Avaliação da American Airlines

Thayana Alvarenga 15 · dezembro · 2016
Executiva
DFW - GRU
AA 963
Boeing 787-9
11/11/2016

Embarque

Previsto: 18h20h
Efetivo: 18h35h

Partida

Previsto: 19h00h
Efetivo: 19h00h

Chegada

Previsto: 04h12h
Efetivo: 04h45h

No ano passado, a American Airlines iniciou voos para o Brasil com seu novo Boeing 787 Dreamliner. A aeronave, considerada uma das mais modernas do mundo, está sendo usada também na rota de São Paulo a Dallas. O Melhores Destinos esteve em um dos voos e mostra como é voar na Business (Executiva) aproveitando as regalias desta categoria tão cobiçada pelos viajantes. Confira!

Sobre a American Airlines

A American Airlines é uma das maiores companhias aéreas norte-americanas e uma das maiores do mundo. Com uma imensa frota de mais de 900 aeronaves, ela opera voos para cerca de 350 destinos em quatro continentes. Seus aviões até então eram reconhecidos pela pintura metálica, que gradativamente têm sido atualizados com uma nova pintura, que reflete a atual identidade visual da empresa. A companhia é também uma das estrangeiras que mais voos opera saindo do Brasil.

Resumo do review

Destaque positivo: Conforto da cabine

Ponto a melhorar: Opções da internet Wi-Fi, opção única no jantar

Check-in

9,0

O check-in da American Airlines estava bastante vazio e organizado. Foram menos de cinco minutos de espera até que a atendente do guichê chamasse o próximo da fila. Passaporte entregue, bagagem despachada e tudo certo para embarcar.

Raios-x e controle de passaportes

As filas estavam muito, mas muito cheias! Neste dia, ouvi comentários de que os agentes de segurança do aeroporto teriam encontrado uma caixa suspeita no aeroporto, o que poderia ter atrasado o procedimento de controle de raios-x e controle de passaportes. Obviamente, pensando na segurança de todos, um esquema foi montado para retirar o objeto, que poderia ser uma simples bagagem perdida ou algo mais grave como uma bomba. O artefato foi retirado e imediatamente destruído.

O que quero dizer é que este imprevisto pode ter atrasado todo o procedimento. Foram cerca de 60 minutos, em pé, aguardando. Quando finalmente chegou a minha vez, uma agente bastante simpática verificou minha documentação, que estava ok, e já me liberou para passar nos raios-x. Então hora de seguir as orientações: tênis deveriam ser retirados e colocado na bandeja, bem como os tradicionais objetos metálicos. Foram mais alguns minutos de espera, já que havia muita gente para ser atendida ao mesmo tempo. Depois de tanta espera, hora de seguir para o portão de embarque e aguardar o chamado para finalmente voar.

Embarque

Ao contrário do que havia acontecido até aqui, o embarque foi realizado de forma bastante tranquila. Passageiros voando em classe executiva tem embarque prioritário. Ao entrar na aeronave, uma comissária gentilmente me ofereceu champanhe e suco de laranja. Antes disso, outro comissário muito simpático e sorridente indicava onde ficava o assento de cada passageiro.

Cabine

9,0

Business (Executiva)

A cabine dos Boeing 787 da American Airlines possui uma estrutura é bastante confortável e espaçosa. Ela tem o formato 1-2-1 e todos os 28 assentos reclinam 180 graus, com acesso ao corredor – o que é um ponto super positivo, já que facilita para quem não está sozinho e quer levantar na madrugada para ir ao banheiro sem incomodar quem está ao lado, por exemplo.

Poltronas-cama

As poltronas possuem um acabamento bastante elegante na cor cinza e o espaço oferecido é muito confortável. Dá para dormir bem! Para quem viaja sozinho, é bacana tentar um assento na janela, já que assim você voa sem ninguém ao lado e com um pouco mais de privacidade.

Cada assento conta com um sistema touchscreen de regulagem da poltrona. É excelente! Com ele, você ajusta o assento do jeito que quiser. Pode esticar as pernas, mas manter-se sentado. Pode deitar tudo. Pode regular o apoio do pescoço… Fica a seu critério. Achei bastante eficiente!

Além disso, cada cabine tem luminária, tomada de energia, porta USB e um controle remoto para usar no entretenimento de bordo. Há, também, um compartimento para guardar itens pessoais ao lado da poltrona.

Entretenimento

9,0

Amenidades

Ao entrar no avião, cada passageiro encontra em seu assento um travesseiro, um cobertor, uma pantufa e um fone de ouvido que abafa uns 90% dos ruídos do voo. Além disso, depois a comissária passou entregando uma necessaire com mais alguns itens: protetores auriculares, protetor para olhos, meias, produtos de higiene pessoal, caneta, e etc.

Sistema de entretenimento

O sistema de entretenimento da American é bem legal. Há uma variedade de filmes, séries, documentários e jogos, além do mapa do voo. Eu, particularmente, adoro ficar acompanhando onde estamos sobrevoando. No menu, você seleciona a programação pelo idioma disponível ou pelo gênero, que vai desde comédia a ação e filmes nacional.

Wi-Fi

O Wi-Fi seguiu a regra e ficou disponível para uso somente após atingir uma altitude de 10 mil pés. Quando isso aconteceu, os passageiros poderiam se conectar. A cobrança é feita em dólar por meio do cartão de crédito. Os preços vão de 12 dólares (passe para duas horas de conexão) até 19 dólares (passe para utilização durante todo o voo). Há também uma opção que custa 17 dólares e é válida por quatro horas.

img_6900

Acho que poderia existir uma tarifa mais econômica para acesso às redes sociais, por exemplo, como algumas companhias concorrentes fazem.

Serviço de bordo

7,5

Menu

Ao embarcar, o passageiro já encontra o menu à disposição na cabine. Lá, é possível ler as opções de entrada, saladas, pratos principais, sobremesa, bebidas, carta de vinhos, e etc. Tudo em português e inglês!

Durante o voo foram servidas duas refeições: jantar e café da manhã. Foram oferecidos, também, snacks para os passageiros da Executiva.

Jantar

Cerca de 40 minutos após a decolagem, a comissária passou entregando toalhas quentes para a higienização das mãos. Na sequência, foi servido um potinho com nozes, castanhas e coisas assim, além de bebidas. Optei por um refrigerante de limão. O jantar foi servido em uma bandeja bastante elegante, com louças brancas sobre uma toalha branca. Os talheres vieram embrulhados em guardanapos (lenço).

Para entrada, só havia opção de carpaccio de melão e queijo manchego com limão. Foi servido junto com uma salada de massa orzo ao açafrão e kalette. Eu como não gosto muito destas opções, acabei nem encostando no prato, embora tudo visualmente estava muito bonito.

Para o prato principal, a comissária perguntou o que eu gostaria. As opções do cardápio eram tenro filé com tamarindo e gengibre, quinoa e lagostins com crocante de panko, frango com ervas finas e feno-grego ou arepa de farinha de milho e queijo de leite de cabra. Optei pelo filé. Ela voltou dizendo que não havia mais nenhuma destas opções disponíveis, mas que teria um tipo de massa para servir. Disse que por mim, sem problemas, principalmente porque não queria nenhuma das outras opções do cardápio, rs. O curioso é que, quando ela voltou, me serviu o prato de arepa de farinha de milho e queijo de leite de cabra. Confesso que até agora não entendi porque ela trocou os pedidos.

A parte boa foi quanto à sobremesa! Pedi um sundae de baunilha com calda de chocolate quente e ele veio super caprichado. Apesar de um pouco congelado, estava muito saboroso!

Café da manhã

O café da manhã foi servido cerca de uma hora antes do pouso. Optei por strata de brócolis e pimentão vermelho, que vinha acompanhado de linguiça de frango defumada e batatas assadas. Vieram, também, algumas frutas e um pãozinho para comer com geleia de morango. Achei ótimo!

Comissários e equipe de solo

9,0

Achei a equipe da American Airlines muito boa em seu atendimento. Desde as orientações ao embarcar até o serviço de bordo. Todos eram muito gentis e sorridentes. A comissária que me atendeu durante o voo não falava português, porém não acho que isso seja um grande problema. Ela era muito gentil e prestativa – isso se observava claramente pelas atitudes. Em um dos momentos, perguntei onde ficava o banheiro e ela me explicou. Quando eu me levantei, não satisfeita em informar, me acompanhou praticamente até a porta para que não houvesse erro. Achei muito bacana!

Programa de fidelidade

7,5

O AAdvantage já foi considerado um dos melhores programas de fidelidade do mundo. Mas mudanças feitas em 2015 aumentaram os custos de resgate de bilhetes e dificultaram o acúmulo de milhas, que passou a ser em função do valor da passagem em dólar. Os brasileiros foram duplamente afetados, já que o real também se desvalorizou muito perante a moeda norte-americana.

Ainda assim, o programa permite o resgate de passagens aéreas nos voos da American Airlines, das companhias aliança oneworld (entre elas, a Latam) e de outras companhias parceiras.

Uma opção interessante para os brasileiros é pontuar os voos da American na Multiplus/Latam Fidelidade. As tarifas de classe executiva geram um acúmulo de 125% das milhas voadas, que são computadas em função da distância voada. Um voo para Dallas gera um acúmulo de 6.388 milhas por trecho ou 12.776 milhas ida e volta, já com o adicional de 25%.

Nota final

8,5

Pousamos tranquilamente em Guarulhos (SP) com poucos minutos de atraso. O pouso foi muito cedo, então o sol ainda não tinha aparecido. Na alfândega e no controle de passaportes tudo ocorreu sem problemas e sem muita fila. Em menos de 20 minutos eu já estava fora do aeroporto.

Nota: os funcionários da American não tiveram conhecimento sobre o review ou sobre a presença da equipe do Melhores Destinos a bordo. Não houve tratamento diferenciado em nenhum momento. O anonimato nos permite mostrar a experiência real que um passageiro terá ao voar com a companhia aérea. Além disso, a avaliação retrata não apenas como eu fui tratada, mas como vi os funcionários tratarem os demais passageiros.

E você, o que achou? Já voou ou vai voar com a American Airlines na classe Executiva? Ficou com alguma dúvida? Teve uma experiência semelhante ou diferente da minha? Participe nos comentários!

Veja também como foi nosso voo de ida de São Paulo para Dallas, na classe Premium Economy, em nosso review completo.

  • Fabio

    Se eu pago 10k por uma passagem e tenho que entubar uma arepas, ficaria muito, muito P. da vida.