Avaliação da Southwest Airlines, a maior companhia doméstica dos Estados Unidos

Denis Carvalho 24/09/2012 às 15:23h 53 Comentários

O Melhores Destinos traz hoje a avaliação de uma companhia que certamente revolucionou o mundo da aviação. A Southwest Airlines foi a primeira companhia aérea do mundo a assumir o padrão “low cost, low fare”, isso em 1971. Com uma frota de 570 jatos, todos Boeings 737, ela é a maior companhia doméstica dos Estados Unidos e uma das maiores do mundo, operando mais de 3,4 mil voos por dia para 76 destinos em 39 estados. Ironicamente, a gigante hoje se destaca por oferecer alguns serviços a mais que as concorrentes, que foram ainda mais fundo no conceito de “no-frills” e cortaram benefícios como franquia maior de bagagem ou snacks gratuitos, que a Southwest oferece. Foram esses diferenciais, aliados a um preço promocional, que levaram nosso leitor Vicente Cassepp a escolher a companhia. Acompanhe seu relato e saiba um pouco mais sobre esta empresa, que poderá estar em sua próxima viagem aos Estados Unidos.

 

Sou leitor do Melhores Destinos a algum tempo e admiro bastante a qualidade do conteúdo do site. É sempre um prazer colaborar, já havia feito uma avaliação da Aerosur em outra ocasião. Ao fazer uma segunda viagem para os Estados Unidos neste ano de 2012, ofereci-me para avaliar alguns voos domésticos dentro do país. Fiquei ao todo 20 dias nos Estados Unidos, tendo passado por 13 estados americanos. Gostei muito do país. Uma viagem como esta traz diversas histórias interessantes, e a experiência de voar Southwest é uma delas. 

Escolha do voo

Peguei um voo da cidade de Omaha, em Nebraska (OMA), para a cidade de Chicago, Illinois (MDW). Meu voo ocorreu no dia 12/07/2012, saindo às 11 h40 e chegando às 13 horas. Fiz diversas buscas de passagens, em diversos trechos e, via de regra, os voos da Southwest eram os mais caros. De qualquer forma, esse em específico foi o mais barato. Escolhi a companhia também por que sabia que estaria levando muitas bagagens e nesse quesito a Southwest é imbatível, pois deixa despachar duas malas. Geralmente as outras companhias cobram uma taxa de 25 dólares por volume despachado (confira neste link ).

O site para fazer a compra da passagem foi bastante amigável. Eles aceitam diversas formas de pagamento e possuem seu programa de milhagens próprio. Morando no Brasil, dificilmente algum dia irei acumular milhas da Southwest suficientes para poder voar algum trecho. De qualquer forma, acredito que não seria burocrático fazer isso. Quando cheguei de volta ao Brasil, tive uma grata surpresa. Eu tinha recebido, via correio, o cartão do programa de milhagens deles, algo que nunca recebi das companhias aéreas brasileiras.

 

Check-in

Cheguei com alguma antecedência para fazer o check-in. Não havia nenhuma fila. Mesmo em horários próximos aos voos, a fila era pequena. Ao entregar meu passaporte brasileiro, tive a grata surpresa de que a pessoa que me atendeu arranhava um português. Claro, é muito difícil que outros compatriotas sejam atendidos em português também, ainda mais em Omaha, que é uma cidade de pequeno a médio porte. Foi apenas uma coincidência, mas demonstrou a simpatia do atendimento.

Após o check in, passeando pelo aeroporto de Omaha, fiquei com uma pequena inveja. A cidade tem uns 300 mil habitantes, mas o aeroporto tem um tamanho comparável ao de Porto Alegre. Passeando pelos Estados Unidos eu tive a clara noção do quanto o Brasil está atrasado nesse sentido.

 

Embarque

O embarque da Soutwest é algo bem diferente. Não consigo emitir uma opinião se é bom ou se é ruim, mas é diferente. Ocorre que, nos bilhetes de passagem, não existe o número do assento. A única coisa que existe é uma letra e um número. Esse código representa a ordem de embarque. Assim, existem totens espalhados na fila de embarque, com números de 5 em 5 , indicando em que lugar da fila cada passageiro deve ficar. Aí, cada um fica na fila no exato lugar que seu bilhete indica.

Na hora de entrar no avião, cada um escolhe o lugar mais conveniente desde que, obviamente, esteja vazio. Ninguém reserva o lugar, mas uma posição na fila para pegar o lugar. Por sinal, a gente não fica com o comprovante da passagem, eles recolhem todo o bilhete na hora do embarque. Esse bilhete não é necessário quando não se tem lugar marcado. Caso alguém precise comprovar esse gasto, imagino que haja alguma alternativa, pedindo ao pessoal de terra da companhia.

O avião

Geralmente os aviōes da Southwest são pintados de uma cor azul misturado com roxo. O Boeing 737 que me levou, especificamente, era dourado, não sei se para comemorar algo. Por isso, não posso dizer se é sempre assim, mas fiquei bastante impressionado com o interior da aeronave. Os assentos eram distribuídos no clássico 3 x 3, com um espaço enorme para as pernas e para os lados. Os assentos eram de couro, nas cores da empresa, muito elegantes e confortáveis.

Atendimento

A cordialidade foi a tônica de todo o atendimento. O piloto pediu desculpas por um atraso de cinco minutos, que se ele não tivesse falado eu nem teria percebido (ou teria achado que o meu relógio é que estava errado). Durante o voo, eles informam todas as conexões e para qual portão cada passageiro deve se dirigir ao chegar ao destino (Chicago – MDW).

Sobre o serviço de bordo, inicialmente cabe salientar o traje dos comissários. Tanto os homens quanto as mulheres utilizavam bermuda e camisa polo. Era um uniforme muito descontraído. Enfim, esses comissários serviam diversas opções, disponíveis em um cardápio no bolsão da aeronave. Havia opções pagas e gratuitas. As gratuitas eram bebidas não alcoólicas, mini-pretzels e amendoins (peanuts). Pedi somente uma água.

As opções de entretenimento eram poucas. Apenas algumas revistas. Isso é pouco em se tratando de Estados Unidos. De qualquer forma, o voo era curto e eu também não estava com vontade de ouvir música ou assistir TV. O bolsão da aeronave ainda possuía um catálogo para a venda de produtos diversos.

Conclusão

A experiência de voar Southwest foi muito boa. Somente pelo fato de poder despachar minha bagagem gratuitamente já seria um bom motivo para recomendar a companhia. Mas, do início ao fim da minha experiência, da compra dos bilhetes, check-in, voo e recebimento de um cartão físico na minha caixa de correio, pude perceber que o tratamento com o cliente é diferenciado. Se tiver oportunidade, darei preferência à Southwest nos Estados Unidos, mesmo que o preço seja um pouco mais caro, principalmente por que taxas “escondidas” na hora de despachar as malas são um barato que sai caro.

 

Agradecemos ao Vicente por mais este ótimo relato e convidamos a todos os leitores que já voaram com a Southwest a deixar sua impressão sobre a companhia norte-americana nos comentários. Se você fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br Você pode conferir todas as avaliações publicadas pelo MD neste post.

 

53 comentários para “Avaliação da Southwest Airlines, a maior companhia doméstica dos Estados Unidos

  1. Carlos Mello

    Voei de Southwest entre San Diego e Las Vegas em Agosto. Tive a mesma impressão, é uma companhia 'no-frills' que surpreendentemente procura fidelizar o cliente. Se tiver a opção e o preço for bom, também darei preferência a eles.

    Responder
  2. Rodrigo Miguez

    Nessa última vez que estive nos Estados Unidos voei de Southwest também. gostei em uns aspectos e não gostei em outros. a questão dos assentos é diferente mesmo. em um dos voos fui um dos últimos a entrar no avião e tinha lugar na segunda fileira, ao lado da porta!

    enfim, acho que quando voltar lá repetirei a experiência.

    Responder
  3. Renata

    Já viajei 2 vezes por essa empresa e também já a recomendei em outros comentários aqui. No meu caso, os passagens eram sempre mais baratas e o atendimento foi sempre impecável. Até minha mãe, que não gostvaa de americanos antes de viajar, deu o braço a torcer!

    Responder
      1. Nishan

        A própria Southwest menciona em suas propagandas na tv, jornais e revistas que as tarifas deles só aparecem em seu próprio site. Eles não vendem passagens via agências virtuais.

        Responder
  4. zen

    Tive uma experiência horrível com esta companhia, meu voo era do aeroporto de Newark para Las Vegas(SOUTHWEST), onde pegaria o voo de volta ao Brasil(copa), comprei passagem para chegar 9 horas antes do horário de embarque, porém eles atrasaram o voo saindo de Newark, fui enviado para St. Louis, de lá para Dalas, passamos algumas horas no hotel em Dallas.

    Foram grossos, mal educados, disseram estar fazendo um favor colocando agente em um hotel, sendo que nosso destino era Las Vegas, ou seja, perdi meu voo de volta ao Brasil, eles não se responsabilizaram por nada, e observação importante, nas normas da empresa eles deixam claro não se responsabilizar por problema técnico, o que ocorreu.

    Sugestão, cuidado com a companhia, e façam seguro viagem, sempre!!

    Responder
  5. Jorge Eduardo

    Boa tarde,

    Também tive a experência de voar pela Southwest, e confesso que única vantagem que percebi foi o fato de não pagar os U$ 25.00 para despachar a bagagem. Tenho 1.87, 105 kg e senti-me muito mal acomodado na poltrona, semelhante aos voos da Ocean Air (beeeem apertados). Minha saída foi de Fort Lauderdale com destino Denver, voo direto que demorou entre 4 a 5 horas (não me recordo bem). Mas enfim, mesmo com dores no corpo, cheguei bem. rsrs

    P.S.: American Airlines (doméstico), mesma situação, com diferencial de pagar os U$ 25.00.

    Abs.

    Responder
  6. Thiago Castro

    Muito bom o relato Vicente, obrigado. Já tinha ouvido falar da Southwest, mas não a conhecia direito. Será bom ter mais essa opção em vôos internos nos States.

    Responder
  7. mariana ribeiro

    A cia Southwest e' minha favorita nos EUA, vale a pena saber que eles nao cobram taxas de remarcacao, somente a diferenca de precos das passagens, se voce trocou a passagem por uma mais barata eles te rembolsam o valor da diferenca no cartao de credito, nao existe tambem taxa de cancelamento e eles te rembolsam o valor total da passagem! Sem contar que estao sempre no horario, ha' poucos cancelamentos de voos.

    Responder
  8. Felipe

    Viajei de Orlando para New Orleans há uns 10 anos atrás e pelo visto o embarque continua do mesmo jeito. É esquisito não ter assento marcado mas no final todo mundo se entende. Se fosse aqui no Brasil…

    Responder
  9. André L

    Já voei 4 vezes pela Southwest, todas elas no itinerário San Diego – Las Vegas. Um outro grande diferencial dela em relação as demais é a "simpatia" dos comissários. No geral são alegres e sorridentes, é muito comum fazerem piadas durante o vôo (até mesmo na explicação dos procedimentos de emergência), e trabalham de bermuda quando está calor! Nos EUA ela é bastante conhecida por ser a cia aérea mais descolada/descontraída.

    Responder
  10. André L

    Ah, sobre o avião dourado, na verdade essa era a cor de todos os aviões da Southwest até 2001. A partir daquele ano eles introduziram os aviões com pintura azul/roxa, mas até hoje não terminaram de pintar 100% da frota com as "novas" cores…

    Responder
  11. Thiago

    Das ultimas vezes que fui pros EUA viajei de Southwest e foi excelente! Inclusive em Chicago eles quebraram o galho e abriram a porta da aeronave para que eu, minha esposa e meu filhinho entrássemos faltando menos de 10 min. pra decolagem. A empresa costuma ser sempre pontual e descontraída!

    Responder
  12. Kadu

    Também não tenho o q reclamar da Southwest. O jeito descontraído também me surpreendeu, assim como a pontualidade. Voei de Orlando para Washington.

    Responder
  13. Nishan

    Eu já conhecia a Southwest a um bom tempo, mas só ano passado é que tive a oportunidade de voar com eles. Precisava fazer Los Angeles-San Francisco e todas as empresas que voavam este trecho vendiam a passagem cobrando o mesmo valor. Ocorre que eu estava com uma mala e seria taxado em USD25,00 para despachá-la. Nisso, eu tive a curiosidade de ver os preços no site de Southwest e encontrei a passagem pelo mesmo valor das demais com o diferencial deles de "2 bags fly free" (2 malas de 23kgs podem ser despachadas sem custo algum). Não pensei 2x e fui comprar a passagem. Na primeira vez (de madrugada) ocorreu um erro com o meu cartão de crédito e por mais que eu tentasse a compra não era aprovada. Acabei deixando a compra para o dia seguinte e surpreendentemente o preço da passagem abaixou !! Comprei o bilhete e aproveitei para adquirir o Early Bird que ele vendem no site ao custo de US$10,00. Eu gosto de viajar na janela e o Early Bird te dá prioridade na fila para entrar na aeronave para que você consiga escolher o lugar que quiser para sentar.

    Fiz o vôo e tudo funcionou perfeitamente. Desde o check-in, despacho da bagagem e embarque. Realmente entrei antes do que a maioria dos passageiros e pude calmamente escolher um assento com janela no lado que eu queria do avião. O serviço, apesar do vôo curto, foi muito bom e prestativo da parte dos funcionários. Bebidas, amendoim e pretzels foram distribuídos gratuitamente.

    Ano que vem estou querendo voar com eles novamente e pelo o que já andei pesquisando, os preços continuam imbatíveis.

    A empresa já recebeu um 737-800 este ano com Sky Interior e internet wifi e ainda receberá mais 33 até o final de 2012. Para o ano que vem, mais 41 aeronaves deste modelo serão entregues. Assim, os planos deles de voarem até o Hawaii se concretizarão. Em 2013 e 2014 eles também incluirão o Caribe e o restante da Am Central na sua gama de destinos.

    A Southwest Airlines faz o básico, mas faz de forma correta. Cobra preços bem razoáveis e dá vantagens aos passageiros que muitas grandes empresas estão cortando a cada dia que passa.

    Responder
  14. Vinicius - POA

    A Southwest possui uma frota de 572 boeings, sendo eles 737-300, /500, /700, /800 e encomendas de 737Max 8.

    A chance deste avião que nosso amigo voou ser um 737-700 são maiores do que ser um 737-800, já que a empresa tem 380 no modelo 700 e apenas 24 no modelo 800. Lembrando que os modelos 700/800/900 podem ou não ter winglets. Abs

    Responder
  15. Fernanda

    Eu viajei em outubro do ano passado de Los Angeles para Las Vegas e o trecho de volta de Southwest. Confesso que eu prefiro forma brasileira de marcação de assentos, eu me confundi com a questão das letras e dos números e só então percebi que a letra representava a hora que você deveria ir para a fila – de qual fila você deveria participar – e o número representava sua posição na fila. Ex. Todos "a" embarcam primeiro na ordem numérica de 1 a x (não lembro a quantidade). Enfim, eu sei que nessa eu fiquei separada da minha amiga e numa daquelas filas do meio que não são nem corredor nem janela. Isso tudo para dizer que no quesito assento eu sou adepta à la moda brasileira. Até porque o voo foi super curto e isso não é "grandes coisas". E agora eu vou relatar o diferencial positivo. Bom, no voo de LAX para Vegas, nós chegamos bem em cima da hora. O check-in era na pista onde o carro parava, muito engraçado. Fora isso, nesse momento em que chegamos, se fosse no Brasil, o embarque já estaria fechado. A gente pôde embarcar, com a seguinte condição: a mala da minha amiga iria no próximo voo. Eu só tinha levado bagagem de mão. Eles chamam isso de late check-in. A figura é institucionalizada! Bom, eu achei estranho, principalmente porque eles são super rigorosos na relação passageiro-bagagem e, na maioria das vezes, a bagagem só vai junto com o passageiro. Mas, cuidado! Lá eles não chamam seu nome no microfone algumas vezes antes de perceber que rolou um w.o. O risco de perder o avião é real, ainda que depois do check-in. Chegando lá, fomos direto para o hotel e eles encaminharam a mala dela depois direto para o nosso hotel. Confesso que não sei se ela teve que pagar alguma taxa na hora em que deu o endereço da entrega.

    Não contentes com o desespero da ida, a gente confundiu o horário da volta e acabou perdendo o avião. Eles alocaram a gente no voo seguinte sem qualquer custo adicional, como se fosse um bilhete de metrô, em que é indiferente qual carro você pega. Esse é o lado bom de não ter lugar marcado. Resumo da ópera: fomos umas das primeiras e ainda pegamos um lugar bom. E mais, as passagens da southwest eram as mais baratas naquela oportunidade! Achei peculiar os comissários vestirem bermudas e também um discurso que um deles fez seguido do pedido de uma salva de palmas aos "nossos meninos que estão na guerra", palavras dele. Mas tudo no saldo positivo. A única coisa que me intriga ainda hoje, é que naquele voo que eu disse que a minha bagagem era de mão, como eu fui uma das últimas, não havia mais lugar nos compartimentos de cima. Ele falou que a minha mala seria uma "bagage claim". Ou seja, iria como se despachada tivesse sido. Bom, se eles colocaram no bagageiro, por que a da minha amiga não pôde ir? Enfim, só uma curiosidade. Mas a solução dada em cada uma das vezes foi ótima. Aninda mais considerando que os erros foram exclusivamente de nossa parte.

    Responder
    1. Vicente Cassepp Borg

      Eu odeio nos americanos essa coisa de "pedido de uma salva de palmas aos “nossos meninos que estão na guerra”". Eles são muito apaixonados por guerra.

      Responder
  16. Marlos Sousa

    Parabéns pelo relato, realmente bem informativo. Eu voei com a Southwest em 2010, entre Reno e Las Vegas. Um vôo curto, mas tranquilo, sem qualquer inconveninente. Atendimento cordial no check-in em Reno, saída e chegada pontuais, serviço de bordo bem básico, mas melhor que muitas companhias e o melhor, preço imbatível. Na época, paguei apenas US$ 19,00 no trecho e ainda despachei a mala sem pagar nada a mais.

    Responder
  17. Thiago Castro

    Mas no caso de comprar trechos separados é complicado mesmo. Por mais que a gente dê um bom tempo (9 horas era mais que suficiente) entre as conexões, sempre fica aquele medo de dar algo errado. E as empresas não se responsabilizam mesmo.

    Responder
  18. Thiago Castro

    Acho que o seu perfil ia ficar mal acomodado em qualquer econômica normal. Talvez seja uma boa pensar na premium (ou confort, sei lá). Pode valer o preço dependendo do tempo de vôo.

    Responder
  19. Vladimir

    Excelente companhia, em fevereiro voei umas 5 vezes com eles, ótimos preços, pontual, uma das poucas que aceita bagagens, voos tranquilos, recomendo muito, eu fiz em torno de 5 voos e já acumulei pontos para um trecho gratuito que devo recuperar no final do ano.

    Responder
  20. Luiz Thiago Moura da

    Mala só até 30 lbs ,,, se não tem que pagar. Fiz Chicago – NY e arrebentaram com minha mala. Não recomendo essa companhia ,, serviço ruim , atendimento péssimo. Não sei se foi azar meu mas muitos reclamaram da Southwest também.

    Responder
  21. Lucy

    Dica preciosa pra quem viaja em familia ou quer escolher o lugar: Faça I check-in pelo site da companhia 24h antes do seu voo. Assim vc garante um boarding number baixo (A ou B) e pode escolher o lugar que mais lhe agradar ou conseguir sentar toda sua familia junto.

    Responder
  22. Bruno Holtz

    Zen,

    Lamento lhe informar, mas eles estavam corretos. Problemas técnicos ou operacionais podem ocorrer, de modo que nesta sua conexão para o Brasil, a despeito do tempo de folga, o risco foi todo de sua parte.

    Por isto, é recomendável que sempre quando formos desdobrar trechos, que eles sejam emitidos sempre no mesmo bilhete aéreo.

    Dessa forma, você terá um único contrato de transporte aéreo, e em caso de falhas, a(s) empresa(s) terão toda responsabilidade.

    Creio que para reembarcar para o Brasil ,você deve ter pago alguma multa. Se os trechos estivessem em um unico bilhete (ou seja, um unico contrato de transporte aéreo), a responsabilidade pela reacomodação seria da empresa que causou o atraso.

    No seu caso, me parece que você assumiu o ônus dos atrasos, mas as regras são assim mesmo se os bilhetes forem emitidos em separado, afinal são contratos diferentes.

    Responder
  23. julio

    Eu sempre via esses avioezinhos vermelhos e azuis passando e nos aeros la nos US, mas nunca havia voado neles. O motivo deve ser o de sempre: ela nunca aparece nos comparativos do skyscanner.com p voos dentro do US. Com estou indo mes q vem pros US again, hj fui olhar no site da soutwest e achei psgs bem mais em conta do que nas concorrentes e c a vantegem da franquia de malas! Obrigado, MD!!! Abs Leo, Denis e equipe!!

    PS: AGora so falta eu comprar psgs p a virada! Me ajudem! hehehe

    Responder
  24. Camila

    Provavelmente a sua foi como baggage claim e a da sua amiga não em razão do conteúdo. Eles devem presumir que a sua não tinha conteúdo proibido.

    Responder
  25. ALBERTO PEREIRA DOS

    Aproveitando os relatos acima, peço ajuda a essa comunidade no sentido de auxiliar-me na minha viaje que vou fazer em Outubro.

    Aproveite a dica dos melhores destino e comprei o techo SAO PAULO/MONTREAL/TORONTO/BRASIL, PELA cia A.A.,

    ajuda que peço é: Qual a melhor forma (economica ) de viajar do Canadá (Montreal ou Toronto ) para New York considerando que somos em 04 pessoas?

    Sei que poço ir de Trem de Montreal a Nova York, mas consdiderando que estamos em 04, pensei em Alugar um Carro Em Motreal e ir para nova York,agora pergunto, Será que posso entregar o carro em Nova York? há taxa para essa serviço? há companhia aerea interna que faz voo do Canada para NY ao preço compesnador?

    Fico no aguardo dos comentários ( dicas ), desde de já agradeço a vocês.

    Responder
  26. Aurora Lorenzo

    Oi! Estive na California em fevereiro desta ano e tb tive a oportunidade de voar pela Soutwest airlines. Tb gostei muito da CIA area e a Revista editada pela empress, encontrando centre dos avioes e editada em ingles e espanhol.

    Gostei muito!!!!!

    Responder
  27. Julia Santos

    Fiz o trecho Vegas-Los Angeles-Vegas agora em setembro e achei a companhia muito boa além de justa pelo preço que cobra (paguei USD47 por trecho nessa viagem + taxas), ou seja, quase nada. Estranhei a informalidade da tripulação mas depois cheguei a conclusão de que nós brasileiros no fundo ainda gostamos um pouco daquele perfil de aeromoço da Varig nos anos dourados.

    Recomendo a Southwest e com certeza voltarei a voar com eles.

    Responder
  28. Fernando Denardin

    Fiz acho que uns 3 a 4 voos pela Southwest, tive sempre agradáveis voos. O pessoal que trabalha no avião estava sempre de bom humor, sempre fazendo piadas, paguei U$8 para usar a internet Wi-FI do avião já que fiz um voo longo de Fort Lauderdale (Flórida) para Las Vegas (Nevada) aproximadamente 4 mil kms de distancia. A conexão impressiona, usei o serviço de Facetime(Conversa Webcam) com o Brasil durante o voo perfeitamente. Ligação via Skype também funcionavam 100%. A alimentação é amendoin, mais salgadinhos, e algumas bolachas doces, no voo de ida tomei 2 latas de cerveja que custam U$5 no cardápio, que neste caso não foi cobrado(não me perguntem o por que).

    A southwest é conhecida lá por transportar quase tudo sem burocracia além das 2 malas que você pode despachar eles não ligam muito para o tamanho da "mala de mão" vi muita gente com malas enormes! Muita gente também transportando cãe de estimação dentro do voo, engraçado é em decolagens ou aterrissagens eles latindo!! hehe

    Recomendo a todos que querem voar barato nos EUA a usarem a southwest!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>