Como é voar com a Air France

Denis Carvalho 14 · novembro · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Air France é a principal companhia aérea francesa e uma das maiores empresas aéreas do mundo. Fundada em 1933, ela tem frota de 390 aeronaves e voa para 189 destinos em 91 países. No Brasil, a companhia tem dois voos diários de São Paulo e Rio de janeiro a Paris e foi este último a escolha do nosso leitor Victor Silva para seu intercâmbio em Londres, no meio do ano. Confira a avaliação que ele faz da companhia para o Melhores Destinos e veja os pontos fortes e fracos da Air France:

Bom, esta foi a minha primeira experiência com a Air France. Optei por voar por ela, por ser a opção mais em conta que havia no momento. Decidi ir a Londres para estudar inglês no período do recesso junino e como essa decisão estava um pouco em cima da hora para acertar tudo, passagem, o curso… Enfim, as passagens estavam com valores altíssimos! Dentre todas, a Air France era a que tinha o preço bem mais em conta, com uma diferença de até R$ 2 mil.

Voo de ida

AFR443 (Rio de Janeiro-Paris) – Aeronave B747-400, AFR1980 (Paris-Londres) – Aeronave A321

Compra
A compra foi realizada pela CI (Central de Intercâmbio) a empresa pela qual viajei, mas foi tudo feito sem problemas.

Check-in
Como minha partida era de Salvador, fui até o Rio de Janeiro pela GOL. Ainda em Salvador o check-in foi tranquilo, não havia filas. Porém, tivemos um problema com a minha reserva. O localizador da GOL deve ser diferente do localizador da Air France, devido a isso, eles não conseguiam encontrar meu nome na listagem de passageiros. Encontraram até voos que fiz no ano passado pela empresa, mas não encontravam as reservas para o atual.

Os funcionários da GOL foram bastante atenciosos comigo, entraram em contato com a Air France para resolver o problema em questão e finalmente resolveram. O voo de volta tinha o localizador separado, então eles registraram o voo de ida com o localizador igual ao da volta.

Já no Rio, esperei duas horas até o horário para fazer o check-in na Air France. A fila de passageiros estava enorme no balcão da companhia. Nos totens não havia fila alguma e como a mala despachada em Salvador seguiria direto para Londres, sem precisar retirá-la, fiz o check-in em um deles. Foi bastante tranquilo, havia uma funcionária da Air France muito simpática que estava auxiliando no check-in. Após a confirmação, fui colocar etiqueta na bagagem de mão e receber o selo de embarque internacional.
Nota: 10

Embarque
Embora o voo estivesse lotado, o embarque foi pontual, rápido e ágil. As filas eram mínimas para entrar na aeronave. Comissárias educadas e simpáticas auxiliando no embarque. Nos nossos assentos, havia um cobertor, travesseiro, fone de ouvido e um lenço umedecido. Ponto negativo: Estava calor na aeronave, e ouvi alguns comentários de passageiros a respeito, ainda no embarque.
Nota: 9

Avião / Serviço
Como dito acima, o avião foi um Boeing 747-400, prefixo F-GITD. Apesar de seus 20 anos de “carreira”, ele estava impecável! A aeronave estava bem conservada e limpa! Os assentos na classe econômica eram configurados por 3-4-3. O espaço para as pernas não era tão bom – como em qualquer classe econômica o espaço é pouco e as poltronas reclinam muito pouco.

Os comissários eram simpáticos, sorridentes e dispostos a ajudar desde o início. Todos os atendentes da classe econômica eram franceses, exceto a chefe de cabine, que era brasileira. Todos os avisos em português eram passados por ela, após as falas em francês e inglês. Ponto fraco: O áudio da aeronave estava muito baixo, às vezes não era possível ouvir o que dizia o comissário. O comandante de vez em quando passava informações sobre a viagem e a chegada (Paris) em inglês.
Nota: 9.5

Refeições
Logo após a decolagem foi servido um lanche que era um biscoito salgado francês e a bebida à escolha. Cerca de duas ou três horas depois foi servido o jantar. Havia duas opções, das quais não me recordo, mas lembro que o prato que escolhi não estava mais disponível. Me deram a segunda opção, da qual não gostei muito.

O prato acompanhava uma sobremesa, chocolate e queijo. Durante o voo, os comissários passavam às vezes oferecendo chá ou café. Na parte traseira da aeronave havia uma bandeja com sucos e refrigerante à sua disposição.

As opções de bebidas nas refeições eram sucos, refrigerantes, vinho tinto e branco e água. Após recolherem o jantar, as luzes da cabine eram reduzidas para quem quisesse ou conseguisse dormir.

 Após passarmos pela Espanha, foi servido o café da manhã. Diferente do jantar, este foi bom! Havia queijo, presunto, peito de peru defumado, frutas, iogurte, suco de laranja, pão, manteiga e leite. Depois serviram café e chá.
Nota: 9

Entretenimento

Em um voo de onze horas é preciso achar o que fazer para passar o tempo. O avião oferecia um sistema de entretenimento muito bom, com grande variedade de músicas, videoclipes, filmes, séries, documentários, jogos e informações sobre o voo. A programação era “on demand”, ou seja, você podia escolher o que queria ver. Havia apenas uma revista, eu optei por músicas no início do voo e filmes após o jantar.  Achei excelente a programação do entretenimento a bordo!
Nota: 10

Chegada
Chegamos! Sem atrasos e antes do horário previsto no aeroporto Charles de Gaulle (Paris). O desembarque não foi muito demorado, apenas para sair da aeronave. Antes de sair, pedi uma informação à chefe de cabine brasileira, que me respondeu com toda gentileza e bom humor.

O aeroporto de Paris é realmente IMENSO! Minha conexão era de duas horas, e como havíamos chegado antes do previsto, tinha tempo de sobra. Perdi-me por distração, pois havia placas em todos os lugares com informações. Voltei e pedi informação. Tive que ir de um terminal a outro. Neste processo tive que andar bastante e ainda pegar um trem.

Chegando ao outro terminal, encontrei com uma brasileira que estava sentada à minha frente no voo Rio-Paris. Ela estava em conexão para Dublin, então fomos passar pelo raio-x, a fila era grande. A conexão não sofreu atrasos. A aeronave era um A321 e o seu interior tinha um design antigo.

O lanche foi um biscoito salgado francês também e a bebida a escolha. Estava bom para um voo de 40 minutos aproximadamente. Chegamos a Londres sem atrasos e o desembarque foi tranquilo, porém a bagagem demorou tanto a sair, que cheguei a achar que havia sido extraviada. Mas depois de mais ou menos 30 minutos ela chegou.
Nota: 9

Volta
A volta não foi muito diferente da ida. Não houve atrasos, e o serviço foi parecido. A diferença foi que Londres-Paris foi feito em um A319, cujo design do interior era idêntico ao do A321. E, diferente da ida, quando cheguei à esteira de bagagens a minha mala já estava lá!

Conclusão
Voar na Air France foi uma experiência muito boa e única que não deixou a desejar em nenhum aspecto, pelo meu ponto de vista. Ponto forte: Bom humor, simpatia dos comissários, que estão sempre dispostos a lhe ajudar!

Agradecemos ao Victor pelo ótimo relato, que certamente será bastante útil aos demais leitores. Para ler a primeira avaliação da Air France aqui no Melhores Destinos clique aqui.  Já viajou com a Air France? Deixe sua impressão nos comentários abaixo e ajude outros leitores! Se fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato com a gente pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br Você também pode conferir todas as avaliações publicadas pelo MD neste post.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe