Cartões American Express Credit passam a pontuar no Livelo

João Goldmeier 8 · junho · 2017

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Os clientes dos cartões American Express® Blue, American Express® Platinum Credit, American Express®Gold Credit, American Express®Credit e American Express®Business não estão mais acumulando pontos no Membership Rewards desde o dia 6 de junho, quando o saldo foi transferido para o Livelo.

A política de pontuação dos cartões e o prazo de validade dos pontos (nunca expiram) permanecem os mesmos.

Vale lembrar que os cartões American Express têm duas linhas de produtos: a linha “Credit”, que passou agora a pontuar no Livelo, e a linha “Card”, que continua pontuando no Membership Rewards.

Linha Credit

Portanto os cartões American Express Green, American Express Gold e The Platinum Card continuam com o Membership Rewards.

Como toda mudança há pontos positivos e negativos. Como exemplo de ponto positivo está a emissão de passagens direto do programa utilizando milhas, que pode ser uma boa opção quando o preço da passagem está barato, já que o número de milhas varia de acordo com o preço da passagem. Simulando uma mesma data podemos ver que o custo de emissão no Livelo é menor:

Enquanto a passagem de São Paulo para Madrid, ida e volta, custa 103.300 pontos no Livelo, o mesmo bilhete sai 144.169 pontos no Membership Rewards, uma diferença nada desprezível de 29%:

São também mais constantes as promoções de envio bonificado do Livelo para parceiros aéreos do que no Membership Rewards.

Porém é inegável que é negativa a diminuição no número de parceiros aéreos para o envio de milhas. O Membership Rewards tem 14 parceiros aéreos, alguns com exclusividade no Brasil, como Emirates, British Airways e Singapore Airlines. E o Livelo conta com parceria apenas com as cias nacionais e com a Tap Portugal.

Isso limita a flexibilidade na hora de planejar o uso dos pontos. Algumas dessas parcerias podem ser muito úteis em viagens, como os voos da Singapore intra-ásia ou a emissão de trechos curtos nos parceiros da Oneworld pelo Executive Club, da British Airways.

E aí, foi atingido pela mudança? O que achou? Comente!

Autor

João Goldmeier - Editor