Avaliação da Joon

João Goldmeier 11 · maio · 2018
Econômica Premium
FOR - CDG
415
A340-300
04/05/2018

Embarque

Previsto: 18:45h
Efetivo: 18:45h

Partida

Previsto: 19:35h
Efetivo: 19:50h

Chegada

Previsto: 09:30h
Efetivo: 09:23h

É sempre uma grande emoção pra quem ama a aviação participar de um voo inaugural. Como eles não são frequentes, há toda uma preparação para que tudo saia conforme planejado. Na semana passada o Brasil recebeu pela primeira vez um avião da Joon, a mais nova subsidiária do grupo Air France. No dia seguinte à chegada, esta mesma aeronave partiu de Fortaleza pela primeira vez rumo a Paris, inaugurando uma importante ligação direta entre o Norte/Nordeste e a Europa.

Mas essa avaliação também é especial por um outro motivo: com ela chegamos ao número de 300 avaliações de companhias aéreas no Melhores Destinos! É o maior repositório do gênero na internet, em português! E isso não seria possível sem os relatos que os nossos leitores nos enviam. Então, fica aqui o nosso muito obrigado a todos que colaboraram e a você que lê as nossas avaliações.

Agora, sem mais delongas, vamos conferir como foi o voo inaugural da Joon!

Sobre a Joon

A Joon é uma companhia aérea criada pela Air France para ser um laboratório de inovação, com o objetivo declarado de buscar ser a próxima geração de experiência a bordo da Air France. Iniciou suas atividade em 2017, voando para destinos na Europa. Neste ano começou a operar em destinos intercontinentais, como Terã, Seychelles e Fortaleza.

Resumo do review

Joon Voo AF-415
Fortaleza (FOR) – Paris (CDG)
Sexta, 04 de maio de 2018
Partida: 19:50
Chegada: 09:23
Duração: 8h33
Milhas: 4.390
Aeronave: Airbus A340-300
Assento: 14L (Econômica Premium)
Destaques positivos: sistema de entretenimento, comissários de bordo
Pontos a melhorar: serviço de bordo, falta de wi-fi

Check-in

10

Check-in

O Aeroporto Internacional de Fortaleza foi concedido para a iniciativa privada no início deste ano e as reformas já iniciaram. Conta com uma boa área de check-in, sendo que o da Joon/KLM fica no canto esquerdo do terminal, na visão de quem entra. Como cheguei com bastante antecedência, não havia ninguém na minha frente e o atendimento foi rápido. Um detalhe interessante é que os funcionários da GOL, parceira da Air France/Joon é que cuidam do procedimento e também do embarque.

Ao lado do check-in um stand de fotos que também distribuía esse chaveiro comemorando a novo hub do nordeste.

Sala Vip

O Aeroporto Pinto Martins não possui nenhuma sala vip, mas já foi confirmada a construção de um lounge no futuro, após a ampliação do aeroporto. No momento, os passageiros da classe executiva não têm outra opção para esperar o voo, apenas o saguão.

Área de embarque

Eis o ponto fraco do aeroporto de Fortaleza: apesar da sala de embarque ser ampla e com lugares suficientes para todos aguardarem o voo sentados, existe apenas um café para quem quer comer ou beber algo antes de voar. E os preços são bem caros! Cobrar R$ 7,50 por um refrigerante não pode ser considerado normal. Mas existe uma saída: duas máquinas automáticas possuem preços mais em conta (elas ficam no lado oposto ao café).

O banheiro é minúsculo e tem uma entrada apertadíssima. Além disso, há uma pequena loja do Duty Free Dufry com boa variedade de produtos e os mesmos preços do resto da rede.

Embarque

Minha reserva original era para a classe econômica, então aguardei na fila indicada para embarcar. O embarque iniciou com pontualidade britânica e fiquei impressionado positivamente com a organização das filas e com o respeito às prioridades legais, de cabine e de status. O embarque dos passageiros da classe econômica se dá pelo número da fileira, entrando primeiro os que estão sentados no fundo do avião. Depois, os mais à frente, algo que diminui o tempo em solo e deveria ser o procedimento padrão de todas as companhias. Impecável.

Ao entregar o bilhete para escanear, o funcionário pediu um segundo e foi falar com a supervisora. Alguns momentos de apreensão depois, ele voltou dizendo que o voo estava lotado e que por essa razão tinha recebido um upgrade para a classe econômica premium.

Por um lado é evidente que fiquei contente por poder viajar com mais conforto. Por outro lado, a ideia era poder mostrar como é voar na classe econômica. Mas como ela estava lotada e meu bilhete já havia sido trocado, tentei fotografar ao máximo a cabine e as experiências de ambas as classes para poder comparar e mostrar as diferenças.

Cabine

8,0

O voo inaugural aconteceu numa sexta. Ao entrar na cabine, fui surpreendido com uma luz azul brilhante e comissários com uniforme despojado. Parecia até que eu estava numa balada – só faltou o DJ tocando… Recuperado do impacto inicial, eu gostei bastante do esquema de cores das poltronas e até da iluminação.

A configuração das poltronas segue o padrão 2-4-2 na classe econômica e 2-3-2 na econômica premium. É uma configuração ótima pra quem viaja acompanhado. Como vocês podem ver, a iluminação azul atrapalhou um pouco a qualidade das imagens. Mas na volta consegui fazer fotos melhores:

As poltronas são estreitas e o espaço entre as fileiras é mínimo. Então, se você é alto como eu (1,91 metro), prepare-se: pegue as fileiras nas saídas de emergência onde o espaço para as pernas é abundante (fileira 18, 32 no meio e 33 nas laterais).

O destaque do assento é a tela de entretenimento individual touchscreen, com entrada USB e para o fone, de qualidade de imagem incrível! Vale destacar também que os assentos possuem encosto de cabeça ajustável, o que sempre ajuda a encontrar uma posição melhor para dormir.

Já na econômica premium (que ocupa as fileiras 14, 15 e 16) o espaço entre as fileiras é consideravelmente melhor e a poltrona é mais larga, além da tela de entretenimento ser um pouco maior.

Gostei bastante do esquema de cores, vibrante mas sem exageros, utilizando o azul “elétrico” que é marca registrada da Joon em todos os detalhes.

Entretenimento

8,0

O entretenimento foi onde a Joon realmente brilhou: telas individuais touchscreen com uma programação variada de filmes, séries, música, jogos, programação infantil e muito mais.

Falando nas crianças, a Joon distribui para os pequenos o mesmo kit distribuído pela Air France (sem nenhum custo), que vem em duas cores, mas com igual conteúdo:

Mas voltemos ao sistema de entretenimento. Como eu disse ele é repleto de boas opções e a tela tem uma qualidade indiscutível (lástima que as fotos que tirei não ficaram tão boas). Nela você pode inclusive olhar as opções do cardápio e os itens Duty Free. Uma pena que você não possa fazer o pedido por ali, seria muito mais prático e rápido.

Apesar do destaque para as telas é preciso falar sobre a falta do wi-fi a bordo. Pra quem viaja a trabalho é item indispensável. A Joon sabe disso e nos novos A350 que irá receber a partir do ano que vem este será item de série. Mas eu juro que esperava ter wi-fi numa companhia que nasceu pra atender às necessidades dos millennials.

Serviço de bordo

6,0

Amenidades

Ao chegar no assento já havia uma manta e um fone de ouvido. Durante o voo também foi distribuída uma necessaire na classe econômica premium. Na classe econômica foi distribuído apenas um tapa olhos. Seria bacana que o kit fosse distribuído para todos os passageiros da econômica, já que o conteúdo é bem básico: tapa olhos, escova e pasta de dentes e protetores auriculares.

O que achei legal é que mesmo os passageiros da econômica receberam um menu impresso (à direita):

Serviço de bordo

O serviço de bordo começou de forma diferente: primeiro foi anunciado que iria passar o carrinho com as opções pagas e depois o serviço convencional. As opções pagas eram as seguintes (para todas as classes):

É sempre bom contar com mais de uma opção, caso bata uma fome fora de hora ou se a comida servida não for do seu agrado. Como bônus, a Joon divulga bastante a possibilidade de alugar durante o voo óculos especiais de imersão (15 euros), que eu analisei no voo da volta na classe executiva – em breve postaremos a avaliação aqui no MD.

Logo depois foi servido o jantar. Se você reparar nas fotos dos cardápios acima, vai notar que as opções de pratos principais são as mesmas para a classe econômica e econômica premium. Muda apenas a entrada e a sobremesa. Escolhi o frango (a outra opção era adequada aos vegetarianos, um penne ao molho de tomate).

Errei. Errei rude, errei feio. Onde eu estava com a cabeça pra pensar que um frango com banana podia ser uma coisa boa! Em minha defesa estava escrito no menu: “Chicken with plantain rice”. Imaginei que a banana pudesse ser frita e misturada junto com o arroz. Tá, ainda assim é esquisito, eu sei. Pois é, me ferrei porque tava horrível.

O que salvou foi a entradinha, o queijo e o pãozinho – a sobremesa também estava ruim. O jeito foi afogar as mágoas (só eu fico triste quando como mal?) no vinho tinto que pedi para acompanhar, e do qual guardo boas lembranças.

Menos mal que depois as comissárias passaram oferecendo um chocolatinho da marca francesa Valrhona!

Depois do jantar foram oferecidos chá e café, além de licores para os que apreciam. Decidi descansar e consegui dormir muito bem. Acordei pouco antes do café e fiquei imaginando: agora eles vão se redimir! Mas vou deixar que a foto fale por si mesma:

Pão frio, suco de caixinha (daqueles que tem 98% de açúcar), um iogurte (esse tava bom) e um bolinho esquisito. A sorte é que eu estava prestes a pousar em Paris, onde se come bem em qualquer esquina, mas no catering a Joon deixou muito a desejar.

Comissários e equipe de solo

10

Foi um acerto da Air France/KLM utilizar o pessoal da GOL para os procedimentos de check-in e embarque. Além de já estarem habituados com o aeroporto, foram de uma simpatia sem igual e fizeram um dos embarques mais organizados que eu já vi. Nota 10.

A tripulação da Joon é exclusiva, ou seja, não é cedida pela Air France, mas foi contratada para fazer parte apenas da Joon. A equipe era muito jovem e motivada, atendendo aos pedidos com presteza e respondendo às perguntas de forma gentil. Sem reparo algum.

Programa de fidelidade

8,0

A Joon utiliza do mesmo programa de fidelidade da Air France, o Flying Blue, mas além deste programa você pode acumular suas milhas em qualquer outra empresa da aliança Skyteam e também com o Smiles, que é parceiro da Air France.

Por um lado, pra quem costuma acumular no modo tradicional é interessante que o programa seja o mesmo e com as mesmas parcerias, mas a Joon foi criada para inovar e aqui existe um grande potencial para isso.

Alguns programas de fidelidade oferecem experiências únicas ao invés de voos, ou a possibilidade de trocar suas milhas por itens do menu a bordo ou até mesmo do Duty Free. Seria interessante ver algo do gênero na Joon.

Nota final

8,3

Precisamente às 9:23 da manhã, após 8 horas e 33 minutos de voo, pousamos suavemente no Aeroporto Internacional Charles DeGaulle, em Paris. O avião estacionou numa posição remota, algo que confesso, não esperava! Mesmo assim, o desembarque foi organizado, saindo primeiro os passageiros da classe executiva, depois econômica premium e, por fim, os da econômica.

Como estava apenas com uma mala de mão fiz rapidamente o trâmite de imigração e alfândega e em menos de uma hora já estava dentro de um trem rumo à Cidade Luz.

Antes do voo eu li tudo que encontrei sobre a Joon na internet, mas não havia  nenhum relato sobre a experiência a bordo. Foi divertido entrar num voo sem ter a menor ideia do que estava por vir.

A cabine e comissários da Joon me agradaram muito, fazendo a ressalva do aperto entre as fileiras. Mas é preciso que um ajuste seja feito no catering de Fortaleza, já que o serviço de bordo decepcionou.

De qualquer forma é ótimo constatar que com a implantação do hub do nordeste o Norte/Nordeste pode em poucas horas estar na Europa, sem a necessidade de voar até Rio ou São Paulo. Longa vida à Joon!

O Melhores Destinos viajou à convite da Air France/Joon.

  • Rayner Falcão

    Legal João, parabéns pelo relato.

    Em relação ao trecho abaixo, já existe esta ligação via TAP/Condor/AE…
    “Norte/Nordeste agora pode em poucas horas estar na Europa, sem a necessidade de voar até Rio ou São Paulo.”

    • João

      Verdade, a novidade é o hub do nordeste.

  • Mark Smith

    Show de avaliação! Gostei muito! Parabéns MD pelo sucesso e pela qualidade do conteúdo! abs!

  • Deocélio Bezerra

    Muito bom relato. Mas faltou informar se a tripulação está apta para falar o português.