Brasil deve receber voos de cinco novas companhias aéreas argentinas!

Thayana Alvarenga 7 · dezembro · 2016

Os voos entre o Brasil e Argentina deve ganhar cinco competidores em breve, que prometem baixar bem os preços das passagens! As novas companhias low cost argentinas Alas del Sur, American Jet, Andes Líneas Aéreas e FlyBondi apresentaram pedidos oficiais de voos para o Brasil! A Avian, nova filial argentina da Avianca, também pretende ter um voo para o país. Se forem concedidos, além de novos competidores nas rotas principais, os passageiros contarão com novas rotas diretas entre várias cidades!

Os pedidos foram apresentados pelas companhias à Administracion Nacional de Aviacion Civil (Anac) da Argentina, que realizará audiência pública no dia 27 de dezembro. A agência informou que há mais pedidos de voos que serão incluídos em uma nova audiência, prevista para março.

Flybondi

A Flybondi, primeira companhia aérea low cost da Argentina, é também a mais promissora: pediu mais de 25 voos para o Brasil! Inicialmente, o objetivo da companhia é operar 99 rotas, sendo que ao menos 25 terão o Brasil como destino. A base será em El Palomar, que fica na província de Buenos Aires.

A Flybondi apresentou pedido de voos diretos de Buenos Aires a São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Florianópolis, Porto Alegre, Recife, Curitiba, Fortaleza, Natal, Porto Seguro, Brasília, Belo Horizonte e Maceió.

A companhia também planeja ter voos com origem em Córdoba para o Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. Saindo de Mendonça e Rosário, voaria para São Paulo e Rio de Janeiro. Voos de Bariloche e Salta iriam até São Paulo. Saindo de Puerto Iguazú, os destinos seriam São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

flybondi

Avian (Avianca Argentina)

A Avian, filial argentina da Avianca, quer iniciar suas operações com 16 voos regulares, incluindo uma rota de Porto Alegre a Buenos Aires. É provável que a companhia ofereça conexões para outros destinos argentinos e cidades brasileiras em parceria com a Avianca Brasil.

Andes Líneas Aéreas

A Andes Líneas Aéreas é a única companhia que já opera voos regulares planeja operar uma rota a de Buenos Aires a São Paulo com escala em Córdoba. Geograficamente não parece fazer muito sentido – talvez fosse mais interessante que os voos tivessem início em Córdoba, oferecendo a ligação direta de São Paulo a Buenos Aires.

Alas del Sur

A Alas del Sur solicitou apenas um voo para o Brasil com uma rota meio estranha: Córdoba – Buenos Aires – Porto Alegre – São Paulo – Rio de Janeiro (!). A companhia pediu 21 voos, todos nessa configuração pinga-pinga.

alas-del-sur

American Jet

A American Jet opera voos charter e solicitou 13 voos regulares no total, incluindo uma rota para Porto Alegre. O voo deve partir de Neuquén e passar por Córdoba e Rosário antes de chegar à capital gaúcha. Se se concretizar será uma opção para chegar a essas cidades.

É importante lembrar que não há prazo para que os voos sejam iniciados e, antes de tudo, eles ainda precisam ser aprovados pela ANAC brasileira. Ainda assim é uma ótima notícia o interesse dessas companhias, especialmente a chegada da Flybondi e da Avianca nas rotas entre Brasil e Argentina!

Confira todos os detalhes sobre os pedidos no site da Anac Argentina

Publicado por

Thayana Alvarenga

Repórter

  • Antonio Silva

    Wow, será que vingam ?

    • Jonatas Elias

      Boa pergunta, não sei aonde a Argentina melhorou sua economia de modo a suportar tantas linhas aéreas. Sem contar que a taxas do lá…

      • LuRodamilans

        Vem buscar passageiros e transportá-los no Brasil… Ou não perceberam as rotas?

        • Jonatas Elias

          Transportá-los no BR? Até onde eu sei voos de cabotagem ainda são proibidos.

        • Hermes Hs

          Não podem vender voos domesticos no Brasil. É proibido, regra da IATA que o regula o setor mundial, uma vez que a rota tem origem e destino final internacional. Se fosse origem e destino doméstico, poderiam, somente se nossa lei permitisse também, o que atualmente não é possível! Isto significa que vc não poderá comprar origem e destino Brasil!

  • Renato Matos

    Infelizmente tenho dúvidas que saia, teria que rever totalmente o acordo bilateral, a dúvida é se a flybondi escolhendo o aero de el palomar ficariamos livres das taxas de embarque indecentes praticadas na Argentina hoje?

    • Márcio Sampaio

      Renato, El Palomar é uma base da força aérea argentina e não um aeroporto civil. Uns anos atrás, a extinta Pluna operou lá quando a pista do Aeroparque estava em obras e posso dizer que possui estrutura bastante precária para atender passageiros. Por exemplo, nem esteira de bagagem tinha e o check in era feito no Aeroparque, antes do transporte no ônibus contratado pela Pluna. Por isso, para operar como hub de uma companhia que pretende ter muitos voos, precisaria de investimento significativo para se adequar e alguém terá que pagar essa conta (que não duvido que seja “compartilhada” com os passageiros).

      Pelo menos fica mais perto de Buenos Aires do que Ezeiza.

  • Fabio

    Enquanto as tarifas aeroportuarias cobradas na Argentina nao baixarem acho dificil aparecerem precos finais atraentes.

  • Ricardo

    Dessas cinco, se sobreviverem (ou existirem) duas em dois anos, já seria muito!

  • Roger Aaron

    Opa, ano retrasado aproveitei um ótimo preço pela Sky (chilena) q despencou os preços! Tomara que aconteça com os destinos argentinos!

    • Artur

      Ano passado viagei com a Sky para Santiago. Tudo certo e ótimo preço.

  • Alberto Kiess

    Muito bom, Porto Alegre vai voltar a ter praticamente uma ponte aérea com tantos voos para Buenos Aires. Porto Alegre sempre teve uma ligação muito forte com o Uruguai e a Argentina. TAM e Gol operavam vários voos diários de POA-SCL, POA-MVD e POA-AEP. A crise da Gol encerrou várias rotas, e com isso a TAM deixou de operar também, pois seria absorvida pela LAN. Muito bom ver a conectividade do Sul voltando a ser ampla, sem a necessidade de ir à São Paulo ou Rio.

  • Uiliam Zanotto

    O problema de viajar pra Argentina são as taxas de aeroporto. Vale muito mais a pena ir de carro pra quem mora em Poa, por ex.
    Mas toda opção sempre é bem vinda.

    • Alberto Kiess

      Mais de 1000km entre Porto Alegre e Buenos Aires (considerando a rota mais curta), e a estrada não é das melhores. Só aconselho ir de carro quem quiser ir parando em Punta e Montevidéu. Mais de 12 horas de viagem de carro, somente para economizar uma taxa aeroportuária, pode não ser um bom negócio.

  • Luciano Luchese de Almendra

    Muito bom, quanto mais opções tivermos melhor. Alguém tem notícias se a redução de 20% do IVA cobrado nos hotéis já entrou em vigor na Argentina? E quanto as taxas de embarque, existe algo no sentido de reduzi-las também?

    • Ricardo

      “Não” para as duas perguntas. Abraço!

      • Luciano Luchese de Almendra

        Uma pena! Obrigado, Ricardo.

  • Pedro

    Não adianta. ..enquanto não reduzir as taxas aeroportuárias não vão se dar bem…
    Não dura mais que 2 anos

  • Ajuda ai na maquiagem pras editoras ficarem bonitas!!!