Avaliação da Volaris

Denis Carvalho 25 · abril · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Quem já foi ou pretende ir ao México certamente já ouviu falar na Volaris. A companhia, nascida há apenas seis anos, tem tido grande impacto na avaliação mexicana – semelhante ao que a Azul tem feito por aqui – e já voa para 20 cidades. A diferença é que a companhia tem 25% de participação da TACA, que inclusive repassou a ela dois dos  35 jatos Airbus A319 e A320 que opera – os outros são novos. Uma curiosidade é que a sociedade é também composta por dois grupos financeiros e pela Televisa – a maior rede de TV mexicana, muito conhecida no Brasil pelas telenovelas e pelos seriados Chaves e Chapolin. Voltando à Volaris, nosso leitor Rafael Carvalho voou pela companhia e escreveu um relato sobre a companhia para o Melhores Destinos. Acompanhe a seguir como foi a experiência – e sigam-nos os bons! 🙂  

Introdução 

A Volaris é uma companhia mexicana de baixo custo que voou pela primeira vez em 2006. As operações começaram tendo como base o aeroportode Toluca, uma espécie de Viracopos em relação à Cidade do México, mesmo modelo da Azul aqui no Brasil, que se estabeleceu no aeroporto de Campinas.

Viajei pela empresa quando fiz uma viagem de férias ao México em 2010, mas duas amigas voaram no ano passado e não houve mudanças nos serviços prestados, por isso o relato ainda é bastante atual. Durante meu planejamento, que incluía a Cidade do México e a região de Cancún, vi que os preços dos voos nas companhias Aeromexico e Mexicana (prestes a encerrar as atividades naquela época) eram altíssimos. Foi então que descobri a existênciada da Volaris e que ela operava voos em Puebla, uma cidade histórica a cerca de 1h30 da capital. Aproveitei então para incluir mais este destino na viagem e pegar o voo de lá até Cancún. O voo durava pouco menos de 2 horas.

Só quero deixar claro que hoje, com o fim da Mexicana, a Volaris ganhou muito espaço no aeroporto Benito Juárez, na Cidade do México, e tem voos inclusive para várias cidades americanas, entre elas Los Angeles. Alguns destes destinos são operados em parceria com a Southwest.

 

Compra

Comprei minha passagem de ida de Puebla até Cancún pelo site da própria Volaris. Foi super tranquilo encontrar a melhor data e os preços eram menos da metade em relação às concorrentes. Não tive problema algum. Poucos segundos depois, o e-ticket já estava no meu email. A cota de bagagem para voos nacionais é de 15Kg e de 25Kg para internacionais. A compra de bagagem extra pode ser feita juntamente com as passagens. No próprio site, é possível também contratar serviços de shuttle entre diversos aeroportos e cidades da região, inclusive entre Cancún e Playa del Carmen.

 

Check-in

Embora Puebla tenha cerca de 2 milhões de habitantes, o aeroporto mais parecia uma rodoviária. Os balcões de check-in eram super simples e a revista das malas eram feitas pela própria companhia aérea. Nada de raio-x! Ali na sua frente mesmo, em uma mesinha, as atendentes da Volaris abriam as malas e viam se estava tudo ok para o embarque e assim despachavam a bagagem. Apesar disso, foi bem rápido e tranquilo. A fila era pequena e o atendimento foi cordial. A partida aconteceu no horário programado, sem nenhum atraso.

Avião

A Volaris se orgulha em poder dizer que tem a frota mais jovem no México. Os 35 aviões são modelos A319 e A320, configurados em 3 assentos, corredor e 3 assentos, assim como os que estamos acostumados nas companhias domésticas brasileiras GOL e TAM. O espaço entre as poltronas também era como as das nossas empresas. E realmente o avião era novíssimo, tinha cheiro de novo.

Serviço

O atendimento das comissárias foi ótimo desde o embarque até o desembarque. Mesmo o avião estando cheio de crianças empolgadas por estarem indo para o Caribe mexicano, elas foram pacientes em atender as famílias, todas em alvoroço. Eram poucos turistas no voo, mesmo assim, ao olhar para mim, uma comissária já pensou que eu falasse inglês e me deu boa tarde neste idioma. Ao ver que eu respondi com um “buenas tardes”, ela abriu um grande sorriso. Os avisos durante o voo foram feitos em espanhol e em inglês.

 

Refeições

Apesar de ser uma companhia low cost e o voo ser de curta duração (menos de duas horas), a Volaris tinha um serviço de bordo muito bom se compararmos às companhias domésticas brasileiras, principalmente no quesito bebidas. Além de refrigerantes e sucos, havia cerveja, rum, vodka e tequila, claro. Para comer, foram servidos salgadinhos, como batatas fritas e outros chips. Quando escolhi apenas a batata, a comissária me perguntou por que eu não pegava um saquinho de chips também. Ou seja, o serviço, embora simples, era farto.

 

Entretenimento

Como forma de entretenimento, havia telas coletivas com uma programação chamada TV Volaris. Era bem interessante até, pois tinha muitas dicas de turismo em cidades mexicanas, inclusive meu destino, a Riviera Maya. Foi entregue também a revista “V”, bem parecida com as da GOL e TAM, com variedades e informações turísticas. Para um voo de apenas duas horas, foi o suficiente e não me senti entediado.

 

Chegada

A chegada no aeroporto de Cancún foi pontual e o desembarque muito tranquilo, assim como a retirada das bagagens, que não demorou mais que dez minutos. Para quem não vai ficar em Cancún, como foi meu caso, no próprio desembarque você encontra as empresas que fazem shuttle para Playa del Carmen, Tulum e outras cidades. Não tem como errar.

Conclusão

Gostei muito da Volaris. Achei uma companhia jovem, com aviões novos, bom serviço de bordo e com um ar bem simpático. O contrário da imagem de tive da Aeromexico – com a qual fiz o voo de volta -, que achei uma empresa “velha” e meio ranzinza. Na Volaris não, eles me cativaram. Indico para diversos amigos que viajam da Cidade do México para Cancún, ainda mais agora que a maioria dos voos parte do aeroporto principal da capital mexicana e não é mais preciso fazer um deslocamento longo. Tratando-se de um voo doméstico em uma empresa low cost, superou todas as minhas expectativas.

 

Agradecemos ao Rafael pelo excelente relato de viagem, que certamente será importante para outros leitores que terão mais uma opção com a Volaris em suas viagens ao México. E você? Já viajou com a companhia? Deixe sua impressão nos comentários abaixo! Se fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato com a gente pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br Você  pode conferir todas as avaliações publicadas neste post.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe