Conheça os novos assentos ultrafinos dos aviões da GOL

Denis Carvalho 11 · maio · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Se você for voar pela GOL nas próximas semanas pode se deparar com os novos assentos, ultrafinos, que começaram a ser implantados pela empresa em sua frota mais antiga. Essas poltronas economizam até 4 centímetros em cada fileira de assentos, permitindo que as empresas aéreas aproveitem esse espaço para aumentar a capacidade do avião ou para oferecer maior conforto aos seus passageiros.

A mudança é possível com o desenvolvimento de novas tecnologias para a confecção das espumas dos assentos, tornando-os firmes e leves, mas confortáveis, apesar da espessura menor.

Novas poltronas ultrafinas da GOL (fotos: Leonardo Cassol)
Novas poltronas ultrafinas da GOL  oferecem mais espaço (fotos: Leonardo Cassol)

A GOL optou pelo mesmo acabamento em tecido cinza escuro, com detalhes em cinza claro e laranja, já utilizado em parte das novas aeronaves novas com padrão Sky Interior da Boeing. No entanto, fica evidente a menor espessura da poltrona, quando comparada às demais.

Novas poltronas foram vistas no voo de Goiânia a Congonhas
Novas poltronas foram vistas no voo GOL 1439 de Goiânia a Congonhas, no dia 05/05

Nossa avaliação dos novos assentos é positiva, primeiro porque a novidade não representa uma mudança no padrão de conforto do assento, mas principalmente porque a GOL manteve o padrão GOL+ (Selo A na ANAC), com maior espaçamento entre as poltronas [31 polegadas (78,8 cm)] e o espaço GOL+ Conforto [assentos nas primeiras fileiras que oferecem 34 polegadas (86,3 cm), e 50% mais reclinação].

O GOL+ é gratuito, mas o GOL+ Conforto é cobrado, sendo gratuito apenas para clientes cartão Smiles Diamante. Além disso, o tecido é mais bonito e agradável do que a versão implantada nos primeiros Boeings da companhia:

Poltrona GOL com acabamento antigo, que começou a ser substituída .  Foto: Leonardo Cassol. Aeronave: 737-800. Data: 02/08/12.
Poltrona GOL com acabamento antigo, que começou a ser substituída. Foto: Leonardo Cassol. Aeronave: 737-800. Data: 02/08/12.

A Anac estabelece uma classificação entre “A” a “E”, conforme a distância entre os assentos. “A” é o mais confortável e “E”, o mais apertado. Uma aeronave classificada como “A” tem todas as poltronas acima de 73 centímetros.

Compare a espessura das novas poltronas com as atuais, no novo padrão Sky interior:

Poltrona padrão Sky Interior com novo acabamento.  Foto: Leonardo Cassol. Aeronave: 737-800. Data:
Poltrona padrão Sky Interior com novo acabamento. Foto: Leonardo Cassol. Aeronave: 737-800.

A TAM e a Avianca Brasil já operam algumas aeronaves Airbus em voos domésticos no Brasil com a nova configuração ultrafina, com acabamento em couro. Na comparação com os novos assentos da GOL, a TAM perde feio no espaço entre as poltronas, com distância de 71 cm a 73 cm entre os assentos no Airbus A321 (que recebeu selo B na Anac) e entre 67 cm e 69 cm nos apertados Airbus A319 e A320 (selo C na Anac), apesar de ganhar no quesito acabamento, feito em couro escuro, com encosto para a cabeça na cor vermelha.

Foto: Leonardo Cassol. Aeronave: A321 TAM. Voo 3260 GIG x FOR – 16/10/14.
Foto: Leonardo Cassol. Aeronave: A321 TAM. Voo 3260 GIG x FOR – 16/10/14.

O movimento da GOL de ampliar o conforto para o passageiro está relacionado com a estratégia da companhia de aumentar a presença dos passageiros corporativos que viajam a trabalho em seus voos, bem como pelo aumento da concorrência com a Azul e Avianca, que oferecem bons produtos finais aos passageiros em suas novas aeronaves, com monitores individuais nas poltronas, bom espaço entre as poltronas e algumas exclusividades, como TV ao vivo e ausência de poltrona do meio (Azul), ou encosto para os pés e refeições quentes em voos domésticos (Avianca).

Trata-se de um alento, em meio a tantas mudanças negativas que vêm sendo promovidas mundialmente pelas empresas aéreas nos últimos anos. Afinal, parece possível conciliar preços competitivos com um bom serviço ao passageiro.

E você, já voou nos novos assentos ultrafinos da GOL ou da TAM? Compartilhe conosco a sua experiência.

Leonardo Pereira Cassol é economista e colaborador do Melhores Destinos.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe