Como é voar na US Airways

Denis Carvalho 2 · fevereiro · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Com sede no Arizona, a US Airways é a sexta maior companhia aérea norte-americana e oferece voos diretos do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro,  ao aeroporto de Charlotte, na Carolina do Norte, com conexões para diversos destinos americanos. A bordo de seu Boeing 767, nosso leitor André Ossamu Mori e sua família chegaram aos Estados Unidos para a festa de fim de ano e aprovaram os serviços da empresa, que é membro da Star Alliance. Acompanhe no relato a seguir os detalhes de como é voar na US Airways e confira se vale a pena inclui-la em sua próxima pesquisa de preço!

 

Informações Gerais da viagem/Compra

No segundo semestre do ano passado, eu e minha família decidimos passar o Natal e Ano Novo nos Estados Unidos com a minha irmã que mora em Richmond/VA. A pesquisa e a compra foram feitas via agência de viagem (Tentei procurar promoções no Melhores Destinos, mas não tinha nada para o nosso destino). Nesta, a passagem com a melhor tarifa foi pela US Airways.  A companhia usa o aeroporto do Galeão para os voos para os EUA, sendo assim o meu trajeto seria: São Paulo > Rio de Janeiro > Richmond.

Meus voos foram:

Ida

SP (CGH) – RJ (GIG) – GOL Voo 1388
RJ (GIG) – Charlotte (CLT) – US Airways Voo 801
Charlotte (CLT) – Richmond (RIC) – US Airways Voo 3702

Volta

Richmond – Charlotte – US Airways Voo 3903
Charlotte – Rio de Janeiro – US Airways Voo 800
Rio de Janeiro – São Paulo – GOL Voo 1394

 

Check-In

Um dia antes da viagem, tentei fazer o check-in do trajeto da GOL pela internet, mas não foi possível. A informação era de que por se tratar de um voo interline o check-in só poderia ser feito diretamente no balcão. Uma vez no aeroporto, não tive problema algum e a minha bagagem foi despachada até o destino final (não precisei retirar no aeroporto do RJ). Para mim foi surpresa, já que a US Airways faz parte da Star Alliance, diferente da GOL.

No check-in da US Airways os funcionários foram bem atenciosos e tudo foi feito rapidamente e sem maiores problemas. O embarque ocorreu no horário programado, mas por algum motivo (nenhuma explicação foi dada pelo comandante e/ou comissários), o avião ficou 30min além do horário parado no portão. Ao todo, o voo partiu com 1 hora de atraso (23h55 era o previsto).

Avião / Entretenimento

A aeronave utilizada foi um 767-200, com a configuração 2/3/2 na classe econômica. O espaço entre as poltronas era de 78cm e a largura do assento era de 43cm, os mesmos do Airbus A319/A320 utilizados pela TAM. No assento havia um travesseiro e cobertor à disposição. Por ser um avião mais antigo, não havia monitor individual e além dos canais de áudio, passaram o filme Capitão América. Além disso, distribuíram um jornal norte-americano aos interessados.

Serviço

Os comissários eram americanos, atenciosos, respondendo às dúvidas e havia uma que era falava em português e repetia todos os avisos da chefe de cabine e do comandante.

Refeições

No voo foram servidas duas refeições. Para o jantar, eram duas opções: carne ou massa. Escolhi a carne que vinha com arroz e legumes cozidos. De entrada havia uma salada de alface, tomate e pepino, um pão e de sobremesa um mini-brownie. As opções de bebida eram água, sucos (laranja e maçã), refrigerantes (coca, coca diet, Sprite e ginger ale). Após o jantar ainda serviram café e chá.

No café da manhã também eram duas opções (sanduíche de queijo/presunto ou bolo doce) servidas com uma porção de fruta (pêssego em calda) e um biscoito. As opções de bebida eram as mesmas do jantar.


Incidentes

A US Airways cobra US$ 10 pelo fone de ouvido, então quem pretende assistir o filme ou ouvir os canais de música, é melhor levar o fone de casa pois o preço é salgado.

Outro ponto negativo é que na manhã os lixos dos banheiros estavam cheios e havia papel espalhado pelo chão inteiro do banheiro. Acredito que os comissários poderiam ter sido mais atenciosos e ao menos recolhido do chão.

 

Chegada

A chegada foi pelo aeroporto de Charlotte. Foi a primeira vez que entrei nos EUA por este aeroporto e gostei muito. O aeroporto tem um terminal, 5 asas e a maior parte dos voos são domésticos. Nosso voo era o único internacional quando pousamos e isso deixou o processo da imigração bem tranquilo. Algo que vale destacar é que na fila haviam duas funcionárias da imigração nascidas no Brasil e auxiliavam os passageiros que tinham dúvida com os formulários e/ou o inglês. Não lembro de ter visto isso nos outros aeroportos americanos e facilita muito aos que não dominam o idioma.

Como o voo saiu do RJ com atraso, perdemos a conexão, mas após pegarmos as malas já havia um balcão da empresa e fomos acomodados no voo seguinte.

Este foi um voo curto de uma hora e a aeronave utilizada foi um Bombardier Canadair CRJ, um avião pequeno, algo bem comum em voos regionais nos EUA, com configuração 2 / 2. O espaço para bagagens é pequeno e àqueles que viajam com bagagem de mão maiores as deixam no finger para serem colocadas no compartimento de bagagens do avião. Essas bagagens são devolvidas no finger do desembarque e não na esteira de bagagens despachadas. Neste voo foi servida somente bebida (água, sucos, refrigerantes, café e chá).

Na chegada ao destino final as malas dos meus pais e meu irmão não chegaram. Elas ficaram no aeroporto de Charlotte. O atendimento no aeroporto foi excelente e a empresa entregou as malas na casa da minha irmã no horário combinado e as malas em perfeito estado.

Dicas

 O aeroporto de Charlotte apesar de pequeno é completo, com diversas opções de restaurantes, livrarias, lojas e Wi-fi grátis em todas as áreas do terminal.

Conclusão

 A experiência de voar pela US Airways foi bem positiva e vou usá-la novamente assim que possível. Além do preço, o ponto forte dela é utilizar o aeroporto de Charlotte (bem mais tranquilo que NY, Miami, Dallas/Fort Worth, etc. e com conexões para todas as regiões dos EUA. A maioria dos passageiros do meu voo tinha conexão para Orlando). A parte de entretenimento pode melhorar, mas como o voo (tanto a ida quanto a volta) decola no final da noite e pousa logo ao amanhecer, a maior parte dos passageiros passa o voo dormindo.

 

Agradecemos ao André  por este excelente relato que certamente será bastante útil para todos os leitores. E você? Já voou pela US Airway? Tem alguma dica sobre a empresa? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Se quiser fazer uma avaliação de alguma empresa aérea ainda não avaliada aqui no Melhores Destinos entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br. Teremos prazer em publicá-la!

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe