American Airlines solicita 17 novos voos para o Brasil

Denis Carvalho 17 · maio · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A American Airlines cada vez aposta mais suas fichas no Brasil. A companhia norte-americana solicitou hoje ao Departamento de Transporte (DOT) dos Estados Unidos a criação de 17 frequências semanais adicionais entre o país e o Brasil ainda em 2012.

Segundo a companhia, o objetivo é aumentar o número de ligações entre os aeroportos de Miami e Nova York e as principais cidades no Brasil. De acordo com o Wall Street Journal, a empresa deve aumentar o serviço  entre Nova York e São Paulo e entre Miami e Rio de Janeiro. Além disso, o a rota diária  Miami  – Salvador – Recife – Miami deve ser convertida em voos diretos Miami – Recife – Miami e Miami – Salvador – Miami, que serão operados cinco vezes por semana.

De acordo com o pedido da American, a intenção é  iniciar um segundo voo diário entre Nova York e São Paulo a partir do dia  1º de outubro, enquanto os novos voos entre Recife, Salvador e Miami devem ter início no dia 15 de novembro. Por fim, no dia 15 de dezembro os cariocas passarão a contar com um segundo voo diário entre o e Miami, caso os governos norte-americano e brasileiro deem seu aval às alterações.

A  American também vai aumentar do número total de voos semanais entre Dallas e São Paulo de sete para 12, a partir do dia 14 de junho. Na mesma data, os voos de Miami a Brasília e Belo Horizonte passarão a ser diários – hoje são cinco e três decolagens  por semana, respectivamente.

As mudanças demonstram que os norte-americanos apostam cada vez mais no Brasil como mercado prioritário, mas há um dado a ser lamentado: a esperada ligação de Porto Alegre às cidades norte-americanas parece que ficará para os anos seguintes, a menos que a companhia esteja trabalhando a rota em separado.

Com dica do leitor Eli Moreira.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe