Como é voar na classe executiva da SWISS

Denis Carvalho 22 · novembro · 2013

A Swiss International Air Lines é a maior companhia aérea da Suíça e figura sempre entre as melhores empresas da Europa. No ano passado já publicamos uma avaliação da classe econômica no voo de São Paulo a Zurique no A340 da companhia. Hoje trazemos a experiência de voar na Business Class da SWISS na mesma rota e em um voo na Europa. Nosso leitor Peter Van de Meer é nosso guia nessa viagem cheia de elegância e conforto. Afivele o cinto de segurança, recline a poltrona e aproveite!

No ano passado decidi fazer um tour pela Europa, em primeiro lugar porque fui convidado para ser padrinho de casamento de uma amiga, que mora na Holanda ,e para visitar alguns familiares, que também moram lá. Como trabalho em uma empresa onde viajo bastante, tinha uma boa quantidade de milhas acumuladas, além de pontos no cartão de crédito. Transferi parte dos pontos para o programa Multiplus, e já que tinha pontos suficientes, resolvi fazer algo inédito para mim: viajar em classe executiva.

avaliacao-swiss-executiva

Consegui um voo pela Swiss International Air Lines, integrante da Star Alliance, e parceira da TAM (e Multiplus). Saí de Curitiba com a TAM até Guarulhos, de lá com a SWISS até Zurique (voo LX 0093) e por fim um voo até Amsterdã (LX 0728). Farei o meu relato da forma mais detalhada possível, mas como ainda não conhecia o Melhores Destinos, a qualidade e quantidade das fotos deixou um pouco a desejar.

Compra
Tentei fazer a emissão da passagem pela internet, mas o site da TAM não pesquisa voos de parceiras para a Europa, apenas da própria TAM. Logo, tive que ligar – e muito – para o atendimento do TAM Fidelidade. As ligações são chatas e demoradas, muitos menus para escolher, digitar números e senhas, e muitas vezes esperar 10, 15 ou 30 minutos para ser atendido. Isso porque eu era Fidelidade vermelho!

166563_10150849599795723_776014259_n

Comecei as pesquisas em março, exatamente 6 meses antes da viagem prevista (final de setembro), que era quando liberavam a emissão de passagens com pontos. Não tive dificuldade em encontrar disponibilidade, principalmente com a TAP. Mas a empresa que tinha o voo na data mais conveniente era a SWISS, e considerando a reputação da TAP e da SWISS na época, não tive dúvidas, emiti pela SWISS, em executiva.

A emissão foi via telefone, muito tranquila. A taxa de embarque e de emissão foram pagas com o cartão de crédito. Questionei a taxa de emissão via telefone, ao que eles responderam que as emissões por internet são isentas. Questionei novamente, já que não havia a opção de emissão por internet para o destino que eu queria, mas não teve jeito, tive que pagar os 40 reais.
Assim que fiz a emissão, recebi por e-mail e mensagem no celular a confirmação e bilhete, tudo muito rápido e prático.

Ainda tive que fazer duas alterações em datas e horários, a primeira consegui fazer por telefone, a segunda apenas em loja da TAM, mas não houve custos. Tive dificuldade em marcar o assento, escolhi um que julgava o mais adequado, individual, mas a SWISS me respondeu por e-mail que poderiam indicar a minha preferência, mas não garantir o assento. De qualquer forma, no check-in estava registrado na minha reserva o assento escolhido, ponto positivo para a SWISS. Mas não entendo porque não facilitam e permitem que o próprio passageiro escolha na internet o assento que quiser.
Check-in e embarque
Fiz o check-in em Curitiba e despachei as bagagens diretamente para o destino final, Amsterdã.
Mas deveria passar novamente no check-in em São Paulo para pegar o cartão de embarque para os voos internacionais, não entendi o porque disso, mas foi um processo simples. Consegui lugar na saída de emergência no voo da TAM, sem custos adicionais, por ser Fidelidade vermelho.

Também tive acesso à sala VIP da TAM em Curitiba e pude levar um amigo que também ia viajar.
Decolei de Curitiba no horário previsto, e neste voo serviram apenas amendoim, um biscoito doce e refrigerantes e sucos.

601441_10150849599625723_1058036005_n

Cheguei a Guarulhos (SP) no horário previsto e fui direto para o check-in da SWISS pegar os cartões de embarque. Fui atendido rapidamente na fila preferencial para a classe executiva, por funcionários muito atenciosos e simpáticos. Neste momento descobri que haviam me colocado na poltrona que eu havia solicitado por e-mail.

Na sequência, me dirigi à sala VIP do Smiles, já que a da TAM (Star Alliance) estava fechada por algum motivo. Novamente pude levar um amigo junto. Gostei muito da sala VIP, havia várias comidinhas, sanduíches, saladas, doces, salgados e frutas. Também muitas bebidas, desde cafés, sucos, refrigerantes, vinhos e cerveja. Sala confortável e com acesso à internet, muito lento por sinal.

40 minutos antes da saída prevista do voo (18h25) me dirigi ao portão de embarque, onde os passageiros da executiva já haviam embarcado. Fui atendido prontamente e direcionado para a aeronave.

Avião
O voo foi realizado numa aeronave Aribus A340, com duas turbinas de cada lado. O avião não era novo, aparentava alguns bons anos de uso, inclusive por dentro. Mas estava limpo e bem conservado.

Chegando a bordo, uma comissária me indiciou a poltrona (5K) – para mim uma das melhores, pois fica na primeira parte da classe executiva, é individual e te dá uma boa visibilidade da janela. Ou seja, pude viajar tranquilamente sem ninguém ao lado e apreciando a paisagem.

252367_10150877651335723_1494191096_n

A configuração da classe executiva é complexa: são duas fileiras na primeira parte, uma área mais reservada, que fica logo após a primeira classe (que tem 2 fileiras 1 – 2 – 1), e mais nove fileiras na segunda parte da executiva, após os banheiros e cozinhas. A configuração é alternada, uma fileira 1 – 2 – 1 e outra 2 – 2 – 1.

552849_10150877651100723_63530336_n

A poltrona era muito confortável, com várias opções de ajustes, incluindo a opção de tornar o encosto mais ou menos rígido, através de bolsas de ar que inflavam ou esvaziavam. Também havia um programa de massagem de alguns minutos, o que foi ótimo para relaxar. Por fim, e o melhor de tudo, é que a poltrona reclinava totalmente, 180 graus e na horizontal.

198275_10150877651410723_80185333_n

O único porém é que achei ela relativamente estreita, o que atrapalha um pouco, principalmente na hora de dormir. Mas deu para jantar confortavelmente, assistir um pouco de TV e ter algumas boas horas de sono.

181392_10150877651030723_1148715917_n

Na minha avaliação, a melhor poltrona de executiva que conheci, já que outras (KLM, TAP, AirFrance) ou não reclinavam em 180 graus, ou quando reclinavam não ficavam totalmente na posição horizontal, o que dificulta um bom sono.

Serviço

Assim que cheguei ao meu lugar, a comissária guardou minha jaqueta e me ofereceu uma bebida: champagne, suco de laranja ou água, ainda antes da decolagem.

Todas as comissárias eram extremamente simpáticas, solícitas e profissionais, me senti muito bem acolhido. Uma das comissárias da executiva era brasileira e fazia os comunicados em português. Os avisos do comandante eram apenas em inglês e alemão suíço.

166036_10150877651150723_1307507853_n

Na poltrona já havia um cobertor e um travesseiro confortável, bem como fone de ouvido, de ótima qualidade. Também já havia um kit higiene, uma nécessaire simples mas de bom gosto, com tapa-olhos, protetores auriculares, escova de dentes e pasta, protetor labial e meias.

Nos banheiros havia recipientes grandes com cremes e loções para rosto, corpo e mãos, bem como pequenas bisnagas com hidratante para o rosto.

184104_10150258214575723_7706710_n

Percebi que os toaletes eram verificados com frequência, e um dos comissários sempre passava uma toalha de papel na pia, deixando tudo limpo, seco e arrumado. Mais uma vez demonstraram ser muito atenciosos com os detalhes.

O único porém foi por conta dos outros produtos que teoricamente estariam disponíveis para a classe executiva, como por exemplo fio dental e antisséptico bucal. Constava no site que teriam, mas quando perguntei no avião a resposta foi negativa.

De forma geral, não posso me queixar, tive um atendimento VIP, de primeira mesmo, e achei uma pena quando o voo acabou. Só elogios à equipe da SWISS!

Refeições
Após a decolagem, iniciaram o serviço de bordo. Passaram servindo bebidas, com uma variedade muito grande. Vários sucos, refrigerantes, águas, vinhos e dois tipos de cerveja. Nessa hora entregaram o menu para o prato principal do jantar, onde havia três opções: medalhão de filé mignon ao molho madeira, peixe e massa (vegetariano). Escolhi o mignon.

P1000343

Logo após, passaram servindo as entradas: um mini-sanduíche com queijo, uma torradinha com salmão e um espetinho de queijo com legumes. Tudo muito saboroso e bem apresentado.

P1000344

Na sequência, serviram o prato principal, em louça de porcelana e com talheres de metal. Havia uma salada de folhas com tomate cereja e pepino, um pratinho com queijos e uvas, e o prato principal: mignon com molho (parecia madeira), acompanhado de batata, cenoura e cebola. Totalmente diferente de qualquer comida de avião. Estava maravilhoso, parecia que era tudo fresco e feito na hora, senti como se estivesse na mesa de um restaurante. O mignon era incrível, macio e suculento. Em seguida, passaram oferecendo sobremesas: frutas, queijos e sorvetes. Pra finalizar, um licor, café, chá ou outra bebida, acompanhado de chocolates suíços.

P1000368

Comi incrivelmente bem, e às 22 horas estava satisfeito, pronto para assistir um pouco de TV e dormir. Durante toda a noite passavam servindo água e sucos para quem estava acordado, e na cozinha haviam lanchinhos (sanduíches, chocolates, biscoitos e frutas) à vontade.

De manhã, havia a opção de um café da manhã completo, uma hora e meia antes da chegada, ou um café rápido, 45 minutos antes do pouso. Escolhi o café completo, e realmente digno de ser chamado de completo. Não havia bandejas prontas, mas passavam com um carrinho, oferecendo vários tipos de pães quentes, geleias, frutas frescas à vontade, queijos, iogurte, cereais, cafés, leite, chá e sucos. Foi uma ótima refeição pra começar o dia, mas não comi muito, ainda estava cheio do jantar servido antes.

Serviço de bordo nota 10, ótima qualidade e quantidade, o melhor que vivenciei até hoje!

Entretenimento
O serviço de entretenimento começou na entrada do avião, quando distribuíram jornais brasileiros e internacionais. Havia também uma revista da SWISS e do serviço de vendas a bordo deles, mas nada de muito destaque.

P1000360

A programação do sistema audiovisual era muito boa, on demand, com inúmeras opções de filmes atuais, programas e seriados. Apenas a qualidade da imagem deixava um pouco a desejar: era difícil ajustar o monitor, então em algumas posições era impossível ter uma boa visão da tela. Mas tudo bom o suficiente para passar o tempo na viagem de pouco mais de 11 horas.

Chegada

Desembarquei no horário previsto em Zurique, na Suíça. É um aeroporto grande, e desembarquei no terminal que fica mais distante da parte principal. Tive que pegar uma espécie de metrô subterrâneo para chegar lá.

P1000373

Como não precisava fazer check-in e nem me preocupar com a bagagem, aproveitei as quase duas horas de espera no Lounge VIP da SWISS, um lugar moderno, refinado e de bom gosto, com vista para o pátio de aeronaves.

Lounge-swiss-zurique

Haviam alguns petiscos e tira-gostos, mas de forma geral era um buffet simples. Já no quesito bebidas havia uma grande variedade de cervejas, vinhos, outras opções alcoólicas, refrigerantes e sucos, além de bebidas quentes. Tudo à vontade, você mesmo se servia.

Lounge-swiss-zurique2

O ambiente era limpo, bem decorado e confortável, com internet de boa qualidade para usar sem custos. O tempo de espera passou rápido, e logo tive que sair para pegar o voo a Amsterdã.

De Zurique a Amsterdã

O embarque para o voo de conexão foi tranquilo e a saída aconteceu no horário previsto. O embarque foi preferencial e distribuíram jornais na entrada do avião. A classe executiva é no formato 3 – 3, mas sempre com a poltrona do meio vazia, o que te da maior privacidade. O espaço para as pernas também é um pouco maior.

181366_10150831660755723_282128058_n

O voo era de quase uma hora e meia, mas mesmo assim serviram uma refeição leve, muito saborosa: pães, salmão com legumes, queijos e um doce de sobremesa, além de diversas bebidas.

P1000386

Chegamos no horário previsto a Amsterdã e tivemos prioridade para o desembarque. As bagagens também chegaram rapidamente, mas não estavam entre as primeiras a sair, mesmo sendo prioritárias. Tudo chegou intacto e em ótimas condições.

Conclusão

Definitivamente a SWISS é a melhor companhia com a qual já voei – e olha que depois dela tive experiência na executiva de algumas já. A qualidade do serviço de bordo, a simpatia da tripulação e o conforto a bordo vão ficar registrados de forma muito positiva.E tudo isso gastando apenas 50 mil pontos TAM Fidelidade – 65% a mais do que o trecho na econômica. Nunca pagaria em dinheiro por uma viagem assim na executiva, pois custa aproximadamente 2,5 vezes mais do que a econômica, mas em milhas valia a pena (hoje em dia está menos interessante).

Pontos a melhorar: aumentar a largura dos assentos e melhorar o sistema audiovisual nos voos de longa distância. E disponibilizar mais vagas para emissão com pontos, já que nunca mais encontrei disponibilidade com a SWISS para passagens da Star Alliance (com pontos Multiplus). Se encontrar bons preços, mesmo que um pouco acima da concorrência, ou disponibilidade de passagens prêmio com pontos, com certeza viajarei novamente com a SWISS, uma experiência ótima!

Agradecemos ao Peter por este excelente relato, que certamente deixará muitos leitores curiosos para experimentar os serviços da classe business da SWISS. Já voou com a companhia suíça? Conte como foi sua experiência nos comentários. Não deixe de visitar a página da SWISS no Guia de Companhias Aéreas.

 

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Excelente avaliação, parabéns!! Quantos pontos foram gastos em cada trecho? Abs

  • Álvaro

    excelente post!

  • sensacional, até copo de vidro há nos voos de pequena distancia,a cia é uma Varig européia pelo jeito,super chique e vi varios comerciais dela realmente é melhor que visto no comercial

  • André K

    Sou fã da Swiss. Fiz nela minha primeira e mais marcante viagem à Europa: um vôo no belíssimo MD-11, que me brindou com uma maravilhosa vista do nascer do sol entre os alpes logo antes de pousar em Zürich, seguido de minha única experiência num Avro RJ, todo em classe executiva. Nota 10!

  • Charles Dias

    Uma das piores viagens que fiz para a Europa foi pela Swiss na econômica. Avião já bem usado, telas de LCD apagadas, comida de bordo que conseguiu ser pior que a média (socorro!), nada de kit de higiene pessoal, dois banheiros quebraram e foram interditados durante a viagem. Pior de tudo foi mandar depois um email reclamando e receber apenas uma resposta padrão totalmente impessoal!

  • Agnaldo

    Sei que o post não tem nada a ver. Mas acabei de encontrar alguns trechos em promo da gol sem estar anunciado. Por exemplo: SLZ – SDU – SLZ por 87,90 o trecho.
    Também encontrei SLZ – EZE por R$39,00 a volta!!!! Vem alguma promoção boa pra hoje?

  • Beni Kana

    Parabens!! demais!!!

  • junior@hotmail.com

    Emiti Swiss pela TAP Victoria por 60 mil cada trecho na executiva, após dias pesquisando via ANA. Em verdade 30 porque aproveitei uma promoção de milhas em dobro. Pesquisei em outubro passado para viajar em abril, pouco mais de seis meses antes. Vou viajar no mesmo voo aí da avaliação LX093. Fiquei feliz porque as poltronas reclinam iguais às da Delta, e verdadeiramente ansioso para a experiência após esse excelente relato. Só não consegui, contudo, incluir CWB-GRU. Na data a TAM já vai ter saído da StarAlliance, e não estava disponibilizando nenhum voo para as parceiras. Vamos ver como vai ser o Fidelidade da TAM na Oneworld. Se conseguirmos emitir Europa via EUA e com stopover, acho que o programa vai voltar a ser bom.

  • Pieter

    Fiz apenas a viagem de ida (Curitiba – Guarulhos – Zurique – Amsterdã) com a Swiss, todos os trechos por um total de 50.000 pontos.
    Hoje em dia não se encontra mais trechos da Star Alliance em executiva para a Europa por menos de 100.000, uma pena.

  • Pieter

    Espero que também tenha uma ótima experiência e curta a viagem.
    Pena que não conseguiu incluir CWB-GRU.
    Depois me conte como foi!

  • Thiago

    Como que tu fez pra entrar na sala vip do smiles com passagem executiva da swiss??

  • Leandro

    Ótimo relato parabens .Por favor alguem saberia informar quais os dias que a Swiss opera a rota GRU-ZRH com a bussiness reformulada ? Tem como saber isso ?

    • Pieter

      Essa eu não vou saber te responder.
      Abs.

  • Pieter

    A Swiss é parceira da TAM, mas a sala VIP da TAM (Star Alliance) estava fechada para reforma, então eles estavam utilizando a sala do Smiles.

  • Marcelo

    Amigo,
    Experimente a Executiva da Air Canada. É fantástica. E a sala VIP de Toronto é simplesmente imbatível!