Airbnb – Como funciona o site de aluguel de quartos e apartamentos

Camille Panzera 4 · outubro · 2012

Viajar e conhecer novos lugares é o sonho de consumo de muita gente, quanto a isso não há dúvidas. Antes de viajar, no entanto, é comum ficar inseguro em relação a hospedagem. Nem sempre os hotéis se encaixam na necessidade dos hóspedes, tanto em preço como na localização.

Como conseguir fugir dos altos valores dos hotéis nas cidades turísticas? Como encontrar um lugar que se encaixe melhor no bolso e nos planos? O Melhores Destinos testou o Airbnb e explica como funciona o site, capaz de oferecer diversos tipos de acomodações, que vão desde sofás a embarcações e mansões.

O Airbnb é um site que possibilita a comunicação entre turistas do mundo inteiro e donos de imóveis. O ponto que mais chama atenção é seu o leque de opções, mesmo com pouco dinheiro você pode arranjar um lugar para dormir. Se o orçamento não está apertado, estúdios, pequenos apartamentos ou casas são ótimas opções. Já para quem viaja em grupo e quer a facilidade de poder cozinhar sua própria comida, nada melhor do que alugar uma casa espaçosa, com direito a jardim, piscina e churrasqueira.

airbnb

No Brasil o Airbnb ainda não é muito popular mas cada vez mais pessoas comuns aderem ao site, e passam a oferecer um quarto vago que está sobrando em casa ou um apartamento mobiliado que não está sendo usado.

Depois de se cadastrar e fazer a pesquisa onde se insere a cidade, data da viagem e número de hóspedes, você poderá entrar em contato com o anfitrião, que aluga o imóvel, e tirar todas as dúvidas. É possível filtrar as acomodações por tipo, valor, área, serviços, etc.

O site está disponível em diferentes línguas, assim como os valores dos quartos e mostra a opinião de hóspedes anteriores, como forma de orientar os novos visitantes. As opções são para todos os gostos mesmo – você encontra aluguel de camas , sofás, colchões, quartos compatilhados, quartos privados apartamentos, estúdios, coberturas, mansões, casas de campo, chalés, barcos, etc. Os preços aumentam conforme o conforto, destino e localização desejados –  há camas em quartos compartilhados por R$20, quartos por R$40, apartamentos completos por R$100, mansões por R$2000, varia ao gosto do freguês.

No nosso caso, procurávamos onde ficar em Buenos Aires. Restringimos a busca, a fim de encontrar apartamentos com as características que tínhamos em mente, e entramos em contato com o host. Todas as perguntas feitas foram respondidas com muita rapidez, mas o tempo de resposta varia de acordo com o host, é claro. Esteja preparado para pagar, junto ao valor da diária, uma taxa de limpeza e a própria taxa do Airbnb, afinal, o site tem que sobreviver. Nosso apartamento de 45m², para duas pessoas, saiu por US$71 a diária.

Depois de tudo acertado, o próximo passo foi o da reserva, que pode ser feita em cartão de crédito, e só é repassado ao host um dia após a chegada do hóspede. Apesar do ritual simples de reserva a parte chata é receber inúmeros e-mails, quando em outros sites de reserva as informações se restringem a um e-mail apenas. Assim como num hotel há horário de check-in e check-out, sendo ainda uma grande vantagem a comunicação direta com o host, que pode ser flexível, atendendo a quaisquer pedidos especiais que o hóspede eventualmente necessite.

O apartamento escolhido era exatamente como nas fotos, muito confortável. Todos os serviços funcionaram perfeitamente, e acho que um apartamento como esse é perfeito para quem está em grupo, ou não quer se prender aos horários de um hotel. A vantagem é se sentir em casa e ter serviços como cozinha e lavanderia sem gastar muito para isso.  Não há camareira para arrumar a cama ou jogar o lixo fora, nem café da manhã e restaurante preparando sua comida – tudo é feito pelo hóspede.

O lado negativo de escolher uma acomodação independente, é exatamente a independência que se tem, em todos os sentidos. Ficar num apartamento, sem recepção de hotel, sem dicas de agências, sem a comodidade de ter serviços fáceis pode ser um tiro no pé. É preciso que o hóspede tenha ideia de que para viajar será necessário todo um planejamento antes – quem gosta de muita comodidade vai sentir uma boa diferença quando bater uma dúvida e não for possível discar o 9 para falar com a recepção.

Se você não tem medo de se arriscar e gosta de planejar viagens, o Airbnb é uma maneira ótima para fugir dos preços altos dos hotéis. Ficar num apartamento é a certeza de ter um local intimista e aconchegante, coisa que nem sempre se encontra nos quartos padronizados das redes hoteleiras. Alugar um pequeno apartamento na cidade a ser visitada é interessante não apenas para quem viaja por muitos dias como para aqueles que preferem sentir na pele como vive um morador nativo. É uma experiência positiva para quem aceita riscos e quer uma acomodação diferente.

No site também é possível reservar outros serviços, como passeios e experiências nos destinos, sempre com foco em oferecer aso visitante uma noção mais real de como vivem os moradores. Vale a pena conferir!

Mais informações no site do AirBNB.

Autor

Camille Panzera - Camille Editora de destinos
  • J

    Usei os serviços do airbnb em Los Angeles e São Francisco, em ambos deu tudo certo e a economia foi fantástica além de estarmos super bem localizados!

    • Thaís

      J, onde vc ficou em Los Angeles? Vou para lá em ago/2014 e queria uma indicação, se puder.
      tks

    • Eduardo Novais

      Olá J.,

      Preciso de sua dica airbnb em Los Angeles, especificamente Santa Mônica, qual o link do apartamento que você se hospedou por lá?

  • Brunno

    O Airbnb é um ótimo site… Usei duas vezes já, em barcelona aluguei um quarto, o host era muito simpático e o quarto era muito tranquilo… Aluguei também um apartamento em Paris, foi ótimo, super confortavel, compatível com as imagens que estavam no site, ótimo, e a host era ótima, muito gente boa, falava inglês… foi ótimo, claro que tem esse pequeno problema de você ter que fazer tudo, mas como sempre planejo cada passo da minha viagem antes, foi super tranquilo… O apartamento ficava a 1 quadra de um supermercado… A experiencia foi ótima, agora tava vez que vou viajar dou uma olhada no airbnb pra ver se encontro algo…

    • Anderson Pimenta

      Oi Bruno, tenho visto várias reclamações na net a respeito do AIRBNB. Você aconselharia?

      • Eliana

        Este site está deixando muito a desejar para quem aluga. Eles pagam a primeira vez , depois não paga mais. Uma enganação e prejuizo. Cuidado !!!

        • margarida bodnar

          Olá Eliana.

          Eu alugo suítes pelo Airbnb aqui em Cuiabá MT, o site é muito bom, a reserva é feita e pagamento pontual.

          Na copa 2014 aluguei todas as 6 suítes, para os 4 jogos, e foi maravilhoso. Podem crer que funciona muito bem.
          Foram alugadas as minhas suítes somente para estrangeiros e foi muito bom, eu recebi tudo certinho ,mas eu já tinha alugado antes pelo Airbnb . Deve ser que aconteceu alguma coisa ,mas somente reclamar no site que ele corrigem o erro.
          Eu continuo no site Airbnb.
          Margarida Bodnar

          • Vera Beatriz Stédile

            Eliana, se sou proprietária, e quero colocar para locação, como fazer?

    • Karina Cruz

      Olá Bruno,
      estarei em julho em paris com minha familia, você poderia me dar referências desse apartamento que você alugou? Estou perdida sem saber se é melhor ficar em hotel ou apartemento.
      Grata
      Karina Cruz

  • Fabiola

    Adorei a ideia e parece ter casas muito boas.

    Mas infelizmente não tem a opção no site de ver se existe acessibilidade na casa.

    Sou cadeirante e minha maior dificuldade de encontrar uma casa para morar é essa.

    • Fabiola, tem sim. Você consegue a informação clicando em "comodidades", após fazer a busca em um destino. Em comodidades você pode filtrar os campos de acordo com as suas necessidades.

  • Cyndi

    Já usei a Airbnb várias vezes e funciona mesmo!

    É muito diferente de ficar num hotel num quarto vazio sem informação de nada!

    Se hospedar na casa de uma pessoa é bem melhor em todos os sentidos!!!

    Recomendo muito!

    • Thiago Castro

      Bem, essa é sua opinião. Tudo que eu não quero é ter o dono da casa na mesma casa q eu, tirando minha privacidade. Tem seus prós, obviamente, mas é muito pessoal.

      • Ingrid R. Escramozine Bello

        Sempre viajo de Airbnb e nunca fiquei com o dono da casa junto, a gente sempre alugou a casa inteira e por vezes nunca nem olhou a cara do dono.

  • Uriel

    Já usei o Air BNB para reservar um apartamento em Montreal e foi a melhor coisa que eu fiz na vida… valeu extremamente a pena! Recomendo aos aventureiros!

    • rachel

      Vc tem o link de onde vc alugou?

  • Ricardo

    Eu e minha esposa utilizamos o serviço nesse ano no carnaval em Nova York e discordo que a independência que se tem seja o lado negativo,pelo contrário, pra gente é o positivo,quando o dolár estava abaixo de R$2,00 em fev/mar. ficamos 9 dias e pagamos R$600 num apto.em washington heights,uptown NY,é um bairro latino,com supermercados,restaurantes,padarias,etc,compravamos tudo e faziamos nosso café e algo pra comer a noite,usavamos a cozinha,pratos,talheres,etc. Quer referências do lugar? Leia os reviews de quem já se espedou e saberá se aquele lugar vale a pena ou não,Discar 9 para recepção? Quando vc chega no lugar a pessoa com quem vc tratou vai te passar todas as regras do local daquilo que pode ou não pode, do que tem ou não tem.E no caso específico dos Estado Unidos,a coisa funciona pois lá como sabem eles são organizados,sérios e justos,ainda pudemos acompanhar a gravação do seriado Blue Bloods em que a CBS usou várias quadas e o prédio em que estavamos para gravar. A grande vantagem disso tudo é poder não só fazer um turismo e sim vivenciar a rotina e absorver um pouco da cultura. Agora quem quer tudo a mão então paga por isso,particularmente eu não gosto e ainda não possso me dar esse privilégio.

    • Por isso disse que pode ser um tiro no pé. Tudo depende do perfil do turista…
      Pessoalmente, achei complicado não ter um telefone para fazer reservas, ou pedir um táxi, mas acho muito mais cômodo do que um hotel.

      • Vitor J. Nunes

        Usa o Skype em seu celular através de conexão wi-fi e paga centavos para fazer ligação, inclusive para o Brasil.

      • Ricardo

        Concordo com o Vitoe, e se tratando de USA, a internet é tudo,quer ir pro aeroporto? uma ótima opçào pra economizar é o Supershuttle,e qualquer outro tipo de serviço que precise lá, Craigslist é o que há.

  • Gustavo Tonazio

    Em setembro de 2011 reservei um apartamento em Nova Iorque pelo airBnB. A localização era excelente e o valor mais baixo do que o dos hotéis, porém, a host cancelou a reserva por motivos pessoais 15 dias antes da viagem e tive que providenciar um hotel em cima da hora. Não me arriscaria novamente.

    • Ricardo

      15 dias antes ainda dava tempo de ter visto outro,anyway.

  • Bruno

    Aluguei um apartamento para 6 pessoas em Toronto há pouco menos de 1 mês. Saiu muito mais barato do que um hotel. Vale muito a pena!

  • Thiago Castro

    Conheço algumas pessoas que utilizaram o site e adoraram. Eu já fiz minha reserva pra Vancouver em fevereiro e estou ansioso. A host é uma brasileira e foi super simpática em tudo. Além disso, o apartamento é super bem localizado, bem na downtown.

    Mas fiquei com uma dúvida quando vc falou da reserva:

    "Depois de tudo acertado, o próximo passo foi o da reserva, que pode ser feita em cartão de crédito, e só é debitado um dia após a chegada do hóspede."

    Na verdade, o débito é feito na hora da reserva e só é REPASSADO ao host um dia depois do check-in. Assim, se houver algum problema quando vc chegar lá, o Airbnb pode reter o pagamento. É uma segurança para os dois lados. Mas que o débito é feito lá na reserva, isso é (meu cartão de crédito que o diga, rs).

  • Bruna Rizzo

    Adorei a dica, já estou amando todos os lugares, parecem ser muito aconchegantes. Será muito útil para a minha viagem a Europa, com AVIOS. Resultado MD vocês estão tornando minha viagem um SONHO! Obg!

  • Adriano Almeida

    Gustavo, quando é assim, você pode entrar em contato com o próprio airbnb, que eles mesmos providenciam um outro lugar com características similares ao que você estava indo.

    • Flavio

      Sim, mas eles pagam a diferença pra esse outro lugar que eles providenciam?

      Porque vai conseguir um outro lugar com preço parecido apenas 15 dias anets da viagem …

      • Bruna Rizzo

        Flávio,

        Segundo a matéria, você paga quando está lá: "o próximo passo foi o da reserva, que pode ser feita em cartão de crédito, e só é repassado ao host um dia após a chegada do hóspede".

    • Giuliana

      Adriano, bom dia!
      Pretendo ir este ano a NY e gostaria de trocar experiências sobre este site de hospedagem. Você já o utilizou? Aguardo seu retorno – giulianaauricchio@gmail.com.

  • Rafael Piancastelli

    Eu já usei esse site para hospedar em NYC, o sistema é muito seguro para os dois lados, tanto host quanto o usuário. Você pode enviar mensagens, e-mails, telefonar, ou seja tudo , pode perguntar o que precisar e quiser saber antes de fechar a reserva. É uma ideia brilhante, prática, funcional e financeiramente viável para todos.

  • jhoseanne

    Ricardo, voce pode passar a indicação do apartamento em que ficou em NY?

  • Elane

    Estou num quarto em NY alugado via Airbnb. Super recomendo!

    • Rosangela

      vc pode passar por email as dicas do lugar, se e bem centralizado etc. posso alugar direto com a proprietaria? Qual valor diaria?

  • taise fontes

    oi, eu e minha irma alugamos um apto em NY em fevereiro pelo airbnb, foi muito bom, adoramos e indicamos!

  • Realmente, dependendo do destino é mais vantajoso alugar um apartamento por exemplo.

    Mas como dito no post, nesse caso, o turista deve já ter um planejamento do que vai fazer no lugar, pois não vai ter acesso a recepção, folders e informações turísticas do local.

    Caso contrário, terá que procurar algum centro de informações turísticas.

  • Marcos Mattos

    Olá. Comecei a usar o airbnb desde o carnaval de 2011,e antes de fazer reserva em qualquer hotel,primeiramente pesquiso as disponibilidades no site e sempre acabo achando o que quero.Já fiquei até o momento apenas em cidades brasileiras (BH, FOR, RJ e SP), e aprovo! Fica a dica, by.

  • Flavio

    Obrigado por mais essa dica, povo do MD!

    Aqui no Brasil eu já utilizei o site similar "Alugue Temporada" no Rio e em Recife, e foi uma excelente opção.

    Espero que o AIRBNB venha a ser mais uma opção para viagens dentro e fora do Brasil.

    Abraço!

  • Paulo

    Bruno, tudo bom?

    Estou querendo alugar um apartamento em Paris também e não tenho problemas quanto à independência no lugar. Já viajei bastante mas não falo francês e quando vi que você colocou que ela fala inglês já fiquei animado. Tem como me ajudar? Valeu!

  • Para apartamentos em Buenos Aires, as agências locais são imbatíveis em variedade de apartamentos oferecidos, qualidade e preços mais baixos. Nós usamos a ByT Argentina e gostamos muito, mas há outras, é só pesquisar. No mais, boa a dica.

  • André

    Usei o Airbnb pra ir para Nova York em dezembro do ano passado e não poderia ter feito uma escolha melhor. Paguei 165 dólares por dia por um flat lindo à 5 minutos de caminhada da Times Square. Pelo mesmo preço em um hotel, eu só conseguiria algo no Brooklin ou algo muito fuleira em Manhattan. E o site é super seguro e eles são super atenciosos ao tirar dúvidas. Parece que cresceu muito de tempos pra cá, talvez tenha até suporte em português hoje em dia.

    Mas, enquanto eu estava em NY, li em um jornal local (por coincidência), que a prefeitura de lá estava querendo acabar com aluguéis de imóveis com duração inferior a 1 mês, porque isso tava acabando com os hotéis de lá. É uma pena, espero que isso não tenha acontecido.

    • Tatiane

      André, você pode indicar o apartamento/anfitrião que você locou em NY?
      Obrigada!

    • Adriana Limonta

      Você poderia fornecer o link do apartamento que se hospedou?

  • Lara

    Reservei um apto em NYC para daqui 15 agora em outubro, creio que será tudo ok, pois a host parece bem interessada e responde sempre rapidamente as minhas dúvidas. A única informação que não condiz com o que foi dito ali é na questão da cobrança. Usei o cartão de crédito e fiz a reserva em julho, foi debitado no cartão de crédito no mesmo mês, já veio na fatura. O que acontece é que o valor só é repassado ao host 1 dia depois de que eu chegue lá e não reporte nada de errado com minha reserva.

    • Lara, é como você disse, mesmo. Já acertei. 🙂

      • Lara

        ;] – o valor total tb foi super interessante para 4 pessoas [e podia acomodar até 5]. Quando retornar posso falar mais sobre.

  • Maicon Moreira

    Sempre dei preferência a quartos privados em Albergues na expectativa de vivenciar novas experiências culturais sem comprometer minha segurança e privacidade. Quando conheci o Airbnb, em Novembro do ano passado, imaginei que esta poderia ser uma imersão cultural mais rica e segura.

    Logo de cara, reservei 3 hospedagens em destinos diferentes nos EUA: Santa Monica, Hollywood e NY.

    De imediato, a boa vontade dos hosts me chamou muita atenção. Todos foram super prestativos esclarecendo pormenores e oferecendo dicas gerais.

    Em Santa Mônica, me hospedei a algumas quadras do pier e do calçadão. O Host era um estudante de Engenharia com um tino para Inventor. A casa era cheia de invencionices bizarras, super criativas. Além disso, ele produzia a própria comida orgânica. Genial!

    Em Hollywood, aluguei um quarto na casa de um ator, em um bairro super massa. O apartamento era de uma sofisticação que eu jamais poderia pagar em hotéis.

    Já em NY, fiquei num apartamento privado ao lado da Times Square por uma pechincha que nem o pior dos hotéis ou albergues conseguiriam oferecer. A moça que nos recebeu parecia concorrer ao título de Host do ano. O apartamento tinha até PlayStation e computador para deleite dos hóspedes. Como fiz muitas compras por lá, pareceu-me mais seguro optar por um apartamento privado. Deu tudo certo.

    Superou minhas expectativas.

    Depois destas experiências, me hospedei ainda outras vezes através do Airbnb, que se tornou minha primeira opção sempre.

    Airbnb e Melhores Destinos é uma combinação que me fazem viajar muito mais!!!

    • Maicon! Tudo bem? Você poderia indicar a host de NY, por favor?

      Obrigada!

    • marta

      olá! Maicon! td bem ? Poderia por gentileza indicar a host de NY ?
      grata
      Marta

  • Morgana Wagner

    Usei Airbnb para alugar apto em Paris e Roma, recentemente. Recomendo o site, deu tudo certo, economizamos bastante e ficamos em lugares super bem localizados.

    • Bruna Rizzo

      Morgana,

      Você pode indicar o local que fiou em Paris? Agradeço desde já sua atenção.

  • Jaqueline

    Experimentei com minha família o serviço do AirBnB em junho deste ano, em NY, não poderia ter sido melhor. Pelo fato de viajarmos com nossa filha pequena, precisaríamos de uma cozinha pois a comida americana não é lá estas coisas, então optamos por alugar um quarto, ou seja, a host estaria por perto e sempre que precisávamos de algo ela ajudava com informações e dicas valiosas, nos ofereceu mapas e dicas dos arredores, enfim, foi muito melhor que um hotel, que em se tratando de NY é caríssimo, o aluguel do quarto foi muuuuito mais barato e melhor, se eu viajar para o exterior com certeza o AirBnB será a minha escolha de hospedagem no destino, aprovadíssimo!

    • CLAUDIA

      VC. PODE ME DIZER O ENDEREÇO PARA QUE ENTRE EM CONTATO E QTO PAGOU A DIÁRIA.

    • marta

      Bom dia! poderia por gentileza me passar o endereço para contato em NYc e valor da diaria? grata Marta

  • Gustavo Castro

    Já usei os serviços do AirBnb para alugar um studio em Paris, foi tudo perfeito, fiquei numa localização privilegiada por um preço totalmente acessível pelo menos a metade de um hotel situado na mesma região. Recomendo, porém, nunca deixe de olhar os comentários de quem já alugou o imóvel de seu interesse.

    • Bruna Rizzo

      Gustavo,

      Você pode indicar o local em que se hospedou? Agradeço desde já!

  • Thiago, dei bobeira. Já acertei no post. 🙂

  • É o que eu faço, Vitor. Mas e quando a conexão de internet é fraca? Em muitas cidades que estive não consegui fazer ligações pelo skype.

    • Alain

      Mas hoje tem o Airbnb Concierge, que faz esse tipo de serviço que a recepção de um hotel faria

    • Nunca usei. Vale a pena, Alain? No meu caso, só senti falta do telefone mesmo, não precisei de nada mais. O Concierge me soa mais útil para assuntos burocráticos.

  • Fred

    Utilizei o airbnb em uma viagem para a Ucrânia este ano. Consegui bons preços pelas várias cidades que passei. Numa das cidades foi ótimo, inclusive pq aluguei um quarto na casa de moradores e acabei por integrar o dia-a-dia deles. Em outro foi bom pelo preço e pela comodidade do apartamento (pequeno, simples, mas tinha tudo o que necessitava). O único problema foi a vizinhança, pois fiquei num bairro periférico onde ninguém falava inglês e à noite era meio "sinistro". No mais daria uma nota 9 para o airbnb!

  • Roberto

    Ola, pode me passar o link do apto q vc ficou, estou querendo alugar pro final de março.

    Obrigado

  • Gilberto Lima

    Usei o Airbnb pela primeira vez esse ano, aluguei um apartamento no Porto, em Paris e em Barcelona. Os apartamentos eram exatamente como o descrito, no Porto e em Barcelona tive a oportunidade de conhecer os donos, que nos aguardaram para nos receber e foram muito simpáticos. A economia gerada com esse tipo de hospedagem para a minha viagem foi maravilhosa. Só tenho elogios para o serviço prestado.

    • Thelma, Brazil

      e no Brasil, tb funciona? obrigada a quem puder responder

      • Margarida Bodnar

        Olá.
        Eu alugo suítes pelo Airbnb aqui em Cuiabá MT, o site é muito bom, a reserva é feita e pagamento pontual.
        Na copa 2014 aluguei todas as 6 suítes, para os 4 jogos, e foi maravilhoso. Podem crer que funciona muito bem.
        Margarida Bodnar

    • Bruna Rizzo

      Gilberto,

      Você pode indicar o local em que se hospedou em Paris? Agradeço desde já!

  • Paulo

    Olá J, tudo bem? Você poderia dizer quais aptos/casas/flats você alugou nas duas cidades? Pretendo ir em Abril/13 e seria bom uma referência.

    Desde já agradeço!

  • Alain

    O legal é que vc pode alugar desde um quarto (opção mais barata) até o ap inteiro, opção que prefiro, e se quiser algo mais impessoal não são poucas as opções de ap de "profissionais" …

    já usei quatro vezes (Orlando, Londres, Berlim e Paris) e todas muito bem sucedidas ….

    • Cyndi

      Onde fiquei, fiquei sozinha, o dono foi embora e me deixou com o apartamento inteiro, eu e meu namorado tivemos um final de semana delicioso Thiago!!

      Desculpa, mas é tanta opinião boa que acho que nem preciso

      comentar mais nada!!!

      o comentário logo abaixo do Ricardo diz TUDO!!!!

      🙂

      Beijos

  • Plynio Maciel

    Então, fiz minha primeira reserva pelo site esses dias. Vou ficar só um fds em Vitória e aluguei um quarto pra dois. Parece ser tudo certinho. Se quiser fugir da buricrácia do site é só mandar o email pro host através da mensagem separando o seu endereço de email com pontos ou virgulas. O site não entende e manda pro host.

  • Cyndi

    Certeza!!! Poderia até ter achado outro melhor!

    🙂

  • Michelle CAmpos

    Fabiola, voce pode enviar um e-mail perguntando. Geralmente na descricao voce ja vai conseguir saber de que estilo de casa/apto voce vai encontrar. Chato que vai dar um trabalhinho a mais gerenciar todas as respostas mas… vale a pena!

    Usei o servico no Brasil (no RJ) e foi tudo certinho. Ja em NYC a economia sera gigantesca!

  • Shirlene costa

    Será que consigo em Lãs Vegas tbm para o fim de ano?

    • Com certeza. Só olhar no site. 🙂

    • LUIZ FILIPE

      Oi Shirlene, experiencia propria em Las vegas é melhor ficar em hotel, pq tem muito hotel e muita promoção, já em Paris aluguei através do Airbnb,

      tambem sou anfitrião alugo meu duplex em Recife

      enfrente a praia, otima viagem p/ todos.

  • Camila

    Aluguei um apartamento em NYC pelo Airbnb, deu tudo certo com site, pagamento, etc. O apartamento era alugado por uma moça nascida no Brasil, mas criada em Londres (então ela falava um pouco de português),que foi simpática.

    Recomendo para quem quer economizar e não busca luxo algum.

    O quarto era o mesmo da foto, mas cama e travesseiros horríveis, vizinhos barulhentos, banheiro sujo, etc. Eu não estava esperando conforto de hotel, mas foi praticamente um acampamento.

  • Michelle, não é necessário perguntar para cada host. Você pode filtrar os apartamentos por características/comodidades. Basta selecionar os campos do lado esquerdo do site.

  • JONATAS

    Pesquisei um apartamento,privativo, em Londres para o meio do ano que vem e não achei os preços atraentes. Achei hotel bem mais em conta.

    • Henrique zanchi

      o negocio é fazer entender o site, e não ter medo de passar algum tempo na frente do computador. estou em Londres agora, e economizei mais de 1500 libras em relação a hotel. normalmente, se um quarto no airbnb tem o mesmo preço de um hotel que vc achou, provavelmente o quarto do airbnb é excelente, e do hotel é ruim

      • cynnara

        Oi Henrique, tô doidinha vendo os comentários… vou passar um mês em londres, vc poderia me indicar onde ficou? ficasse em q zona? desde já agradeço! cynnara

  • Thiago Castro

    Cyndi, eu acho que entendi errado seu primeiro comentário. Achei que vc estivesse falando que o bom era alugar um quarto (e não o apt inteiro), pq aí teria o dono(a) para interagir, coisa q eu não gosto. Mas na verdade vc estava falando bem no serviço, com o que eu concordo totalmente. Foi mal. 🙂

  • eduardo

    Qual apt. vc alugou em montreal? pode iformar o link?

  • Daniel Bazetto

    Parabéns para a materia

    Que tal fazer uma sobre o CouchSurfing?

  • Laura Griebler

    Cópia do trocacasa.com que já existe há muito tempo.

  • Leonardo Neves

    Rafael Rafael,

    Estou pensando em usar o serviço para uma viagem a NY em 2013. Como vou viajar com criança pequena, quero ter o máximo de segurança possível. Você poderia passar o link do AP que ficou em NY? Mesmo que o AP não sirva para nós, já vale pela indicação do dono, pois sei que muitos deles têm mais de um imóvel para alugar. Muito obrigado desde já! Abs!

  • Cristiana

    Já reservei um studio em NY, mas ainda não viajei. Fico feliz em ver uma matéria sobre o airbnb aqui no MD! Quando voltar de viagem, eixo minha opinião.

  • Flavio

    Você não chega a pagar se tua reserva for cancelada, mas eles pagam a diferença pra conseguir um outro apartamento de última hora, provavelmente mais caro?

  • Ana Paula Ribeiro

    Recentemente tive uma experiência mto ruim com o airbnb. Planejando minha viagem pra NY aluguei com antecedência um apê de 2 quartos próximo a Times Square e simplesmente 2 dias antes da viagem tive a reserva cancelada sem qualquer explicação do host ou substituição do imóvel! Só recebi uma msg dizendo q o host havia cancelado a reserva e q o dinheiro ia ser devolvido, como se isso resolvesse meus problemas. Não sei se simplesmente tive "azar" mas achei por bem deixar registrado aqui que o site não é tãããão maravilhoso como mta gente diz. Vc pode ter surpresas desagradáveis ao se deparar com o verdadeiro estado do imóvel ou pior, como no meu caso, ter que na última hora correr atrás de hospedagem.

  • Ben

    Costumo usar o homeaway que é muito bom também

  • Thiago Castro

    Bruna, não é assim não. Vc paga na hora da reserva. Mas no caso de cancelamento, vc poderia usar o crédito com o site pra alugar outro lugar.

  • Lu Xavier

    Acabei de voltar dos EUA, e fui a um congresso perto de Chicago em uma cidadezinha universitária. Aluguei um quarto através do AirBnB, pois ficaria mais barato que qualquer hotel por lá. A casa, linda, parecendo coisa de revista de decoração. Banheiro limpo, cama maravilhosa, o dono, um amor. Me deu várias caronas e foi super atencioso. Não havia previsão de refeição, mas ele ofereceu café-da-manhã e outras refeições. A taxa extra, que sempre tem que pagar, aumentou um pouco o valor, mas valeu a pena. Me arrependi por não ter ficado mais, não pelo congresso, mas mais pela casa em si. Recomendo!

  • Marcos

    Fui para Santiago agora no inverno, e aluguei um quarto pelo Airbnb, foi tudo uma maravilha, fui muito bem tratado e agora sempre que vou fazer uma viagem, penso logo em alugar um local, sai muito mais em conta!

  • UGO ESTEVES

    Eu tenho um flat em Copacabana e participo deste site há 1 ano.

    Tenho recebido hóspedes do mundo inteiro e posso garantir que as transações são super-seguras para ambas as partes.

    Em termos de economia não tem o que discutir. Um hotel na mesma rua do meu apartamento, com as mesmas qualidades cobra 65% a mais e aceite sòmente 2 pessoas por apartamento. O meu comporta confortàvelmente até 4 pessoas.

    Podem consultar que vale à pena…

  • Henrique zanchi

    nesse momento estou em Londres, em um quarto que encontrei pelo airbnb. Estou pagando cerca de 700 libras para passar um mês na zona 2 da cidade (excelente localização, próximo do centro via metro) contra as mais de 2 mil em um hotel mais longe (zona 3 ou 4). ta certo que não tem certas comodidades que um hotel tem, mas, esse sistema permite você usar melhor o seu dinheiro. semana passada fomos para amsterdam, e usamos tb o airbnb. daqui e londres mesmo escolhemos um quarto, e fechamos tudo. excelente. além do que, para o viajante que quer realmente vivenciar a cidade não tem jeito melhor.

    • cynnara

      Oi Henrique, me passa o local onde vc ficou, se possível, queria ir p um local da zona 2 com uma certa recomendação 🙂 fico no aguardo… vou em maio de 2014 🙂 valeu!

  • voute

    Fico curioso mais pelos seus comentários, pois o preço no post para Buenos Aires ($71) não é vantajoso, sendo melhor um hotel… Att.

  • Vitor J. Nunes

    Confesso que nunca havia lido sobre essa rede abaixo:

    A rede Super 8 chega ao Brasil

    Enfim, uma boa notícia para o viajante de negócios que ao buscar um hotel econômico é obrigado por vezes a pernoitar em instalações mambembes, sem falar em serviços desastrosos. A Wyndham Hotel Group, com uma rede de mais de 7 mil hotéis distribuídos em 15 marcas por 66 países, traz para o Brasil, em grande estilo, a sua rede econômica Super 8.

    Por ser a maior empresa hoteleira do mundo, a presença da Wyndham no País era tímida. Não passava de 14 unidades, com três Howard Johnson, dois Ramada e nove Tryp, além de Days Inn que devem operar em 2013. A chegada da rede Super 8, com investimentos de R$ 1,5 bilhão, muda completamente a conversa.

    Os planos são ambiciosos: a Wyndham, por meio de uma parceria com a incorporadora mineira EmCorp, junto com a Construir e CAC Engenharia, pretende construir, nos próximos dez anos, 200 unidades, cada uma com 100 apartamentos. Caberá à Condotel a operação hoteleira.

    "O Brasil é um mercado chave, não apenas pelos Jogos Olímpicos e Copa do Mundo, mas pela expansão da classe média, que busca hotéis confiáveis, com bons preços e serviço consistente", diz Bob Loewen, CFO e vice-presidente das operações internacionais da Wyndham Hotel Group.

    A rede Super 8, iniciada em 1974 nos Estados Unidos, é um sucesso com suas 2,2 mil unidades, presentes em seis continentes. Qual o segredo do seu crescimento exponencial? Primeiro, adotar um padrão único de construção, barateando assim custos e reduzindo os prazos. "Para otimizar tempo e recursos, as instalações seguem um molde, como se fosse um McDonald's hoteleiro", diz Dan Fonseca, presidente da EmCorp. Para acelerar o processo, a Wyndham licencia a marca sob o regime de franchising, mas é zelosa no acompanhamento dos processos e operações.

    Os Super 8 devem seguir a trilha vitoriosa aberta pela Accor com a rede Ibis, com um modelo que demonstrou ser possível oferecer um produto econômico, funcional, e bem administrado que, mesmo sem luxo, atende as necessidades básicas do viajante, principalmente o de negócios. Mas há um diferencial importante. A rede econômica da Wyndham Super será construída ao lado de estradas, próxima a centros econômicos ou áreas industriais, onde há maior disponibilidade de terrenos a custos bem menores. A otimização permite a conclusão da obra em apenas oito meses, a um custo de R$ 8 milhões por hotel. Essa conjugação favorável de fatores permite uma diária média de R$ 138, incluindo um quarto confortável com televisão a cabo em tela flat, ar-condicionado, wi-fi grátis, café da manhã e estacionamento. Estão previstas ainda uma loja de conveniência e pequenas salas de reunião.

    A marca Super 8 é um sucesso na China, onde nos últimos cinco anos 400 hotéis foram instalados, 60 deles no último mês. "O Brasil é a China da América Latina", afirma Daniel de Olmo, Vice-Presidente da Wyndham para a América Latina. Para a empresa, a corrida contra o tempo começou. O primeiro Super 8 está sendo construído na rodovia MG-10, no município de Lagoa Santa (MG).

    Diário do Comércio

  • Eduardo Souza

    fomos eu, minha esposa e minha filhinha de 2 anos para NY em 2010 e nos hospedamos pelo AIRBNB, e não poderíamos ter tido experiencia melhor.

    Pagamos uma diaria de apeans 92,00 e pudemos ter uma verdadeira experiancia nova-iorquina: fiz compras na mercearia local e até usamos varias vezes a lavanderia do bairro. A hostess foi super atenciosa, deixou o apartamento exatamente igual ao anuncio e ainda com bagels esperando por nós. Recomendo sim, totalmente!

  • Thais

    Ana, e qual foi o posicionamento do site? Você entrou em contato com eles?

  • O Airbnb é uma ótima mesmo. Usei-o no começo deste ano quando fiz uma reserva para Maio em Munique.

    É muito fácil e rápido fazer a reserva, e uma coisa que gostei muito foi ter contato direto com o host antes da viagem, o que facilita bastante para combinar detalhes específicos e horários de saída/chegada, dando muita flexibilidade.

    Sem contar que fiz a reserva a um preço um pouco mais em conta que os hotéis da cidade, com a vantagem de estar numa das melhores localizações da cidade, bem pertinho da Marienplatz.

    Ah, e outro plus (no meu caso) foi que o host esteve presente e foi muito legal interagir com os locais amigos dele que faziam visita, teve até um banquete na janta. Para quem gosta de se inserir um pouco no dia a dia do lugar é bem interessante. 🙂

    Abs.,

  • Patríca

    Estive em Paris no começo deste ano e aluguei um apartamento ao lado do Louvre por 600 dólares por 4 dias para 4 pessoas. A experiência foi fantástica, a localização excelente e o preço não preciso nem comentar…. um hotel naquela região é beemm mais caro. A host foi muito atenciosa. Com certeza utilizarei o mesmo seviço nas próximas viagens. Pra quem não se importa em não ter os mimos de um hotel é uma ótima opção.

    • Marcela Costa

      Boa tarde gostaria de saber qual apto vc alugou em Paris obrigada

  • Bruno

    Também utilizei o airbnb pra viagem pra NY. Fui com mais duas pessoas, e nossa economia foi incrível. Como nós não ligamos para "luxo", ficamos em dois lugares: um no queens e um no Brooklyn. Os dois cerca de 25 minutos da times square, muito próximos do metrô. Pagamos uma ninharia, menos de 30 dólares cada um por noite. Você não encontra isso em albergue com quarto compartilhado, e ainda dizem que os albergues de lá são em geral bem ruins.

    E o legal de lá é que tem pra todos os bolsos. Recomendo fortemente pra quem vai pra NY, seja com orçamento apertado, como o meu caso, seja com bastante dinheiro. Você pode alugar um flat de dois pavimentos privativo, com vista para a Brooklyn Bridge, pagando o mesmo preço de um hotel mais ou menos na times square…

    Para nós valeu MUITO a pena, a economia foi gritante, tivemos liberdade para cozinhar, e mais espaço que um simples quarto de hotel.

    Definitivamente vou usar o airbnb para as próximas viagens.

  • Caio

    Leonardo, é possível divulgar qual é este apartamento, especificamente? Irei a Buenos Aires passar 6 dias e esta acomodação me cairia muito bem.

  • Fernando

    Oi Turma, excelente matéria sobre Airbnb, sou anfitrião aqui em RECIFE, já recebi varias pessoas de vários países sem nenhum problema,

    o site proporciona a segurança pra inquilino e anfitrião, Recomendo boa viagem para todos.

  • Adria Sena

    Vou dar minha opinião como host!

    Já recebi várias pessoas do Brasil em meu apto, onde somente alugo o quarto para até 3 pessoas e nunca tive problemas, procuro filtrar bem quem vai ficar na minha casa e além de responder o máximo de perguntas, pergunto tudo que acho necessário para não termos problemas e também tenho o opção de não aceitar um hóspede caso não entre no perfil que desejo!

    Receber no Rio de Janeiro, em Botafogo, e bem localizado é fácil, mas prefiro ter a certeza de ter paz e dar paz para quem fica aqui!

    NUNCA TIVE NENHUM PROBLEMA!

    Abraços e sorte nas hospedagens!!!

    • abigail

      Ola Adria, gostei da sua opinião, tenho um apartamento em santos e gostaria de também ser um host, como faço para filtrar melhor o hóspede

  • Fred

    Eu e minha namorada alugamos um flat em NY para o começo de Novembro. O valor ficou em USD100/dia, uma fração do custo de um quarto de hotel na região (entre o central park e times square). A "host" foi super atenciosa e respondeu tudo que queriamos. Acho o serviço fácil e confiável. Recomendo a todos.

  • Andrea

    Voce poderia por favor passar o link do apartamento? Estarei em Paris em Novembro e estou procurando por hospedagem. Obrigada!!

  • Felipe

    Poderia colocar qual apartamento vc alugou Marcos?

    obrigado

  • Olá, Caio.
    Esse foi o apartamento em que estive: https://www.airbnb.com/rooms/649283
    Ele fica em Palermo, distante umas quatro quadras do metrô. 🙂

  • Gilberto Lima
  • Gi

    Funciona é só fazer a busca pelo destino desejado! Eu já me hospedei pelo AirBNB no Rio e agora tbm estou alugando minha casa pelo AirBNB em Genipabu, Natal-RN.
    https://www.airbnb.com.br/rooms/615854

  • Alberto Carvalho

    Eu ja usei o Airbnb em Orlando e em Paris. Excelente. Quem não arrisca não petisca. Em Orlando passei 11 dias por $30 o dia. Inacreditável. O apê tava meio sujo mas apenas isso. Por esse preço tbem… Ape inteiro com internet e garagem no centro de Orlando… Fala sério. Foi ótimo. Esse preço dividido por duas pessoas!!' Em Paris o ape era perfeito. Muito bom em todos aspectos por 80 euros o dia. Recomendo a todos. O mais importante é pegar lugares com vários reviews positivos.

  • Rebeca

    Além de ter amigos que trabalham para essa empresa, já utilizei os serviços da AirBnb em Paris e nao tenho do que reclamar. É realmente confiável.

  • JOYCE

    eu usei o homelidays.com que tb é do msm estilo, aluguei um apto em paris e super recomendo!

    • Leonardo Neves

      Oi, Joyce. Planejo uma viagem para NYC em 2013.Você poderia passar o link do AP que alugou? Ter uma indicação assim já facilita muito. Obrigado desde Já!

  • Morgana Wagner

    Oi Bruna,

    Meu marido e eu ficamos neste apto: https://www.airbnb.com.br/rooms/151935 e achamos ótimo. É pertinho do bairro Saint-Germain-des-Prés, tem a estação de metrô Rue do Bac na esquina e um mercado na outra esquina. Uma amiga foi em maio e ficou em um apto no 3º arr, perto

    do Centro Georges Pompidou e não gostou, ela não me recomendou. Não é

    bom ficar no Les Halles, perto da rue St.-Denis (dizem que tem prostitutas e drogados). Ela sugeriu ficar no 6º arr em St Germain ou no 2º arr, perto do Palais Royal (Tuileries).

    Espero que ajude.

  • Aline

    Este post veio em ótima hora. Meu marido e eu iremos a Orlando e NY em janeiro e sempre acessei o AirBnb e nunca tive coragem de fechar. Ja aluguei um apto em NY ano passado, mas pelo HomeAway.

    Fico um pouco mais tranquila em saber que o site é confiavel.

    Obrigada 🙂

  • Laura

    Acabei de voltar da Espanha e usei o Airbnb. Em Barcelona fiquei em uma casa de família e em Madrid, na casa de uma mulher que mora sozinha. Foi muito bom, confiável e as pessoas muito educadas e solícitas. Recomendo demais, pois, além do preço ótimo, não é frio como um hotel (principalmente para quem vai viajar sozinha, como foi meu caso).

  • Leonardo Neves

    Oi, Eduardo.

    Planejo uma viagem no ano que vem e também levarei minha filha de 3 anos. Você poderia nos passar o link do AP que vocês ficaram? Uma indicação dessas é sempre bom ter. Muito obrigado desde já pela atenção! Abs!

  • Leonardo Neves

    Oi, Fred. Planejo uma viagem em 2013.Você poderia passar o link do AP que irão alugar? Ter uma indicação assim já facilita muito. Obrigado desde Já!

  • Leonardo Neves

    Oi, Aline. Planejo uma viagem para NYC em 2013.Você poderia passar o link do AP que alugou? Ter uma indicação assim já facilita muito. Obrigado desde Já!

  • Daniel Roscoe

    Oi Ugo Esteves.

    Estou indo para o Rio de Janeiro no fim de novembro ou começo de dezembro e andei dando uma olhada no site airbnb.

    Se possível, teria como você me passar o link do seu apartamento.

    Se preferir mandar por email, meu email é danroscoe@gmail.com

    Quem sabe eu não reservo o que você tem disponível.

    Obrigado.

    Abraços

  • Daniel Roscoe

    Oi Marcos. Teria como você me passar o link desse apartamento que você ficou no Rio de Janeiro?

    Gostou?

    Abraços

  • Daniel Roscoe

    Oi Adria Sena.

    Estou indo para o Rio de Janeiro no fim de novembro ou começo de dezembro e andei dando uma olhada no site airbnb.

    Se possível, teria como você me passar o link do seu anúncio. No caso iria com minha namorada e a mãe dela.

    Se preferir mandar por email, meu email é danroscoe@gmail.com

    Quem sabe eu não reservo o que você tem disponível.

    Obrigado.

    Abraços

  • Bruna Rizzo

    Ah,obg Thiago, ainda assim não há um risco tão elevado.

  • Bruna Rizzo

    Ajudou muito, obrigado pelas dicas!

  • Bruna Rizzo

    Obg Gilberto, por sua atenção.

  • Alain

    Oi Camille, felizmente ainda não precisei usar (http://blog.airbnb.com/better-than-a-bellboy-airbnb-concierge-at-you) mas eles oferecem toda gama de serviço que uma recepção de hotel oferece, acho que é mais útil em emergências …

  • É, essa foi a mesma impressão que tive, Alain. 🙂

  • Ricardo Medeiros

    Vi a notícia aqui, dado que já tinha agendado minhas férias para Natal, achei que seria uma boa opção de ficar tranquilo sem ter que passar alguns dias na casa de meus amigos Natalenses, o que era minha primeira opção.

    Escolhi um flat bacana, fechei a reserva. Problema:

    Na hora de pagar, você acaba tendo custos não previstos. Acho justissimo pagar a Taxa do AirBnb, mas, por ser um site gringo, ele só aceita pagamento em Euro ou Dollares, apesar de todos os preços serem mostrados em R$, e a proprietaria receber em R$. Dessa forma, você paga na conversão uma "taxa inimiga" + IOF por transação internacional. Assim, o que seriam R$ 51 em taxa (10%) da estadia, tornariam R$ 120, > 20% do total da estadia. Por conta disso, não fechei negócio!

    Fiquei chateado, dado que a opção era boa, e fiquei surpreso com os "custos escondidos". Mas ainda vale para os destinos internacionais!

  • Fernanda

    Oi, Fred! Poderia postar o link? Obrigada

  • Cristiano

    Alguém já usou algum site concorrente do airbnb como o housetrip?

  • Di

    Oi Elane.. pode me passar algums informações deste quarto q vc está ou esteve em NY?? tipo valor, localização?? e se possível o link.. pois to indo c/ minha filha em novembro e queria muito fazer uma experiencia assim.. aguardo e obrigada!

  • Di

    Oi Maicon.. poderia me passar o link deste local q vc ficou em NY?? obrigada

  • Di

    Oi Camila… pode me passar o local q ficou em NY?? Não quero luxo.. obrigada

  • Juliana

    Olá, estou indo estudar em NY e estou alugando um ap pelo airbnb…gostaria de saber o que é esse "Supershuttle" para economizarbpara o aeroporto…vi que vc entende…pode me passar algumas dicas? Já fui pra NY 3 vezes e agoranpara estudar, mas não conheço esses detalhes…o que puder me dar de dicas agradeço.

  • Patricia

    Olá Andrea,o anúncio da Alice (host) é Studio Paris Center Across Louvre. O apartamento é bem pequeno, como a maioria em Paris, mas tem tudo q a gente precisa por perto, metrô, ônibus turístico, uma agência de turismo bem em frente, mercado, farmácia, enfim a localização é excelente. Acho q valeu muito a pena.

  • Amanda Caribé

    Morgana,

    Você pode indicar o local que você ficou em Roma?

  • Weber

    Estava alugando um Ap em Paris pelo airbnb, fiz o contato e na hora do pagamento deu 856 Euros, na hora de debitar no Cartão de crédito, o valor que tentaram passar foi de 1.120,00 Euros, o cartão foi bloqueado tentei entrar em contato com o site mais o escritório do Brasil não atende e é feito automaticamente a transferencia para o EEUU, mandei para o site reclamação e eles responderam que eu nao tinha saldo no cartão, o que não é verdade. agora estou sem confiança nesse site. a host nao respode, e na pagina do apartamento não constava nenhuma calçao ou seguro etc, eram as diarias, a taxa de limpeza e a taxa do site que somado dava 856,00. acho que vou tentar um hotel.

  • Weber

    que custos são esses ??? numa estadia de 850 euros quanto acresce ???

  • Fran Perez

    Oi Jaqueline, poderia me dar mais informaçoes, estou com planos de ir , e meu filho tem 2 anos, pode me passar as dicas de onde ficou, o hostel a localização

    Aguardo Obrigada

  • SORAIA BERGMAN

    Estou decepcionada com o AIRBNB, aluguei um apartamento para o carnaval para 5 pessoas. O hospede fez a reserva com cartão de credito, quando chegou a fatura do cartão, o hospede cancelou o pagamento achando que havia erro na fatura (o hospede não leu as regras e achou que somente iria pagar depois de terminada a estadia). Resumo a AIRBNB cancelou a reserva 45 dias depois e não me deu nehuma satisfação convin

    cente. No caso de cancelamento eu deveria ter recibo 50% do valor, como esta nas regras. A AIRBNB se fingiu de boba e disse que a reserva não era verídica. Agora tenho pouco tempo para alugar o apartamento no Arpoador.

  • Aline Prado

    Oi, Laura!

    Vou para Madri em abril com meu namorado. Estávamos pesquisando hostels, mas pensamos no Airbnb. O meu receio é que a entrada na Espanha, famosa por dificultar a entrada de brasileiros, fique ainda mais difícil com estadia em um apartamento e não em um hotel, enfim, um modelo tradicional de hospedagem. Também não sei se usar o Airbnb exigiria a carta que a Espanha exige quando um brasileiro não fica em um hotel.

    Quando você foi à Barcelona você teve de tomar algum tipo de cuidado específico?

    Muito obrigada desde já!

  • Morgana Da Luz Wagne

    Oi Amanda, só vi teu comentário agora, porque por acaso, acessei este link de novo, Se ainda ajudar, fiquei neste apto em Roma: https://www.airbnb.com.br/rooms/171178.

  • Baracho Borges

    Olá Lu, tudo bem

    Por acaso você foi para Battle Creek ? qual cidadezinha ficou. estou planejando uma viajem para chicago e vou até Battle Creek, universidade Andrews etc … pode me passar o link deste lugar que você ficou ?

  • Maralu Araújo

    Alberto carvalho,

    você poderia me indicar esse quarto de Paris? Fico meio insegura de reservar, mas com indicação é mais tranquilo. Aguando. Abs

  • Amanda

    Olá boa tarde.

    Gostaria de saber se alguem já foi ou conhece alguem que foi para malta pelo airbnb?

  • Jacques

    Bom a todos,

    Para vocês amantes do conceito do Airbnb, achei legal dar-lhes a conhecer um site que acaba de sair no Brasil : http://www.parkingaki.com

    é um conceito muito chegado ao do Airbnb e Windu, pode se dizer que é um "airbnb para estacionamento".
    As pessoas que dispões de vagas de estacionamento sem usa-las podem reserva-las ao dia, semana ou mês, gerando assim um receita para eles. O site está em fase de lançamento mas acredito que em breve atingirá patamares nacionais sempre que novos usuários se cadastrem.
    Espero que gostem da ideia, eu acho que tem futuro.
    abs

  • Paulo Melo

    Pessoal quem ainda não viajou, usa meu código de desconto, ele te dá R$ 56,00 DE DESCONTO NA PRIMEIRA VIAGEM! SDegue o código> http://www.airbnb.com.br/c/pmelo5

  • Ana Karina

    Bom dia, tudo bem?
    Já tenho passagens compradas para passar o Natal e o ano novo em NY e estou em busca agora de onde ficar. Há tempos venho olhando o site AIRBNB para ver se encontro um cantiho bacana para ficar, mas tenho algumas dúvidas… Se puder me ajudar, agradeço.

    – Em algumas descrições, alguns anfitriões parecem dizer que estarão na casa junto aos seus hóspedes, contudo, não incomodarão… Eu estou buscando uma locação onde o anfitrião não esteja na casa. Na minha busca no site, eu selecionei para utilizar a casa toda, mas mesmo assim, em alguns casos, me parece que o anfitrião estará lá… Como eu sei se o anfitrião estará na casa o tempo todo com a gente ou não? Como faço para realizar a busca no site em que não tenha um anfitrião morando na casa enquanto estivermos alugando?

    Obrigada e abraços!

    • Ana Karina, muitas vezes o anfitrião mora no mesmo prédio, mas em outro apartamento.

  • Sueli Moraes

    Tenho uma dúvida sobre o pagamento de reservas no Airbnb: ele será cobrado na moeda do local para onde vou ou em reais? As buscas que tenho feito mostram o valor da diária em reais, nunca em outra moeda, mas nunca li nenhuma informação sobre a moeda de pagamento.

    • O pagamento é em dólar

    • Quando vc clica para fazer a reserva e efetuar o pagamento, aparece do lado esquerdo da tela um resumo da compra e, em letras pequenas, o valor em dólar da transação. O valor a ser debitado do cartão de crédito será em dólar + IOF de 6,38%.

    • Helena

      Pelo que me informei (li inclusive o próprio airbnb respondendo a outras pessoas com a mesma dúvida), a cobrança para usuários brasileiros é eu EURO, pq estamos contratando a empresa com sede na Irlanda. E ainda tem a incidência do IOF…=( no meu caso eu ainda acho que vai valer a pena, mas que dá um medinho de quando chegar a fatura, isso dá..

  • bruno

    olá, seria possível permanecer por um tempo mais longo como uns 3, 6 meses por acaso? Estou precisando passar um bom tempo em sp…

  • ana goldberger

    Estou pensando em alugar um quarto no meu apartamento em Higienópolis (São Paulo), onde cabem – apertadas – até 3 pessoas. A localização é excelente, perto da Consolação, perto da Angélica, e perto da futura estação Mackenzie do metrô. Em que faixa eu poderia cobrar por pessoa/dia? Ainda tem a vantagem de que, se for um artista plástico, poderá usar meu espaço de ateliê.

  • Theobaldo

    Amigos meus estrageiros e também brasileiros se hospedaram em um quarto de aluguel por temporada ! No centro do Rio de Janeiro (capital ) e foram muito bem tratados durante a sua permanência neste simpático apartamento , se trata de um imóvel enorme c/ + ou – 140 Metros quadrados 02 banheiros / sala/ cozinha c/ geladeira / fogão/ armário etc! No quarto havia travesseiros e fronhas novos sem uso + um armário semi/novo em ótimo estado c/ cabides novos p/ pendurar roupas e este quarto tem janela de frente para um varandão coberto muito espaçoso onde tem um pequeno e lindo e muito bem cuidado jardim c/ flores e outras plantas ! Os banheiros limpos são outro destaque deste local , você cozinhar / lavar sua roupa sem problemas ou mandar lavar , no bairro há uma infraestrutura completa ! E para fazer sua reserva basta enviar e mail para villasverdes@gmail.com ! E se você precisar de ajuda na chegada tanto faz rodoviária ou aeroporto alguém vai até o local de sua chegada recebê-lo , existe também serviço de guia disponìvel ! Obs: o pagamento é feito na chegada e o preço por semana p/ 02 pessoas do sexo masculino é de R$ 700,00 !
    Theobaldo

  • Eduardo Rosa

    Duvida… Em todas as residencias o Host está presente?

  • Samuel

    Preciso de uma ajuda.
    Estou pensando em alugar um apto atraves do airbnb.
    O debito no meu cartão de credito é realizado no momento da reserva ou o débito é realizado assim que realizo o check in ?
    Estou planejado um viagem e hospedagem para daqui a 3 meses.
    Obrigado

  • Carol Valle

    Nunca mais aluno nada nesse site minha experiência foi pessima.

  • Aline

    Quais sites são pra alugar casa pra morar sem ser os pra passar temporada?

  • Tatiana Fonseca

    Olá! Estou querendo alugar um quarto em dezembro para casal em Amsterdã. Alguém tem uma indicação?

  • Pedro Crestani

    Tenho usado o AirBNB desde 2013 e dou nota DEZ.

  • Eleanor

    Já usei varias vezes airbnb! EUA , França, Holanda, Bruxelas, Portugal… Não troco por nada! Principalmente pq a alimentação na rua é cara. Privacidade e comodidade com preço abaixo que hotel e em boas localizações Nunca tive nenhum problema.

  • Antonio da Silva

    Boa noite Maria
    Gostaria de alugar um apartamento em nova york em Janeiro, como eu faço???

  • THIGO SHIN

    tenho uma duvida
    se eu alugar um quarto ou uma casa inteira no airbnb eu fico na casa sozinho ou eu fico junto com o dono ?

  • Vania

    Ola boa noite. Quero alugar uma casa no Airbnb para minhas ferias em Agosto, mas tenho uma duvida. O dinheiro sai da minha conta bancaria no momento da reserva ou so sai dois meses antes da data do checkin na casa?
    Espero que me passam ajudar.
    Atenciosamente
    VANIA

  • Renata Oliveira

    Olá, gostaria de saber qual o risco de alugar apto por menos de 10 dias em NY (lí que é ilegal) e na sua experiência se pelo tripadvisor ou airbnb com boas referências é suficiente para não entrar em uma furada.

  • Etania Bueno

    Gostaria de saber de um apartamento no Rio deJaneiro

  • Sarah Ferreira

    queria um lugar no rio para esse final de semana alguem indica alguma coisa somos e 4

  • Joe Lopes

    Também vou em junho/17, precisamente em 04 a 09 de junho. Gostaria da indicação do apt que Bruno ficou. Abs

  • Erima Mautone

    Eu tentei fazer uma reserva do AIRBNB e o sistema deu problema e não fez a reserva e fui avisada por SMS que haveria a cobrança , isto foi há um mes atrás ,depois de várias tentativas de cancelar o pagamento, fui cobrada hoje e novamente tentei entrar em contato com a empresa e a funcionaria novamente falou que ia pedir para o departamento de compras ver o meu problema . Como a empresa é nos EUA não tem representante no Brasil eu estou sem a quem recorrer. Quem quiser passar pelo que eu estou passando assuma o risco

  • Lua Lindey

    como faço para procurar o ap que procuro em Lisboa?

  • Rebeca Saldanha

    Sou de Belem. aluguei um imovel em sao paulo, vou experimentar em setembro. Vamos ver se vale a pena.