Air France e KLM anunciam mudanças no seu programa de fidelidade

João Goldmeier 6 · novembro · 2017

O Flying Blue, programa de fidelidade das cias aéreas Air France, KLM, HOP! e Joon, anunciou hoje uma série de mudanças que vão entrar em vigor a partir do ano que vem. A principal delas é que o programa deixará de distribuir milhas baseado na distância voada e usará o valor pago pela passagem como parâmetro para calcular o número de milhas recompensado (“revenue based”).

Acúmulo de pontos

As milhas serão relacionadas ao dinheiro gasto não só na passagem, como também nos gastos extras como menu à la carte a bordo de um voo da Air France, franquia de bagagem adicional ou reservar um assento conforto – só ficam de fora as taxas aeroportuárias.

No novo programa as milhas serão acumuladas nas seguintes medidas a partir de 1o de abril de 2018:

  • Clientes Ivory – 4 milhas por Euro gasto;
  • Clientes Silver – 6 milhas por Euro gasto;
  • Clientes Gold – 7 milhas por Euro gasto;
  • Clientes Platinum – 8 milhas por Euro gasto.

Nos voos de parceiros aéreos as milhas continuaram sendo atribuídas pela distância percorrida. Por exemplo: ao voar com a GOL entre São Paulo e Buenos Aires serão creditas milhas relativas à distância percorrida e não ao valor gasto com a passagem.

Emissão de bilhetes

O comunicado informa ainda que a reserva de bilhetes não terá mais limitações de disponibilidade nos voos, sendo que até o último assento está disponível. Isto leva a crer que o valor dos assentos irá flutuar de acordo com a demanda, o que significa o fim da tabela fixa que o Flying Blue adota hoje em dia.

Além disso será possível utilizar parte milhas parte em dinheiro (até 25%) para emitir uma passagem – mudança essa que só está prevista para junho de 2018.

Obtenção de status no programa

Outra mudança importante está na qualificação do status no programa. O Flying Blue está apresentando o Experience Points, chamado XP. Estes pontos determinam um nível de associação. O status não dependerá mais de voos de milhas de nível e voos de qualificação. O XP permitirá aos membros progredir e desfrutar de benefícios adicionais:

  • Silver = 100 XP
  • Gold = 180 XP
  • Platinum = 300 XP

O XP será calculado de acordo com o tipo de voo (doméstico, média ou longa-distância) e a cabine de viagem escolhida pelo cliente. As milhas de nível e/ou os voos de qualificação remanescentes em 31 de março de 2018 serão convertidos em XP.

O período de qualificação para cada membro Flying Blue será efetivo durante um período de 12 meses, para que obtenha os XP necessários para alcançar um novo ou manter um nível. No caso de uma atualização de nível, o nível é ativado e o período de qualificação simplesmente começará novamente.

Para os membros Silver, Gold e Platinum, todos os XP ganhos além do limite serão transferidos para o próximo período de 12 meses.

Período de transição

A partir de 1° de abril de 2018, as contas Flying Blue serão atualizadas automaticamente mas isso não irá afetar os privilégios hoje existentes para os membros Ivory, Silver, Gold e Platinum, como acesso à sala vip, embarque prioritário, etc (de acordo com a categoria).

Também continuará sendo possível gastar as milhas em bilhetes prêmio, upgrades, franquias de bagagem adicionais ou menus à la carte – solução para quem tem milhas perdidas no Flying Blue e não sabe como gastar.

Mais detalhes sobre o novo programa em explorefurther.flyingblue.com.

Autor

João Goldmeier - Editor
  • Gilberto

    Neste press release só não ficou totalmente claro, se manterão a regra da renovação das milhas obtidas em voos como sempre adotaram e Eh um diferencial deste programa. Espero que sim!

    • João

      Oi Gilberto, não entendi essa regra, você pode explicar?

      • Gilberto

        Quem for da categoria Ivory, de entrada, e voar pelo menos a cada 18 meses, renova a validade dos pontos obtidos anteriormente no Flying Blue, assim como a United faz no Mileage Plus.

        Para clientes Silver o periodo Eh a cada 2 anos. Voando neste periodo renova se as milhas obtidas anteriormente.