Avaliação da Azul

Leonardo Cassol 23 · junho · 2016
Econômica
VCP - LIS
AD 8750
Airbus A330
22/06/2016

Embarque

Previsto: 16:00h
Efetivo: 16:00h

Partida

Previsto: 17:00h
Efetivo: 17:20h

Chegada

Previsto: 07:00h
Efetivo: 06:36h

A Azul começou ontem uma nova rota com voos diretos ligando Campinas (Viracopos) à Lisboa – Portugal. O Melhores Destinos esteve no voo inaugural e mostra como é ir do Brasil para a Europa com a Azul. Pousamos agora há pouco e esse review foi escrito durante o voo e editado imediatamente após o pouso. Tudo para levar aos nossos leitores a melhor informação, em primeira mão. Confira!

Sobre a Azul

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras é a companhia aérea com o maior número de destinos servidos no país. A empresa detém uma frota de 140 aeronaves, mais de 10.000 funcionários, um número superior a 900 voos diários, mais de 100 destinos servidos e um terço do total de decolagens do país. Opera voos para Fort Lauderdale – Miami, Orlando, Montevidéu e, agora, Lisboa.

Resumo do review

Destaques positivos: configuração da cabine, sistema de entretenimento e comissários

Pontos a melhorar: falta de Wi-Fi

Check-in

8,5

Conexão em Campinas

Embarquei no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino a Viracopos. Cheguei a Campinas às 14 horas. Era minha primeira vez desde a inauguração do novo terminal. Como tinha tempo de sobra, optei por desembarcar para tirar algumas fotos do novo terminal, bem como conferir como estava o check-in do voo de Lisboa.

Fiquei surpreso com a falta de sinalização do Aeroporto de Viracopos. Todas as placas indicativas que eu vi eram da Azul e pareciam improvisadas. Não vi nenhum funcionário do aeroporto para orientar os passageiros em conexão. Além disso, o novo terminal é estranho e pouco funcional. Saímos do avião num andar superior, mas para seguir para uma conexão ou pegar as bagagens e sair do aeroporto precisamos descer para o andar de embarque. Então, para que serve o andar superior? Não sou arquiteto, mas confesso que não entendi. E nunca vi isso em nenhum outro aeroporto no mundo.

O novo terminal impressiona pelo tamanho do pé direito (distância do chão para o teto). Tem um bom visual, mas na minha opinião ficou inferior em relação aos demais aeroportos concedidos para a iniciativa privada. Mas não está totalmente concluído. Claramente algumas obras estão inacabadas, como o teto, escadas rolantes e um bloco do setor de embarque. Mas isso fica para outro post.

Porém, se você vai fazer conexão em Campinas para viajar com a Azul para Europa ou para os Estados Unidos, não há com o que se preocupar. O novo terminal é muito melhor que o antigo, e isso é o que vale.

Check-in

O check-in internacional estava cheio. A Azul disponibilizou 6 posições, sendo duas para a classe executiva e prioridades comerciais (TudoAzul Safira e Diamante), duas para prioridades por Lei (idosos, pessoas com crianças de colo etc.) e apenas duas para o passageiro comum. Como o voo estava lotado, o resultado foi que a fila comum foi crescendo, crescendo, crescendo…

Nada que com 20-30 minutos de fila não fosse resolvido, ou seja, ainda dentro do padrão internacional. Mas bem que a Azul poderia deslocar alguns funcionários adicionais para atender os voos internacionais nos horários de maior movimento, pois na mesma hora o check-in doméstico da companhia estava completamente vazio.

Raio x e controle de passaportes

Uma das maiores vantagens de embarcar por Viracopos são as filas quase inexistentes para raio x e controle de passaportes. Menos de 5 minutos para os dois procedimentos. Um recorde!

A área de embarque internacional conta com um free shop logo depois do controle de passaporte. Não é tão grande como o de Guarulhos, mas tem os principais itens entre bebidas, perfumes, roupas e eletrônicos.

Sala Vip

A Azul ainda não tem sala vip no aeroporto de Viracopos. Mas no caminho para o portão de embarque vimos um banner informando que a Azul vai inaugurar seu lounge dia 11 de julho! Uma ótima notícia!

Embarque

A Azul caprichou na recepção dos passageiros em seu voo inaugural. O portão de embarque foi customizado, com direito a faixa de inauguração. A solenidade contou com a presença do presidente da Azul, Antonoaldo Neves, e de diretores da companhia, do prefeito de Campinas, bem como de representantes do Governo e da Concessionária que administra o aeroporto.

No breve discurso, o presidente da Azul destacou o orgulho da companhia de iniciar voos para a Europa, cuja aceitação têm surpreendido positivamente os executivos da empresa, da importância que Viracopos e Campinas têm para a empresa e do desejo de continuar oferecendo um bom serviço aos seus clientes. Neves também agradeceu a todos os colaboradores por tornarem o crescimento da Azul e o novo voo possíveis.

Ainda antes do embarque houve uma rápida apresentação de danças portuguesas. Em seguida, cada passageiro ganhou, antes de embarcar, uma caixa com deliciosos docinhos portugueses da tradicional Casa Mathilde, além dos petiscos tradicionais da Azul.

Detalhe importante: mesmo com todo “oba oba” pelo voo inaugural, o embarque começou pontualmente às 16h. Ponto pra Azul!

Cabine

8,0

Cabine – classe econômica

A configuração da cabine do Airbus A330 da Azul é no formato 2 x 4 x 2. O acabamento das poltronas é em couro e de muito bom gosto. Ficou bem agradável. A iluminação da cabine é outro show à parte. As lâmpadas de LED são delicadas tem quase que infinitas variações de intensidade. Durante o jantar, por exemplo, achei a luminosidade na medida, nem muito claro e nem escuro.

O espaço entre as poltronas é bom. A reclinação é apenas razoável. Não é das piores, como nas companhias aéreas norte-americanas, mas não espere reclinar muito (foto).

Um ponto que chamou atenção é que os braços das poltronas do corredor não são reclináveis, como tenho visto nas aeronaves mais modernas. Então, fica difícil levantar quando o passageiro da frente reclina a poltrona. Dependendo do tamanho e da idade do passageiro, pode ser uma operação inviável.

Economy Xtra

A diferença entre as duas classes basicamente é o espaço. Enquanto a econômica padrão oferece 78 centímetros entre as poltronas, a Xtra tem 86 centímetros. Além disso, a econômica premium oferece tomadas individuais em todas as poltronas, enquanto na comum elas são compartilhadas a cada duas poltronas.

Além disso, os passageiros que da Economy Xtra recebem um kit com protetores auriculares e máscara para olhos.

Entretenimento

8,0

Entretenimento e amenidades

Cada passageiro ao embarcar encontra nas poltronas um kit com travesseiro e cobertor higienizados. O cobertor é azul escuros com detalhes em azul claro nas bordas, cores da companhia. Além disso, após encerrado o embarque, os comissários distribuíram fones de ouvido, juntamente com um menu no formato de cartão postal.

A Azul possui um novo sistema de entretenimento nos Airbus A330 que foram reformados. É um sistema da Panasonic de última geração, com tela de 9 polegadas sensível ao toque, onde é possível assistir a diversos filmes (alguns deles bem recentes), séries americanas de TV, documentários, com duas telas independentes.

O sistema conta também com jogos, mapa do voo e com a possibilidade de assistir a duas câmeras instaladas na frente e abaixo da aeronave. Tem ainda porta USB onde é possível carregar o celular, além de tomada entre as poltronas. Infelizmente, não há TV ao vivo, como nos voos domésticos da Azul, nem Wi-Fi.

Uma observação aqui. Assisti a um filme americano. Tinha opção do áudio original ou dublado, mas não consegui colocar a legenda de jeito nenhum. Tentei em outros filmes e ocorreu a mesma coisa. Certamente não é uma limitação do sistema, que é de última geração, mas sim uma questão do abastecimento de conteúdo. Consegui ver o filme sem legenda sem problemas, mas para quem não entende bem inglês e gosta de ver filmes com o áudio original, a legenda faz falta.

Apesar do sistema permitir a exibição do cardápio e a escolha do prato pelo monitor, isso não estava disponível nesse primeiro voo.

Serviço de bordo

8,0

Jantar

O jantar foi servido 2 horas após a decolagem. A tripulação teve que aguardar a liberação do comandante, que acionou o aviso de atar cintos algumas vezes em função de risco de turbulência. A trepidação foi leve, mas é claro que a segurança de todos vem em primeiro lugar.

Foram duas opções de jantar: fricassê de frango com arroz e legumes ou ravióli de queijo com molho de tomate e parmesão. Como acompanhamentos, salada de alface com tomate e cenoura ralada, pão, manteiga e de sobremesa um bolo de pão de ló com mousse de limão. Os acompanhamentos vem numa embalagem diferenciada com a logo da Azul.

Optei pelo fricassê. Chegou bem quente e estava muito bom. O arroz tinha amêndoas e achei que a combinação do prato foi bem harmoniosa. A sobremesa estava bem leve e com açúcar na medida. Para beber, escolhi vinho tinto e água, dentre muitas opções entre sucos, refrigerantes, tônica, cerveja, vinho branco entre outros. O vinho também estava muito bom.

Depois de recolher os pratos, os comissários serviram uma segunda rodada de bebidas. Acho isso deveria ser obrigatório em todas as companhias, pois é uma cortesia de grande valia. Com o ar seco do avião, 200 ml seja lá do que for é pouco e acabamos precisando ingerir mais líquidos.

Durante o voo

Ficam à disposição dos passageiros água, suco e refrigerantes, além dos conhecidos snacks da Azul, aqueles mesmos dos voos domésticos. Mas só consegui fotografar no fim do voo, quando tudo já tinha acabado.

Café da manhã

Exatamente 90 minutos antes do pouso as luzes foram ligadas e os comissários passaram servindo o café da manhã, que vem numa caixinha personalizada. Havia uma única opção: um mini sanduíche de peito de peru e queijo, cracker, queijo, maçã e bolinho, acompanhados de bebidas variadas, como café, café com leite, sucos e água.

O mini sanduíche estava bom. Nos demais itens nenhuma surpresa. Pedi café com leite para acompanhar. Eles entregaram um copo com café junto com dois sachês de leite em pó.

Um fato engraçado. Antes de recolherem o serviço do café da manhã, os comissários anunciaram que não era permitido entrar com nenhum tipo de alimento em Portugal. Imediatamente dezenas de passageiros começaram a se mexer, abrindo bolsas e manuseando a maçã. Acho que a maior parte ficou com pena de desperdiçar a fruta e deixou pra comer depois. Mas nada feito. Todo mundo devolvendo a maçã! kkk.

Comissários e equipe de solo

9,5

Os comissários eram todos brasileiros. Pareciam bem felizes no voo. Foram simpáticos e cordiais em todos os momentos. Dois destaques positivos. O primeiro foi durante o período de turbulência, que durou mais de 30 minutos. Alguns passageiros acionaram a chamada de comissários e a comissária líder gentilmente explicou que a tripulação também tinha que respeitar o aviso de atar cintos, mas que tão logo fosse liberado eles atenderiam a todos os passageiros. Já vi inúmeras vezes, em situações semelhantes, os comissários simplesmente desligarem todas as chamadas, se fingindo de mortos!

O segundo destaque positivo foi durante o serviço de bordo. As comissárias que me serviram no jantar apresentaram o menu completo. Ou seja, ao invés de dizer apenas frango ou massa, elas apresentavam os pratos como “fricassê de frango com arroz e legumes” e “ravióli de queijo com molho de tomate e parmesão. Parece besteira, mas acredito que não só eu, mas muitos passageiros escolham o prato não só em função do item principal, mas também dos acompanhamentos. Não sei se é um padrão na Azul ou se dei sorte, mas valeu uma ressalva positiva.

Eu já tinha acabado de escrever essa seção e de dar a nota quando, pouco antes de pousar, fui surpreendido por uma das comissárias com um adorável cartão agradecendo a minha presença a bordo, como cliente TudoAzul. Os clientes com status Safira e Diamante desse voo também receberam um bilhete assinado por todos os comissários. Além disso, todos os passageiros ganharam um delicioso brigadeiro antes da aterrissagem, dentro de uma caixinha personalizada. Como não amar?

Um dos diretores da Azul que estava a bordo também sorteou uma passagem para qualquer lugar do Brasil operado pela Azul, inclusive Fernando de Noronha, bem como uma passagem para qualquer destino internacional da Azul. Dois sortudos comemoraram! Além disso, um terceiro passageiro levou uma bebida (acho que era um licor).

Programa de fidelidade

8,0

O TudoAzul é o programa de fidelidade da Azul. O acúmulo de pontos é feito em função do valor pago pela tarifa, entre 2 e 3,5 pontos por real gasto, conforme a tarifa e o status no programa.

É possível pontuar ainda no MileagePlus da United ou no Victoria da TAP Portugal. Confira as regras de pontuação da tarifa que consta em seu bilhete antes de decidir onde creditar seus pontos.

O TudoAzul tem feito boas promoções para o resgate de passagens nacionais, e nos últimos meses ficou bem competitivo nas passagens emitidas com pontos com antecedência maior do que 45 dias. Para voos próximos a data da viagem, o preço em pontos exigido tende a ser bem mais caro.

Nota final

8,3

Pousamos em Lisboa 25 minutos antes do horário previsto. O céu tinha acabado de ficar claro e estava um dia muito bonito.

Como reza a tradição, o avião foi recebido com jatos de água. E água na cor azul, para a alegria dos passageiros, que aplaudiram bastante tanto o pouso como a saudação com jatos de água.

Depois de um curto taxiamento, desembarcamos tranquilamente no coração da capital portuguesa, já que o aeroporto fica dentro da cidade, com fácil acesso ao centro de Lisboa. Os passageiros foram saudados com pastéis de Belém. Hum…

De uma maneira geral voar com a Azul para Lisboa foi uma experiência muito positiva. Temos mais uma opção conveniente e agradável de chegar à Europa, num momento em que muitas companhias estão seguindo na direção contrária, reduzindo suas operações. Parabéns à Azul pela coragem em empreender mais essa rota e sucesso para que esse voo seja apenas o primeiro de muitos!

Nota: os funcionários e comissários Azul não tiveram conhecimento sobre o review e não identificaram a equipe do Melhores Destinos a bordo. Não houve tratamento diferenciado em nenhum momento. O anonimato nos permite retratar a experiência real que um passageiro terá ao voar com a companhia aérea. Além disso, os comentários retratam não apenas como eu fui tratado, mas como vi os funcionários tratarem os demais passageiros.

E você, o que achou? Vai voar com a Azul para a Europa? Ficou com alguma dúvida? Comente e participe!

Veja também como foi voltar da Europa para o Brasil na Business Xtra, a nova classe executiva da Azul, num review completo e exclusivo.

Leonardo Cassol – é editor do Melhores Destinos e especialista em milhas e programas de fidelidade. Acumula e utiliza, em média, 1 milhão de milhas a cada ano. Possui status nos quatro programas de fidelidade nacionais: Black Latam Fidelidade (One World Emerald), Smiles Diamante, Amigo Diamante (Star Alliance Gold) e TudoAzul Safira. Também foi membro Premier 1K (Star Alliance Gold) no MileagePlus United por 6 anos consecutivos e Freccia Alata Plus (Sky Team Elite Plus) na Alitalia.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.
  • LUCAS CERATTI SILVELLO DE MELL

    Se eles não danifiquem você era, como lhe entregaram o cartão de agradecimento que era apenas para a classe executiva?

    • Leandro Nicolau

      Pelo que eu entendi todos os clientes que tinham status elite no programa receberam o cartão e tão não foi por ser membro da equipe do MD e sim pela qualificação no programa Tudo Azul.

      • Isso aí! Todos com status receberem esse bilhetinho. Na frente dele tem escrito TudoAzul Diamante, é um prazer tê-lo a bordo. É que essa foto não saiu mas eu vou postar depois. Se fosse só eu já ia desconfiar…

    • Pedro Silva

      Cliente “TudoAzul”, ele falou no post.

  • Luciano Brito

    Ótimo post, informações que pontuou muito a escolher a cia que iremos utilizar no voo a Lisboa em Fevereiro, porém hoje os preços ainda salgados. Aguardar promoções e vamos ver se a Azul vai entrar nessa briga!

    • Tomara Luciano. Isso já são os concorrentes dando “boas vindas” para a Azul. É normal acontecer. E também é possível que a Azul responda! Vamos torcer!

    • Márcia Santos

      Luciano Brito comprei pra ir em novembro pela azul e amei o preço comprei por 876,00 cada passagem sem as taxas e foram 4 pelo menos as idas sairam por 3.700,00

      • Luciano Brito

        876,00 ida e volta? Explica isso! Lisboa?

        • Márcia Santos

          Ola Luciano desculpe a demora…. Comprei apenas ida, e a volta comprei com milhagens…. Saiu por 980,00 reais já com as taxas, comprei em março pra viajar em novembro.

        • Márcia Santos

          Sim mas vamos de Natal para viracopos e depois lisboa

  • Observador

    Tenho certeza que seu nome está cadastrado com um campo de observação “Avaliador Melhores Destinos”.

    • Márcio Sampaio

      Ele já deve estar “fichado” em todas as companhias: status máximo em vários programas de fidelidade e fazendo parte da equipe do MD. Ou vocês acham que só caçador de passagem barata vê este site?

      Leonardo, parabéns pelo excelente trabalho! Mas passa a se identificar no MD com o pseudônimo “Zé Silva” que fica mais fácil passar desapercebido… 😀

      • kkkk Todo mundo foi muito bem tratado no voo. Como expliquei acima, muitas vezes eu até troco de assento pra evitar identificação. Se algo acontecer diferente eu relato pra vcs, prometo! Aliás já aconteceu, mas o review ainda não foi pro ar. Eu vou relatar em detalhes.

    • Que nada. Se me tratarem diferente eu vou perceber. Eu fico ligado em tudo, como eles tratam os passageiros. E, um segredo, muitas vezes eu troco de assento com alguém. Aí só se eles andaram com uma foto minha pendurada kkk

  • Paulo Oliveira

    Só tenho uma curiosidade, estava agradável a temperatura da cabine. Estava agradável ou se enquadrava nos casos em que a companhia aérea quer assar ou congelar o cliente?

    • Paulo, estava sim. Nem precisei me cobrir. Mas isso depende dos comissários que regulam a temperatura, e também dos aviões (alguns tem um ar mais forte).

      • Paulo Oliveira

        Obrigado! Eu tava querendo dizer isso mesmo, de como que eles regularam, já passei raiva com a TAM que adora congelar a gente no A330.

  • Mayara Tetu

    A Azul é sem duvidas a melhor companhia nacional, nunca fiz nenhum trecho internacional mas é bom saber que a qualidade dos serviços é mantido nos voos internacionais. Ótimo review.

    • Obrigado, Mayara. Achei que eles estão com um padrão ainda melhor no internacional.

  • fernando

    Comprei passagem para Lisboa para dia 22/07, ontem fui marcar os assentos e a surpresa, mesmo para reservar assentos comuns na classe econômica tem que pagar, de graça somente a última fileira e o assentos livres nas poltronas do meio quando as do lado já estavam ocupadas. Nunca tinha visto isso, palhaçada da azul.

    • Luciano Assunção

      Isso não é palhaçada da Azul, todas as empresas aéreas internacionais estão com isso agora de querer cobrar a marcação do assento com determinada antecedência.

    • Gabriela Lousada

      Na verdade conforme vai ‘enchendo’ a cabine os assentos ficam indisponíveis mesmo. Sempre tem uns que são mais caros, em todas as cias acontece isso.

    • Lilian Berta

      Estranho… os meus assentos (viajo em 09/09) foram marcados normalmente sem qualquer cobrança extra. Comprei as passagens pela CVC.

      • Edmilson Medeiros

        Os meus para outubro também não tiveram cobrança extra.

    • Rodrigo

      Verdade, várias cias estão com essa política. Muito ruim para nós, passageiros.

  • Elisa Oliveira

    Recentemente fui a Fort Lauderdale com a Azul, e pelo que você relatou parece ser o mesmo padrão. Não tive nada a reclamar do voo, para mim seguiu o mesmo padrão dos voos que fiz com a TAM. A única reclamação que tenho é quanto à marcação dos assentos. Cada assento do avião tem um valor diferente, pouquíssimos não tem cobrança extra. Ainda por cima nos ofereceram um upgrade e fizeram a maior confusão, desmarcando nossos assentos originais. Toda a equipe de operação, incluindo funcionários nos aeroportos e tripulação estão de parabéns, já a parte de reservas tem muito a melhorar…

    • Elisa, é verdade. Mas isso só vale para os assentos Xtra ou espaço azul. Os demais assentos são gratuitos.

  • Lilian Berta

    Meu vôo será em 09/09.Muito ansiosa! Adorei o review!

    • Obrigado, Lilian. Depois conta pra gente o que achou. Se esqueci de falar alguma coisa ou se eles mudaram algo no voo! Boa viagem. Chega rapidinho, você vai ver!

  • Eduardo

    Acumular e utilizar em média 1 milhão de milhas no ano foi meio forçar a barra né MD. Nem pra tanto.

    • Eduardo, é porque você não conhece o Cassol! 🙂
      Acho que ele chutou baixo, deve acumular bem mais que isso, sem forçar barra nenhuma! kkkk

      • Pedrão

        Comentei acima com a pessoa errada. Era para comentar com você: “Mesmo que fosse verdade, um pouco de humildade do editor também seria legal ! Sem querer ser muito cri-crítico, também não acredito que os funcionários não tinham conhecimento da equipe de Melhores Destinos a bordo. Não duvido que tenham viajado como convidados! Como foi a compra da passagem? Quanto custou? Isso não foi mencionado aqui no relato, como costumeiramente é! Se liga, MD!”

        • Poxa Pedrão, desculpa se pareceu falta de humildade. Os colegas do Melhores Destinos sugeriram eu explicar em determinados relatos minha experiência em milhas, programas de fidelidade e deram a ideia de mencionar o acúmulo de milhas anual que eu tenho, pois viajo muito a trabalho. Não foi minha intenção de forma alguma me gabar mas sim mostrar aos leitores que tenho bastante experiência no tema.

          • Edgard

            falta de humildade? que bobagem… teve nada disso não… mas fiquei surpreso… claro que imaginei que o acúmulo de milhas por alguém cujo trabalho consiste justamente em viajar seria bem acima da média, mas não esperava tanto, hehe… tem que fazer em média quantas viagens por mês pra conseguir essa quantia por ano? acho que pra alguém “comum”, que viaja apenas nas férias ou feriados, isso é impossível de conseguir, não?

          • Só sei que se eu acumulasse tudo isso e viajasse tanto com certeza não teria imóvel no Brasil, não compensa.

          • Faço muito bate e volta no Brasil. Mas já pensei nisso kkk. Mas não tenho mais carro. Uso transporte público e Uber.

          • Meu sonho Uber em Natal. Mas a realidade de não ter Uber, não ter Metrô, e não ter nem um sistema de GPS nas linhas de transporte público, além da falta de segurança, me faz usar carro pra tudo.

          • Muitas. Uns 6 voos por semana. Mas não é só pontos de voos. Tem bônus de 100% pelo status fidelidade, além de pontos de cartão de crédito, milhas de clubes e outras promoções. De voo foram uns 350 mil pontos + 350 de bônus e o resto complementado por esses itens que mencionei.

          • Edgard

            Ah, vc viaja de avião praticamente todo dia, tá explicado… Meu conhecimento nesse assunto é bem básico, então tenho uma dúvida que deve ser bem primária: esses status mais altos de programas de fidelidade, uma vez obtidos, são permanentes, independentemente dos próximos acúmulos de milhas? Ou vc precisa continuar sempre acumulando uma quantidade grande de milhas para mantê-los? Se for preciso, para uma pessoa que viaja esporadicamente, apenas em férias ou alguns feriados deve meio complicado chegar e se manter nele, não? Ainda mais em vários programas…Mesmo havendo as outras opções de acúmulo, como cartão de crédito e compras em empresas parceiras… Essas “milhas de clubes” que vc mencionou, refere-se ao Clube Smiles, por ex?

          • Paulo

            Você tem que atingir o acúmulo mínimo anualmente para se manter com status sempre. Caso não consiga atingir, perde.

          • Edgard

            Ou seja, para se manter TAM Black, por ex, vc precisa acumular 150 mil milhas ou voar 125 trechos (segundo o que eu li num artigo aqui do MD) todo ano ? É meio difícil hein… só pra quem viaja sempre mesmo, ou tem gastos exorbitantes no cartão de crédito… hehe

          • É isso aí. O bom é que se eu cair é num ano do Black Signature para o Black, depois no ano seguinte pro Platinum e no ano seguinte pro Gold… é uma queda gradativa. Já nos programas de fidelidade norte-americanos você despenca de vez kkk

          • Edgard, infelizmente o status vence. Geralmente dura 15 meses e se não voar é rebaixado pra categoria imediatamente inferior. Então tem que ficar voando pra manter. Mas tem uns macetes. O Clube TudoAzul 10 mil dá o status Safira direto. Outro é que eu nunca voei Alitalia e consegui o cartão deles por um status match / equivalência com meus status Black na Latam. http://www.melhoresdestinos.com.br/alitalia-status-match.html. Sim, me refiro a esses clubes, tanto do Smiles quanto do TudoAzul.

          • Saio em defesa do Cassol e de toda equipe do Melhores Destinos, pessoas maravilhosas e humildes, algumas das editoras de viagem até ano passado quando conheci pessoalmente nem tinham acesso as Salas Vips, todas as coberturas das cidades e destinos que vemos aqui eram feitos de classe econômica. Espero que agora pelo menos todo mundo tenha um cartão Diners pra ter acesso as Salas Vips.
            Saudades de todos. Espero um reencontro breve.

    • Pedrão

      Mesmo que fosse verdade, um pouco de humildade do editor também seria legal ! Sem querer ser muito cri-crítico, também não acredito que os funcionários não tinham conhecimento da equipe de Melhores Destinos a bordo. Não duvido que tenham viajado como convidados! Como foi a compra da passagem? Quanto custou? Isso não foi mencionado aqui no relato, como costumeiramente é! Se liga, MD!

  • Jonas

    Gostei bastante. Pareceu ser um voo bem agradável.

  • Wyndam Price

    Preço do vôo?

    • Entre R$ 1.600-R$ 1.950 + tx. Depende da data que marcar.

  • Bruno Diniz

    Parabéns pela excelente matéria Cassol!! Em setembro estarei embarcando nesse voo e poderei falar se manteve ou não as partes boas!! Voo inaugural costuma ter um charme a mais né, se cair muito a qualidade vou reclamar rs!!

    Parabéns de novo e curta Portugal 🙂 Se quiser acrescentar o guia do MD pra lá seria ótimo tambem!!

    • Bruno, muito obrigado! Acho que não vai rolar só os docinhos do embarque. O resto acredito que eles vão manter. Dúvida é o brigadeiro. Fica à sugestão pra azul manter. Adoça o voo kkkk

  • Mariana Ribeiro

    Eu voei com a Virgin Atlantic de Los Angeles ate Londres no mes passado nos avioes 787 da Boeing. O interior da aeronave era horrivel, as luzes LED era roxa com os assentos vermelho cor de sangue. Parecida que estava numa discoteca dos anos 70. O interior da Azul esta muito mais bonito.

    • Salvatore Carrozzo

      HUAHUAHUAHUHUAH melhor descrição EVER!

  • Gabriela Lousada

    Pena que as tarifas das cias brasileiras que atuam no exterior sejam tão altas. :((( Difícil encontrar empresas daqui que façam promoções como as gringas. A tarifa ‘sem promoção’ também é sempre mais alta.

  • Edilson Silva

    já é padrão cobrarem pra marcar lugares antecipadamente.
    na swiss cobra 100,00 no comum, 175,00 no premium e no extra economy 350,00 reais para marcar.

    • Não cobraram não. Só o espaço Azul (Economy Xtra) que tem que pagar

  • Alan Rodrigo de Almeida

    Excelente relato. Parabéns e espero que venham promoções por aí, pois os vôos internacionais da Azul costumam ter o preço bem diferente do brigadeiro que você ganhou (bem salgado):P

    • Valeu. Eles estão mais competitivos nos voos internacionais agora. Vamos torcer!

  • Felipe Sousa

    Leonardo, uma pergunta: Os assentos possuem tomada pra carregar os eletrônicos?

    • Possuem sim. Tem uma tomada entre os assentos em todas as fileiras. Tive que subir as fotos meio na pressa pra postar logo, mas vou incluir logo mais as fotos das tomadas. Tem entrada USB também, que é muito prática pra carregar o celular.

      • Felipe Sousa

        Obrigado pela resposta! E parabéns pelo review, ficou excelente!!

  • Obrigado, Mário! Vai sim que vale a pena. Tem umas promoções dos novos planos do Clube TudoAzul que podem ajudar.

  • William B

    Tudo maravilhoso. Nota 8. Oi?! Hahaha!!

    • É uma avaliação comparativa com outras cias, William. Lógico que notas são sempre subjetivas, mas pra receber 10 tem que ser mais que isso, tem que ser perfeito.

  • Maria Lu

    Leonardo obrigada pelo review, vou fazer este trajeto em agosto e espero que o tratamento seja o mesmo dispensado ao voo inaugural.

  • Ana Lúcia

    Parabéns Leonardo Cassol.Matéria maravilhosa,bem escrita e deve ter sido uma experiência e tanto viajar pela AZUL.Gostei do li e das fotos que vi.O avião tá muito bonito.A comida bem apresentável.Tudo favorável.
    Fiquei com vontade de comer um docinho…….hum……
    Abraços e parabéns Melhores Destinos.

  • Ana Lúcia

    Leonardo é um Expert no assunto AVIAÇÃO!Ele é confiável,tem técnica e habilidade.Também,conhece o mundo todo.
    Adorei!Obrigada Leonardo Cassol.

  • Ana Lúcia

    Gostei muito da aeronave.Parece ser tudo bem organizado.O pastelzinho de Belém me deixou com água na boca.
    Parabéns ao Melhores Destinos pela ampla matéria,e ao Leonardo Cassol.

  • Rildo Oliveira Junior

    No final do mês de julho desfrutarei desse privilégio.fui para Orlando num dos primeiros vôos da azul. E agora vou para Europa também com eles. Satisfação em dizer que a azul faz parte dos meus melhores momentos como turista.

  • Gui

    Só não gosto das empresas que ficam comprando airbus porque são mais barato e arrumam financiamento mais fácil! Infelizmente o dinheiro fala mais alto! Quantos acidentes na aviação comercial acontecem com airbus comparado ao Boeing? Para quem não ouviu falar os comandos do Airbus são controlados por eletrônica sem um sistema mecânico em stand by, além de algumas peças do comando serem de fibra de carbono que devem passar por inspeções que as companhias aéreas geralmente não o fazem direito pelo fato dos ultrasom ser muito caro! Mas infelizmente a Boeing está entrando nessa também com o 787! Nos estamos ficando sem opções e como os americanos dizem os aprendizados e a história da aviação é escrita com sangue!

  • Maria, agora em todos os voos internacionais de retorno ao Brasil a alfândega deve ser feita no aeroporto de desembarque, seja ele qual for. Por isso é necessário retirar as bagagens e despacha-las novamente. Realmente é um transtorno grande, mas isso vale para todos os passageiros, exceto os que tiverem conexão internacional. Sua única saída seria pegar voos diretos de BH, infelizmente.

    • Salvatore Carrozzo

      Acho que sempre foi assim, não?

  • Entendi. Os demais assentos gratuitos devem estar ocupados. Uma pena mesmo. Reserva os que tem e tenta mudar na hora do check-in, se não quiser pagar.

  • Pois é. Ainda não entendi. Mas outras empresas que operam esse mesmo sistema oferecem legendas. Acho que é algum problema no carregamento do conteúdo mesmo.

  • Márcia Santos

    Leonardo Cassol, amei seu post….
    Farei com a familia um voo pra Lisboa em novembro de férias… Iremos pela azul, paguei um ótimo valor.
    Adorei que tem tomada no voo.. Assim minha pequena pode usar o tablet dela…
    Meu voo sai de Natal – Campinas – Lisboa…. Ficaremos de 5:30 da manhã até o embarque que será as 18hs dentro do aeroporto…
    O que posso esperar dessa conexão?
    Pegarei a bagegem? Poderei sair do aeroporto? A empresa nos beneficiará com algo?
    Aguardo resposta e Parabéns ….

    • Márcia, obrigado! Vocês podem sair do aeroporto, sem problemas. Acredito que as bagagens fiquem com a Azul, mas como é uma conexão muito longa, melhor você confirmar com eles. O terminal novo é bem amplo, tem restaurantes e cafés. Mas como é muito tempo sugiro que vocês saiam pra dar uma volta (tem shopping perto) ou até vejam um hotel próximo pra descansar antes do voo seguinte. A sala Vip da Azul deve abrir em julho, então talvez seja uma opção, caso vocês tenham status no TudoAzul. Os critérios de acesso ainda não foram divulgados, mas assim que sair nós avisamos. Infelizmente nesses casos a empresa só oferece alguma coisa se a conexão for motivada por um atraso ou cancelamento de voo. Quando o bilhete é comprado assim eles não dão nada.

      • Márcia Santos

        Leonardo Cassol, muito obrigada por tirar as minhas dúvidas…. Qto ao hotel acho que não vale a pena não… Já ir pra shopping tbm acho inviável até pq já estaremos um pouco cansados do voo de partida antes da conexão.
        Não temos o Tudo Azul, só terei depois que fizermos o chek-in e embarcar. Minha preocupação é com tomadas, banheiros e onde se alimentar, pois estarei com criança e idoso… Estamos nos armando com jogos e outras coisas para passar o tempo.
        Desde já obrigada novamente.

        • Isso tudo tem de sobra. Até algumas poltronas que dá pra tirar um cochilo. O aeroporto tem pouco movimento se comparado a outros como Guarulhos. Vcs vão ficar bem

      • Márcia Santos

        Leonardo Cassol, muito obrigada por tirar as minhas dúvidas…. Qto ao hotel acho que não vale a pena não… Já ir pra shopping tbm acho inviável até pq já estaremos um pouco cansados do voo de partida antes da conexão.
        Não temos o Tudo Azul, só terei depois que fizermos o chek-in e embarcar. Minha preocupação é com tomadas, banheiros e onde se alimentar, pois estarei com criança e idoso… Estamos nos armando com jogos e outras coisas para passar o tempo.
        Desde já obrigada novamente.

  • Rafael Poggi

    Muito bom o relato! Só achei estranho alguém que acumula mais de um milhão de milhas por ano voar na classe econômica é meio difícil de engolir, rsss. Mas tenho certeza de que fez esse sacrifício para poder fazer esse post!

    • Foi pra fazer o post. Mas eu viajo de econômica também. Claro que prefiro a executiva, mas nem sempre dá pra ir com a família. Só numa viagem para Coréia, Japão, Tailândia e Filipinas que vou fazer no Carnaval do ano que vem se foram 400 mil milhas (2 pessoas ida e volta na executiva da Alitalia pelo Smiles) + 65 mil em trechos internos (Executiva do A380 da Korean). Ou seja, 1 milhão de milhas parece uma quantia infinita, mas não é.

      • Rafael Poggi

        Com certeza milhas hoje são artigos de luxo. Difícil achar uma viagem classe econômica para Europa por menos de 100 mil. Aliás, dentro do Brasil está difícil também! Imagina para nós, reles mortais, que não acumulam nem 20 K por ano!

      • Guilherme Zanutin

        Cassol, não estou achando mis passagens p/ europa pela Alitalia utilizando o smiles..
        Ela era a mais barata, na faixa de 35k o techo na economica. Vc tem alguma informaçao?
        E sobre as malas, que li num post acima, tenho uma viagem p/ Santiago que o retorno é pelo GRU e dps vou p CNF.
        terei que retirar a mala em Gru? so tebho 2 hrs de conexao.
        Como faz??? O.o
        Obrigado!

        • Se for no verão ou em janeiro é bem difícil mesmo. Se for em outras datas pode ser algum problema no sistema. Mas a disponibilidade com antecedência é bem razoável. Sobre as malas, tira em GRU, passa na alfândega e depois despacha novamente. Acredito que da tempo. Se atrasar a cia te coloca no próximo voo sem custo.

      • Meu sonho, A380, e você ainda vai de Executiva!

  • Renan

    Post show! Parabéns!
    Só uma “correçãozinha”… Tá “fricassê de franco” no post… Será que isso faz bem mesmo por estômago? Talvez por bolso heheheheheh

    Abração!

  • Bruno Delai da Silva

    Falando sobre viracopos. Realmente está um caos a falta de sinalizações. Precisam adequar urgentemente.

  • MOACYR LOPES DOS SANTOS

    Parabéns, excelente relato como sempre. E a Azul é 10.

  • Os comissários e demais funcionários de cias aéreas voam de graça. Não são frequentadores habituais do MD!

  • Anderson Weiss

    Boa tarde Leonardo,

    É possivel utilizar milhas do Tudo azul para fazer resgates nas companhias parceiras destino europa (economy e business) ou somente Azul??

  • Ludmila Alves

    Parabéns ao editor que fez a reportagem. Muito educado e com colocações pertinentes. Gentileza realmente gera gentileza!

  • Dealins

    Relato interessante! Sobre a falta de snacks no fundo do avião, o mesmo aconteceu em um voo que fiz para Orlando. Ou as “crianças” estavam nervosas e atacaram com gosto ou a empresa está deixando à disposição um tantinho a menos de produtos do que poderia.

  • São sim

  • FabioPalmeiras

    A Azul subiu demais os preços das passagens com pontos. To com medo de perder minha pontuação. Na hora que faltar 6 meses para expirar, vou vender. Preços para os EUA giravam normalmente na casa dos 20mil por trecho. Agora tá 39mil o trecho. Mais vantajoso vender e comprar passagem em promoção para Europa.

  • FabioPalmeiras

    Ô vida dura a desse Leonardo Cassol…..

  • Obrigado, Jorge! Acredito que dê tempo sim. O voo tem chegado um pouco antes do horário. Mas qualquer problema a TAP reacomoda sem custo. A fila não é muito pequena não, mas flui.

  • Ricardo César

    Leonardo, antes de tudo, obrigado pelo seu relato.
    Estou indo amanhã para Lisboa com toda a família e ele está sendo de muita valia!
    Prometo voltar aqui em breve para atualizá-lo ou acrescentar algo!

    Ricardo.

  • Pra Europa não precisa. Só para os EUA. Os comissários entregam. Se não você pode pegar quando desembarcar. É tranquilo. Não se preocupe, é bem simples.

  • Denis Godoy

    Vale a pena creditar os pontos no TudoAzul? Só encontro informações nada claras sobre a quantidade correta. No regulamento do site diz 1 ponto por real, em outro lugar diz de 2 a 4, e aqui de 2 a 3,5. Alguém sabe quantas milhas, de fato, seriam creditadas? Talvez seja melhor pontuar no Victoria da TAP, não?

  • Alexandre Martins

    Excelente review, Cassol. Parabéns!
    Bem… Voo inaugural, chefes a bordo, tudo bonitinho… Não podia ser diferente.
    Sobre as maçãs, até engraçado. Mas quando aconteceu comigo no Chile não teve graça nenhuma, o pêssego esquecido na mala me custou um tempão, uma bronca e quase uma baita multa. Agora dá pra rir. 🙂

  • Renan Felipe Jardim

    A Azul é sensacional! Desejo que continue sempre assim!!

  • Franklin Wanderson

    Este artigo foi decisivo para que eu escolhesse a azul para minha viagem à Lisboa, agora, em Março. Vamos ver.