Avaliação da LAN Airlines

Leonardo Marques 6 · dezembro · 2010

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Durante o mês de novembro, a equipe do Melhores Destinos fez quatro voos pela LAN. Além disso, Jörg Bliesener, leitor do Melhores Destinos desde 2008, fez outros quatro voos pela companhia. Baseado nesses oito voos, estamos publicando uma avaliação da LAN Airlines.

Os voos realizados pela equipe do Melhores Destinos foram entre Brasília, Lima e Cuzco no Peru. Já os voos do Jörg foram entre São Paulo, Lima, Los Angeles e Brasília.

Lan Airlines

Abaixo está a avaliação baseada nos oito voos. No final tem o relato enviado pelo leitor Jörg Bliesener e a ficha dos voos realizados.

Check-in
O Check-in no balcão foi simples e rápido. Na Internet teve uma limitação, mas depois foi explicado que foi devido a necessidade de verificar alguns documentos no Check-in do voo internacional que partia do Brasil.
Nota 9.5

Aviões
Nos voos dentro do Peru e nos voos entre Brasília e Lima a LAN utiliza jatos A319 com capacidade para 144 passageiros, esses aviões possuem aproximadamente 4 anos. Um avião com 4 anos é considerado novo. Eles possuem bancos de couro e tela coletivas.
Nos trechos entre São Paulo e Lima e entre Lima e Los Angeles, são utilizados jatos Boeing 767-300ER de última geração. Esses têm capacidade para 189 passageiros, são mais novos que os A319 e possuem interior bem mais interessante.
Nota 9

Entretenimento
Nos voos realizados nos A319 era possível assistir a programação nos monitores coletivos e ouvir música ou a programação da “tv” no fone de ouvido. Além disso foram distribuídos jornais do Peru e a revista de bordo da LAN.
Já nos voos nos 767 o sistema de entretenimento é bem mais completo e as telas são individuais.
Nota 9

Alimentação
Em todos os voos a alimentação foi na medida certa era saborosa, porém o Jorg não gostou muito da combinação. Para a realidade de 2010, nos pareceu ser bem adequada.
Nota 9

Atendimento
Todas as vezes que precisamos do atendimento dos funcionários da LAN, eles cumpriram seu papel e foram solícitos.
Nota 9

Pontualidade
Dos 8 voos, 6 chegaram no horário marcado, um deles atrasou 30 minutos e outro atrasou 12 minutos. Este atraso de 30 minutos foi causado por problemas de tráfego em Brasília.
Nota 9.5

Relato enviado por Jörg Bliesener

Compra

Comprei o vôo na Internet. Na época (em Setembro), a LAN tinha uma promoção BSB-LAX, mas o site da empresa não mostrou preço promocional na data em que eu queria viajar. Pesquisando em outros sites, a Expedia (www.expedia.com) achou a conexão mencionada, que envolveu o primeiro trecho com a TAM via São Paulo por US$ 700 + US$ 100 de taxas. Alguns dias depois, o mesmo preço, (se não me engano até com vôo direto BSB-LIM, sem conexão em São Paulo) apareceu no site da LAN, mas aí eu já tinha comprado. No site da Expedia não consegui reservar poltrona para o trecho GRU-LIM (os outros trechos deram certos). Não me preocupei e deixei até chegar no aeroporto.

Check-in (três vezes)

Para facilitar as coisas e garantir a minha poltrona, tentei fazer o check-in pela Internet. Não deu problemas no primeiro trecho da TAM, nem no segundo trecho (GRU-LIM) com a LAN. Porém, não foi possível fazer o check-in do trecho LIM-LAX via Internet. Outra coisa para deixar até o aeroporto.

Como o primeiro trecho era com a TAM, me direcionei no balção deles aqui em Brasília para completar o que faltou (poltrona GRU-LIM e check-in LIM-LAX). Despachei a malas até LAX e reservei a minha poltrona no trecho que faltou. A TAM não consegui me informar sobre o impedimento do check-in via Internet e me avisou que isso seria resolvido com a LAN em Guarulhos. Perguntei se não seria possível esclarecer isso logo com o pessoal da LAN em Brasília, mas fui indicado para o pessoal da LAN em São Paulo. Embarquei com um pouco de receio, mas, o que seria uma viagem sem algumas emoções adicionais?

Conexão em São Paulo

Grande elogio pelo pessoal da LAN em Guarulhos: Trilíngue (ou mais), super gentil. A moça explicou que a empresa aérea tem que garantir a validade dos documentos dos passageiros para entrar nos Estados Unidos. E como isso é complicado por Internet, eu tive que comparecer no balcão.

Assim, o check-in adicional em São Paulo ocorreu sem problemas, porém ainda foi um pouco corrido (outra emoção extra). Isso porque me lembrei que eu tinha levado uma garrafa de cachaça para o meu amigo nos Estados Unidos. Para não quebrar, coloquei na bagagem de mão. Já sabe, né? Durante o vôo para SP me lembrei das regras de líquidos nas bagagens de mão: 100 ml máximo, embalados em saco de plástico transparente, etc… Felizmente em Brasília eu tinha despachado apenas uma mala, mas tinha franquia de duas.

Renovo o elogio do check-in da LAN: A moça, com a maior gentileza e vontade de ajudar sugeriu despachar a bebida numa caixa de papelão mais tarde. Só que a LAN não tinha caixa, mas ela me indicou as lojas no aeroporto, que já estavam acostumados com este pedido dos passageiros que se lembram no último momento… Consegui achar na loja da Kopenhagen (ainda comprei um chocolate absurdamente caro) e despachei o meu cachaça 45 minutos antes da decolagem.

Os trechos com a LAN

Em São Paulo enfrentei um probleminha operacional no avião: a minha poltrona (aquela que eu não consegui reservar por Internet) já foi ocupada. A verificação da documentação mostrou que realmente a mesma poltrona foi alocada duas vezes. Entendo que isso aconteceu na comunicação entre a TAM e a LAN. Mas, os comissários resolveram rapidinho e me arrumaram uma outra poltrona (na primeira fileira, com ainda mais espaço do que a outra).

Nos três primeiros trechos (GRU-LIM, LIM-LAX e LAX-LIM), a LAN usa aviões Boeing 767-300ER da última geração. Tudo novo, bonitinho. O sistema de entretenimento é bom e oferece filmes sob demanda (20 ou mais), séries de TV (montes), jogos (são os mesmos em todas as empresas) e o mapa que mostra o posicionamento do avião. Não oferece a câmera externa que a gente encontra nos A340 da Air France. Parece que a funcionalidade de mapa ainda tem alguns probleminhas, pois nos meus vôos mostrou a trajetória de vôos anteriores ou faltaram as informações sobre a chegada no destino, mas isso são detalhes.

Os 767-300 também têm uma tomada para ligar a fonte de um computador Notebook. Muito legal, mas me parece que na prática funciona apenas para os pequenos Netbooks. Isso porque fica difícil abrir a tela do notebook na mesinha. Se o vizinho na fileira anterior inclinar o acostamento da poltrona dele, não sobra espaço. Quem viajar muito conhece o problema que até pode estragar o computador, se o vizinho decidir inclinar o acostamento e a tela do notebook trava na fechadura da mesa.

A LAN coloca as poltronas no espaçamento padraõ de 32 polegadas (81 cm). Não é excepcionalmente grande, mas tem empresas que usam ainda menor (por exemplo, a Lufthansa que nos 747-400 ou nos A340-600 usam apenas 31 polegadas). Pessoalmente, achei o espaçamento da LAN adequado, até bom.

Todos os vôos saíram pontualmente. Na ida, na chegada em Lima tivemos que aguardar a liberação do nosso portão, mas não causou grande atraso.

O último trecho Lima-Brasília é um trecho recentement inaugurado pela LAN Peru e ainda pouco explorado pelos passageiros. Consequentemente, o avião é menor, um A319. E ainda tinha tantas vagas que eu consegui uma fileira inteira para deitar e dormir. Por um lado, é bom para o passageiro, mas por outro lado, a empresa também precisa de uma rentabilidade básica para manter a rota. Neste sentido, espero que a ocupação neste trecho melhore, pois não quero perder a oportunidade desta conexão.

A (única!) crítica é em relação à comida. Não é ruim, mas acho que faltou bastante capricho. Pode ser o meu gosto pessoal, mas não acho que os sabores combinam, não percebi que a empresa tentou dar um toque pessoal. Neste ponto, acho que a empresa pode aprender da Lufthansa e especialmente da Air France. Assim, não senti muita falta de ter perdido o café de manhã no último trecho.

As conexões em Lima

Me supreendi positivamente com o aeroporto de Lima: Novíssimo e limpo. Relativamente pequeno (um pouco maior do que Brasília) e bem organizado. Me supreendi também com o grande movimento por volta da meia noite, mas provavelmente é por causa dos slots (horários de vôo) que a LAN tem no exterior, pois chegaram e saíram muitos vôos de e para fora do país neste horário.

Nas duas conexões tivemos que passar pelo cheque de segurança que é rápido e eficiente. Embarcando para Los Angeles, houve outro cheque de segurança diretamente na porta do embarque que era muito profissional e eficiente também.

Na volta, chegamos em uma ponta do aeroporto e a conexão para Brasília saiu no lado oposto. Chegando lá, o embarque já tinha começado.

Chegada e saída em Los Angeles

Como eu sou europeu, não preciso de um visto para entrar nos Estados Unidos. Preciso apenas preencher um formulário pela Internet que é aprovado quase imediatamente. Mas isso não quer dizer nada sobre o procedimento na hora da imigração. Tenho que entrar na mesma fila e passar pela mesma entrevista. Ou pior: Parece que o fato de um alemão viajando sozinho do Brasil aos Estados Unidos tocou as campainhas lá: Depois de passar pelo balcão da Polícia Federal de lá, me “convidaram” para uma outra sala em que parece que fizeram uma varredura adicional da minha documentação. Mas não me perguntaram nada e depois de cinco minutinhos falaram “Welcome to the United States”. Foi tudo muito profissional e não posso reclamar, considerando a mera quantidade de pessoas que chegaram no mesmo horário.

A saída foi ainda mais tranquila: Sem fila na LAN, mais uma vez um atendimento muito profissional e gentil. Também não enfrentei fila grande ou demora excessivo no cheque se segurança. Impressionante, pois este cheque é bravo: Todo mundo teve que tirar o notebook e qualquer outro equipamento eletrônico da bagagem de mão, tirar os sapatos, o cinto e a jaqueta. Isso demora! Mas, de alguma forma, pessoal lá de Los Angeles conseguiu direcionar todo mundo para fazer isso rapidinho. Gostei.

Resumo

Gostei da viajem. Ótimo custo/benefício, equipamentos e instalações novos. Pequenos probleminhas que podemos considerar normais e gerenciáveis e que são tratados com grande profissionalismo, preservando os interesses do passageiro. Nenhum atraso ou transtorno significativo. Nota 9,5. Se a comida melhorar, dou nota 10.

Voos realizados pelo Melhores Destinos
Brasília – Lima LA 2772 A319 25/11/2010 BSB-LIM
Lima – Cusco LP 0395 A319 25/11/2010 LIM-CUZ
Cusco – Lima LP 0016 A319 29/11/2010 CUZ-LIM
Lima – Brasília LA 2773 A319 30/11/2010 LIM-BSB

Voos realizados por Jörg Bliesener
São Paulo – Lima LA 8224 767-300ER 09/11/2010 GRU-LIM
Lima – Los Angeles LA 600 767-300ER 10/11/2010 LIM-LAX
Los Angeles – Lima LA 601 767-300ER 14/11/2010 LAX-LIM
Lima – Brasília LA 2773 A319 15/11/2010 LIM-BSB

Autor

Leonardo Marques - Diretor do Melhores Destinos