Alitalia pode deixar de voar a partir de sábado

Denis Carvalho 10 · outubro · 2013

A Alitalia, principal companhia aérea italiana, está com a corda no pescoço. Afundada em dívidas, ela pode deixar de voar a partir de sábado, caso não consiga pagar pelo menos pelo combustível para abastecer seus aviões. O governo italiano está mobilizado para tentar salvar a empresa, mas atá o momento não há saída aparente para a profunda crise financeira da empresa, que precisa de 500 milhões de euros.

“As regras são claras, se não houver recursos para a Alitalia cumprir suas obrigações, não haverá alternativa”, disse hoje Vito Riggio, chefe da autoridade de aviação do país, a Enac. Mais cedo, a agência recebeu executivos da Alitalia, que tenta um empréstimo de pelo menos 455 milhões de euros para se manter nos céus.

A companhia italiana vem tendo dificuldades de fechar um acordo com seus credores e acionistas. Alguns deles não têm condições ou intenções de investir mais na empresa. A Air France-KLM, por exemplo, maior acionista da Alitalia – com uma fatia de 25% -, está relutando em liberar mais dinheiro porque também enfrenta dificuldades financeiras.

Tempo ruim pelos lados da Alitalia
Tempo ruim pelos lados da Alitalia

Uma das principais credoras, a petrolífera ENI, é a fornecedora de combustível para os aviões da Alitalia e ameaça interromper o abastecimento caso não haja um pagamento até sábado. A dívida apenas de combustíveis é estimada em 30 milhões de euros. A companhia aérea, que não gera lucro desde 2002, acumulou cerca de 1 bilhão de euros em prejuízos e uma quantia similar em dívidas desde a sua privatização em 2009 e precisa de cerca de 500 milhões de euros para se manter e investir em uma nova estratégia de recuperação, segundo estimativas de analistas.

A grande esperança é que a Air France-KLM decida aumentar sua participação na companhia italiana ou mesmo comprá-la totalmente. Em 2008, o grupo tentou adquirir completamente a Alitalia que estava à beira da falência, mas foi impedido pelo então primeiro-ministro Silvio Berlusconi, que costurou um grupo de 21 investidores para manter a companhia.

Desde então a Alitalia tem perdido 700 mil euros por dia e se tornou um símbolo do declínio da economia italiana, obstruída por ingerência e intervenções políticas. Agora, o governo e os acionistas da Alitalia estão prontos para permitir que a Air France aumente sua participação e possivelmente até compre a empresa, mas não há acordo com a empresa franco-holandesa, que também não anda tão bem das pernas.

Com informações da Reuters e Exame

Dica do leitor Diego Ferreira

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Acho que não vai demorar muito para vermos isso no Brasil.

    • quanto pessimismo, td de ruim falam do brasil

      • Acho que o que tá faltando é isso acontecer pra caírem na real e alguém tentar botar ordem na situação.

    • Não vai acontecer, já está acontecendo. A TAM foi vendida para os chilenos, e a Gol está em vias de ser vendida para a Delta. A antiga Ocean Air já virou Avianca há tempos e a Azul ainda não atingiu o break-even, pelo que sei.

  • Alex Freitas

    Um gigante e ícone na iminência de cair em definitivo !

  • Felipe

    políticos sempre se intrometendo…por isso perdemos a nossa querida Varig, que foi uma das maiores e melhores cias aéreas do seu tempo. Os políticos tem que entender que em certas coisas não se mexe.

    • Oscar Luiz

      A VARIG quebrou porque era mal gerida – quase igual à TAM hoje em dia.

      • Victor

        Não mesmo, o governo interferiu na Varig gerando despesas que deveriam ser pagas a empresa, é só ler no Wikipédia a história!

        • Maro

          Na Wikipédia eu posso escrever o que quizer…
          A Varig teria quebrado várias vezes antes se não tivesse recebido várias ajudas do governo. Até valor mínimo para as passagens internacionais o governo estipulou à pedido da Varig…..
          Não concordo em colocar dinheiro público em empresas onde os seus diretores compram centenas de quilos de caviar e milhares de champanhes, mas somente 15% deles eram efetivamente usados nos aviões e oferecidos aos clientes. Muitos enriqueceram às custas da Varig.
          A Varig faliu com sua própria diretoria, não precisou da interferência de ninguém para isso.

          • Faca de dois gumes, preço mínimo por um lado, gerando sobrelucro, e congelamento, gerando prejuízos acumulados. Não dá pra negar que isso ajudou a afundar mais a Varig.

            E ainda teve a ingerência política, soma o aparelhamento da ANAC e a birra contra a equipe de recuperação judicial oriunda do PSDB em pleno governo do PT, aí não tinha como da certo mesmo.

            O resultado é que não tem os mais uma flag courier e tampouco uma empresa aérea forte em nível internacional. As estrangeiras podem sorrir de ponta aponta com as divisas que entregamos para voar internacionalmente diante da falta de opções e de qualidade de TAM e GOL. Nem localmente podemos contar com empresas locais fortes, TAM foi desnacionalizada, Gol tem participação americana, Azul é de um americano nascido no Brasil e Avianca tem pé na Colômbia.

            Quer ver essa novela se repetindo? Petrobras tá aí pra isso. Enquanto os combustíveis estavam acima da média internacional, tudo era festa. Agora que está abaixo da média, são só reclamações.

          • Antonio

            Infelizmente sou obrigado a concordar 100% com vc. Sou piloto desde 1982, acompanhei de perto toda a farra administrativa da finada Varig. Como diria o molusco: "Nunca na história deste país existiu uma empresa aérea tão ajudada pelo governo!".
            O que aconteceu de verdade é que a Varig pertencia a Fundação Rubem Berta, e a fundação não tinha dono. Sendo assim, a Varig não era administrada de maneira profissional com objetivo de ser lucrativa. Distribuíam passagens a vontade para parlamentares importante, esposa de ministros, etc. E assim iam conseguindo exclusividade de estatal, sendo privada. Um dia, apareceu uma coisa chamada concorrência e a festa acabou. Triste fim para uma bela empresa!

      • A VARIG (também a VASP e a Transbrasil) quebrou por interesses e interferências políticas também. Primeiro havia uma dívida da União de 4 bilhões de reais com a azulzinha, que se fosse paga teria salvado a empresa, e com sobras. Só que a TAM foi uma das maiores financiadores da campanha do Lula em 2002, aí já viu… Sem contar que antes disso, sempre que o governo brasileiro queria estreitar relações diplomáticas com algum país lá estava a Varig intimada a abrir mais um voo deficitário, como o hoje lendário Guarulhos-Maputo que saiu com a incrível lotação de 4 passageiros!
        Ainda teve o congelamento do preço de passagens e outras ingerências estatais que se eu fosse falar aqui ia ficar digitando até de manhã.

        • melissa b

          informado vc heim..parabens adorei o comentario..o caso da alitalia e esse mesma.se aquele troglodita do silvio Berlusconi nao tivesse interferido no processo de privatizaÇao so por egoismo.a alitalia estaria bem melhor pois e uma otima compagnia.confortavel,pontual e com um bom serviÇo de bordo.lamentavel esta situaÇao..

          • Na Italia o buraco é mais embaixo. O Berlusconi não quis foi mexer no vespeiro que são os sindicatos dos aeroviários, e os passivos trabalhistas são estratosféricos. Não esqueça que a Alitalia é pública, e a legislação italiana é complicadíssima nesse sentido.

      • A Varig foi mal gerida sim, a partir da década de 90, com diretores que roubaram até o último centavo possível, a ponto de vender toda uma frota de aviões própria para, em seguida, arrendá-los (leaseback). Abriu mão de patrimônio para ter despesas mensais.

        Mas o governo teve participação decisiva na sua quebra! É só perceber que as 3 grandes empresas do início daquela década (além da Varig, Vasp e Transbrasil) faliram. A Tam, por ser nanica na época, não sofreu grandes impactos com as crises dos governos Sarney e Collor.

        Além disso, o governo Lula queria de qualquer maneira unir a Varig à Tam (dizem até que o Marco Bologna, presidente da Tam na época, tinha algum vínculo de parentesco com o Zé Dirceu). Por isso fez empurrou com a barriga o máximo possível a ação de 4 bilhões que a Varig movia contra ele (que salvaria a empresa), que atualmente está no STF (a Varig ganhou em todas as instâncias). Na época do leilão, operacionalmente, a Varig dava lucro, o problema eram as dívidas (e outra coincidência, quase todas com o governo ou suas empresas).

        Além disso, com medo dos funcionários vencerem o leilão com o dinheiro do fundo de pensão Aerus, o governo fez a atitude COVARDE de intervir no fundo. Só não contava que um grupo chinês, controlador da VarigLog, vencesse o leilão, e depois repassasse a empresa para a Gol.

        A consequência? Além de não conseguir a união articulada com a Tam, o governo deixou milhares de pensionistas que contribuiram por anos no seu fundo de pensão sem a maior parte da sua aposentadoria, vivendo hoje apenas no INSS. E só para constar, diferente do que a mídia divulga (claro, interesses…), o Aerus tinha recursos, sim! Fora o fato de que, quando a Varig (no caso, a antiga, não a VRG da Gol) vencer definitivamente a ação, terá a curiosa situação que, após falir, receber mais dinheiro do que devia.

        Desculpem esse desabafo, totalmente off-topic, mas temos que dar nomes aos bois… a empresa sofreu com péssimas gestões, mas tinha total condições de se salvar se não houvesse interesses "alternativos" do governo.

      • Moacir

        Concordo com Victor. Também houve mal gerenciamento, mas a dívida do gov federal era enorme. A Varig apelou para o Lulinha, que tinha a Gol como menina dos olhos de ouro (porque será?), e ele nem deu bola. A dívida continua, na justiça, pra massa falida resolver o que fazer, quando houver decisão final. A Gol comprou só o que lhe interessava – a marca Varig e as rotas. Saudades da Varig!

  • Bruno

    E quem vai transportar o Papa? Pode isso Arnaldo?

    • Cristiano

      Huahauahauahah
      A regra é clara; Tem que pagar o que gasta.

    • Aerolineas Argentinas,, ora… 😀

  • mcsj

    Coitado de quem já comprou passagens

  • Eduardo Moreira

    Estou com passagem comprada para 3 pessoas para a primeira quinzena de Dezembro, será que seremos realocados em outras companhias ou perderemos o dinheiro que já pagamos?

    • Bruno

      Nessas horas não dá pra ter certeza de nada. Pode até ser que a Air France KLM tente realocar passageiros, mas as leis lá são outras e qualquer coisa que disserem será pura especulação. Torça pra chegarem a um acordo e continuar voando.

  • beto

    a alitalia foi salva pelos correios italianos que vai por dinheiro na companhia. deu há pouco no wall street journal:
    http://stream.wsj.com/story/latest-headlines/SS-2

  • Carlos Gomes

    Para a Concorrência aérea é bom, mas para nós consumidores, só vejo prejuízos, vou torcer para não acontecer.

  • Alessandro

    Essa e a nossa VARIG italiana.

  • Muito triste!!
    Algo anda errado no mundo da aviação!
    Ao redor do mundo inteiro varias empresas grandes com dificuldades e operando no vermelho há tempos…

  • Anna

    Gente, que notícia bombástica! Viajei esse ano pela Alitalia e simplesmente me surpreendi com o preço , o atendimento, o conforto, voo cheio, padrão FIFA! hahahhaha….superou minhas expectativas!

    É uma pena que esteja passando por isso, estou torcendo para a recuperação financeira dela e para que não haja prejuízos para nós consumidores!

    • Padrão FIFA… kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Afandor

      Neste ano fiz uma Viagem para Roma Pela Alitalia, sinto dizer que minha mala foi extraviada, fiquei um mês, e não tive uma assistência se quer da companhia, Entrei com danos morais……… e recebi tudo que tinha de direito, mas sinto por não eles não ter uma certa administração, por não inovar seus serviços. sendo assim,

  • pelo que me lembro a aviação sempre foi assim, exitem vários casos de mega quebras o tempo todo… pan am, twa, todas as do brasil são novas, nos eua as grandonas não estão bem mas tem southwest e jet blue crescendo.

  • Larissa

    Tenho voo marcado para domingo(13/10), alguém sabe me dizer o que devo fazer?

    • Lucas

      Pois é Larissa e eu tbm tenho só que pra Dezembro, será há algum contratempo para os que compraram por esse motivo?

  • Erik

    tenho milhas na alitália, alguem sabe me dizer como reservar bilhete premio com outra copanhia membro?

    Obrigado

    • Ana

      Dá sim, a KLM e Air France fazem parte do mesmo programa de milhas skyteam!!

  • Juliana

    Não posso negar que me veio um frio na barriga aqui, estou com passagens compradas para dezembro. O que acostuma acontecer nessas situações?

    Obrigada!

  • Rodrigo Dourado

    Infelizmente acho a a Alitalia só vai ser a primeira de uma péssima fase para a aviação comercial, a gol e a tam colecionam extravagâncias, acho que podem ser as próximas, dando espaço à um boom nos preços das passagens de voos domésticos, que já estão um absurdo!

  • Kew

    Exemplo de país latino e corrupto, que está destruindo sua economia e levando as empresas a falência. Lembra outro país? Hein? Hein? Hein?

    • melissa b

      e por ai mesmo..a italia esta muito mal.se for contar o que ja foi a falencia..vc iria ficar dias aqui contando.muito triste isso…vc diz que lembra o brasil??se sim..nao acredito proprio..o brasil esta muitooooooooooo melhor que la ..apesar da corrupçao e alguns problemas.nao se pode comparar a economia brasileira a italiana.

  • mcsj

    Mesmo que companhia seja salva pela empresa de serviços postais italiana, vide notícia do colega a cima, vai ser impossível para os passageiros terem confiança de comprar passagens novamente. Nós, brasileiros, não poderemos fazer muita coisa para cobrar. A melhor saída realmente é a compra da Alitalia, ninguém vai querer apostar uma empresa que só da prejuízo desde 2002.

  • melissa b

    a culpa desta situaçao alem da intervençao politica de 2009 do entao presidente do conselho silvo(soberano absoluto)Berlusconi se deu pricipalmente pela concorrencia das low costs Ryanair e easy jet..sem contar norwegian wizzair entre outras..que mesmo nao avendo serviço de bordo gratis..algumas nem mesmo agua.desconforto, o que nao e o caso da alitalia, sao as preferidas dos italianos.fazendo inclusive ponte aerea entre milao e roma…e incrivel como aqui no brasil o povo chora quando nao tem serviço de bordo e la o povo berra quando o preço e alto.naotao nem ai pra lanchinho.o lema na italia agora e quanto menos melhor.que seja um teco teco velho e apertado e melhor pagar menos…quando o hub da italia era milao Malpensa a coisa era outra tb.depois que foi pra roma fiumicino..assinou sua sentença de morte.kkk..brincadeira..desejo que eles possam se recuperar pois seria muito triste ver uma compagnia assim tao importante e boa a terra!!!!

  • bilhetepremiado

    Cara, que pena. Mais uma vez prova que a ingerência política é sempre um desastre para a manutenção das empresas aéreas…
    Vamos torcer pra que alguém assuma o controle da Alitalia, né?
    Parar de voar é prejuízo pra todo mundo…

    • Acabou de sair no WSJ uma notinha dizendo que os Correios vão socorrer a Alitalia…
      O que é de fato, paliativo.
      Também torço pela salvação da companhia, mas não sei se passar ao controle da KLM-AF seria uma boa alternativa..

      • bilhetepremiado

        Concordo que mais uma vez será paliativo… infelizmente
        Mas o controle não precisa passar só pra AF-KLM. Mas sim alguma companhia saudável financeiramente.
        O problema é que essas não tem muito interesse em rotas internas dentro da Europa, acredito!
        Alitalia vai ter que virar low cost pra sobreviver de alguma forma…

        • Bê, o negócio é que a KLM-AF já tem 25% na Alitalia… e eles já tiveram o interesse de comprar os outros 75%…

          E como várias pessoas já disseram aqui, o que estamos vendo é o que aconteceu coma Varig… muita intervenção política no negócio..
          E por isso acho difícil que uma mega companhia como a Alitalia consiga se reestruturar como LCC no curto espaço de tempo que ainda permita sua sobrevivência.

  • Marcela

    E quem comprou a passagem? O que devemos fazer? Cancelar ou esperar?

  • Fernando

    Itália é um Brasil com grife!!!

    Será que na época da venda os italianos queriam ver um simbolo do país ser vendido??

    E aqui no Brasil se a legislação permitisse e a Varig fosse vendida 100% pra um grupo estrangeiro, o que as viúvas achariam??

    Pegar o contexto isolado é muito simples, principalmente depois que a vaca foi pro brejo.

    • diego

      na época a Varig quem queria comprar era a Lan Chile sabiam?

    • diego

      e mais tarde como não conseguiram a Varig compraram a Tam

      • César

        Ola Diego, só uma coisa, a Lan não comprou a TAM, elas se fundiram, e se você der uma pesquisada nos balanços de uns anos atrás, a LAN é lucrativa, enquanto a TAM oscila entre lucro e prejuizo, já voei bastante pelas 2 companhias, e posso afirmar que o serviço de bordo da LAN é superior ao da TAM, porém os comissários da TAM são mais simpáticos, torço para que elas aproveitem aquilo que elas tem de melhor e aplique nas 2 cias!

        • felipe

          César, no fim das contas a Lan tem 51%, logo, ela é quem manda lá dentro.

          Tenho alguns amigos que trabalham na TAM, e várias pessoas, desde a "fusão", foram mandadas embora para serem substituídas por um Chileno da LAN.

  • Rafael Lugli

    É uma pena! Eu voei com a Alitalia no voo inaugural da Rota – Fortaleza e posteriormente Roma – São Paulo e fui muito bem atendido pela tripulação. Minha única reclamação é o café ruim e fraco.

  • Vinicius condina

    Que coisa
    voei com ela ano passado e achei boa, extraviaram minha mala, mas devolveram na minha casa no dia seguinte. No resto, fui bem atendido, principalmente ao ter muitos problemas como aeroporto fechado, perder voo, etc

  • BMC

    Dúvida: Caso ocorra essa parada, já posso pedir a reemissão em outro vôo de uma passagem que comprei pela Delta?? E no caso era um voo direto, se eles começarem a colocar milhões de escalas, até onde posso reclamar? Paguei mais para ser um voo direto e naquele horário.

  • Thatiana

    Eu so viajo de Alitalia.
    Estou com passagem comprada para ir a Sp em fevereiro…
    Nem liguei a tv hoje, nao estava sabendo de nada.
    Apavorad!!!!.

  • MOISES

    PESSOAL PODE FICAR TRANQUILO, JÁ RESOLVERAM A QUESTÃO!

    DENIS TRANQUILIZA O PESSOAL AÍ:
    http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/alitahttp://exame.abril.com.br/negocios/noticias/alita

  • Leandro

    aqui no GIG tá tudo normal, check in feito e já estamos na sala de embarque.

  • lgg

    Alguem tem mais notícias da Alitalia…..Já compramos 5 passagens para Roma para julho de 2014…..to apavorada……

  • Alejandro

    Foi realizada uma reunião na segunda-feira, tendo os acionistas, em sua maioria, concordado com o plano de recuperação da Alitalia. No entanto, eles têm prazo até 16 de novembro para confirmação da concordância e modificações acionárias.
    Há dois problemas principais: a IAG, detentora da British Airways e Iberia, manifestou opinião contrária à ajuda do governo italiano, e pretende levar o caso para discussão na Corte da União Europeia.
    Além disso, a Air France-KLM, que possui 25% das ações da Alitalia, não deu certeza se ampliará o capital na Alitalia.
    Resumo: deve-se aguardar até 16/11 para saber informações mais concretas. O Governo Italiano certamente está fazendo de tudo para manter a empresa voando. No entanto, no mundo da aviação tudo é muito complexo e indefinido.

  • BAnderas

    Boa tarde.. alguém me sabe dizer se, caso eu falte ao voo terei de pagar alguma coisa?

  • A empresa de Abu Dhabi, Etihad Airways, analisa dados da Alitalia e até o natal irá decidir se irá investir na empresa italiana disse uma fonte familiar ao assunto nesta quarta-feira.
    "A Etihad tem os dados há cerca de 10 dias e irá concluir o processo até o fim desta semana", disse a fonte,
    Espera-se que a Etihad decida sobre a compra de uma participação na Alitalia "logo antes do Natal", acrescentou a fonte.
    Ambas as empresas não quiseram comentar.