Lanchonete popular: pague menos nos lanches em aeroportos

Denis Carvalho 31 · outubro · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Passageiros dos aeroportos de Curitiba e Londrina já podem fazer uso das lanchonetes populares, estabelecimentos criados pela Infraero com o objetivo de oferecer alimentos e bebidas a custos mais acessíveis nos principais aeroportos brasileiros. A agência estatal escolheu 15 itens e fixou um preço máximo que poderá ser cobrado em cada localidade.

Cada estabelecimento tem uma tabela de preços própria definida pela Infraero com base em pesquisas no mercado local. Além das lanchonetes no Paraná, as lojas estão sendo instaladas em Natal e Recife e há licitações em andamento para aos aeroportos de Salvador, Porto Alegre e Congonhas, em São Paulo. A Infraero pretende instalar lanchonetes populares em todos os aeroportos que administra nas cidades-sede da Copa de 2014.

Nosso leitor Tiago Bruno, morador de João Pessoa, testou a novidade em uma viagem para Curitiba e fez um relato para os demais leitores do Melhores Destinos sobre como funciona a RapidIn, primeira lanchonete popular do país. O nome não é desconhecido, pelo menos para os paulistanos, já que a rede vencedora da licitação tem lanchonetes similares em vários terminais de ônibus na capital paulista.

“Eu viajo todos os meses partindo de João Pessoa para Curitiba e sei o quanto é caro comer nos aeroportos do Brasil, mas tive uma surpresa com  o projeto das lanchonetes populares”, explicou Bruno.

Segundo ele, mesmo com o preço baixo o estabelecimento não deixa nada a dever aos concorrentes no aeroporto: “A lanchonete é muito organizada e limpa. Os funcionários trabalham todos uniformizados, tudo conforme o padrão de todas as lanchonetes”.

Nosso leitor também aprovou o menu e os lanches servidos – mas ficou satisfeito de verdade foi com a conta: quase um terço do valor que costuma ser cobrado nos terminais: “A comida é boa e com preço bom, acostumado a gastar em media R$15 lanchando em aeroportos , fiquei surpreso ao gastar R$ 5,80 em um lanche relativamente bom, com um misto quente e um achocolatado”.

A única ressalva da lanchonete fica por conta da localização, no terceiro piso do aeroporto de Curitiba. Apesar da vantagem do terraço panorâmico, ela acaba passando despercebida por muitos passageiros: “Ficou um pouco escondida, mas procurando deu pra achar”.  A lanchonete popular Afonso Pena foi aberta em  julho e funciona 24 horas por dia.

Outras lanchonetes

A lanchonete popular do Aeroporto de Londrina/Governador José Richa foi inaugurada em outubro. O estabelecimento funciona todos os dias das 5 às 22 horas e fica localizado em uma área de 34 m², na parte superior do terminal de passageiros.

Já em licitação, a loja de Salvador ocupará uma área de 25 m², no primeiro piso do terminal de passageiros. A lanchonete de Natal deve ser inaugurada até dezembro e terá a mesma área, localizada no piso panorâmico do terminal de passageiros.

A lanchonete de Recife também deve ser aberta até o fim do ano, mas será um pouco menor – um quiosque  com área de 16 m² na praça de alimentação, que fica no segundo piso do terminal de passageiros. Por fim, a lanchonete de Congonhas será a maior de todas até o momento, com área de 68,57 m². A loja será montada na Ala Sul do subsolo do terminal de passageiros, próxima à entrada do estacionamento.  De acordo com a Infraero, Confins e Galeão estão entre os próximos a receber o projeto.

Veja aqui a lista completa de preços das lanchonetes populares de Curitiba, Londrina, Recife, Natal e São Paulo no site da Infraero.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe