Como é voar na classe executiva da Delta – segunda avaliação

Redação 14 · agosto · 2014

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

No ano passado o Melhores Destinos publicou, com a exclusividade de sempre, uma promoção fantástica de passagens na classe executiva para Nova York. Nosso leitor Marcelo Nakazaki foi um dos que aproveitou a oportunidade para conferir os serviços business da companhia americana e fez um relato de sua experiência na classe executiva da Delta. Confira em detalhes como foi a viagem dele, incluindo um passeio pela Sala VIP no aeroporto JFK: 

Em 2013, a Delta por engano liberou passagens de classe executiva pelo preço de classe econômica. Vi esta promoção aqui no Melhores Destinos, tive que correr para procurar rapidamente as passagens pois este tipo de promoção geralmente não fica muito tempo disponível. 

Delta-avaliacao

Planejei passar o Carnaval de 2014 em Nova York, e a Delta oferece o voo direto de São Paulo a Nova York, foi este trecho que consegui comprar. Preferi fazer a avaliação do trecho de volta, pois ele inclui a Sala Vip da Delta no Aeroporto Kennedy que a seguir comento com mais detalhes.

Voo Delta 471 Nova York JFK – São Paulo GRU

Comprei a passagem pelo site da Delta, que achei bem fácil de utilizar e com visual bem agradável. Fiquei com receio de que a companhia aérea não emitisse a passagem, já que foi um erro do sistema, mas no dia seguinte recebi o e-ticket com a confirmação.

Check-in e embarque

Fiz um pré-check-in pela Internet através de um aplicativo de celular da Delta, onde você pode confirmar seu assento, inserir seu número de fidelidade e verificar se o voo está no horário. O check-in pode ser feito até 24 horas antes do voo.

No Aeroporto Kennedy JFK, os voos da Delta partem do terminal 2, para os voos internos, e pelo terminal 4, onde se concentram os voos internacionais. O voo para São Paulo partiu do terminal 4, recentemente expandido. Para a classe executiva, há um espaço exclusivo chamado Sky Priority, onde você pode fazer o check-in e despachar suas malas.

Não havia filas, a atendente era padrão Estados Unidos, correta mas sem um sorriso no rosto. As malas receberam um aviso dizendo que é passageiro com prioridade, que seria importante mais adiante, na retirada das bagagens.

avaliacao-Delta-executiva-06

Uma dica: neste mesmo dia eu estava vindo de Washington em um outro voo da Delta, porém comprado em outro bilhete separado. Neste trecho interno, se na hora do check-in você disser que possui um voo internacional em classe executiva no mesmo dia, não é necessário pagar pelo despacho de malas, já que a Delta cobra pela bagagem despachada nos voos internos. E o melhor, para os voos com origem ou destino Brasil é possível levar as malas com até 32 kg (vantagem muito importante!).

Da mesma forma que no check-in, para a classe executiva a fila é separada, menor do que a fila regular, porém como a segurança nos aeroportos americanos é muito grande demorou uns 20 minutos para passar por esta etapa.

Sala VIP Sky Club JFK

Antes de embarcar, tive tempo para curtir a Sala Vip da Delta no Terminal 4. Já havia lido bons comentários sobre esta sala, e consegui visitá-la. O espaço, chamado Sky Club, é gigante, com muitas poltronas e uma vista para os aviões.

avaliacao-Delta-executiva-12

Havia muitas tomadas disponíveis para recarregar os aparelhos eletrônicos, um grande bar onde se servem bebidas alcoólicas e um buffet padrão Delta com algumas nozes, amendoins, biscoitos e queijos industrializados.

avaliacao-Delta-executiva-10

Percebi uns tablets com umas atendentes, e é possível pedir pratos como saladas, sanduíches, sopas e pratos quentes via estes tablets, e através de um localizador a atendente te entrega estes pratos onde você estiver. Porém este menu tem um custo adicional.

avaliacao-Delta-executiva-09

Esta Sala Vip possui o serviço de chuveiros, que eu também testei. São cabines individuais, localizadas em uma área separada do resto da sala. Dentro do banheiro estavam disponíveis toalhas, shampoo, condicionador e sabonete.

avaliacao-Delta-executiva-07

Caso necessite, você pode pedir pentes, escova de dentes, barbeador e outros itens para o funcionário responsável pelos banheiros.

avaliacao-Delta-executiva-08

Esta sala vip também é disponível para todos os viajantes Delta, através de uma taxa de 50 dólares pelo passe de 1 dia, vale a pena se você precisa de um descanso antes do voo.

avaliacao-Delta-executiva-11

 

 

Embarque

Quando eu cheguei ao portão, o embarque já havia começado. Novamente, furei fila pois é possível o embarque a qualquer hora para passageiros de classe executiva. Mas me pareceu que a fila dos passageiros poderia ser mais rápida, pois havia somente um funcionário da Delta para o embarque. Mesmo assim, o fim do embarque foi feito no horário. A saída do portão, porém, atrasou uns 10 minutos por causa do embarque de última hora de um contêiner com bagagens. .

Embarcando no avião, o comissário que checa os bilhetes me surpreendeu, me chamando pelo meu sobrenome e mostrou a fileira da minha poltrona. O avião era novo, porém com alguns sinais de uso, mas estava organizado e limpo. O voo foi em um Boeing 767-400 configurado com duas classes de serviço.

avaliacao-Delta-executiva-01

 

Na executiva, as poltronas são na configuração 1-2-1, ou seja, todos os passageiros possuem acesso aos corredores. Elas são flat bed, reclinam 180 graus, são compostas pela poltrona e por uma mesa ao lado onde você pode colocar os seus pertences, recarregar o seu celular, etc. A localização deste espaço varia de acordo com a fileira, algumas ficam à esquerda da poltrona e perto do corredor, o que protege o passageiro de eventuais esbarrões das pessoas que passam nos corredores.

Serviço
Os comissários eram atenciosos e traziam tudo o que era pedido, mas acho que isso se deve pelo fato de ser classe executiva. As empresas americanas possuem fama de possuir comissários pouco atenciosos, o que não aconteceu comigo. Havia inclusive comissários que falavam português, que traduziam os avisos feitos em inglês pelo comandante.

Eram 4 comissários na executiva, dois por corredor, sendo que um servia e outro ficava no galley no apoio, trazendo os pratos para a outra comissária. Elas falavam inglês, que para mim não era problema.

avaliacao-Delta-executiva-02

Embarcando encontrei na poltrona fones de ouvido com cancelamento de ruídos, cobertor, travesseiro, garrafa de água e kit amenities muito bom da marca Tumi, contendo escova de dentes, pasta de dentes, protetor auricular, meia, lenços e protetor labial.

Refeições

Foram servidas duas refeições, um jantar logo após a decolagem e um café da manhã a 1:30 hora antes do final. O jantar é composto por três pratos, entrada, prato principal e sobremesa.
Logo que entrei é servido uma bebida de boas-vindas, que podia ser um suco, refrigerante ou champanhe, acompanhado de um sortido de nozes.

avaliacao-Delta-executiva-13

Depois da decolagem é servido um “amuse bouche”, que é uma entrada antes da entrada, sendo um salmão grelhado com salada de lentilhas e erva-doce. Geralmente ele vem antes da entrada, porém ele veio junto com a salada, que foi uma salada de rúcula com beterrabas e queijo de cabra e uma sopa de couve-flor.

avaliacao-Delta-executiva-14

A apresentação do prato foi ótima, os talheres eram de metal, toalha de mesa, saleiros e pratos de porcelana. Veio junto uma bandeja muito bonita com aspecto de madeira, que ajudou as comissárias a retirar os pratos com mais facilidade.

O jantar tinha quatro opções de prato principal, uma das comissárias de bordo anotou o pedido antes da decolagem. Chegando em mim, a comissária disse que só havia disponível a carne ou o peixe, então escolhi o peixe, que foi um robalo com polenta cremosa e acelga, este último não achei muito bom, mas o peixe estava apetitoso apesar de estar num ambiente com ar mais rarefeito, que costuma afetar nosso paladar.

avaliacao-Delta-executiva-17

 

Entre os pratos as comissárias passavam para retirar as louças e também perguntar se queria mais alguma bebida. Havia uma boa seleção de vinhos, muito bem explicados no menu, que dava dicas de harmonização com os pratos. Infelizmente não experimentei nenhum, então não posso comentar sobre eles.

Por fim, a sobremesa tinha uma apresentação especial, as comissárias passavam com um carrinho cheio de sorvetes, frutas, queijos e doces. Era possível escolher tudo, mas a opção foi o sorvete com cobertura de chocolate e nozes com um creme brulée. O sorvete era montado na sua frente, o que achei bem interessante.

avaliacao-Delta-executiva-18

Antes do pouso, foi servido o café da manhã, que teve uma quiche de manjericão e tomate, com linguiças e cogumelos, frutas da estação e pães, tudo estava bom.

avaliacao-Delta-executiva-19

 

No geral, gostei das refeições, pois dava para ver a tentativa da Delta de acrescentar ingredientes brasileiros (agrião, beterraba, polenta, etc.). Os comissários também não passaram uma impressão de que queriam servir rapidamente para acabar o serviço logo, mas novamente acho que porque era cabine executiva.

Entretenimento

Este foi o ponto fraco deste voo. Havia uma revista de bordo da Delta, forneceram jornais americanos e a tela com a programação.

A tela era individual, de umas 12 polegadas, você podia selecionar entre filmes, programas da HBO e da Showtime e novos lançamentos. Mas os filmes eram poucos, e os novos lançamentos eram bem reduzidos. Já viajei em outras companhias cuja programação era bem mais volumosa e pude assistir a alguns filmes que nem haviam estreados no Brasil, mas esse não era o caso da Delta.

avaliacao-Delta-executiva-04

Não havia internet a bordo, porém parece que a Delta quer implantar essa funcionalidade em alguns anos nos voos internacionais, já que nos voos internos dos Estados Unidos em alguns voos havia internet paga a bordo.

Chegada

A chegada foi surpreendente em Guarulhos, pois cheguei 20 minutos antes do previsto, o que o comissário que fazia os anúncios em português enfatizou. Chegamos no finger, o que é importante para os voos internacionais, pois em algumas vezes o desembarque é feito remotamente, e o translado até o terminal é feito de ônibus.

A imigração do Terminal 2 estava vazia pelo horário (8:00 da manhã) e, o mais surpreendente, saindo da imigração as malas já estavam rodando nas esteiras. Como as malas estavam etiquetadas com o selo do Sky Priority, foi rápido pegá-las. Há uma área reservada onde um funcionário da Delta retira as malas da esteira, mas haviam mais uns cinco funcionários da Delta que retiravam as malas da esteira e iam empilhando as malas ao lado da esteira para liberar espaço. Nota 10 para a equipe em São Paulo.

Avaliacao-Delta_Air_Lines

Conclusão

Valeu muito em usar a Delta nesta viagem, pois viajei de classe executiva pelo preço de econômica! Vejo que o produto da Delta é competitivo nesta rota EUA-São Paulo, pois oferece acesso ao corredor em todas as poltronas, diferentemente de algumas outras companhias. Um outro ponto forte foi a equipe de solo da Delta, principalmente em São Paulo, na retirada de bagagens e na ajuda aos passageiros com voos de conexão. A chegada antes da hora marcada e a imigração vazia ajudaram para a boa ligação com os voos de conexão, e a milhagem foi creditada dois dias após o voo na minha conta do Smiles GOL, mostrando uma boa integração entre os sistemas das duas empresas. Como ponto negativo foi o entretenimento, muito fraco comparado com a United ou com a American. Nota geral: 9,5

Queremos agradacer ao Marcelo por essa excelente avaliação, que certamente deixou muitos leitores com saudade ou com vontade de experimentar a classe executiva da Delta. E você? Já conhece a Business da companhia parceira da GOL? Deixe sua opinião nos comentários! Confira todas as avaliações de companhias que publicamos no Melhores Destinos

Autor

Redação - redacao