempo, porque eles conferem o pagamento da bagagem de mão e quem não havia feito deveria pagar na porta, antes de entrar no avião.

Às 22h20 aterrissou o avião chegando de Iquique e às 22h40 estávamos a bordo.

Cabine

10

Cabine e decolagem

A cabine do A320 em que voamos estava impecável. É claro que se trata de aviões novos. Bem iluminados, com espaço normal entre um assento e outro.

Ao sentarmos, não encontramos revistas corporativas, tampouco apoio de cabeça no assento. O formato low cost é claro, mas para uma viagem que dura cerca de 50 minutos, e quando já serão 23h, dá no mesmo.

Os procedimentos de segurança se encontram no bolsão em frente ao assento, além das instruções que são dadas ela tripulação enquanto o avião sai da porta de embarque.

No avião, iniciamos a decolagem às 23h. Finalmente decolamos às 23h07.

Entretenimento

6

Como é de se imaginar, o que mais se percebe o formato low cost é a ausência de entretenimento de bordo. Tal como mencionamos, não há revistas nem objetos para leitura, com exceção da cartilha de segurança e o menu de vendas a bordo.

Além disso, tampouco oferecem telas gerais, muito menos telas individuais por assento. Também há ausência de conexão Wi-Fi para acessar algum sistema de entretenimento online ou por meio de wireless IFE.

Serviço de bordo

7

Pouco tempo depois das luzes serem apagadas e os cintos liberados, a tripulação passou com um carrinho de vendas a bordo. Todos os produtos disponíveis são pagos – não há nenhuma cortesia. O mais barato era um café tradicional por 2 dólares, e o mais caro do menu era um combo de cerveja, sanduiche e snacks por 16 dólares.

Parte do menu pago oferecido a bordo pela JetSmart

Há à disposição cervejas, vinhos, bebidas, sanduíches, chá e café, todos a preços razoáveis. Inclusive, alguns com preços menores que no aeroporto, mas o tempo joga contra. Com um voo de 50 minutos, não se sabe se chegará para comer. O carrinho de vendas a bordo termina quase ao mesmo tempo em que se anuncia a aterrissagem.

Comissários e equipe de solo

10

O pessoal da JetSmart foi cordial no momento em que perguntamos pelo estado do voo, nos dizendo a hora da saída com total segurança. O mesmo sobre o pessoal do embarque, que inclusive nos alertou sobre termos comprado a bagagem de mão com antecedência e que, por isso, poderíamos embarcar com prioridade.

A tripulação também foi cordial, colaborando com os passageiros. Na hora de sair do avião estavam na porta se despedindo de cada um.

Programa de fidelidade

6

Como a grande maioria das companhias ultra low cost, a JetSmart não conta com programa de fidelidade. Também não existe a opção de acumular milhas ou pontos com algum cartão de crédito nacional.

Há somente a possibilidade de se cadastrar por e-mail, no momento da compra, para receber ofertas diretamente em seu correio eletrônico.

Nota final

8,0

Aterrissamos no Aeroporto Internacional de Santiago às 23h55 do mesmo dia. O avião pousou e percebemos que estávamos remotos. Sim, faríamos o desembarque de ônibus.

Desembarque remoto no Aeroporto de Santiago

Quando era 00h10, a porta da frente do avião se abriu. O ônibus chegou à área de retirada de bagagens do aeroporto por volta de 00h20.

Dicas

Recomendamos comprar sempre a bagagem de mão no ato da emissão da passagem, afinal, depois será necessário pagar muito mais e deixará de ser uma viagem low cost.

As plataformas digitais funcionam, e o call center também, porque quando recebemos a reprogramação do voo por e-mail, ligamos imediatamente para confirmar e nos responderam todas as dúvidas sem nenhum problema.

Se comprar algum alimento a bordo, que seja de rápido consumo – no caso de voos com menos de uma hora. Caso contrário, você ainda estará com a bandeja na mesa à frente perto do momento da aterrissagem, onde ela deve ser levantada e bloqueada.

Trate de programar seus voos pela manhã porque, como muitas low costs, a medida em que avança a jornada, seu tempo pode ser prejudicado com os últimos voos terminando atrasados.

Conclusão

Foi uma viagem minimamente mais cara que a concorrência. Mas foi possível aproveitar todo o dia de domingo, já que o horário programado do voo era mais perto da noite, entre as companhias de baixo custo disponíveis.

JetSmart é uma boa opção para a hora de viajar. No Chile, há poucos anos, tínhamos somente uma opção para voos domésticos. Agora contamos com três companhias, sendo duas de baixo custo.

Não compramos tarifa promocional, portanto adquirimos uma passagem com preço dentro da média. Recomendamos voar com a JetSmart, sempre tendo em mente os possíveis atrasos que fazem parte de qualquer viagem de avião.

Segundo informações do Ministério do Transporte, em 2017 a JetSmart teve 81,7% dos voos nacionais pontuais, enquanto a Latam teve 85,8% de pontualidade, e a Sky Airlines apresentou 83% em suas rotas domésticas. Tenha sempre em conta esta informação, ainda mais se viaja para reuniões de negócios, trabalho ou compromissos em que seja necessário chegar na hora.