Como é voar na Easyjet – a concorrente direta da Ryanair

Denis Carvalho 10 · dezembro · 2013

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Desde a semana passada, a equipe do Melhores Destinos está em seu encontro anual, que dessa vez foi realizado em Amsterdã. Aproveitando nossa passagem pela Europa, publicamos mais uma avaliação da Easyjet, uma das mais populares companhias aéreas low cost do continente. O leitor Élder Montes Rodrigues fez uma ótimo comparativo entre ela e a Ryanair, sua principal concorrente. Acompanhe!

AVALIAÇÃO

A EasyJet é uma companhia low cost londrina fundada em 1995 que possui também uma subsidiária Suíça, sediada em Genebra, e hoje é a mais ferrenha competidora da Ryanair em voos low cost europeus (não é possível falar da EasyJet sem mencionar a Ryanair). Easyjet capa

Opera em quase todos países da Europa (incluindo Rússia e Islândia que não possuem voos da competidora irlandesa), além de ter alguns destinos no Marrocos, Egito, Jordânia, Turquia, Israel. Seus aeroportos principais são os de Londres (principalmente Gatwick), Genebra, Basileia, Edimburgo, Paris Charles de Gaulle, Manchester, Milão Malpensa e Berlim Schoenefeld. A companhia tem uma frota de 190 Airbus 319 e 320, para 156 e 180 passageiros, respectivamente.

A EasyJet não possui promoções com preços incrivelmente baixos como a Ryanair, pode-se dizer que é a segunda companhia mais barata da Europa, mas opera preferivelmente em aeroportos principais e mais próximos da cidade (Milão, Barcelona, Paris, Amsterdam, Bruxelas, Estocolmo, Munique e Veneza, por exemplo), o que gera uma grande economia e comodidade nos traslados aos aeroportos. Além disso, opera em cidades importantes da Europa onde não há voos da Ryanair, como Lisboa, Praga, Atenas, Genebra e Istambul.

EasyJet_Boeing_737-700;_G-EZKA@LTN;06.07.2009_542ag_(4330150912)

Uma desvantagem da EasyJet é o fato de ela ser centralizada em seus aeroportos principais, em geral, das cidades que não são seus centros operacionais, os destinos são, quase sempre, os mesmos (Reino Unido, Genebra, Basileia, Paris, Berlim e Milão). A companhia alaranjada também é considerada a favorita dos ingleses.

A empresa também possui serviço de transfer em Londres, oferecendo uma alternativa de baixo custo (se comprada com muita antecedência) para o traslado dos aeroportos de Londres (Gatwick, Stansted e Luton) ao centro da cidade, com preços que podem chegar a 2 libras (em geral os ônibus custam 10 libras cada trecho), e para utilizar o serviço não é necessário que se tenha comprado um voo da EasyJet.

Airbus_A320_in_easyJet_colours_powered_by_CFM56_engines.

Compra

A compra no site da companhia é muito simples de ser realizada, o site tem como opção de língua o português europeu e muitas outras línguas europeias. Durante a escolha das datas e preços, o site apresenta uma opção de verificação dos preços numa faixa de três semanas ou um ano, para quem tem maior flexibilidade de datas.

Uma característica da compra que foi recentemente alterada pela empresa é a cobrança da taxa geral, que é sempre de uma por compra de 11 euros, que antigamente era adicionada ao preço final no fim da compra e agora já está implícita no preço do bilhete. Uma dica para compras de bilhetes da EasyJet é: se for comprar voos para muitas pessoas ou trechos que não sejam ida e volta, comprar todas passagens em uma única compra (os site apresenta a opção de adicionar mais voos ao carrinho de compras), de forma que para todos os voos a taxa será uma só de 11 euros.

Edinburgh_easyJet_Airbus_A320_02

A compra que realizei foi dos voos Londres Gatwick (LGW) – Moscou Domodedovo (DME) e Moscou Domodedovo – Manchester (MAN), sem bagagem despachada, por 77 libras esterlinas, cerca de 93 euros (já com as taxas) com cerca de um mês de antecedência. A EasyJet foi a primeira companhia low cost europeia a realizar voos para a capital russa. Esse foi o sétimo voo que comprei pela companhia; no início de 2012 fiz uma viagem a quatro cidades, cinco trechos, só com voos da EasyJet, por 152 euros.

A compra durante o site é muito cômoda, assim como na Ryanair, o site tenta vender tudo o que é possível, entretanto o decorrer da compra é mais rápido. Além disso, os passageiros também podem se cadastrar e já ter seus dados guardados para não ter que preenchê-los todas as vezes que for realizar uma compra.

4 - Aviões da EasyJet

Apesar de ter preenchido dados com nacionalidade e número de passaporte, informando que era brasileiro, recebi depois de minha compra um e-mail com letras gigantes “You need a visa for your trip to Russia”. Fiquei preocupado porque não teria tempo de tirar um visto, mas me informei e verifiquei que como brasileiro não necessitava.

Bagagem

Painel Aeroporto London Gatwick

Grátis só se pode transportar uma bagagem de mão, com restrições de medida ligeiramente maiores que as da Ryanair (56x25x45) e sem restrições de peso. Qualquer bagagem extra deve ser comprada durante a compra do voo ou antes do mesmo; despachar a mala no aeroporto sem tê-la comprado previamente sai muito caro.

A partir de julho a empresa reduziu o tamanho da mala que pode entrar no avião para o mesmo tamanho da Ryanair para voos cheios, para que os bagageiros não fiquem muito cheios, entretanto se as bagagens ainda estiverem dentro das medidas acima, ela será despachada gratuitamente como bagagem de porão.

Check-in

Simples de ser feito pela internet e no cartão de embarque gerado online o número do assento já é dado automaticamente (mudança feita nos últimos 12 meses pela empresa), caso a pessoa queira escolher o assento, terá que pagar uma taxa extra. Ao contrário da Ryanair, cidadãos não-europeus não têm que carimbar suas passagens no balcão de check-in antes de embarcar.

Embarque

Filas, mas menores que as da concorrente porque o assento já está marcado, então há menos correria pra pegar um lugar melhor ou pra colocar a mala no bagageiro. É menos comum pedir para colocar a bagagem de mão na caixinha, mas ainda assim isso ocorre.

10 - Poltronas de Descanso em Domodedovo

Voo

O voo saiu sem atrasos e estava relativamente vazio. Creio que um dos motivos é a necessidade de visto para os europeus; brasileiros não necessitam de visto para turismo na Rússia (estadia máxima de 3 meses). Na EasyJet também não há lanches durante o voo, e os comissários passam com o carrinho vendendo os lanches, eles aceitam libras, euros ou cartões de crédito. A EasyJet fez um acordo com a Starbucks e agora seus cafés vem com o nome da marca. Não comprei nenhum lanche porque os preços dentro do avião são em geral bem salgados.

5 - O Avião do meu Voo

Um pequeno problema é o desconforto, já que as poltronas não se inclinam, mesmo para um voo de cerca de quatro horas. Entretanto, o espaço para as pernas é ligeiramente maior que o dos aviões da Ryanair. Como a volta estava com pouco mais de 50% de ocupação pude ficar sozinho em uma fila de três poltronas e consegui dormir.

6 - Dentro do Avião

As informações durante o voo foram dadas somente em inglês, apesar do voo ter como destino Moscou e na ida quase todos passageiros serem russos. Os comissários da companhia que conheci eram muito simpáticos e poliglotas, além de parecerem mais bem arrumados que os da Ryanair, durante o voo de ida fiquei conversando com uma comissária inglesa que gostava muito do Brasil.

7 - Dentro do Avião (2)

Entretenimento

9 - Revista de Produtos à VendaA revista dada aos passageiros durante o voo oferece entretenimento por alguns minutos, apresenta algumas reportagens interessantes e algumas dicas de viagem e de como gastar pouco em determinados destinos; os textos são todos em inglês e ao fim existem outros em espanhol, alemão, italiano e francês.

Chegada

O avião chegou cinco minutos antes da hora prevista e o desembarque foi muito rápido, o único problema foram as filas da imigração em Domodedovo. A volta também chegou na hora prevista e o único problema também foi a imigração inglesa, que segura cada estrangeiro por uns cinco minutos no guichê, nos enchendo de perguntas.

Aeroportos

O aeroporto London Gatwick é o segundo maior da cidade e um dos melhores que já fui, muito organizado, bem informado e ainda oferece gratuitamente serviços que são cobrados em quase todos outros, como as sacolas para os líquidos da bagagem de mão e pesagem da mesma.

Aeroporto Gatwick
Aeroporto Gatwick

O aeroporto Domodedovo de Moscou é o aeroporto russo com maior fluxo de passageiros, entretanto é um pouco pequeno para todos eles. Apresenta um bom lounge e free wi-fi, e muitas opções de free shops. Um grande problema é a não fluência dos funcionários na língua inglesa, nem mesmo a policial de imigração falava inglês.

O aeroporto de Manchester já foi eleito o melhor de grande porte do Reino Unido e creio que merece o título, o único problema é a distância entre os terminais e o fato de eles não serem conectados.

Conclusão

A EasyJet pode às vezes não ter preços competitivos comparada à Ryanair, mas muitas vezes é a melhor escolha por tempo e dinheiro, pela distância dos aeroportos à cidade. A empresa também é uma ótima escolha quando se quer fazer viagens para destinos menos convencionais, como Turquia, Rússia, Islândia, Israel, Jordânia ou mesmo Kosovo; além de ser a única companhia low cost a operar em larga escala na Suíça. Já voei algumas vezes e voaria de novo na EasyJet.

 

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe