Maior avião de passageiros do mundo pode deixar de ser fabricado

Leonardo Cassol     15 · janeiro · 2018

A maior aeronave de transporte de passageiros do mundo, o Airbus A380, corre sérios riscos de ter seu projeto encerrado e a produção interrompida indefinidamente. O maior problema é a falta de encomendas e de empresas interessadas em ter o gigante dos ares, que não teve novos pedidos nos últimos anos.

A única salvação do programa A380 estaria nas mãos da Emirates, maior operadora desse modelo no mundo. “Honestamente, se não chegarmos a um acordo com a Emirates não teremos outro remédio a não ser parar o programa”, disse o diretor comercial da Airbus, John Leahy, durante a apresentação do informe comercial 2017 do grupo. “Ainda estamos negociando com a Emirates, mas, honestamente, eles são provavelmente os únicos hoje no mercado que podem comprar um mínimo de seis (aviões) por ano em um período de oito a dez anos”.

Em relação às vendas, 2017 foi um ano muito bom para a Airbus, que recebeu 1.109 pedidos, contra 912 da Boeing. A empresa norte-americana, por outro lado, entregou 763 aeronaves no último ano, contra 718 da Airbus.

Desde o lançamento, até hoje, foram vendidos 317 aeronaves Airbus A380, uma boa parte deles adquiridos pela própria Emirates. No entanto, a companhia afirmou que para fazer novas encomendas quer que a Airbus encontre novos compradores e assegure a longevidade do programa.

Será que essa super aeronave terá mesmo sua produção encerrada precocemente? Para os amantes da aviação, seria uma pena!

Com informações do jornal Folha de São Paulo.