Aeroporto de Brasília amplia capacidade de voos e passa Guarulhos em autorização para pousos e decolagens

Denis Carvalho 18 · novembro · 2014

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A partir desse mês o aeroporto de Brasília vai ter sua capacidade de pousos e decolagens aumentada de 42 para até 52 voos por hora. Na prática, isso significa o crescimento do número de voos e destinos, consolidando Brasília como um dos principais centros de conexão doméstica do Brasil.

A ampliação do limite de voos ocorre em função da melhoria da infraestrutura, com a construção dos 2 novos terminais e reforma do terminal antigo (são 29 novas pontes de embarque, 95 novos balcões de check in, 15 novas esteiras de bagagem etc.), da disponibilidade de duas pistas paralelas bem equidistantes, sendo cada uma de um lado do terminal, com 3,2 km cada, que operam simultaneamente (em Guarulhos as pistas são próximas uma da outra), bem como da ampliação do pátio para estacionamento e movimentação das aeronaves.

Aeroporto de Brasília

Outro fator que ampliou a demanda por voos em Brasília foi a redução da alíquota do ICMS para o querosene de aviação de 25% para 12%, responsável por cerca de 40% das despesas das companhias aéreas. A redução ocorreu em abril de 2013 e desde então Brasília ganhou 206 novos voos, atingindo o antigo limite de pousos e decolagens nos horários de maior demanda.

O Aeroporto JK é o segundo de maior movimento no país, atrás apenas de Guarulhos. Já é o principal conector aéreo entre norte-nordeste e sudeste. Em 2014, Brasília deve movimentar mais de 16 milhões de passageiros, enquanto Guarulhos deve fechar o ano com mais de 38 milhões de passageiros.

Ambos aeroportos foram objeto da 1ª rodada de concessão pública para a iniciativa privada, com resultados animadores para os usuários. Viracopos, também objeto da 1ª rodada, atrasou, mas deve liberar totalmente a utilização do novo terminal ainda em 2014. Galeão e Confins também já foram concedidos na 2ª rodada e devem entrar em obra nos próximos meses, com uma ampla reforma e ampliação de suas instalações.

Quem teve oportunidade de conhecer os novos terminais do aeroporto de Brasília percebe uma grande diferença na qualidade da infraestrutura, seja pela beleza e qualidade da obra, bem como pela comodidade, como um grande número de restaurantes, lojas, bom funcionamento do ar condicionado, banheiros, disponibilidade de tomadas, bebedouros e sala VIP.

O Governo Federal deve anunciar em 2015 um terceiro lote de concessões de aeroportos, incluindo provavelmente Porto Alegre, Recife e Cuiabá para serem administrados pela iniciativa privada. São aeroportos que demandam grandes investimentos e tem maior potencial de crescimento, segundo os especialistas do setor. No entanto, a modelagem de concessão desses aeroportos ainda precisa ser desenhada, bem como passar por audiências públicas e por todo o trâmite jurídico.

Matéria elaborada com base em informações do G1, Jornal Correio Brasiliense, Portal GRU Airporto, Portal InfraAmérica e Portal ABEAR.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe