Como é voar na Continental Airlines

Leonardo Marques 22 · março · 2011

Em dezembro de 2010,  o leitor Luciano do Rego nos mandou a dica de uma promoção de passagens Brasília – Nova York por R$768,00 com conexão em Lima. O trecho entre Brasília e Lima era pela LAN e entre Lima e Nova York o voo era pela Continental. Como já publicamos recentemente uma avaliação da LAN, vamos publicar hoje apenas a avaliação da Continental Airlines.

Quem nos mandou a avaliação foi o próprio Luciano, que havia mandado a dica da promoção e que fez essa viagem na semana passada.

Reservas e Acompanhamento

As reservas foram feitas pelo Submarino Viagens. Nada de diferente do habitual. Reservas feitas e uns 15 minutos depois tudo já estava no site da própria Continental para acompanhamento. No site da empresa é possível reservar assento, fazer upgrade de poltrona ou mudar para a 1ª classe. Tudo isso pagando a mais, é claro. O site é bem tranqüilo, tem tradução para português e ajuda bastante a tirar dúvidas quanto à bagagem e políticas da empresa. O único inconveniente é que às vezes ele tinha o título do assunto em português e o corpo do texto em inglês. Detalhe mínimo, mas perceptível. Neste quesito, nota 9,5.

Check-in

IDA – O check-in em Lima começou 3 horas antes do voo e foi tranquilo. Eles utilizaram dois guichês para atender todo mundo. Surgiu uma fila razoável, mas o atendimento foi em 20 minutos. A atendente era bem simpática, comentou até a proximidade da data do meu aniversário. VOLTA – O check-in de volta em Newark foi tranquilo também. Fila mínima e atendimento em 7 minutos. Eles pedem o passaporte, passam numa máquina e emitem seu ticket. No meu caso, por causa do tipo de tarifa, tive que pagar 30 dólares para embarcar a 2ª mala. Pagamento pode ser feito em dinheiro ou cartão. Pagamento efetuado, as malas foram despachadas. Só as veria em Brasília. Nota 9,5

Embarque

IDA – O voo saiu com atraso de uma hora. Saiu apenas à 00:35. Não foi informado o motivo do atraso. Algumas malas de mão eram revistadas. Passageiros foram revistados também, tendo até que tirar os sapatos. VOLTA – O embarque de volta foi mais complicado. O voo sairia às 14:20. Na sala de embarque nos foi informado que havia overbooking. Pediram que passageiros voluntários se oferecessem para ir no voo do dia seguinte. Para quem tinha como destino final Brasil, Argentina e Chile, foi oferecido um voo alternativo à noite. No meu caso, ofereceram um voo para São Paulo as 22:00 e depois outro pela manhã de São Paulo para Brasília. Como compensação um voucher para almoço e jantar. Não aceitei. Algumas pessoas concordaram em ir no dia seguinte e o voo saiu as 14:20, em ponto. Nota 8,0.

Voo

Tanto os voos de ida quanto de volta foram tranquilos. O atendimento foi bom. Nada de risos à toa, mas sem cara feia também. O voo de Lima para Nova York dura 07:30. A ida foi à noite e, pelo menos pra mim, foi muito desconfortável. Fiquei cheio de dores nas costas e pescoço. Eles dão um kit com cobertor e travesseiro, que não ajuda lá muita coisa. A volta diurna foi bem mais tranquila, já que nem senti sono e as dores foram menores. O espaço entre poltronas é normal. Nem pequeno nem grande. Existe a opção de um lugar na classe econômica com mais espaço chamada “Extra Legroom”. Custava 99 dólares. Nota 8,5.

Alimentação

O almoço/jantar foi servido 1:30 depois do voo decolar. Sempre com a opção de frango ou carne. Na ida pedi carne e não me arrependi. Veio arroz com carne muito bem temperada. Nem parecia comida de avião hehehe. Meus amigos pediram frango. Veio frango, com macarrão penne e umas verduras. Eles não gostaram. Na volta pedi carne de novo, não quis arriscar o frango. Veio uma lasanha à bolonhesa. Aí sim, com gosto de comida de avião. Ninguém perto de mim pediu frango, então nem sei o que era. O lanche era servido 1:30 antes do pouso. Na ida foi ridículo. Bebida e um bolinho de chocolate ruim de dar dó. Mal consegui engolir a 1ª mordida. Na volta foi muito melhor. Era um sanduíche frio com maionese, um pacotinho de M&M e um outro com cenouras cruas em miniatura.

Entretenimento

O avião tem tela individual TouchScreen e um sistema de entretenimento bem legal. Tinha várias músicas e você podia fazer sua lista de músicas preferidas. Tinha filmes também. Desde novos, como o Discurso do Rei e Cisne Negro, a mais antigos, como Pulp Fiction. Alguns filmes tinham dublagem em português. Também estavam disponíveis jogos, programas de TV e o mapa de onde o avião estava no momento. Nota 9.

Curiosidades

A imigração nos EUA foi normal. O policial estava de cara fechada, como é habitual, mas foi de boa. Revistaram nossas malas também para controle de entrada de animais, vegetais ou comida.

Para sair de Newark, não vale a pena pegar táxi se estiver só. Você pode pegar um Shutter. É uma van azul e custa 17 dólares. Ou pode pegar um ônibus expresso Newark – Port Authority (42nd street) que custa 15 dólares e o trajeto dura uns 45 minutos.

Chegando em Lima, não entendi todo mundo do avião batendo palma hehe. Deve ser costume peruano.

Na chegada a Brasília, surpresa desagradável. Chegando em casa percebi que o zíper da mala, no fecho onde põe o cadeado, estava estourado. Roubaram apenas o cadeado, graças a Deus. A mala estava intacta. Não foi nos EUA porque da janela do avião vi minhas malas subindo a esteira, todas com cadeado. Meu amigo teve a mala rasgada e roubaram 2 sprays de limpar tênis. A Infraero disse que ia investigar e ia arrumar a mala dele. O Aeroporto de Brasília precisa de um choque de gestão urgente. É muito tenso chegar com bagagem aqui.

Abraço a todos!

As fotos internas foram tiradas pelo Luciano e a foto externa do avião é da Wikipedia.

Autor

Leonardo Marques - Diretor do Melhores Destinos
  • Carlos Henrique Loyo

    Também fui aos EUA, no carnaval e pela Delta. Chegando em Missouri a mesma surpresa: meu cadeado da sansonite aprovado pela TSA também foi roubado! Não senti falta de nada na mala, mas um amigo que mora nos EUA me contou que os dele vive sendo roubados e que ultimamente tinha virado rotina os cadeados das malas dele desaparecerem!

  • EVERTON

    Voei há alguns anos com a Continental e foi tudo ótimo. Mas como foi meu primeiro vôo, pra mim tudo era festa…rs

    Gostei do flight report. Só achei estranho o autor ter dito que deve ser costume peruano o povo bater palmas quando o avião pousa. Aqui no Brasil todo vôo que peguei o povo fez a mesma coisa. Na Argentina também. Acho que é um costume dos povos latinos (com exceção do pessoal de Brasília, talvez).

    • Joás Oliveira

      Eu já voei várias vezes tanto voos Domesticos quanto Voos Internacionais e nunca vi batendo palmas…?!

      • Denis Carvalho

        Quando voei para Lima com a Taca os passageiros também aplaudiram. Deve mesmo ser costume por la… Quem sabe as companhias regionais são tão ruins que quando o pouso acontece sem nenhum susto eles até aplaudem de alívio! rsrsrs

        • afonso

          EU voo constantemente trecho floripa rio, geralemnte com ponte aerea, nunca vi gente aplaudindo, ja fui pro estados unidos com uns 4 voos la dentro e nada de aplausos.

          mas quando fui pra argentina esse ano, a galera aplaudiu, tambem achei estranho

      • Lilian Ivanovas

        Eu SEMPRE vejo as pessoas batendo palmas, tanto em voos internacionais qt domesticos. Já vi isso em voos chegando em Congonhas, Guarulhos e Goiania.

      • jak

        Normalmente as pessoas batem palmas para o pouso do piloto…como uma homenagem. .
        Digo que a grande maioria que faz isso…São pessoas que nunca voaram…ou voam pouco..

    • Luciano Rego

      Everton, apenas achei curioso baterem as palmas porque o vôo foi extremamente tranquilo. Eu viajo todo mês a trabalho e honestamente nunca tinha visto isso.

    • Leonardo BH

      Já vi aplausos em voo da Air France, Paris/Rio. Só não lembro se foi na ida, volta ou ambos. Acho que quem puxou foi a brasilerada e não os franceses 🙂

      Ps: Foi em 2007, portanto antes do acidente nessa rota.

      • Vinicius

        Uma vez uma senhora turca me disse que é costume nos EUA aplaudir quando o avião pousa, como se estivesse dizendo "Good Job!"

    • Ricardo

      Voei de Portugal para Paris ano passado e eles tambem bateram Palmas. Varia de voo.

  • Bruno V.

    Estou fazendo o mesmo trajeto no dia 05/04, gostaria de saber uma coisa, quando voce chegou a lima teve que despachar novamente sua bagagem? ou elas foram despachadas de Brasília e você somente pegou em Newark?

    Já viajei de Continental no início do ano passado. Um vôo tranquilo, apesar das comissárias serem um pouco "rodadas" hehehe.

    Um detalhe importante é que esta companhia não admite Excesso de bagagem, se tiver uma pesagem a mais na sua mala tem que despachar por carga. tive que abrir quatro malas na frente do balcão para equilibrar o peso e ainda "criar" outra mala. Não tinha esta obrigatóriedade de pagar para despachar outra mala.

    • Luciano Rego

      Bruno, as malas vão direto para Newark. Não vi minha mala em Lima. Mas é bom você confirmar isso no check-in aqui, para evitar problemas.

  • Carlos

    O relato da viagem é mto interessante, mas tudo cai por água abaixo com a situação da mala mexida.

    Infelizmente faz a gente pensar muito antes de embarcar pra fora do país, e, quando voltar ter esse kit surpresa e o descaso da INFRAERO.

    • Luciano Rego

      Na mesma sexta-feira, chegou um pouco antes do meu um vôo da TAP vindo de Lisboa. De acordo com nota no jornal Correio Braziliense de sábado, vários passageiros reclamaram de violação de bagagem. Te digo uma coisa, na volta minha única preocupação era a chegada aqui em Brasília por causa das malas.

  • Erica Lucile

    Se a viagem foi tão ruim pq você deu notas tão altas para os serviços?

    • Luciano Rego

      Não disse que a viagem foi ruim. O serviço prestado pela empresa foi muito bom. Apenas um vôo de 07:30 em classe econômica não é dos mais confortáveis.

  • Matheus

    Ja vooei de continental.

    Acho que foi a pior empresa que usei.

    A imigracao em Newark e sempre muito chata. Sempre que desci la tive que fazer a imigracao "pente fino" ir pra tal….salinha.

    Recentemente vooei DELTA (GRU-JFK voo 120 e 121)Aviao velho, sem entretenimento, banheiro fedendo, e banana para cafe da manha.

  • Bruno V.

    Mais uma observação quanto a bagagem: Entrei em contato com a Continental e a funcionária relatou que eu teria que pegar a bagagem na conexão em lima, além deles cumprirem com o disposto em seu site da relação de 02 bagagens de 32 kg cada. informo que nas regras de bagagem em hipótese alguma eles admitem excesso nestas.

  • Kathleen

    Adorei o relato do colega, vou aproveitar para postar algumas impressoes já que fiz esse trecho. Acredito que tenha comprado uns dias depois, infelizmente ainda nao conhecia o site e fui procurando dia por dia uma data com promoção, ate que encontrei uma em que saia BSB -> NY por R$930 reais já com taxas, pela LAN/CONTINENTAL, agora em fevereiro.

    IDA

    Assim como o colega comentou, a bagagem foi direto, não a vimos em LIMA. A atendente do guichê da Continental em Lima nos informou que veramos a mala antes de entrar no avião da Continental, para confirmarmos se era realmente a nossa bagagem (a escala era de 12hs), ocorre que na hora que essa verificação deveria ocorrer, no portão de embarque, o atendente da Continental disse que não iríamos ver a bagagem e que ela já estava no avião. Ficamos receosos, já que ocorreu um desencontro de informações, mas as malas chegaram em NY sem problemas.

    Como a escala era de 12hs, aproveitamos para descer em Lima e conhecer um pouco da cidade. Voce passa pelo controle da alfandega e na volta, na hora do check-in na Continental, você paga uma taxa de 30 dolares para deixar Lima, aplicavel a todos os turistas, mas que vc so tera que pagar, é claro, se descer na cidade durante a escala. Achei que valeu muito a pena, calculamos bem o tempo, vimos tudo que planejamos e chegamos no aeroporto com bastante antecedencia, apesar da demora de 1 hora e 10 minutos no translado de táxi do bairro de Miraflores para o aeroporto em uma sexta-feira à noite.

    O voo na ida pela Continental foi noturno e para mim o único verdadeiro problema foi uma criança de 6 anos gritando a noite inteira. Demos sorte na imigração da chegada nos Eua, enquanto o pessoal estava sendo parado para verificar a bagagem, nos liberaram. Chegamos cedinho na cidade e fomos de aitrain + trem + metro para o hotel.

    VOLTA

    A nossa conclusão foi, demos sorte. Na hora do check-in na Continental a atendente, muito simpatica, nem ficou olhando o peso e deixou passar. Acredito que as malas estavam leves, mas viemos em duas pessoas cada um com duas malas grandes. Nada de taxas e nada de atrasos, nem na ida e nem na volta pela Continental.

    Na escala em Lima, essa de menos de 3 horas, constatamos na espera que alguns colegas de escala tiveram alguns problemas:

    1. Pagamento de taxas por bagagem extra (no caso, a 2a mala), sendo que se você ligar na Continental aqui no Brasil eles informam que vc pode trazer duas malas de 32kg por causa de Resolução da ANAC, e toda viagem com passagem emitida e com origem no Brasil se submeteria a essa resolução. O moço do telefone disse que se vc for taxado, deve pedir reembolso no Brasil. Acho dificil hein.

    2. Pagamento por excesso de peso, por ser mais que 23kg.

    3. IMPORTANTE: Na hora de embarcar pela Continental em NY, algumas bagagens de mao, as maiores,escolhidas de forma aleatoria, foram designadas para ir no porão. Sim, isso vc descobre entrando no aviao. E ai, qual o problema?? Essas bagagens não sao colocadas com a etiqueta de CONEXAO, entao vc tem sim que pega-las em Lima e pedir para o atendente emitir nova etiqueta, com destino final BSB. Vimos algumas pessoas nessa situação, todas tensas, já que ninguem na LAN sabia informar nada direito. Ja em BSB encontramos com eles e a mala chegou sim, mas demorou bastante a comunicação entre a Continental e a Lan para embarcar as bagagens de mao que foram pelo porão da Continental sem a etiqueta de conexão.

    É isso!

  • Paloma Braga

    Bom dia a todos. Recentemente fiz esse mesmo trajeto com as mesmas companhias. Tudo foi dentro dos conformes. No check-in em Brasília, a atendente me orientou a mostrar o ticket das bagagens quando fosse fazer o outro check-in, em Lima, para não haver problemas de bagagem. Dito e feito. Em Lima a atendente da Continental pegou os tickets e inseriu a numeração no sistema para não termos problemas com a bagagem. Na volta o vôo da Continental (Newark – Lima)foi horrível… muitas turbulências em mais da metade do vôo. Os passageiros até ficaram bastante apreensivos, tanto que ao pousar tivemos uma salva de palmas dentro do avião (ufa, chegamos intactos). Fiquei uns 40 minutos esperando a bagagem no aeroporto de Brasília. Já estava cansada de esperar quando um funcionário da Lan veio me perguntar se ainda faltava bagagem minha (lógico, se eu estava em frente a esteira, estava esperando minha mala né?). Para minha surpresa ele me comunicou que já havia terminado o desembarque de todas as malas. Resultado: 40 malas "esquecidas" em Lima. Pediram um prazo de 3 dias para entregarem em minha residências as malas perdidas (eram 2). Não podia fazer mais nada, fui para casa bastante chateada e no dia seguinte no fim da tarde foram em minha residência levar as malas. Elas estavam fechadinhas conforme quando eu havia despachado. Abri na frente do rapaz que veio entregar para ver se não faltava nada. Intacta. Ufa. Só fiquei chateada porque uma de minhas malas estava com uma parte rasgada e um ziper de um compartimento (que não tinha nada dentro) quebrada.

    Me decepcionou bastante.

  • Kathleen

    Bruno, eu tinha as mesmas duvidas que vc antes de ir:

    1) PESO permitido para as bagagens

    2) Pegar ou nao as bagagens em Lima, na ida e na volta.

    Por telefone, a Continental tambem me disse que seria necessario pegar as malas em Lima e que o peso seria de 2 bagagens de 32kg.

    Por telefone, a LAN disse que iria depender (oii??), talvez tivesse que pegar a bagagem em Lima, talvez não.

    Ao vivo, no guiche da LAN em BSB, a moça confirmou que a bagagem ia direto para NY.

    Ao vivo, com a atendente da LAN que encontrei logo quando cheguei em Lima, seria necessario pegar a bagagem e fazer novo check-in…

    comentei sobre a posição da Continental no meu post.

    No final das contas, a bagagem foi direto tanto na ida e como na volta, não tive problemas com bagagem, mas teve pessoas no voo que pagaram tanto pela 2a mala como por mala com mais que 23kg, bem como as que tiveram suas bagagens de mao despachadas no porao na volta e tiveram que trocar as etiquetas, pegando sim a bagagem de mão em Lima (coloquei nesse meu post).

    • Bruno V.

      Obrigado pela sua resposta.

      No site da LAN também diz que os vôos originários e/ou com destino ao brasil respeitam o limite de 32kg em cada mala. de qualquer forma vou deixar gravado o site das duas companhias, já tive problemas da mesma forma com um vôo para a Alemanha, tive devolvido numa ação judicial com juros o excesso que paguei, mais de R$ 600,00 de dindim devolvidos. tudo por causa deste tipo de conexão com uma compra só originando o brasil.

    • Luciano Rego

      Na volta, a atendente da Continental em Newark só se importou com o número de malas (2 malas). Uma mala tinha uns 35 Kg e a outra era pequena e tinha uns 10. Ela colocou as duas na balança ao mesmo tempo e me mostrou que não pagaria excesso.

  • Tiago Cardoso

    Bruno, depende de quantas horas é sua conexão. Eu fiz esse mesmo trecho, "escala" em Lima de 11 horas e pouco. Tive que retirar as malas – bom, eu quis visitar a cidade e o check-in pra NY só abre com 3 horas de antecedência do vôo. Na volta, como a conexão foi de 2 horinhas e pouco, então não peguei a mala, só em Brasília de volta.

    • Kathleen

      Diferente do colega acima, na ida a minha conexão foi de 12h30 em Lima e as malas foram direto, na volta era de menos que 3hs e foram direto tambem.

      Se fosse padronizado facilitava a vida de todos né!

  • Carlos Augusto A. de

    a unica vez q vi o povo aplaudir o pouso foi na minha viagem pela TAM RIO x BUENOS AIRES, mas acredito ter sido de eu ter voado uma semana apos a queda do AF 447. Nunca tinho visto isso, mas foi legal, emocionante, é uma forma de agredecer ao piloto e co-piloto de ter feito uma viagem segura. abs a todos

    • Matheus Rocha

      Auahuahua, é bem engraçado esse negoço de bater palma realmente, da vontade da aumentar o tom da voz quando começarem e dizer: WTF guys? c'mon…

      • M@rcelo

        Como a observação do nosso amigo Luciano Rego fez sucesso, deixo aqui a minha observação, fui para Portugal e Inglaterra em 2009 e Portugal e França em 2010, e em ambas as ocasiões, tanto chegando em Lisboa, quanto no Rio de Janeiro foi uma verdadeira festa de aplausos e assobios… quanto em Londres e Paris… o maior silêncio!!! hehehe

        • Luciano Rego

          Pois é Marcelo… nunca imaginei que seria essa parte do texto a de mais sucesso hehehe

    • Dudu

      É comum aplausos depois de pousos, seja em vôos nacionais ou internacionais. Me lembro especificamente de um trecho BSB/SSA para o carnaval e outro SDU/BSB depois do Hexa do Flamengo em que os passageiros aplaudiram. Em fevereiro fiz vários BSB/Lima, Lima/Cusco/Lima, Lima/Miami/Lima, Lima/BSB e não houve aplausos. Saudações

  • Cynthia

    CUIDADO, O BARATO PODE SAIR CARO!!! Não tive a sorte do Luciano, mas sim um prejuízo. Viajei em janeiro no voo Bsb-NY com conexão em Lima. Passagem comprada no Submarino Viagens. Empresas envolvidas: LAN e Continental. O voo da volta (NY-LIMA) atrasou e perdemos a conexão LIM-BSB. Nenhuma das Cias Aéreas quis arcar com o prejuízo. A Continental dizia que havia me deixado no destino e a Lan que eu não estava na porta do avião para embarcar. Resultado: ficamos eu, meu marido e dois filhos menores às 2 AM completamente desamparados. Depois de muita briga, consegui ser colocada no voo do dia seguinte (24 horas depois). As aéras fizeram "jogo de empurra" e ninguém quis arcar com as despesas (táxi, hotel, alimentação e roupas). Para completar, não pude retirar as bagagens do aeroporto (precisei comprar roupas, pois em NY estava -10°C e em Lima, 29°C). Nesse ponto, até que tive sorte: não mexeram na minha bagagem (fato raro considerando a LAN-são inúmeros relatos de bagagens abertas e roubos). Vale ressaltar que a Continental é a emissora do bilhete inteiro (BSB-NY), mas ela não considera o acordo com a Lan na hipótese de problemas. Ainda não consegui reaver o prejuízo. Próximo passo: ingressar com ação na justiça !!!

  • igor – poa

    Sobre as palmas deve ser costume latino, peguei um vôo Porto Alegre – Porto Seguro com conexão em Guarulhos pela GOL e estava cheio de Argentinos, quando pousava eles batiam palmas e todo mundo ia junto!Aconteceu cada coisa naquele vôo foi bizarro!

  • Vanessa

    FURTO EM BAGAGENS NA LAN. No último dia 9 de março, voltando p Brasília de Orlando, na conexão em Miami, exatamente na porta do avião, embarcando, fomos surpreendidos com a informação de que não poderíamos embarcar com nossas bagagens de mão ao argumento de que a aeronave estava lotada. Fomos obrigados a despachar 2 bagagens, de repente, sem chance de declarar o valor dos bens, já que estavam sem proteção de cadeados. Colocaram lacres de plástico. Resultado: após conexão em Lima, no desembarque em Bsb, a surpresa: zíper aberto de uma das bagagens despachadas e furto de vários objetos. Prejuízo de 2 mil reais. LAN foi informada e até hoje NUNCA respondeu nosso requerimento. Falta total de respeito ao passageiro. Odeio a LAN.

  • Babi

    Voei pela continental em 2008.. Achei bem legal.. O voo tava vazio entao pude sentar nas paltronas do meio sem ninguem do lado.. Achei a televisaozinha individual otima! Nao tive problema nenhum pra dormir, pelo contrario, achei mega confortavel. So tive problema com a comida na volta, acho que era frango mesmo, mas lembro que fiquei enjoada e tals. No geral gostei bastante.

  • hugo

    então, creio que é costume, não só latino, de bater palmas para o piloto quando o vôo e particularmente o pouso é tranquilo. o primeiro vôo que vi isso foi chegando aos EUA pela COPA. Mas já vi tb em vôos dentro do própria EUA, pela delta, AA, assim como em trechos Paris-BH/SP.

  • Marcos Fonseca

    Muito bom o conteúdo, os relatos e comentários…

  • Elton O. Ferreira

    Voei pela Continental ida e volta (Brasil-Las Vegas). Dou nota 9,5 para todo o serviço, principalmente pelos atendimentos nas aeronaves.

  • Rubens

    Sobre a questão dos cadeados quebrados, geralmente o pessoal da segurança (TSA e afins) abre as malas, quebrando o cadeado ou trancas, mas colocando um aviso dentro da mala, dizendo que ela foi inspecionada. Por isso recomendo colocar apenas uma anilha de plástico no lugar do cadeado, que pode ser retirada no próprio balcão de check-in.

    Sobre a questão dos sprays, é proibido o transporte de líquidos inflamáveis mesmo na bagagem despachada (http://www.tsa.gov/travelers/airtravel/prohibited/permitted-prohibited-items.shtm). Na dúvida, os caras descartam.

    Abraços,

    • Bruno V.

      Uma dica sobre o sistema da TSA: se você está indo como destino final NY sugiro passar na Century 21, proximo ao Marco Zero e comprar na seção de malas os cadeados da lá, é muito fácil encontrá-los, tem uma bandeira vermelha e branca neles. Paguei 5 dolares no par de cadeados. em no SOHO me cobraram 10 em cada.

    • Bruno V.

      Uma dica sobre o sistema da TSA: se você está indo como destino final NY sugiro passar na Century 21, proximo ao Marco Zero e comprar na seção de malas os cadeados da lá, é muito fácil encontrá-los, tem uma bandeira vermelha e branca neles. Paguei 5 dolares no par de cadeados. No SOHO me cobraram 10 em cada.

    • Luciano Rego

      O cadeado da minha mala era de senha, aprovado pela TSA. A atendente da Continental me disse que, em caso de necessidade de vistoria, aquele tipo de cadeado seria aberto com uma chave especial que eles têm, depois seria colocado um papel na minha mala informando a inspeção e o cadeado seria lacrado novamente. E repito, eu VI, da janela do avião, as duas malas sendo embarcadas com os devidos cadeados.

    • João

      Muito bom o conteúdo, os relatos e comentários…

  • Bruno V.

    Este seu comentário é excelente!

    Estava com as mesmas dúvidas sobre o translado de ida e volta para Miraflores. Nunca que vou ficar no aeroporto de lima esquentando banco de aeroporto!

    Somente para me esclarecer uma coisa. o custo deste passeio ficou mais de 100 dolares pra você? estou ansioso para conhecer Miraflores.

    • Luciano Rego

      Bruno, vou tomar a liberdade e responder como foi com a gente. Nos éramos 3 e gastamos, inclusivo com almoço, uns 50 dólares cada um. Isso incluiu um pequeno tour por algumas praças, pelo centro e almoço no shopping Larcomar, além da volta.

      Uma dica é negociar sempre com os taxistas. Pelo menos os que eu vi não tinham taxímetro. Dá para baixar uns 20% o preço original que eles cobram.

    • Kathleen

      Bruno, entao vou tentar te resumir o passeio em Lima! Nao sei como seria se precisasse retirar as malas e fazer check-in so 3 hs antes do voo, como estavamos sem elas conseguimos fazer bastante coisa.

      O voo chegou 11h35 no horario de Lima, ficamos tentando confirmar a historia da bagagem, se ia mesmo direto, ninguem sabia esclarecer, mas como nossa mala não chegou na esteira, fomos para a cidade. Lá os taxis nao tem taximetro, entao vc fixa o valor antes, como nao tinhamos tanto tempo para pechinchar, fomos pegando os que pareciam menos quebrados. Corremos o dia todo, mas foi otimo.

      Conversão: 1 dolar = 2,71 soles.

      1. Taxi do aeroporto para Plaza Mayor = era 65, insistindo o moço fez por 45 soles. Demorou 40 min. No caminho passamos pela Plaza San Martin. Na Plaza Mayor fica a Catedral Metropolitana e o palacio de Gobierno. De lá andamos ate a Casa de La Literatura Peruana (nao fizemos a visita pelo lugar, so entramos para ver rapidinho). De lá, passamos por umas lojinhas de souvenir (um pratinho e dois imas de geladeira: 17 soles) e fomos ao Convento de Sao Francisco. Fizemos a visita guiada, deve demorar uns 45min, 1h, nao marquei, e custa 7 soles por pessoa. Vale muito a pena, é la que fica o Museu de Catacumbas.

      Saimos andando e achamos o Museu de La Inquisicion, em frente a plaza simon bolivar (museu de entrada gratuita, tem varios outros museus pela cidade, a gente escolheu esse pq era perto e gratuito.

      De lá, taxi para Huaca Pucclana (sitio arqueologico pre-incaico já em Miraflores, 12 soles. Entrada de Huaca Pucclana: 10 soles. Visita Guiada. De lá, taxi para o Larcomar em Miraflores, 8 soles. Almoçamos lá, umas 17h30 da tarde (75 soles: 1 ceviche de frutos do mar, 1 pisco e 1 inca cola). De lá dá para chegar no parque del amor, no farol, a pé, ver o por-do-sol e etc. As 19h10 e pegamos um taxi para o aeroporto, 30 soles, chegamos 20h20.

      Entao os gastos:

      Taxi: 45 + 12 + 8 + 30= 95 soles = 35 dolares

      Passeios: 10 + 7= 17 soles (Convento + Huaca)= 6,30 dolares

      Alimentação: 75 soles para almoço para 2: 37,50 soles (pessoa) + 7 dolares lanche no aeroporto a noite = 21 dolares pessoa

      Taxi Miraflores-Aeroporto: 30 dolares

      Se eu tivesse ido sozinha e feito isso, sairia 92,30 dolares (sem souvenir), mas saiu menos já que fui acompanhada e dividimos o taxi.

  • Márcia

    Gostei muito da avaliação do Luciano. Super detalhada!

    Quanto às notas, acredito que cada um consegue tirar suas próprias conclusões com base no que foi dito ou, no caso, escrito!

    Essa questão de arrombamento e furto de bagagens está cada vez mais séria. É uma situação totalmente absurda! Se os aeroportos não são capazes de zelar por nossas bagagens então deixem elas irem junto com a gente no avião. Seria lindo o corredor lotado de malas! hehe

  • Daniel

    Muito bom, mas faltou falar qual a aeronave usada no vôo.

    • Luciano Rego

      Daniel, foi um Boeing 757-200. Tinha 40 fileiras de cadeiras na disposição 3-3 além de 1ª classe, com umas 10 poltronas eu acho, na disposição 2-2.

  • Geziel Gomes

    Somente desejo acrescentar um motivo para os aplausos na chegada de alguns vöos, além dos já mencionados. Nas minhas muitas observo que pessoas que viajam em grupo e/ou estudantes que estiveram por um bom tempo fora do País sáo inclinados a bater palmas, como se saudassem a Pátria, de volta.

  • Alexandre

    também acho que é bem raro, mas já vi sim, deve ter uns 6 ou 7 anos…. eu eu viajo em média umas 5,6 vezes por ano então daí já se retira que não é muito comum.

    • Diogo marcelino

      Já viajei muito em trechos domésticos (INTL nunca) e nunca vi esse negócio de bater palmas quando o avião pousa!

  • Alexandre

    coisa estranha esse item 3! escolhem aleatoriamente umas bagagens de mão, dentre as maiores, para serem despachadas. deve ser por questão de segurança…

  • Kathleen

    Alexandre, é possivel, eu tenho a impressao que é porque eles ficam com dificuldade de alojar todas as bagagens de mão nos compartimentos.

  • Kathleen

    CORREÇÃO:

    Taxi Miraflores-> Aeroporto: 30 SOLES.

  • Alessandra

    Só para esclarecer…a bagagem é responsabilidade da companhia aérea e não da Infraero!!!!

    • Carlos

      A responsabilidade é da cia e tb da INFRAERO sim.

      Afinal a gente a taxa de embarque pra q? oi?

      • Thiago Oliveira

        Taxa de embarque para o funcionamento do aeroporto.

        Manipulação de bagagem nada tem a ver com o funcionamento do aeroporto.

        O que não tira a responsabilidade das autoridades (inclusive a infraero), de investigar e tomar medidas.

  • Lyana

    Bem, eu sou de Brasília e em todos os voos internacionais que estive (não foram poucos) há o costume de se bater palmas quando do pouso. Talvez o colega do comentário não esteja habituado a fazer viagens internacionais e por isso estranhou o fato.

  • BRUNO

    Quanto a taxa de segunda mala, não foi cobrada. Quanto a taxa de Reembarque no Aeroporto de Lima, cobraram de alguns e de outros não. Eu mesmo paguei, mas a maioria não pagou. Por sorte, fui acomodado na poltrona com maior esoaço, também sem taxa extra. Os voos nao atrasaram. Pra mim foi excelente.

  • Marcio

    Aproveitando que algumas pessoas falaram da espera de 10 até 12 horas em Lima. Poderiam informar o que fizeram durante este período? O que visitar na cidade? Por favor dicas. Obrigado.

  • Marcio

    Por favor me ajudem, sao 2 volumes de 32kg ou 23kg?? Obrigado.

    • Luciano Rego

      Márcio, em Newark tinha um toten informando 23 Kg. Mas minha mala tinha mais de 30 e a moça não chiou, paguei 30 dólares a mais só porque tinha uma 2ª mala.

  • Edson

    De repente as palmas viraram sucesso. Viajo constantemente em diversos voos e companhias e em alguns pessoas batem palmas. Nada demais, talvez seja a forma de dizer …"que bom, graças a Deus chegamos em paz…" Que seja.

  • Joaquim

    Gente…. ou eu sou velho demais, ou sei não… É tradição quando o pouso é tranquilo aplaudir a equipe de pilotos! Conheço este costume desde que viajo de avião, e olha que comecei com 02 anos e tenho quase 40 de idas e vindas….

  • jorge

    Os passageiros só batem palmas, quando o piloto faz um pouso perfeito, ou seja quando a aeronave toca o solo sem que ninguém perceba.

  • jorge

    Faltou comentar o tipo de aeronave, a da foto é um Boeing 757.

  • Daniel

    Obrigado. Nunca voei de Continental então não tenho como afirmar com certeza, mas certamente se o vôo fosse de A330 ou B767 seria mais confortável.

  • Cynthia

    Porquê não postaram meu comentário? Só vale postar elogio? Meu relato foi real e as pessoas devem estar cientes dos problemas que podem acontecer. O site perde a credibilidade ao não postar críticas e relatos de problemas/ contratempos ocorridos.

    • Leonardo Marques

      Calma, não precisa ficar nervosa. Recebemos em média 400 comentários por dia. Todos são lido e se tiverem o mínimo de sentido são publicados. Veja quanto comentários com críticas tem aí, dezenas.
      Não precisa sair acusando assim… sempre temos dezenas de comentários aguardando para serem lidos…

      • Cynthia

        O problema é que postei o comentário por volta do meio-dia e às 19:00 h ele ainda não constava. Uma amiga postou depois de mim e o comentário dela logo apareceu. Achei muita coincidência que, imediatamente após a reclamação, o comentário foi inserido. Foi estranho, mas tudo bem. O importante é que o relato está no site.

  • Eli

    É normal tirarem o cadeado, e no caso do spray deve ter sido por segurança, mas eles deveriam ter te chamado para poder fazer isso. Eu nem coloco cadeado nas minhas malas para viagem de volta dos EUA porque sei que lá vão tirar. Uma vez tiraram o cadeado e colocaram um bilhete dizendo que a mala passou por inspeção. Já peguei alguns võs que os passageiros batem palma, é normal em vôos internacionais.

  • Anne

    Na Europa, é costume aplaudir nos pousos.

    Saindo do Brasil com a Tap ou Air France, por exemplo, sempre acontece ao chegar ao destino.

  • Larissa

    Eu tb fui no carnaval. Quanto a LAN não tenho o que reclamar, vôo excelente. Porém a Continental nunca mais! Fui informada do overbooking na hora do embarque e de última hora me colocaram no vôo… Só que nessa hora já não tinha espaço pra minha bagagem de mão. E adivinhem? Despacharam a bagagem sem identificação, o que gerou o MAIOR stress quando cheguei a Lima. Já tive outras experiências com a Continental, e mesmo não tendo muitas expectativas, eles conseguiram me irritar novamente. Uma pena… Mas graças a Deus a LAN e a GOL acabaram compensando!

  • Elaine

    Oi gente. Também aproveitei essa promoção e cheguei agora dia 17 de NYC. A viagem de ida e volta foi super tranqüila, nada de excepcional mas perfeitamente igual ao tipo de tratamento recebido em qualquer outra classe econômica do mundo. Mas quero deixar aqui meu relato em relação ao tratamento que recebi da Receita Federal em Brasília. Quando chegamosmhavia cerca de 10 fiscais parados ao lado da esteira das bagagens nos aguardando de uma forma ameaçadora. Fui atendida por uma moça que aparentemente estava em seu primeiro dia de trabalho, pois naomsabia como funcionava nada. Eu que estava tranqüila em relação a minha bagagem tive uma terrível surpresa ao ver ela separando algumas maquiagens, 2 relógios e 2 óculos que eu estava trazendo e dizer que esses itens estouravam a minha cota de 500 dolares e por isso meu iPad deveria ser taxado sobre o valor integral e nao sobre os 100 dolares excedentes. Haaaa? E quando eu reclamei ela disse q se eu ano parasse iria taxar um jogo de lençol (50 dol na century 21) que estava na mala. O que me revoltou foi q ao meu redor eu via pessoas sendo liberadas por outros fiscais que nao adotaram o excesso de formalismo dessa moca. E pra completar, ela chamou uma moca da Anvisa para ver um suplemento alimentar que eu havia comprado. Essa Sra. Apreendeu meus suplementos para incineração alegando que nao possuem registro na Anvisa. Quando eu disse q em qualquer link há de suplemento aqui em brasília esse produto e vendido ela me disse: voce sabe como é o Brasil Ne…. eu respondi: sim, eu sei bem……
    Moral da história: boa sorte quando voltarem dos EUA por Brasília……

  • ricardo

    Pessoal,

    Gostaria que me informassem como esta a rigorosidade da alfandega/aduana em Brasilia. Vou para os EUA- não vou trazer muita coisa, mas tenho curiosidade de saber. Quando trazem camera digital, como tem sido na aduana ?

    Quanto às malas, e aqueles plasticos que embalam a mala toda, alguem ja teve experiência ? Eu acho que, quanto mais coisa vc põe na mala para protegê-la, mais chama a atenção. Estou certo ou errrado ?

    Abracos a todos desta comunidade

    • Izabel

      Ricardo,

      Tenho a mesma dúvida que vc. Será que vale a pena pagarmos pelos plásticos que envolvem a mala?

      Não há dúvida que elas protegem a mala do terrível tratamento nos funcionários do aeroporto, que jogam como se fossem lixo. Mas, por outro lado, será que elas não chamam mais atenção?

  • Flávio

    Também tive infelicidade de ter o cadeado quebrado em dezembro/2010 qdo fui passar o Ano Novo em Miami. Numa conexao em Caracas minha mala foi roubada. Minha sorte eh que levaram apenas um perfume. Nem quis reclamar! Mas eh importante lembrar que a Amerca Airlines, no caso, e a maioria das companhias tem tolerancia de apenas 48hs para reclamacao de furto em bagagens!

  • Ana rosa

    Bruno, voei semana passada BSB-LIM-EWR. as malas foram despachadas de Brasilia direto para Newark, porém qdo cheguei em Newark nossas malas (minha e da minha mãe) não haviam chegado… Detalhe é que tinham umas 5 brasileiras que fizeram os msms trechos e q tbm despacharam as malas em Bsb COM O MESMO problema: malas extraviadas!!

    Fomos ate o guiche da Continental e fizemos os procedimentos proprios… As malas chegaram umas 48 hs dps! Detalhe foi q qdo chegou minha mala tava sem cadeado e sem um plastico que a envolve, sendo q a mala da minha mae continuava com lacre q haviam colocado em Bsb.

    Acho q n sumiu nada da minha mala, mas o susto e o inconveniente de ter uma mala extraviada, especialmente em voo internacional, ngm paga! Na volta certamente mandarei minhas malas pra Lima e de la despacharei pra Bsb.

    Espero ter ajudado!

  • Laci de Carvalho

    Viajo todo ano para a Europa e já viajei para os EUA e fiz viagens internas pelo Brasil e percebo, e aplaudo também, que as palmas geralmente são batidas quando o comandante faz um pouso "de pássaro", quase imperceptível, sem aqueles solavancos do contacto do trem de pouso com a pista. Costumo dar nota para os pousos e até agora a nota 10 foi para um pouso de um comandante da Varig há uns 4 anos, quando ela ia recomeçar os trajetos para a Europa.

  • Og Arão

    Eu também achei bem curiosa a comemoração descrita. Eu já voei por vários estados e também para o Chile e nunca vi comemoração para pousos.

  • Og Arão

    Pretendo viajar em outubro para NY e Los Angeles. Gostaria de receber indicação de bairros/regiões para procura de hotel. Pois em qualquer lugar do mundo existem regiões que devem ser evitadas. Obrigado!

  • Izabel

    Galera,

    Obrigada pelas informações sobre a bagagem. Vou no meio de abril no mesmo vôo relatado e para me precaver com relação à tarifa de malas, vou imprimir às regras da tarifa paga, que inclui 2 malas de 32 kg cada.

  • Izabel

    Oi Kathleen,

    Muito obrigada pelas dicas. Seu relato é excelente!

    Se puder, agradeceria se tirasse algumas dúvidas:

    1. Todos os museus que entrou no centro da cidade você gostou? Ou achou que algum pode ficar de fora em um roteiro apertado de 1 dia?

    2. No Shopping Lacomar, há muitos restaurantes peruanos com vista para o mar? Qual o nome do restaurante que vc almoçou? Você gostou?

    3. Você viu se tem táxis maiores (que cabem 6 pessoas)?

    No meio de abril, vou com um grupo de 6 pessoas para NY, com a mesma conexão em Lima. Suas dicas vão ser muito úteis para nós.

  • Bruno V.

    Nossa. Muito obrigado pelas informações! Elas serão muito úteis!

    Estou indo com minha namorada para lá dia 05. acho conveniente levar uns 100 dolares a mais só para conhecer Lima.

  • Kathleen

    Izabel e Bruno, fico feliz que tenham gostado! Antes de ir senti falta de informações sobre pessoas que fizeram isso e deu certo sabe?

    Izabel, quanto as suas perguntas:

    1. Museu eu só fui em 2: o do Convento Sao Francisco (a visita guiada é Convento + Museo de Catacumbas, nao tem como separar) e o Museo de La Inquisicion. Se fosse tirar um da rota, seria o da Inquisicion. Na verdade a gente tinha tirado do roteiro, mas lá na hora viu que dava tempo. Lá tem uns bonecos de cera imitando formas de tortura, alguns locais em que as pessoas ficavam e uns paineis. A visita é rapida, mas o Convento de Sao Francisco, na minha opiniao, é mais classico. Tem outros, como o Museu del Ouro, não vi.

    2. No Shopping Larcomar tem sim varios restaurantes com vista para o mar. Almoçamos em um chamado MANGO, gostei, mas tem outros que passei depois e achei mais bonito viu, ali dentro do shopping mesmo.

    O mais legal MESMO seria ir ao restaurante ROSA NAUTICA, que fica embaixo da Falésia, meio dentro do mar, belissimo. Parece que sai uns 200 soles para o casal, e vc tem que pegar um taxi para ir do Larcomar para lá. Estavamos com duvida se daria tempo ai jantamos logo no larcomar mesmo.

    3. Não reparei se tinha taxi para 6 pessoas!

    Um lugar que nao entrei foi a Catedral Metropolitana na Plaza Mayor, so tiramos foto na frente. Uma amiga minha comentou que lá dentro é bem bonito. Não andamos por feiras de artesanato,so pelas lojinhas ai no centro historico,para nos foi suficiente, nao sei se seria de interesse de vcs irem em algo maior. Enfim, vcs viram que nos so fomos almoçar 17h30 da tarde né? Eu adorei essa ordem de passeios que fizemos pq apos o jantar ainda conseguimos sentar calmamente e apreciar o por-do-sol no pacifico, mas de repente vcs encontram uma ordem mais interessante.

    Se fosse mudar algo, faria só um lanche no Larcomar, para depois ir ao Parque Del Amor, andar rapidinho pela orla e descer para jantar mesmo lá no restaurante Rosa Nautica.

    O nosso voo era so 23h30 e chegamos no aeroporto as 20h20, mesmo com 1h10 de transito no translado. Podia ter ficado um pouquinho mais na cidade, mas estavamos receosos com o transito de sexta-feira a noite.

    Eu nao deixaria de ir a Huaca Puclana, dizem ser sem graça para quem vai fazer passeio por outros sitios arqueologicos no Peru, mas para gente que esta fazendo uma visitinha rapida acho que compensa, é interessante eles manterem uma piramide inca com o resto da cidade ao redor!

    Boa viagem para vcs e depois contem como foi!

  • Luciano Rego

    Ao contrário Liana, já fiz várias viagens internacionais também e nunca tinha visto, por isso achei curioso.

  • Kathleen

    Ah e outra coisaa, averiguem bem o que acham que vale a pena, pq é facil ficar cansado sem nem ter chegado a NY ainda!! hehe

  • Carol

    Esse tipo de coisa é sempre sorte. Vai depender do cara que você pegar na alfândega, do humor dele, essas coisas… Não dá pra prever, só arriscando mesmo. Mas geralmente eu acho tranquilo. Nunca tive que passar pela raio-X, nem nada. Só perguntam se tem algo a declarar.. Você pode falar não, mas vai depender dele deixar você passar ou não.

  • Carol

    Uma coisa.. Essa taxa de 30 dólares não deveria ter sido cobrada! Todos sabem que o Brasil tem direito a 2 malas de 32kg.

    Também viajei nessa por essa promoção e no Aeroporto de Newark queriam me cobrar essa taxa pela segunda mala. Eu falei que tinha direito as 2 malas de 32kg cada uma e o rapaz confirmou a informação com outra mulher da companhia aérea. Vi várias pessoas no voo tendo esse mesmo problema.

  • Eduardo

    Vanessa é simples entre no juizados você recebe o que perdeu e ainda uma indenização bem boa de dano moral. Sua raiva vai passar te garanto. Já tive problema semelhante e recebi uma bela indenização. Se todo mundo fizesse isto as cias largariam mão de ser "picareta" em muitas coisas.

    • vanessa

      É isso mesmo que vou fazer, Eduardo.Obrigada.Brasileiro tem de se acostumar a buscar seus direitos. O Judiciário está aí para compelir práticas abusivas e determinar reparação de danos, ainda que uma ação demore muito.

  • Bruno V.

    Sempre que viajei para os EUA assim como todos que viajaram pela Europa e Asia aqui em casa se voce comprar o bilhete com ida e volta como destino final o brasil será 2 de 32 kg

  • José Ricardo

    Se o pouso for em Congonhas (SP), nunca aplaudiriam então, já que a pista é curta e o ângulo de descida é mais alto, sempre há certo solavanco de contato no pouso e (retro)frenagem mais forte.

  • Florz

    Gente, já vi várias vezes baterem palmas, mas confesso que isso era mais comum uns 10 anos atrás. Normalmente, batemos palmas quando o pouso é muito bem feito.

  • Izabel

    Kathleen,

    Muito obrigada pelas informações!!!

    Você sabe dizer qual é a hora do por do sol em Lima?

    Bjm

  • Kathleen

    Olha, pelo menos no dia que estive lá (17 de fevereiro) começou a ficar mais escuro lá pelas 18h15 e escureceu totalmente lá pelas 18h45! Aproximadamente isso tá!

    E tem um outro lugar conhecido na cidade que nao vi, a Calle das Pizzas.

  • Angelo

    Não se tranca malas com cadeados em vôos para os EUA. Eles quebram para revistar – segurança – por isto que não levaram nada.

  • Guilherme Mesquita

    Voamos de graça!

    Fomos em três pessoas a NYC… Passamos por LIMA, 12 horas lá… CIDADE MARAVILHOSA, dá para conhecer muita coisa! Recomendo muitíssimo ir ao Shopping lacomar e ver o por do sol.. LINDÍSSIMO! Tirei fotos espetaculares.

    Agora o detalhe foi o seguinte: NA VOLTA rolou overbooking; deram para nós US$500 em passagens na continental + voucher US$ 20 para alimentação + passagem de NYC->GRU->POA (!!!!) EM VEZ DE IR A BRASILIA…

    Resultado.. tínhamos um vôo de Brasília para Porto Alegre pela Gol, o qual cancelamos e recebemos o crédito de volta!

    Valor gasto em passagem: US$ 490

    Valor recebido de volta: US$ 500 + R$ 399

    Foi a viagem mais lucrativa que já tive! 🙂

    (Para quem acha que esse voucher é inútil… vou provavelmente aproveitar agora com as promoções de passagens para Los Angeles, e fazer uma escalinha por Las VEgas, San Francisco, e talvez até mais longinho… ou quem sabe Hawaii.. tudo de "graça" – os vôos internos deles valem muito mais a pena do que abater US$ 500 de um preço full que beira US$ 1800 eventualmente)

  • Izabel

    Muito obrigada, Kathleen!

    Bjs,

    Izabel.

  • Leonardo

    É o povao viajando!

  • Nadja Franco

    MAs na revista,a segurança americana deixa um folder informando sobre a violação da mala. No meu caso já aconteceu duas vezes. Suspeitaram de alguns carregadores que estavam na mala.

  • Ana Paula

    Já voei pela Continental em voo internos nos EUA e também nesse trecho citado pelo viajante da matéria. Na primeira vez, no trecho Newark – Orlando, a passagem foi emitida como parte de um trecho internacional e tive direito apenas a uma mala e paguei pela segundo.Quando voei Newark – Lima – BSB foi a mesma coisa, tive que pagar pela segunda. No check-in em Newark, em jan/2011, a atendente me informou que a Continental é companhia economica e que nos trechos internos os passageiros so têm direito à bagagem de mão e em voos internacionais 1 mala de 32 kg. POr isso todos relatam que tiveram de pagar pela bagagem extra…

  • Pimenta

    Creio que a última opinião é a mais coerente, quando o vôo é muito complicado, ou seja, durante o percurso aconteceram …sustos… na aterrisagem a galera bate palmas… é um alívio…

  • Aron

    "[…]Chegando em Lima, não entendi todo mundo do avião batendo palma hehe. Deve ser costume peruano."

    isso não é costume peruano é costume geral. às vezes quando o voo é de longa duração as pessoas aplaudem o piloto pq tudo de certo, pelo menos quando eu voltei de Paris com conexão em Lisboa pela TAP Portugal, quando o avião chegou em São Paulo todo mundo bateu palma.

  • Douglas

    Gente nos US quando batem palmas é porque um soldado do exercito está a bordo. Patriotas ateh o fim heim!

  • marcelo

    Fiz o trecho São Paulo – Newark pela Continental. O avião era pequeno, a classe econômica apertada (comparando com a volta de United, nem chega perto!!), e o pior: a aeromoça mais sem educação era brasileira!! todos os outros eram americanos e simpáticos, e essa senhora parecia estar sempre de má vontade. Resumindo, não recomendo Continental.

  • Thiago

    Marcelo o trechoque voces fez foi sao paulo a nova iorque com escala em houston ? estou pensando em viajar agora em setembro e estou em duvida entre o 767 ( newark ) da continental e o 777 que e pela united ( jfk)

  • Thiago

    Esou de partida para nova iorque e achei passagens para marcar pelo programa de milhagem so que estou em duvida pois o voo da continental um 767-200 com mais escalas e desce em newark e estou tentando um com menos escalas que seria o da United 777 desce no jfk ! Qual seria a melhor escolha ? qual companhia e melhor ?

  • Marcelo

    Thiago o voo da Continental é direto Guarulhos-Newark. Indo de United 777 vc provavelmente faz escala em Washington certo? Ja fiz o trecho Washington-Guarulhos nesse avião e te garanto que é bem mais confortável que o 767 da Continental.

  • Marcelo

    United e Continental são a mesma companhia! Mas vá de United, sem erro!

  • Samuel Redekop

    Recentemente tenho voado bastante com a Continental para a América do Norte. Desde que se uniram com a United o serviço caiu bastante comparado com o que era antes, inclusive para a classe Business First.

    Os oficiais da imigração americana estão sempre de cara fechada mas geralmente um comentário simpático e um sorriso tornam o processo menos estressante.

    Sobre a dica de ir de Newark para New York eu aconselharia ir de trem mesmo, tem o air train que liga todos os terminais do aeroporto com uma estação de trem. O pessoal do aeroporto é muito prestativo e é tudo muito bem sinalizado e fácil, com monitores digitais e avisos por voz. Fora o preço, que é bastante agradável, não chega nem a $10. Uma opção rápida e barata.