Governo italiano nomeia administradores da Alitalia e concede empréstimo de 600 milhões de euros

João Goldmeier 3 · maio · 2017

O Governo italiano agiu rápido e nomeou os três administradores que terão a dura missão de encontrar uma saída para Alitalia. A boa notícia é que uma linha de crédito de 600 milhões de euros também foi aprovada para manter a cia de bandeira no ar enquanto seu futuro é definido.

O Ministro do Desenvolvimento Econômico italiano, Carlo Calenda, anunciou hoje os nomes de Luigi Gubitosi, Enrico Laghi e Stefano Paleari para compor a comissão que nos próximos 180 dias deverá apresentar um plano de negócios que permita salvar a companhia aérea e torná-la atrativa para potenciais compradores.

O ministro afirmou que “será uma prioridade que se compre o conjunto da empresa num contexto que vá na direção de a relançar”, porém rechaçou qualquer hipótese de nacionalização.

Sobre o empréstimo, explicou que “se os aviões ficassem em terra não seria só um dano enorme para o PIB, mas também um dano de imagem e não haveria ligações durante um determinado número de dias”, justificando os 600 milhões de euros que garantem a operacionalidade da companhia por pelo menos seis meses.

Portanto, quem já tem um bilhete da Alitalia para voar nos próximos seis meses pode respirar um pouco mais aliviado. A partir de então o futuro ainda é incerto. Continuamos acompanhando o assunto de perto.

E aí, alguém aliviado com a notícia?

Fonte: Rai News

Autor

João Goldmeier - Editor
  • Eu torço para um final feliz, e se o Smiles quiser ajudar na recuperação financeira da Alitalia, basta por trechos do Brasil para Europa por 25 mil milhas (como sempre faz com determinados voos Delta). Tenho certeza que será lotação máxima nas rotas e todos nós, clientes Smiles e Alitalia, ficaríamos muito satisfeitos e agradecidos. Fica dia Smiles!

    • rkimwb

      Acontece que vôo lotado nem sempre é sinônimo de vôo rentável, ainda mais se o voo ficar lotado de passageiros não-pagantes (passagens emitidas via Smiles).

      • RABUGENTO SFQNS

        As passagens emitidas por pontos são pagas pelo preço justo.
        Certeza que não tem prejuízo algum. Recebem até mais do que quando fazem certas ofertas.

      • Rafael Chagas

        Caramba… esse conceito de passagem por pontos = passageiros não pagantes tá disseminando… Acho até que vou ligar pra Smiles pra pedir uns pontos de graça, e ser um passageiro não pagante 🙂

        • Pois é, eu pensava que todo mundo conhecia o conceito “Não existe almoço grátis”, mas pelo jeito não.

          • rkimwb

            E você acha que emitir passagens via Smiles vai salvar a Alitalia? Ela tá precisando é de mais passageiros corporativos (que pagam tarifa cheia) e de uma reestruturação profunda.

            Na verdade a Alitalia hoje é uma cia. dispensável no mercado. As rotas dentro da Europa estão tomadas pelas cias. low-cost (especialmente pela Ryanair na Itália) e nos vôos de longa distância a Alitalia não consegue um produto competitivo porque o principal mercado corporativo italiano fica em Milão, onde a demanda é dividida entre os aeroportos de Linate (pense em Congonhas) e Malpensa (pense em Guarulhos).

            Uma possível falência da cia. italiana seria rapidamente compensada pelas low-cost e pelas demais concorrentes .

          • Salvar é um pouco demais, mas o que eu falei é que qualquer coisa diferente de zero é lucro, e prejuízo com o Smiles é que eles não vão ter.

      • Fabio

        E de onde voce tirou a ideia de que passagens emitidas com milhas nao sao pagantes?

      • Victor

        “não-pagantes” ? Vai ver a pilha de fatura “pagante” pra conseguir os pontos

        • rkimwb

          E por acaso o dinheiro das faturas vão para a cia que emite passagem?

  • Victor

    Aliviado e muito! Passagens para Agosto e Setembro.

    • João

      Que bom Victor, sabemos que temos muitos leitores ansiosos! Abraço!

  • Cristina Coltro

    Tem alguma outra companhia que faz voos diretos para Roma(fco) ou só Alitalia mesmo? Eu teria um curso em setembro, e queria um voo sem conexão pois moro no interior do RS, já teria que ir a Porto Alegre e de lá para SP ou RJ. Acho arriscado comprar pela Alitalia agora, ne? Alguma sugestão de vocês?

    • Lucas

      Sugiro POA-LIS-FCO pela TAP.

    • João

      Direto para Roma só a Alitalia mesmo. E com as notícias de hoje temos pelo menos seis meses de operações normais. Abraço!

    • Meio louco, mas essas fazem as rotas: Air Canada, Air Europa, Air France, American Airlines, British, Delta, Emirates, Ethiopian, Iberia, KLM, LATAM, Lufthansa, Qatar, Royal Air Maroc, SWISS, TAP, United.

      Na ordem de qualidade (sem contar preço, conexões, etc). Emirates, Qatar, Lufthansa, KLM e SWISS.

    • Lucas Senger Jacobus

      Tem a LATAM que faz GRU – MXP (Milão). Ou então qualquer outra com conexão.

    • Victor

      Cristina, teoricamente você pode comprar passagens com a Alitalia para vôos em Setembro, temos 180 dias de operação assistida pelo administradores.

  • Sergio Loureiro

    Não pagantes ???
    Você acha que os Smiles dá as milhas para os bancos de graça ??
    Você acha que os cartões nos dão pontos sem que gastemos muitos R$ /US$ nos cartões ???
    E você acha que a Alitália dá as passagens de graça para o Smiles ??
    Tudo isso é pago… e pode ser até que o valor seja próximo dos valores de quando eles fazem promoções do Brasil para Europa por R$ 1.100,00, como andaram fazendo…
    O que detonou a Alitalia, não foram os voos entre continentes, mas os voos dentro da Europa, onde ela apanha feito para as low-cost…

  • Denise Delmanto Prado

    Graças a Deus! Amém! Aleluia! Temos o exemplo da VARIG, que deixou todo mundo a ver navios! Viajo em junho, se Deus quiser!!!

  • Denise Delmanto Prado

    Quanto à discussão sobre os não pagantes. cada companhia coloca um número mínimo de assentos para o uso de milhagem. Por isso acabam logo. E se tem que ver com muita antecedência para conseguir.

  • Cassiano

    Pelo que tudo indica, só um milagre para salvar a cia, pelo impasse em que se encontra… o que é uma pena num contexto geral, visto que o país ficaria desguarnecido e dependendo de empresas de outros países, impactando diretamente nos clientes “rentáveis” que tem a Itália como destino final. Para o turista, especificamente, o brasileiro, muda muito pouco (só diminui a concorrência, mas atualmente é a menos econômica das europeias para reles mortais que querem passar férias, rs).

    Será que não há nenhuma outra cia aérea italiana que poderia cobrir o “vácuo”, como a TAM fez com a Varig?

  • Rafael Chagas

    Eu acho que o Marcelo Henrique não pretendeu ser literal ao dizer que os voos Smiles salvariam. Tente ler de novo de forma mais ‘”light” e entenderás.

    Além disso, passagens com milhas movimentam valores financeiro expressivos, sendo sim uma oportunidade de receita para as cias que operam dessa forma.

    • Exatamente Rafael.
      Lembro uma vez que o Melhores Destinos postou uma promoção absurdamente barata pela cia Russa S7. Foram milhares de passagens emitidas para Moscou, fez inclusive o site da empresa ser um dos mais acessados do Brasil na semana em que a promoção foi postada, e antes disso a maioria nem sabia da existência desta empresa por aqui.
      Os voos envolviam voos compartilhados com empresas da aliança One World (Ibéria e TAM) e eu posso afirmar que nenhuma das empresas envolvidas tiveram prejuízo, tanto é que TODOS os bilhetes foram honrados.

  • Rafael Chagas

    Eu não faria a sugestão que te darei, mas se você quiser ir de POA até Roma com somente uma conexão, pode ir de Aerolineas Argentinas, fazendo escala em Buenos Aires. Não faria pois preferiria 2 conexões numa cia melhor, e também porque a conexão em BUE se dá e diferentes aeroportos (chega em AEP e parte de EZE). Boa sorte.

  • É preferível uma lucratividade mínima a prejuízo. Tudo que for diferente de ZERO ao meu ver é melhor para cia.

  • Tamilis Cerqueira

    gente, diante da situação incerta, alguém sabe me dizer se poderei pedir cancelamento do meu voo em janeiro/2018 ou alguma outra medida paliativa?