Como é voar na Uzbekistan Airways, a quarta pior companhia aérea do mundo

Denis Carvalho 28 · agosto · 2013

O ranking da revista Business Insider, com as 20 piores companhias aéreas do mundo, continua dando o que falar aqui no Melhores Destinos. Após as avaliações da Ukraine e Air Koryo, hoje trazemos a Uzbekistan Airways, mais uma integrante da famigerada lista. A companhia aérea nasceu em 1992, a partir da divisão da Aeroflot com o fim da União Soviética, e é a companhia aérea oficial do Uzbequistão. Nosso corajoso leitor Marcos Niemeyer fez dois voos com a companhia, um deles meio por acaso, já que ela possui codeshare com a Air Baltic. Acompanhe como foi a experiência: 

Avaliacao_Uzbekistan_Airways

A revista Business Insider publicou recentemente um ranking das 20 piores companhias aéreas do mundo, com base em avaliações da consultoria internacional Skytrax, que traz a Uzbekistan Airways na quarta colocação. Entre os critérios avaliados estão segurança, conforto no assento, entretenimento, limpeza da cabine, eficiência do serviço e qualidade das refeições. 

O ranking é liderado pela Turkmenistan Airlines, companhia de bandeira do vizinho Turcomenistão, considerada a pior companhia aérea do mundo pela revista, seguida pela Sudan Airways e a Ukraine International Airlines. Essa pontuação é bem discutível pois companhias proibidas de voar na Europa por razões de segurança tem colocação no ranking próximas as de low costs seguríssimas como a Ryan Air.

Pessoalmente acho bem questionável comparar companhias low cost- low fare com companhias de bandeira, principalmente nos quesitos ligados a conforto e atendimento, que deveriam ser ranqueadas separadamente, assim como as questões de segurança e manutenção e acidentes e incidentes aéreos ou número de vítimas fatais.

Companhias que voam em aeronaves novas e têm excelentes índices de segurança, pontualidade e extravio de bagagens como a RyanAir, que está colocada na 19ª posição, vêm ranqueadas próximas à sucateada Cubana em 16º lugar…Enfim, é só mais um ranking pra dar manchete em revista e cuja metodologia deve ser bem pouco científica ou baseada em opiniões de leitores.

avaliacao-Uzbekistan_Airways

O ranking é liderado pela Turkmenistan Airlines, companhia de bandeira do vizinho Turcomenistão, considerada a pior companhia aérea do mundo pela revista, seguida pela Sudan Airways e a Ukraine International Airlines. Essa pontuação é bem discutível pois companhias proibidas de voar na Europa por razões de segurança tem colocação no ranking próximas as de low costs seguríssimas como a Ryan Air.

Pessoalmente acho bem questionável comparar companhias low cost- low fare com companhias de bandeira, principalmente nos quesitos ligados a conforto e atendimento, que deveriam ser ranqueadas separadamente, assim como as questões de segurança e manutenção e acidentes e incidentes aéreos ou número de vítimas fatais.

Companhias que voam em aeronaves novas e têm excelentes índices de segurança, pontualidade e extravio de bagagens como a RyanAir, que está colocada na 19ª posição, vêm ranqueadas próximas à sucateada Cubana em 16º lugar…Enfim, é só mais um ranking pra dar manchete em revista e cuja metodologia deve ser bem pouco científica ou baseada em opiniões de leitores.

Um Ilyushin da Uzbekistan Airways
Um Ilyushin da Uzbekistan Airways

Compra

Não posso avaliar como é feita a aquisição de bilhetes domésticos, pois foi feita pela operadora local que organizou toda a viagem. O site oficial http://www.uzairways.com/ é apenas em russo e não deve funcionar muito bem. Os cartões de crédito são praticamente desconhecidos no Uzbequistao. Entretanto, existe uma versão em inglês com cara de operadora autorizada, onde a compra com cartões é possível (http://www.uzbekistanairways.uk.com/ )

Primeiro voo

No primeiro voo que fiz, doméstico, entre a capital Tashkent e Bukhara, a terceira cidade do país, durou 50 minutos e foi pontual. Nos aeroportos do Uzbequistão (assim como na estação de Trem de Tashkent onde se toma o trem de alta velocidade Afrosilab) só passageiros podem entrar nos terminais.

Acompanhantes, guias, familiares, táxis, ônibus, só chegam a uma cerca de uns 100 metros de distância. Também nas chegadas, as pessoas têm que esperar ao relento, faça chuva, sol ou neve, e sem informação sobre as chegadas, atrasos etc. Também os passageiros devem levar suas bagagens sozinhos e ao relento para e desde o terminal, por supostas razões de segurança. Na cerca-limite são checados passaportes e passagens (ao que me pareceu os uzbeques usam passaporte para viajar dentro do país!). Na entrada do terminal é feita a primeira inspeção de bagagem (raio X) e a segunda de documentos.

Uzbekistan

O check-in foi rápido e seguido de nova conferência de documentos e inspeção de bagagem. O voo decolou e pousou no horário previsto. Desembaraço de bagagens também rápido, até porque era o único avião no pátio do aeroporto em Bukhara. Infelizmente não é permitido fotografar nos aeroportos e estações ferroviárias e do Metrô de Tashkent.

embarque em Tashkent
Embarque em Tashkent

O voo realizado em um Boeing 757 com bancos gastos e assentos afundados e encostos com incômodas barras ressaltadas era atendido por comissárias contemporâneas aos finados aviões Ilyushin, e bem pouco simpáticas.  O aparelho obviamente não tinha nenhum entretenimento. Uma revista de bordo antiga talvez pudesse ser considerada neste quesito. Foi servido apenas água e um refrigerante tipo Crush, ainda antes da decolagem. Parecia que vinha algo depois, mas não veio.

Segundo voo

O segundo voo foi um pouco mais digno de nota. O percurso, que também dispõe de classe executiva, entre Tashkent e Riga (Letônia) tem duração de 4:45  foi também uma surpresa, em vários sentidos. Primeiramente porque a aquisição do bilhete foi feita no site da Air Baltic, que não me avisou que voaria em codesharing com a cia uzbeque e que justamente meu voo de volta seria feito em aeronave daquela companhia.

Embarque
Embarque

O check-in foi ágil mas o embarque em Tashkent é sofrível. Os embarques internacionais são feitos em outro terminal, distante do terminal doméstico citado anteriormente, mas os procedimentos de embarque são iguais. Apresentação de passaportes verificação de passagens e boarding cards tem grandes filas ao contrário do voo doméstico. O voo saiu pontualmente, e chegou.. o que já é uma grande coisa. É provavelmente um “filet” da companhia, pois tinha destino final Nova York e apenas fazia escala em Riga.

cabine 767 uz airways TAS RIX

Foi realizado em um Boeing 767 antigo, com configuração 2-3-2 assentos por fila, não dispunha de entretenimento a bordo (os monitores apenas mostravam mapas descorados de difícil visualização), mas oferecia mantas e travesseiros (coisa que a Air Baltic, no mesmo voo não oferece) e serviço de bordo grátis (pago à parte na Air Baltic).

Logo antes da decolagem serviram bebidas (refrigerantes, sucos, vinhos branco e tintos de marcas desconhecidas),  e meia hora depois um café da manhã bastante razoável que poderia ser considerado um almoço pois incluía prato quente (arroz, bolo de carne e ervilhas) salada de pepino e tomante, além de pão, frios, queijo, requeijão manteiga, um mini-hambúrguer, abacaxi em calda, bolo, apricots secos, chá e café (péssimo. mas alguém já tomou um café descente na classe econômica de alguma companhia?).

café da manha TAS RIX uz airways

O voo da Uzbequistan não foi ruim e teve serviço bem superior ao da sua parceira de codeshare para o mesmo trecho, que por ser low cost, só oferece serviços pagos ou não oferece.

 

Instruções de segurança
Instruções de segurança

Avalio o voo como bem melhor que o oferecido, por exemplo, pela GOL, entre São Paulo/Rio e os Estados Unidos e que tive oportunidade de experimentar (na verdade para Santo Domingo, com aeronaves pequenas para a rota, igualmente sem entretenimento de bordo e com um lanche bem ruim, só ganhando da companhia uzbeque com relação à frota, bem mais nova, e comissários idem, e consequente segurança dos aviões.

As tarifas da Air Baltic são bem mais baratas que as praticadas diretamente pela Uzbequistan Airways ou companhias europeias inclusive as russas que voam para lá.

Não houve nenhum contratempo no restante do voo nem na chegada a Riga. As bagagens chegaram em ordem. Como disse, o voo tinha como destino final Nova Iorque e a maioria dos passageiros seguiu viagem. Eu ainda teria uma espera de muitas horas pela conexão da Air Baltic para Frankfurt, de quem comprei o bilhete.

Conclusão

Apesar de não ter comprado este trecho da Uzbequistan (comprei da Air Baltic que voa em codeshare com a Uz) recomendaria os serviços da companhia se o preço fosse conveniente. Se eu tivesse comprado direto deles e não da Air Baltic seria bem mais caro, assim como outras opções melhores para se chegar a Tashkent com companhias europeias, inclusive russas.

O avião, apesar de velho. não apresentou problemas e o serviço foi bem melhor que os nossos voos domésticos e com a própria ida com a Air Baltic, que como low cost, não dá nada de graça.

Não conheço os critérios do ranking da Business Insider nem sua metodologia, mas acredito que a má fama da Uzbekistan se deve a um histórico de acidentes com os velhos aviões russos, herdados da Aeroflot, que ao que parece não são mais utilizados nos voos internacionais. Pessoalmente não ligo pra este tipo de riscos… morrer num acidente aéreo ainda é uma das menos piores mortes disponíveis no mercado rs.

Avaliacao-Uzbekistan_Airways1

 

O serviço de bordo certamente não foi pior do que o da maioria das companhias ranqueadas. Como consumidor interessado em tarifas menores, não compraria diretamente com a Uzbequistan, repetiria a compra com Air Baltic podendo ou não voar no equipamento da UZ, e pesquisaria alguma das companhias russas.

Agradecemos ao Marcos por esta excelente avaliação, que certamente foi muito interessante mesmo para quem não tem planos de voar ao Uzbequistão.E você? Já voou com a Uzbekistan? O que acha dessa lista das piores do mundo? Deixe sua opinião nos comentários e participe! Se você fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br Você pode conferir todas as avaliações publicadas pelo MD neste post. Não deixe de conferir também nosso Guia de Companhias Aéreas, com dezenas de avaliações e notas dos leitores.

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Muito bom, adoro relatos!

  • Jose Marai de Freitas Fernandes

    Parabéns pelo relato, é sempre bom conhecer companhias que, como neste caso de code-share não informado, podemos acabar dentro de um de seus aviões.

    Só um esclarecimento a título de informação. Foi mencionado que os uzbeques usam passaportes para viajar dentro do país. Na verdade, isto é um resquício da União Soviética. Praticamente todos os países que compunham o bloco adotam este modelo de identidade, que leva várias informações da pessoa e é válido para a vida toda. Falo com conhecimento da Ucrânia, que segue o mesmo modelo. Este passaporte precisa ter uma nova foto pregada nele a cada 10 anos, como forma de atualização. Se a pessoa se casa, esta informação também consta lá. Em geral, todas as pessoas tem uma residência fixa, mesmo que more de aluguel em outra cidade, e este endereço fixo também consta lá. Tudo deve ser parte da forma de controle que a União Soviética fazia e os países não mudaram.

    Para viagens internacionais, eles tem outro passaporte, que segue o padrão mundial, mas em geral, sem muita segurança, como os nossos passaportes.

    • Carlos Alberto Santos

      Só complementando a excelente informação do colega, esses Passaportes Nacionais utilizados em boa parte (senão todos) os países da antiga União Soviética também tem um papel similar ao da nossa carteira de trabalho, onde são anotados os dados sobre os empregadores.
      E em alguns países adotaram uma carteira de identidade mas que ainda assim tem informações sobre o endereço da pessoa (caso da Rússia e Vietnam por exemplo).

    • Guasca

      Aqui ao lado na Argentina eles usam um documento que é um livrinho tb, o DNI, onde constam todos os dados, como endereços, casamentos, filhos, essas coisas…. Não te, nada a ver com passaporte.
      e eles tb tem a Livreta de matrimonio, que é um livro maiorzinho onde consta tudo tb.

      Ou seja, não só países comunistas usam essas coisas.

      • Diga-se de passagem, muito decente, digno de um país europeu. A certidão de nascimento deles, argentinos, comparada com a nossa, que parece uma folha de jornal, é muito organizada e elegante. Lá consta não só os dados de nascimento da pessoa, como registros de fatos ocorridos em toda sua vida, como disse o colega acima! Confirmo o que foi dito pelo Guasca!

  • Rodrigo Dias

    Puxa vida, heim… Tá fraco de promoção…

    • Dênis Colli

      Se você estiver acompanhando os jornais e o MD sabe que a alta do dolar, confrontos no oriente, retirada de moeda estrangeira da economia brasileira, situação politica etc tem contribuido para "novos patamares" de preços e promoções…
      Talvez demore um pouco para as coisas voltarem ao que consideravamos normal ha 3meses atras

  • Dênis Colli

    Acho que para uma low-cost o serviço de bordo e aeronave foi bem satisfatorio…
    Considerando a RyanAir que não possui serviço algum alem de cobrar para usar o banheiro…
    Os 757 e 767 são bem confortaveis, mas estes não parecem nada confortavel…

    • guilherme a

      A ryanair não cobra para se usar os coletes.

      • guilherme a

        Haha, maldito autocorrect. Quis dizer toaletes.

  • Denis Carvalho

    Apenas um comentário sobre café em companhias aéreas…
    Não sei se tiver sorte, mas ano passado tomei um delicioso em um voo doméstico da LAN entre Santiago e Puerto Varas! rs

    • Dênis Colli

      Colombiano também é excelente!
      Inclusive quando você voa Business na Avianca/Taca ganha um pacote do Café Colombiano

      • Denis Carvalho

        Vi nas fotos aqui e esse da LAN era colombiano, Juan Valdez. Excelente!

  • marcelo

    que relato ruim e cheio de preconceitos. faltam dados concretos e sobram achismos infantis sem nenhum embasamento. lamentável.

    • Leonardo

      você poderia ir até lá! faz um relato enorme cheio de "dados concretos" que iremos adorar!! Se quiser ficar por lá também não fará falta… 🙂

      • Raphael Rubini

        Mandou bem demais… Por isso adoro o MD… Sem rodeios

  • "Avalio o voo como bem melhor que o oferecido, por exemplo, pela GOL, entre São Paulo/Rio"

    Vejam a que ponto nossa bela GOL chegou. Perde até para os uzbeques.

  • George

    Igualzinho a nossa Gol, Low Cost em refeições atendimento, e Ultra High Price nas passagens…….

  • Thomas H.

    Eu achei o relato bom e curioso. Mas sinceramente preferia ver um relato de uma cia aerea mais "utilizavel" por assim dizer, já que são poucos brasileiros que vão pra esse quistão… eu sei que tem mta gente que mandou relatos e estão esperando a publicação.

    • Dênis Colli

      Thomas acredito que todas as avaliações de cias aéreas são válidas… Seja das cias mais conhecidas ou das até então desconhecidas…
      Se irá servir para muitos leitores, vai depender do gosto e vontade de conhecer destinos diferentes dos triviais "Miami, NY, Londres e Paris"

    • Thiago Oliveira

      A maior parte das "cias aereas mais utilizáveis" já possuem relatos publicados aqui no MD, só fuçar por aí…
      De minha parte, sempre me divirto com os relatos publicados =D

    • Denis Carvalho

      Thomas, toda vez que recebemos um relato nós o colocamos em uma planilha de acordo com a data de chegada, pois para nós todos são importantes e respeitamos a ordem de chegada, exceto em casos muito especiais. Mas todos são publicados. 🙂

      • Thomas H.

        Olá Denis, obrigado pelo esclarecimento! Nada contra o relato, que está muito bom, mas estranhei um pouco porque as 2 ultimas publicações foram de cias. meio desconhecidas (Uzbekistan e Hong Kong Airlines). Continuem com o excelente trabalho! Abs

  • Parabéns pelo texto e disposição de nos mostrar essa cia. desconhecida. Nessa daí não pretendo viajar 🙂

  • Muito legal, sempre é bom conhecer um pouco das cias que voam pelo mundo. Parabéns!

  • Oscar Luiz

    Isso é para provar que tem brasileiro no mundo todo!

  • Eduardo

    Não gostei do relato…

  • Porangaba da Amizade

    A Gol não tá na lista das 20?
    perdeu a credibilidade.

  • Vitor

    A companhia pode até não ser grande coisa, mas tem um grande mérito: fazer uma aeronave bonita com essas cores.

  • se tivesse tempo, pediria para meu tio escrever os relatos das cias aereas que ele utiliza. ia ser mto enriquecedor, afinal, ele viaja 300 dias por ano. so ai dar o reviu do seu Divaldo!

  • beto

    comentar que as comissárias (os) são rabugentas, mal-educadas, antipáticas ou pouco prestativas é interessante pois assim teremos una ideia do tipo de serviço que receberemos.
    já comentar que são velhas – como se isso fosse por si só negativo – é apenas preconceituoso. e isso apareceu duas vezes no texto.
    comissários (as) são profissionais que estão ali para prestar serviços durante o voo e, no caso de uma emergência, orientar os passageiros como proceder.
    sinceramente, eu prefiro mil vezes uma comissária com 25 anos de carreira e que já está literalmente "velha" de saber como lidar com isso, do que uma novinha que corre o risco de travar na hora e atrapalhar, ao invés de ajudar.

  • Jean

    Gostei da parte que você diz que ganha da Gol nas rotas SP-RIO e Estados Unidos. kkkk
    E aí GOL, "não tá fácil pra ninguém hein companheiro"? kkkk

    abraços

  • Danilo

    Só pra esclarecer, o ranking da BI expressamente fala que o que levam em conta é a "unpleasant in-flight experience". Ou seja, ele é feito com base na experiência de vôo (conforto, etc.), o que explica a classificação da Ryanair junto com outras companhias menos seguras.
    Eles deixam isso bem claro no terceiro parágrafo do texto…
    Existem outros rankings baseados em segurança de vôo, e salvo engano a "campeã" é a Cia. da Coreia do Norte, que já foi comentada aqui no MD.

  • Mariana G.

    Adoro ler os relatos dos viajantes aqui no MD, aliás quanto mais estranha ou desconhecida for a companhia aérea, mais eu gosto!

    • Denis Carvalho

      Somos dois. Um leitor prometeu enviar um relato da Lufthansa que vai ser sensacional. Não vou dar detalhes para não estragar a surpresa, mas estou ansioso para que nos mande logo!!!

  • Fabio

    Lembrem-me de riscar o Uzbequistão da lista de destinos.

    Mas justiça seja feita, comi em um restaurante de comida uzbeque em Moscou e foi muito bom !

  • Acho essa seção do site a mais interessante (Promoção a parte, claro)!

    Ótimo relato.

    Parabéns!

  • Carlos

    O que eu percebo aqui ainda é o complexo de GOEBELS ! Foi da antiga URSS não presta! O que não bate com as fotos. Vemos aeromoças novas, quando o cara diz que são velhas! Aviões supostamente velhos, mas que aparentemente, pelas fotos mostradas, são novos! Comida que não presta, mas eqüivale a um almoço. Vinho desconhecido – nem podia, o cara nao é do uzbequistao! – mas que aqui não servem nem cerveja, quem dirá vinho! Aeroporto que não pode fotografar – mentira- aparece um pedaço do aéroporto e aparenta ser bem moderno. O que faz supor que o cara é quem não quis fotografar pra não passar por mentiroso! Na descida do avião tem uma escada em forma de sanfona bem moderna. Em resumo, parece ser, me perdoem, uma coisa bem orquestrada, quando o assunto é ex União soviética. Parece até que a esquerda acredita mais que o comunismo acabou que a própria direita,ba qual afirma sua extinção com tanta certeza! Sem falar na pixação quando se refere à Aeroflot. A aviação russa é, ate a presente data, uma das mais modernas do mundo. Tem fabricado inclusive caças modernissimos, os quais têm sido exportados para todos os cantos do mundo! Não acreditei em quase nada no que este cidadao falou. Parece que eu já vi esse filme…

  • Felipe Fischer

    Já tive experiências bem piores com a TAM:
    Avião velho e sujo, mal atendimento, comissários que não falavam inglês, coca ou água como refeição a bordo ou quando muito, bolacha água e sal ou aquele sanduíche mofado deles.
    Voo atrasado, aeronave com problema entre outras coisas…

    Sem contar o histórico de acidentes da TAM…

  • Adoro esses relatos, me ajudam a saber em quais companhias aereas nao devo apostar um centavo! 😀

  • Marcos Lira

    Já fui em um vôo da Tam para NY em 767 que sinceramente não acreditei que chegaria lá. Em um outro vôo de Santiago do Chile para o Brasil, também pela Tam, não havia o menor apoio para a minha esposa que estava de cadeira de rodas. Em um outro de NY para o Brasil, a funcionária da Tam não sabia como mudar a hora do meu embarque. Enfim, acho questionável esta classificação, pois acho que a Tam deveria figurar pelo menos entre as 10 piores.

  • Willian

    Amo ler estes comentários, mas fico imaginando o que o colega leitor foi fazer por aquelas bandas. Quisera eu ter tempo e dinheiro pra ir em um lugar destes.

    Sobre uns comentários acima, no meu primeiro vôo pela delta pra ny, a chefe de cabine, americana, tinha no mínimo uns 65 anos. Muito simpática e prestativa!

    Abraço

  • Margareth

    O Último vôo que peguei da Gol, Curitiba/São Paulo, não serviram nem água.

    • Comigo também, em maio fiz o trajeto Bauru > Curitiba com a Azul (Bauru, escala em Marília (ATR-72), conexão em Viracopos, com Embraer-195), e nos dois trajetos tinha o lanche padrão da Azul. Já na volta, por causa de horários, fui de Gol (Curitiba > SP – Congonhas (737-800), depois conexão para Bauru – 737-700), e nos dois trechos nem água, tudo pago (mas não paguei). Ano passado até serviram alguma coisa neste mesmo trecho pela Gol, agora não mais.

      • Pedro

        Pior que viajo bem no trecho Bauru / Congonhas pela GOL e a um ano e pouco ganhávamos água (um copo só, dois não podia) e hoje nem isso.
        Daqui a pouco vai ter taxa de uso no banheiro…caixinha com furo para as moedinhas, kkkkkk
        BRASIL né gente!!!!!!

  • Legal o relato. Só que tem duas partes duplicadas lá no começo, se puderem excluir ficará melhor. Excluir de "O ranking é liderado pela Turkmenistan Airlines," até "cuja metodologia deve ser bem pouco científica ou baseada em opiniões de leitores.", perto da foto do Ilyushin.

  • livia

    A foto da parte de dentro do aviao é da korko.