Como é voar na Transavia, a low cost da KLM

Redação 5 · julho · 2013

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Para quem quer economizar, é impossível viajar pela Europa sem voar com alguma companhia low cost low fare. Elas estão espalhadas por todo o continente, com suas tarifas atrativas, mas nem todas são iguais, por isso é bom ficar atento. Hoje, apresentamos a Transavia, uma low cost holandesa do mesmo grupo da KLM. Nosso leitor Élder Montes Rodrigues voou com a companhia e preparou um relato detalhado sobre seus pontos fortes e fracos. Se pretende incluir Amsterdã ou  outra cidade holandesa no próximo roteiro não deixe de ler!

Avaliacao-transavia-capa

A Transavia é uma companhia low cost que opera como parte independente do grupo KLM-Air France, tendo como principais bases os aeroportos de Amsterdam Schiphol, Roterdam/Den Haag, Eindhoven e Paris Orly. Fundada em 1966, foi crescendo consideravelmente e foi comprada pela KLM em 1991 (80% das ações) e em 2003 (20% restantes), antes da fusão com a Air France. Tem uma frota de 33 Boeings 737-700 e 737-800 e opera principalmente na Holanda, França, Itália, Espanha, Grécia, Portugal, Turquia, Marrocos, Alemanha e Áustria. Opera nos cinco grandes aeroportos holandeses (Amsterdam Schiphol, Roterdam/Den Haag, Eindhoven, Maastricht e Groningen) para vários destinos europeus e alguns na África e Oriente Médio. A Transavia também opera voos de passageiros da KLM que fazem conexão em Amsterdam para voos intercontinentais. Apesar de low cost, não apresenta muita concorrência com a Ryanair principalmente pelo fato de a companhia irlandesa não operar em Schiphol, e estas não possuírem muitos trechos em comum.

Transavia-avaliacao

Compra

Comprei o voo Valência (VLC) – Amsterdam Schiphol (AMS), voo HV 6332, com cerca de dois meses e meio de antecedência por 45 euros (preço inicial do trecho) sem bagagem de porão. Os preços da Transavia não chegam a ser como os da Ryanair ou da EasyJet, mas no meu caso valia mais a pena, já que os preços de voos para os Países Baixos saindo de Valência pela Ryanair estavam entre 30 e 40 euros (além das taxas de administração do cartão de crédito de 6 euros que eram cobradas na Ryanair, que agora estão reduzidas para 2% do valor da passagem) e não iam diretamente a Amsterdam, e sim a Eindhoven, onde ainda seria necessário pegar um trem que custaria cerca de 20 euros para chegar a Amsterdam.

O site da companhia é fácil de ser usado e apresenta a vantagem de ser mostrado no próprio calendário os dias em que os preços dos trechos estão mais baixos. Ao realizar a compra eles não tentam, como a Ryanair, vender até a própria mãe por 5 ou 10 euros, a compra é muito tranquila, mostrando os extras que podem ser adquiridos mas sem as pegadinhas da Ryanair. Assim que a compra é feita, um comprovante da compra é gerado e deve ser apresentado durante o check-in.

Transavia-avaliacao5

Assim como as outras low cost europeias, o passageiro só temos direito à bagagem de mão, no caso da Transavia, de até 10 kg e dimensões 55 cm x 35 cm x 25 cm. Bagagem adicional pode ser adquirida durante a compra ou depois.

Check-in

O único pequeno problema que tive com a companhia. Como todos os passageiros devem fazer o check-in no balcão, a fila estava relativamente grande e só havia duas pessoas trabalhando nos balcões, esperei cerca de 40 minutos para ser atendido. Um diferencial é que recebemos o cartão de embarque com o assento marcado, como ocorre nas companhias tradicionais.

Tive medo que me pedissem que colocasse minha mochila de camping na temida caixinha onde ela teria que caber para ser aprovada como bagagem de mão (a mochila estava com medidas além das permitidas e estava com cerca de 12 kg), não sei se por sorte ou por amabilidade dos empregados da empresa, não me foi pedido para colocar a mochila na caixinha e ainda me ofereceram despachar gratuitamente minha mochila, já que o voo não estava cheio, e aceitei, para não ficar rodando pelo aeroporto com 12 kg nas costas. Minha mochila foi pesada e mesmo assim não tive problemas com seus 12 kg (já tinha os vários casacos prontos para serem tirados da mochila e colocados no corpo, o que eu e meus amigos chamamos de Ryanair boarding style).

Voo

O embarque foi rápido e sem problemas, o voo não estava muito cheio. O espaço de bagagem era maior que das demais companhias e não precisei comprimir minha mala para que ela coubesse.

Avaliacao-voo-transavia

Os atendentes eram muito simpáticos e todos holandeses, com um inglês perfeito (como quase todos os holandeses), não sei se eles sabiam espanhol, mas creio que há uma grande possibilidade de falarem, já que os holandeses em geral têm um grande nível de fluência em línguas estrangeiras.

 

Transavia-interiorO avião estava impecável de limpeza e cheirava muito bem, as poltronas são mais confortáveis que as da Ryanair e EasyJet, podendo reclinar ligeiramente, e os espaços entre fileiras era maior (notei bem a diferença porque tenho 1,84 m). A visão geral do interior do avião é mais límpida, em verde e cinza claros, em comparação ao amarelo e azul bregas da Ryanair.

Um problema que percebi foi a falta de informação em outras línguas, as informações de segurança eram dadas em vídeo com áudio em holandês e legendas em inglês, e informações adicionais eram dadas às vezes só em holandês. Como o voo saía da Espanha creio que as informações também deveriam ter sido dadas em espanhol, língua que não foi utilizada em nenhum momento durante o voo.

A alimentação também é comprada (cheguei a pensar que poderia haver um lanche grátis já que a Transavia opera voos da KLM para passageiros em conexão). Os comissários, porém, não parecem vendedores de rua que ficam te empurrando comida, perfume, cosméticos, raspadinhas e cigarros como ocorre na empresa irlandesa.

Transavia-avaliacao4

O voo chegou no horário previsto e o desembarque ocorreu com muita calma no aeroporto de Schiphol, que é, até agora, o melhor aeroporto onde já estive.

Visão geral

A Transavia é a melhor companhia “low cost” que já viajei, considero meu voo VLC-AMS melhor que um voo BH-Rio da Gol, os aviões são confortáveis, a tripulação simpática e prestativa. E tem como vantagem fazer voos de vários destinos (Portugal, Espanha, França, Itália, Grécia, Turquia, Egito, Marrocos, Emirados Árabes, Áustria e Chipre) para o aeroporto de Amsterdam, que é muito perto da cidade e que não tem voos da Ryanair.

Transavia-aeroporto

Agradecemos ao Élder por acrescentar a Transavia à lista de companhias aéreas avaliadas aqui no MD, com este excelente relato. E você? Já voou com a companhia? Deixe suas impressões nos comentários! Se você fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br Você pode conferir todas as avaliações publicadas pelo MD neste post. Não deixe de conferir também nosso Guia de Companhias Aéreas, com dezenas de avaliações e notas dos leitores. Ah, se quiser saber mais sobre viagens de baixo custo leia nosso guia sobre low costs europeias.

Nota: todas as imagens usadas neste post são de divulgação da Transavia

 

Autor

Redação - redacao