Avaliação da Swiss

Leonardo Marques 3 · abril · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Swiss International Airlines é a maior companhia aérea da Suíça e figura sempre na lista das melhores companhias aéreas da Europa. Com voos diários de São Paulo a Zurique, ela oferece conexões para 48 destinos europeus. No mundo todo, a companhia opera  72 destinos em 39 países entre Europa, Oriente Médio, Ásia, África e Américas, com uma moderna frota de 88 aeronaves. Parte do grupo Lufthansa, a companhia é membro da aliança global Star Alliance, permitindo o acúmulo de milhas no programa Miles&More ou em programas de dezenas de companhias parceiras.O leitor Ricardo Sartorelli foi conferir de perto os atributos da empresa e ficou bastante satisfeito com seus serviços – da cordialidade e atenção da tripulação aos saborosos chocolates suíços servidos em todos os voos. Acompanhe a avaliação detalhada que ele fez de sua viagem com exclusividade para os leitores do Melhores Destinos:

 

No final do ano 2011 estava acompanhando todas as promoções de passagens aéreas aqui pelo Melhores Destinos e babando com cada uma que surgia. Uma melhor que a outra.

Além de acompanhar por aqui costumo sempre dar uma pesquisada a mais
pelos sites Decolar, Submarino Viagens e
Rumbo, sempre em busca de alguma outra promoção que porventura tenha passado despercebida.

No início de dezembro vi alguns posts sobre promoções para Europa aqui pelo site e iniciei minhas pesquisas, já que entraria de férias junto com o carnaval.

Pensei comigo: já que posso viajar a partir de 17/02/2012 a noite começarei por esta data e o retorno em 10/03/2012, destino: Milão, na Itália, onde começaria um grande tour de norte a sul do país.

Para sair daqui em 17 ou 18 de fevereiro os preços estavam uma verdadeira fábula,  por ser início de carnaval, com as menores tarifas a partir de R$ 2.100 sem as taxas de embarque. Dei preferência para partir do Brasil em 19/02 e retorno, a princípio, em 07/03, o menor preço era TAM, num voo direto de Guarulhos a Milão. Preço: R$ 1.720 com as taxas de embarque inclusas.

Resolvi procurar nos sites mencionados acima e encontrei a menor tarifa pela Swiss International Airlines por R$ 1.744, já com as taxas inclusas e justamente nas datas que eu queria: ida em 19/02 e retorno em 10/03, chegando ao Brasil na manhã do dia seguinte. Não hesitei e comprei pois já havia voado pela Swiss em 2004 e a companhia é excelente, além da oportunidade de dar uma voltinha pelo centro de Zurich, onde é o hub da empresa.

Check-in

Chegou o grande dia, tudo planejado e pronto para viajar. Fui para o aeroporto de Cumbica já com o check-in feito pela web. O voo partiria as 20h30, cheguei ao aeroporto às 17h20, horário com boa folga para os procedimentos, por se tratar de um voo internacional.

Como fiz o web check-in fui direto à fila de despacho das bagagens. Havia um balcão para atendimento First Class, dois balcões para atendimento Business Class, um balcão para atendimento Web Check-In e três balcões para atendimento Economy, este último, naquele momento, operando com apenas um balcão, devido a ter poucos passageiros naquela hora.

Fui chamado às 17h27: 7 minutos de espera para ser atendido. O despacho foi realizado em quatro minutos, sendo liberado as 17h31. Achei bem rápido e a atendente foi muito simpática. Brincando comigo me
perguntava indignada porquê eu não iria parar na Suíça, que eu não sabia o que estava perdendo…
As bagagens foram despachadas diretamente para Milão.

Nota: 9

Embarque

Cheguei ao portão de embarque faltando uma hora para início do procedimento e escutei meu nome sendo anunciado no sistema de som. Fui ver o que era e, para a minha surpresa, era a mesma simpática garota que
despachou as minhas bagagens querendo me fazer uma proposta.

Primeiro pensei comigo: deu overbooking e irá me oferecer para ir no dia seguinte. Para minha surpresa ainda maior, ela disse que precisava colocar uma família inteira na fileira em que eu estava e o meu assento resolveria o problema. Para isso, ela estava me oferecendo outra poltrona, trocando do 31A para 30K,que era uma janela na saída de emergência. Aceitei de imediato e agradeci imensamente, pois tenho 1,88 m de altura e seria bem mais confortável para um voo noturno com 11h30 de duração.

O embarque foi iniciado pontualmente as 19h45. O embarque foi concluído em tempo para o horário programado para partida, as portas foram fechadas às 20h27 e o atraso de 5 minutos se deu pela chegada do “push back” (o veículo que arrasta o avião para trás).

Nota: 8

Aeronave

O equipamento utilizado pela Swiss para realizar os voos entre Zurich e São Paulo (LX0093) é o Airbus A340-300, que eu calculo ter de 9 a 12 anos de operação. Ao se falar de aviões, é praticamente nova. Ao embarcar já se encontravam à nossa disposição, nas poltronas manta, travesseiro e fones de ouvidos.

A aeronave estava bem conservada e limpa. O avião tem 8 poltronas por fileira, na configuração 2-4-2. Como disse anteriormente, não tive problemas na ida com o espaço pois estava numa generosa saída de emergência e podia sair de meu assento, já que estava na janela, sem incomodar o passageiro ao meu lado.

Nota: 8

Sistema de entretenimento

A Swiss oferece sistema de entretenimento “on demand”, com várias opções de filmes, músicas, rádio e jogos, além de sistema para acompanhar o voo com câmera frontal, câmera abaixo do avião e o mapa para localizar por onde estávamos passando, com informações de velocidade, altitude, tempo restante de voo, horário local, horário no destino, temperatura externa, temperatura no destino e horário do pouso.

Filmes encontrei poucas opções em português, a maioria era em inglês, alemão, francês e italiano. Havia também filmes com legendas em chinês. Na ida optei por ouvir o CD da Adele e depois nas informações do voo,
coloquei meu iPod no ouvido e dormi.

Nota 8

Serviço de bordo

Aqui acredito que merece um destaque a tripulação. De todas as companhias que já utilizei em minha vida, os tripulantes da Swiss se destacam pela presteza, simpatia e agilidade. A tripulação não é composta de pessoas novas, são profissionais experientes com uma idade média de 40 a 45 anos.

Como muitos devem já ser pais de família, eles têm uma atenção inacreditável com crianças e principalmente bebês, sempre verificando se a mamãe e o bebê necessitam de mais alguma coisa. Tiro o meu chapéu
para os quatro voos que peguei entre ida e volta para Milão com o pessoal da Swiss, a atenção deles foi sensacional em todos os trechos.

A tripulação da Swiss se esforça para falar português, a maioria deles fala o básico para um atendimento de voo. As instruções foram transmitidas pelo sistema de entretenimento em inglês, alemão e francês e depois repetidas por uma comissária que falava português e estava atendendo a First Class (apenas nos voos entre Brasil e Suíça e vice-versa).

Acredito que nestes voos para o Brasil a Swiss sempre tenha ao menos um membro da tripulação que seja brasileiro, pois tanto na ida quanto na volta havia um. Da cabine de comando, somente eram dadas informações em inglês, francês e alemão.

Nota: 9

Refeições

Logo após a decolagem foi servido um pacote de biscoito salgado com bebida, tendo à disposição refrigerante, suco, água, cerveja, vinho tinto e branco. Depois de uma hora de voo foi servido o jantar: massa recheada com queijo, abobrinha, salada, pão, Polenghinho e novamente as bebidas. Sobremesa: bombocado. Detalhe que chamou atenção: garfo de metal e faca de plástico. A refeição estava muito boa. Após o jantar foi servido café.

Antes de iniciar o serviço de café da manhã, foi distribuído toalhas umedecidas e quentes para higiene. Duas horas antes do pouso foi servido o café da manhã, tendo no cardápio croissant, suco de laranja, iogurte de morango, geleia, margarina, requeijão, café e leite para quem quisesse incrementar o café e queijo gruyère.

Antes do pouso foi distribuído chocolate suíço aos passageiros.

Nota: 8

Curiosidades

O pouso em Zurich ocorreu as 11h01. Lá eu fiz uma conexão de seis horas. Por que este tempo todo? Eu optei por este período para poder ir até o centro de Zurich conhecer um pouco da cidade, que é linda, muito limpa e organizada.

A Suíça está sempre surpreendendo. Ao sair do aeroporto, um policial federal quis passar minha mochila pelo raio x e revistá-la, me perguntou de onde eu vinha e quando respondi que era do Brasil, para minha surpresa ele começou a falar em português comigo, mesmo que bem enrolado pelo carregado sotaque alemão.

Conexão para Milão

De volta ao aeroporto de Zurich, hora de pegar o voo para Milão (LX1636). Localizei o meu portão de embarque e me dirigi diretamente para lá, passando por várias esteiras rolantes. A chamada para o embarque remoto estava programado para iniciar às 17h20, iniciando somente 10 minutos depois, ou seja, às 17h30.

Mesmo com este atraso, pelo voo ser realizado em uma aeronave pequena, um britânico AVRO RJ100, que era da Swiss Army, e pelo baixo número de passageiros a pegar este voo, tudo ocorreu dentro do tempo previsto
para início da partida.

O avião começou a se movimentar pela pista exatamente no horário programado, às 17h45min. O aeroporto é bem grande e tivemos que rodar bastante para chegar à cabeceira da pista. Porém quando lá chegamos
ainda ficamos um bom tempo aguardando autorização para decolagem, que ocorreu somente às 18h10min. Segundo informou o piloto, ao se desculpar, o problema foi o tráfego um pouco intenso.

O pouso em Milão ocorreu as 18h50min, 10 minutos depois do previsto. A aeronave é pequena mas até que é confortável. As poltronas são na configuração 2-3, com divisão da aeronave em Business e Economy, diferenciado apenas pelo tipo de serviço, pois o espaço entre as poltronas é o mesmo nas duas classes.

A tripulação foi simpática. Neste voo foi servido apenas bebidas, tendo à disposição chá, café, refrigerante, suco ou vinho. Antes do pouso a tripulação ofereceu o tradicional chocolate suíço aos passageiros.

Retorno ao Brasil

Cheguei ao aeroporto de Milão (Malpensa) às 19h20. O voo LX1637 para Zurich estava programado para as 20h40. Eu tinha pouco tempo para fazer o check-in e despachar as bagagens para o Brasil. Estava
praticamente em pânico por causa do horário, mas quando cheguei ao balcão da Swiss não havia qualquer outro passageiro na frente, apenas duas atendentes aguardando.

O check-in foi efetuado em menos de três minutos e as bagagens despachadas diretamente para retirada no Brasil. Na chamada para o embarque, que ocorreu as 20h10, havia menos de 30 passageiros, foi muito rápido e a partida se deu exatamente às 20h40, como programado.

A aeronave era um AVRO RJ100 com interior bem novo. A decolagem ocorreu às 20h48, pois o aeroporto também é bem grande. No voo foi servido apenas bebidas, tais como vinho, suco, refrigerante, água e café. Antes do pouso também foi distribuído chocolate suíço.

O início da descida começou as 21h05 e o pouso às 21h23. Destaque para a atenção e simpatia dos dois comissários presentes no voo, um homem e uma mulher.
Conexão em Zurich

A conexão foi bem tranquila pois neste horário são operados  poucos voos naquele aeroporto. Ao trocar de terminal o E, onde são operadas as grandes rotas internacionais, mais uma surpresa no balcão da polícia de imigração, que nada perguntou e ainda recebi um agradecimento em sonoro português. Parabéns à Suíça pela receptividade e atenção com os estrangeiros.

O início do embarque do voo LX0092 se deu às 22h10 e pelo pouco tempo que havia para acomodar aquele monte de passageiros num Airbuss A340-300 pensei comigo: vai atrasar e muito.

Acreditem: o voo partiu sem atrasos. O motivo é que a checagem do cartão de embarque e documento é realizada num balcão antes do portão de embarque. Como funciona: o passageiro se apresenta neste primeiro
balcão com cartão e passaporte, o agente efetua a conferência e bate um carimbo com numeração sequencial que já serve de controle do número de pessoas que se apresentaram no portão. A partir daí é só se dirigir à fila de embarque e apresentar o cartão no portão onde o mesmo é passado no leitor de código de barras e embarcar.

Por incrível que pareça, em 30 minutos da abertura do portão, TODOS os passageiros estavam acomodados e aeronave partindo. A partida ocorreu as 22h40. A decolagem as 22h50.

Nota: 10

Serviço de bordo

Uma hora após a decolagem foi servido o jantar: espaguete ao brócolis com frango, pão, bebidas (vinho, água, suco, refrigerante e café). Depois foi servida mais uma rodada de bebidas. Neste voo os talheres foram de metal.

Outro destaque: os comissários passavam a cada 10 minutos exatos nos corredores da aeronave oferecendo água aos passageiros.

Duas horas antes do pouso foi servido o café da manhã, tendo no cardápio pão salgado, croissant, suco de laranja, café, requeijão, manteiga e queijo Gruyère. Após o café da manhã foi distribuído chocolate suíço.

Pouso: 6h22 – 28 minutos antes do previsto. A tripulação deste voo, tal como nos outros foi muito simpática.

Nota: 8

Conclusão

Aprovo totalmente os serviços prestados pela Swiss. Gostei muito da agilidade nos atendimentos prestados, destacando a cordialidade e simpatia tanto do pessoal de solo no Brasil, em Milão e na Suíça. Outro destaque é a prontidão e atenção dispensada pela equipe de voo. Em todos os trechos que utilizei, a tripulação foi impecável, dando toda assistência aos clientes, estejam eles em qualquer classe. Merecem maior destaque ainda os passageiros que tinham crianças nos voos – os comissários cuidavam deles como se fossem filhos, dando atenção especial às mães e filhos. Acredito que um ponto de melhoria possa ser a aeronave, pois apesar de novas, cerca de dez anos de uso aparentemente, creio que possam ser renovadas, mas não tenho queixas pois as mesmas são muito boas e com bom espaço para as pernas na classe econômica.

Aproveitem quando acharem uma promoção, pois a Swiss é uma ótima empresa e vale a pena voar com ela. Com certeza pretendo voltar a utilizar seus serviços. Minha nota final para a Swiss é 8, pois não tive qualquer problema nos quatro voos utilizados e a imigração na Suíça (hub da empresa) para se ter acesso a Europa é tranquila demais.

Veja as fotos dos voos:

Agradecemos ao Ricardo pelo ótimo relato detalhado de sua viagem com a Swiss, que certamente será importante para outros leitores que pretendem voar com a empresa. E você? Já viajou com a Swiss? Deixe sua impressão nos comentários abaixo! Se fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato com a gente pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br Você  pode conferir todas as avaliações publicadas neste post.

Autor

Leonardo Marques - Diretor do Melhores Destinos