Aeroporto de Brasília amplia capacidade de voos e passa Guarulhos em autorização para pousos e decolagens

Denis Carvalho 18 · novembro · 2014

A partir desse mês o aeroporto de Brasília vai ter sua capacidade de pousos e decolagens aumentada de 42 para até 52 voos por hora. Na prática, isso significa o crescimento do número de voos e destinos, consolidando Brasília como um dos principais centros de conexão doméstica do Brasil.

A ampliação do limite de voos ocorre em função da melhoria da infraestrutura, com a construção dos 2 novos terminais e reforma do terminal antigo (são 29 novas pontes de embarque, 95 novos balcões de check in, 15 novas esteiras de bagagem etc.), da disponibilidade de duas pistas paralelas bem equidistantes, sendo cada uma de um lado do terminal, com 3,2 km cada, que operam simultaneamente (em Guarulhos as pistas são próximas uma da outra), bem como da ampliação do pátio para estacionamento e movimentação das aeronaves.

Aeroporto de Brasília

Outro fator que ampliou a demanda por voos em Brasília foi a redução da alíquota do ICMS para o querosene de aviação de 25% para 12%, responsável por cerca de 40% das despesas das companhias aéreas. A redução ocorreu em abril de 2013 e desde então Brasília ganhou 206 novos voos, atingindo o antigo limite de pousos e decolagens nos horários de maior demanda.

O Aeroporto JK é o segundo de maior movimento no país, atrás apenas de Guarulhos. Já é o principal conector aéreo entre norte-nordeste e sudeste. Em 2014, Brasília deve movimentar mais de 16 milhões de passageiros, enquanto Guarulhos deve fechar o ano com mais de 38 milhões de passageiros.

Ambos aeroportos foram objeto da 1ª rodada de concessão pública para a iniciativa privada, com resultados animadores para os usuários. Viracopos, também objeto da 1ª rodada, atrasou, mas deve liberar totalmente a utilização do novo terminal ainda em 2014. Galeão e Confins também já foram concedidos na 2ª rodada e devem entrar em obra nos próximos meses, com uma ampla reforma e ampliação de suas instalações.

Quem teve oportunidade de conhecer os novos terminais do aeroporto de Brasília percebe uma grande diferença na qualidade da infraestrutura, seja pela beleza e qualidade da obra, bem como pela comodidade, como um grande número de restaurantes, lojas, bom funcionamento do ar condicionado, banheiros, disponibilidade de tomadas, bebedouros e sala VIP.

O Governo Federal deve anunciar em 2015 um terceiro lote de concessões de aeroportos, incluindo provavelmente Porto Alegre, Recife e Cuiabá para serem administrados pela iniciativa privada. São aeroportos que demandam grandes investimentos e tem maior potencial de crescimento, segundo os especialistas do setor. No entanto, a modelagem de concessão desses aeroportos ainda precisa ser desenhada, bem como passar por audiências públicas e por todo o trâmite jurídico.

Matéria elaborada com base em informações do G1, Jornal Correio Brasiliense, Portal GRU Airporto, Portal InfraAmérica e Portal ABEAR.

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Rodrigo Cavalcanti

    É um excelente aeroporto, mas não existe conexão com o Terminal 2. Ou você espera a van da Azul, ou enfrenta a cara feia dos taxistas para fazer uma corrida de menos de 1km. Ah, existe a opção de ir andando pelo acostamento da pista também…

    • Mauricio Lima

      É verdade. Fiquei impressionado com isso.

    • José

      Com 29 novas pontes de embarque, 95 novos balcões de check in, 15 novas esteiras de bagagem etc, não dá para integrar a Azul e fechar o Terminal 2?

    • Alexandre Candido

      Acredito que haverá no futuro um reforma definitiva no Terminal 2, que é uma piada. Não faz sentido manterem aquele terminal desse jeito. Talvez, por isso, não tenham feito nada ainda.

  • Marcelo Berto

    Que venham os voos internacionais, para aumentar a concorrência e baixar os preço.
    Pois quase todos que saem daqui de Brasília é mais caro que outros lugares.

  • Ricardo Iki de Rezende

    Estão informando errado: as duas pista de brasília são SIM paralelas como em guarulhos. Porém mais afastadas como informado.

    • Rodrigo Figueiredo Bertelli

      Como o Ricardo disse, as pistas de Brasília são paralelas sim, 11/29 L e R, com afastamento entre elas de, mais ou menos, 1700 metros, enquanto que em Guarulhos, pistas também paralelas, 09/27 L e R, com afastamento de apenas 350 metros.

    • Já ajustamos, mas demora um pouco para atualizar no servidor. Obrigado!
      Novo texto: a disponibilidade de 2 pistas paralelas bem equidistantes, sendo cada uma de um lado do terminal, com 3,2 km cada (em Guarulhos as pistas são paralelas e muito próximas uma da outra).

      A proposta era explicar que as pistas de Brasília não eram totalmente alinhadas e próximas uma da outra como acontece em Guarulhos.

      • guilherme

        Ambas pistas de Guarulhos e Jk são EQUIDISTANTES. É impossível duas coisas serem bem equidistantes, porque equidistante significa que elas tem a mesma distância uma da outra (um pouco óbvio, certo). Acho que você quis dizer que são mais DISTANTES uma da outra que em Guarulhos.

  • MTorres

    Ótimo! Brasilia tem enorme potencial pois está centralizado. Claro que o volume maior será como HUB, e não como destino propriamente dito.

  • Gustavo Pereira

    Por favor, Florianópolis também, mesmo aeroporto a mais de 20 anos

  • Ricardo Flores

    Com a ampliação da capacidade será que o aeroporto de Brasília comportaria os aviões de grande porte como o Boeing 747 ou o novo A380? Ou irá ficar nos de médio e pequeno porte?

    Até onde sei, o aeroporto de Guarulhos comporta os aviões de grande porte também!

    • André Felipe

      Guarulhos nao comporta todos, tanto que não pode operar o A380 enquanto não houver alargamento da pista. Sua informação está incompleta

      • André

        Na verdade, a sua informação está equivocada! O motivo da não certificação do A380 para pousos em GRU não foi a largura da pista mas sim a má qualidade do asfalto (excesso de pedras que se soltavam durante o pouso, provavelmente devido ao peso maior da aeronave?).

        • Eduardo

          Ainda existe um outro problema. Todo voo tem seu destino final e precisa ter tb alternativas primária e secundária p/ pouso, caso ocorra algum problema no aeroporto de destino. Isso tem impedido a operação do A380 no Brasil. Não existe alternativa para pouso fora Guarulhos.

        • MOACYR LOPES DOS SANTOS

          Li em uma reportagem que a infraestrutura para embarcar ou desembarcar todos os passageiros, que podem ser até 845 pax conforme a configuração da aeronave, é que está atrapalhando a homologação.

          • Rubens Ferreira

            Complementando, precisa também de um outro aeroporto homologado para a eventualidade de fechamento de GRU, o que é outro ponto ainda a ser resolvido. Não me lembro se este outro aeroporto seria VCP, CFN ou o Galeão.

          • Everton Basílio

            O T3 de GRU não suportado os passageiros?

          • MOACYR LOPES DOS SANTOS

            O problema não é somente no terminal. Tem a questão das bagagens. Parece que as esteiras não suportam esta demanda. Foi o que eu li e é difícil de acreditar que planejaram um aeroporto e não pensaram nisto. Um abraço.

      • Ricardo, a questão central é que é necessário uma enorme demanda por voos internacionais de longo curso para justificar economicamente a alocação de uma aeronave desse porte em Brasília, o que não faz sentido atualmente. Provavelmente, Guarulhos, se conseguir a certificação, será o primeiro aeroporto brasileiro a receber o A380, sendo que ele já opera o B747-8 em voos diários da Lufthansa.

        • Pedro Victor Barbosa

          Se não me engano, o aeroporto de natal tem capacidade de receber o A380. (Pista com 60metros de largura)

        • Ricardo Flores

          Certo Leonardo Pereira Gassol. Bom, vamos esperar, tomara!

        • Ricardo Flores

          OK! Leonardo Pereira Cassol, tomara que dê certo de GRU receber o A380. Um dia irei planejar um voo no B747 da Lufthansa!

    • Pedro

      Sim, o aeroporto de brasilia recebe as vezes a visita de alguns 747 de carga, mas nenhuma companhia opera com esse tipo de aeronave por aqui.
      Lembrando que nenhuma aeroporto brasileiro comporta um A380 por enquanto.

  • Antonio Florencio

    Ótima notícia. É preciso desafogar GRU e espero que esse número de voos se estendam aos internacionais também.

  • Rafael

    Já estive no novo aeroporto e gostei bastante, com exceção do terminal da Azul. O aeroporto tem grande potencial sim, mas acho que ele concorrerá bastante com o Galeão, após a reforma. Serão aeroportos de portes parecidos. Guarulhos não, Guarulhos deverá continuar como o maior aeroporto do Brasil por muito tempo. A verdade é que todos esses terminais vão brigar por vôos (até Viracopos entra na briga), mas as empresas só vão criar e manter vôos onde houver demanda e nesse aspecto o Brasil ainda é muito concentrado no Sudeste.

  • PureWhiteFlour

    Em caso de impedimento de Guarulhos poderia pousar em Buenos Aires, acho que até o aeroporto de Montevideo tem pista adequada! A Colombia também tem, o Peru também tem, a Venezuela também tem e nós um dia quem sabe teremos o que merecemos!

  • A posição é estratégica. Tanto por ser no coração do centro-oeste do país quanto por ser a capital. Brasília merece um aeroporto grande e isso traz benefícios para todo país!

  • Moraes

    O aero em bsb é o melhor do país atualmente. Depois da reforma ele ficou sensacional. Mas falta integrar o acesso ao terminal 2.

  • Hermes Hs

    Que ridículo isso! rsrsrs. Fazem obras e fazem incompleta ou mal projetada!

  • Sidna Silva

    É notória a melhoria na infraestrutura do aeroporto de Brasília mas a falta da ligação entre os terminais 1 e 2 e a logística para desembarque dos passageiros das aeronaves é terrível. Já cheguei a ficar 30 minutos dentro de uma aeronave apos o pouso aguardando a indicação do local de desembarque e organização de toda logistica (escada, ônibus para descermos)… se pensarmos que o tempo de vôo foi 1h15 essa espera é absurda. Não adianta ampliar o aeroporto, receber um monte de vôo e deixar os passageiros mofando dentro das aeronaves. Lamentável! Espero que melhore.

  • MOACYR LOPES DOS SANTOS

    As melhores hipóteses hoje são Brasília e VCP

  • Everton Basílio

    Para quem está em cnx, 30 minutos pode ser crucial para se perder uma cnx rápida de 1hora…