Como é voar na All Nippon Airways, mais uma avaliação

Redação 18 · fevereiro · 2013

 A All Nippon Airways, mais conhecida como ANA (ou  Zennikkū em japonês),  é a maior empresa aérea do Japão e uma das maiores companhias do mundo. A companhia voa para 50 destinos japoneses e mais de 30 internacionais e tem como bases principais os aeroportos Narita (Tóquio) e Osaka. Nosso leitor Cássio Santos viajou com a esposa para o Japão por meio de uma promoção anunciada aqui no Melhores Destinos e aprovou os serviços da ANA. Acompanhe seu relato e a interessante comparação com a United, com quem fez o trecho de ida:

Eu e minha esposa estivemos visitando recentemente o Japão (vai Corinthians!!!). Aproveitando uma dica postada aqui no MD, compramos as passagens em promoção pela United Airlines. Nosso voo era São Paulo-Houston, Houston-Los Angeles e finalmente Los Angeles-Tóquio. A volta era o inverso, Tóquio-Los Angeles, Los Angeles-Houston e Houston-São Paulo. A finalidade deste post é compartilhar algumas impressões sobre a companhia ANA – All Nippon Airways, com a qual fizemos o trecho Tóquio-Los Angeles, um longo voo de aproximadamente 12 horas.

Compra

Compramos as passagens diretamente da United, via telefone. O atendimento foi gentil e eficiente. Conforme dito acima, aproveitando uma dica do MD, pagamos R$ 4.500,00 por duas passagens, já incluídas todas as taxas. Apenas um porém: o pagamento teve que ser feito à vista, pois havia um trecho operado por outra companhia (justamente a ANA). Tudo bem, fizemos um esforço, pagamos à vista e emitimos as passagens. Outra coisa boa: com a compra das passagens recebemos, cada um, 23.000 milhas, as quais puderam ser transferidas para a TAM (Star Alliance).

 

Check-in

Chegamos ao aeroporto de Tóquio (Narita) com três horas e meia de antecedência. O check-in foi tranquilo, não havia filas e em poucos minutos estávamos com o cartão de embarque em mãos. O embarque foi iniciado pontualmente no horário designado. Tudo muito eficiente.

 

Avião

Ao ingressarmos no avião começamos a perceber a razão de a ANA ser uma companhia tão bem avaliada nos rankings sobre o assunto. O avião era um Boeing 777-300 ER em perfeito estado, absolutamente limpo. Comentei com minha esposa a diferença evidente de conservação e limpeza entre este avião e o 777-200 da United, que utilizamos no trecho Los Angeles-Tóquio.

A configuração de poltronas era 2 4 3, bastante adequada para compor as mais diversas necessidades. Estávamos na econômica e a primeira grande diferença para outras companhias em que voei é que os encostos dos assentos não reclinam para trás. Não existe o incômodo da pessoa da frente reclinar o banco em cima de você. O assento da frente fica sempre na posição 90 graus. O que desliza para a frente é o seu próprio assento, escorregando e formando um ângulo semelhante ao que ocorreria se o assento inclinasse para trás.

Há também um encosto reclinável para colocar os pés, apoio bastante confortável e que impede que você fique escorregando constantemente para baixo. Outra coisa bacana são as orelhas do assento, que vão para cima e para baixo e dobram de forma firme para permitir que sua cabeça fique apoiada para o lado enquanto tenta dormir.

Curioso foi perceber que a econômica premium da ANA não apenas tem mais espaço para as pernas (como é comum em outras companhias), mas sim é uma outra poltrona, mais larga e que lembra muito aquelas executivas de aviões mais antigos. Infelizmente não foi possível comprá-la, pois segundo nos foi informado tais assentos são reservados exclusivamente para clientes do programa de fidelidade deles.

 

Serviço

Os anúncios de bordo eram feitos em inglês e japonês, como era esperado em um voo entre Japão e Estados Unidos. As comissárias sempre muito atenciosas e simpáticas. Havia travesseiros, mantas e fones de ouvido de excelente qualidade, mas não foram distribuídos kits de higiene (não só na ANA, mas também nos voos da United).

Durante o voo foram servidas duas refeições: almoço e café da manhã. Ambas estavam excelentes, em um padrão muito superior àquelas oferecidas pela United nos demais voos de nossa viagem. Em primeiro lugar, os talheres eram de inox, o que imediatamente torna a refeição uma experiência mais agradável. No almoço eram duas opções, ocidental ou oriental. Escolhemos a ocidental, pois já estávamos enjoados de comida japonesa após 15 dias de viagem. Dentro da opção ocidental, escolhia-se carne ou frango. Optamos pelo frango, com molho de tomate, batatas e legumes.

Um outro detalhe interessante é que na tela de entretenimento havia um link para o cardápio do voo, com fotos, para que você já pudesse analisar e escolher com antecedência o que gostaria de comer. Por fim, como sobremesa foi servido sorvete Haagen-Dazs. Isso é comum na econômica? E ainda perguntaram se gostaria de mais um. Bebidas alcoólicas disponíveis gratuitamente. O café da manhã também estava muito bom, no mesmo padrão do almoço. Além das refeições, inúmeras vezes durante o voo as aeromoças passaram oferecendo bebidas e snacks.

 

Entretenimento

O sistema de entretenimento é excelente, com tela individual de alta resolução, bastante grande (mais do que o dobro de tamanho das do 777-200 da United). Havia centenas de filmes, documentários, jogos (inclusive para jogar com outros passageiros do voo), canais de músicas, etc, que poderiam ser iniciados e pausados conforme o desejo do passageiro (on demand).

No início do voo foram distribuídos jornais americanos para aqueles que desejassem. Revistas eram aquelas institucionais da própria companhia. Havia também um canal com uma câmera voltada para a parte de fora do avião, bastante interessante para acompanhar o pouso e a decolagem.

 

Chegada

Desembarcamos no aeroporto de Los Angeles pontualmente no horário estimado. Não houve qualquer incidente durante o voo e as bagagens foram celeremente liberadas para que pudéssemos enfrentar a enorme e demorada fila da imigração americana.

Conclusão

A ANA infelizmente não tem voos diretos para o Brasil. É sem dúvida uma companhia diferenciada, que oferece serviços de primeira linha. Não há aspecto em que possa ser comparada à United (a outra companhia que utilizamos em nossa viagem ao Japão) ou mesmo à TAM com a qual costumamos viajar. Realmente gostamos e recomendamos.

Agradecemos ao Cássio pela ótima avaliação que certamente será útil para os leitores que planejam viagens ao Japão e outros destinos da Ásia. E você, já voou pela ANA? Deixe suas impressões nos comentários!  Se quiser ler a primeira avaliação da ANA no MD clique aquiSe você fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br Você pode conferir todas as avaliações publicadas pelo MD neste postNão esqueça de dar uma passadinha no nosso Guia de Companhias Aéreas, onde você pode avaliar as empresas e ler as opiniões dos demais leitores.

Publicado por

Redação

redacao

  • Mateus

    Ótimo relato! Tirando a parte do "vai Corinthians!" hehe. Em 2010 tbm fiz essa loucura, mas infelizmente não tive a mesma sorte, viajei para ver meu time perder do Mazembe…

  • Alex Freitas

    Sensacional ! 2 pontos me chamaram atenção, a disposição das poltronas 2-4-3 (desconhecia) e o assento que reclina pra frente, grato pelas informações !

  • Victor Millarch

    Olá,

    Tive a oportunidade de voar no mais novo Boeing 777 da TAM, cujo todo interior está remodelado.Fiz um belo Flight Report , e gostaria de saber se é possível que vocês analisem e postem no site.

    Obrigado

    • Guilherme Ortale

      Eu tenho curiosidade de saber desses novos avioes da tam se tem por exemplo tomada individual… visto q todas as ultimas aeronaves 77W tem vindo com isso. Mas a tam pode achar q eh luxo demais e pedir pra tirar isso hehe.

      • Vanessa Rodrigues Pi

        Voei de Tam semana passado do Rio de janeiro para Recife e para minha surpresa existiam tomadas individuais em baixo do encostro de braco do assento. A aeronave eram um A320 normal, que elem operam em rotas nacionais.

    • Luis Britto

      Gostaria tb de ver.

      Terei um JFK – Gru na executiva em Julho e queria saber como estão os novos 777 da tam

    • Bruno Souza

      Eu também estou bastante curioso para ler esse seu flight report sobre o mais recente 777 da TAM.

  • Dirceu Junior

    fiz o mesmo voo e tbm um flight report ja publicado..será que voamos juntos?..fui dia 9/12 e voltei 17/12..excelente companhia aérea..parabéns pela publicação..lembrei de muita coisa q não relatei.. abraços

  • Christiano Timotijus

    Também tive o prazer de ver meu Timão Campeão lá no Japão (Vai Corinthians). Aproveitei a promoção divulgada aqui pelo MD e fiz o trajeto via Rio. Fui em 05/12 e voltei dia 19/12. Realmente a ANA é a melhor cia aérea pela qual pude viajar. Serviços de primeira (padrão japonês).

    Só uma coisa me intrigou em seu texto….disse que foram creditados 23000 pontos no Fidelidade. Com muito custo consegui que creditassem meus pontos e no total foram somente 12000.

  • Dirceu Junior

    eu recebi os mesmos 23 mil só que 17 mil foram parar no programa de pontos da UNITED e não sei como utilizar…alguem pode ajudar….MD socorro!!!!

  • Victor Millarch

    É um Flight Report bem completo, cheio de informações, detalhes e fotos.

    Só nao sei como contatar , ou fazer com que a equipe do MD avalie….

  • Victor Millarch

    Os B777 novos,apresentam somente a First e Economy com assentos novos, pois a executiva teve atraso para chegar.