Melhores Destinos acompanha visita do A380 ao Brasil

Denis Carvalho 24 · março · 2012

Cinco anos após sua primeira visita, o Airbus A380 voltou a Brasil para mais uma parada em sua world tour. A convite da TAM, parceira da Airbus, o Melhores Destinos esteve hoje no Aeroporto de Guarulhos e conheceu de perto o maior avião de passageiros da história. Os números do A380 são impressionantes: são mais de 24 metros de altura e mais de 72 metros de comprimento, que garantem uma capacidade de até 853 passageiros em uma improvável configuração de classe única em seus dois andares (a Air Austral pretende usá-lo dessa forma). Todos esses dados, no entanto, parecem pouco diante da imponência da aeronave.

A380 no aeroporto de Guarulhos

Único blog ou veículo de Imprensa a acompanhar este último dia de visitas -hoje mesmo o A380 decola para o Chile – o Melhores Destinos fez parte de um grupo de funcionários e pilotos da TAM e demais convidados, que após uma recepção no auditório do aeroporto, seguiu em ônibus até chegar ao A380.

Gigante

Nossa primeira preocupação era com relação à referência, mas logo dissipou-se. Para nossa sorte, em frente ao A380 MSN4 estava um Boeing 747 da British. Sim, pela primeira vez o jumbo pareceu acanhado.

Chegando enfim ao local, o clima era de festa. É no mínimo curioso ver o entusiasmo de comandantes experientes, mecânicos e funcionários que passam a vida lidando com aeronaves de todos os tipos diante do A380. Não faltam fotos, poses, brincadeiras e, é claro, sonhos de quando o superjumbo finalmente deixará de ser apenas um ilustre visitante por aqui. “A Latam tem interesse, mas enquanto os aeroportos do Brasil não tiverem estrutura é difícil. Talvez a LAN compre antes”, comenta um piloto, sem conter um suspiro: “Não vejo a hora de voar em um desses”.

Não é difícil entender a reação das pessoas. O avião é realmente impressionante para qualquer pessoa, quanto mais para quem vive e é apaixonado pelo mundo da aviação. O A380 impressiona por sua altura e pelo tamanho descomunal de sua cauda e asas. De uma ponta a outra são quase 80 metros. Mais uma vez é difícil não comparar com o B747 – o formato reto na parte superior pode ser considerado por alguns menos elegante que as curvas do Boeing, mas oferecem mais espaço interno e torna o conjunto harmonioso.

Todos a bordo

Por dentro, o modelo de testes exige imaginação: não há revestimentos e apenas exemplos de poltronas e bagageiros. O interior exibe muita fiação, aparelhagem usada nas medições de voo e muitos galões azuis, que são usados pela Airbus para simular o peso dos passageiros. Um cartaz para os visitantes explica que são os passageiros perfeitos: nunca sentem fome, sede nem enjoo. 🙂

O trajeto organizado para os visitantes começa pelo deck inferior, chamado de “principal” pela empresa. Há uma escada na parte dianteira da aeronave logo após a entrada, onde também está a cabine da tripulação. Subimos ao andar superior e a cabine parece muito ampla. Nos modelos em operação este setor é destinado à primeira classe e Executiva, dependendo da empresa.

Um cartaz informa aos visitantes que o A380 MSN4 foi o segundo avião de testes a voar, em 2005, sendo submetido a condições normais e extremas de pressão, temperatura e altitude. A aeronave iniciou os testes com motores Rolls Royce Trent 900, depois substituídos por turbinas Engine Alliance GP7200. O MSN4 já acumula 3.600 horas no ar e cerca de 900 voos.

Em seguida, há uma série de poltronas, usadas por convidados durante voos especiais. É possível ter uma pequena ideia de espaço – o que é irrelevante, já que a configuração depende da companhia. der uma forma geral, parece que o espaço interno foi bem projetado pela Airbus.

Mais à frente, poltronas de classe econômica e uma mesa. Nessa hora é possível ter uma boa ideia da dimensão do avião, tanto na largura quanto no comprimento. As janelas, que não são grandes, dão ideia da altura com as pessoas pequenas lá embaixo – uma visão diferente da que estamos habituados nas demais aeronaves.

No andar de baixo

Uma escada caracol estreita no fundo da aeronave também liga os dois decks. por ela chegamos à “classe econômica”, onde a Airbus instalou algumas poucas poltronas e bagageiros para dar ideia da ocupação da cabine. Das janelas é possível admirar o tamanho das asas. um cartaz informa que são 845 m² no total (371 m²) de cada lado. Há ainda uma comparação com outros jatos, como o concorrente B747 (510 m²), o A320 (123 m²)  e o B737 (125 m²).

 

Para se ter uma ideia, a área das asas equivale a duas quadras de basquete ou três de tênis ou 57 vezes as asas de um Cessna 152 – todas comparações constantes no cartaz da Airbus. na prática, muita gente vai viajar vendo apenas as asas, que além de longas são bem largas.

Aqui também ficam sanitários e  a cabine de engenharia do MSN4, com câmeras e monitores para que os especialistas da Airbus acompanhem os testes e medições durante o voo – uma das poltronas está até rasgada, mostrando que realmente o superjumbo já voou bastante pelo mundo a fora, para alegria dos amantes da aviação de todos os cantos do planeta.

Vem para o Brasil?

Com a visita do A380 mais uma vez surgem as especulações sobre o início das operações comerciais do jato no Brasil. Várias companhias demonstram interesse em trazer o superjumbo para cá, entre elas a Qatar e a Emirates. Esta última chegou a fazer uma solicitação à Infraero e recebeu o aval para operar em alguns aeroportos, mas ainda não se animou pela falta de estrutura dos terminais brasileiros. O problema não seriam as pistas, mas sim o embarque e desembarque de mais de 500 passageiros e as longas filas na chegada ao Brasil, que certamente trariam insatisfação e reclamações.

A expectativa da Airbus é vender 41 A380 na América Latina até 2030, mas até agora nenhuma negócio foi fechado pela fabricante na região. Hoje, existem 71 unidades do A380 em operação e 253 encomendas firmes de 19 clientes. Além da e Emirates, operam a aeronave as companhias Lufthansa, Korean Air, China Southern, Qantas Airways, Air France e Singapore Airlines.

Vale lembrar que a imagem do modelo sofreu um baque no fim do ano passado, quando as companhias encontraram fissuras em alguns modelos e as autoridades europeias determinaram uma inspeção em nível global dos 71 jatos já entregues.

 

A380 facts – alguns números e curiosidades

  • O A380 demorou mais de dez anos e custou cerca de 12 bilhões de euros (R$ 28,8 bilhões) para ser desenvolvido.
  • A aeronave tem 72,72 metros de comprimento; 79,75 metros de envergadura e 24,09 metros de altura. É o maior avião comercial já construído
  • O preço de tabela do A380 é de US$ 389,9 milhões
  • A aeronave entrou em serviço em 2007 e até março de 2012, 71 unidades haviam sido entregues
  • 19 companhias aéreas já encomendaram 253 aeronaves A380-800
  • O A380 tem autonomia de voo para percorrer 15,4 mil km (poderia ir de São Paulo a Sidney sem escalas)
  • Com tanto espaço para configurar a aeronave, as companhias aéreas costumam a pedir layouts inusitados. Korean Air e Emirates, por exemplo, instalaram bares e um lounge em seus A380. Os coreanos foram além e mandaram construir uma loja de free shop na parte de trás do avião.
  • Durante a decolagem, as asas do A380, flexíveis, podem se deslocar até 4 metros do ponto que ficam quando o avião está parado

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Vocês sempre na frente. Incrível! Espero que a INFRAERO e o governo brasileiro dêem melhores condições aeroportuárias para que possamos voar logo nesse gigante dos céus. Parabéns pela matéria!

  • A Qantas também voa com o A380, aliás foi uma das pioneiras.

  • Gustavo

    Muito bacana o A380. Só uma correção: não é calda, e sim cauda! Abraço.

    • Leonardo Marques

      Hehe, falha nossa. Já arrumamos. Valeu!

      • Diogo

        Mais uma correçãozinha? A primeira vez que ele pousou em Terra Brasilis foi em 2007, então não faz sete anos desde a sua vinda.

        • Denis Martins

          Bem, observado! A confusão foi com o ano de fabricação do modelo!

  • fernando

    Magnífico, ainda terei o prazer de voar num destes.

  • Marconi

    Simplesmente F***.

  • Jaque

    espero ainda voar em um desse…mesmo tendo medo de voar..

  • Rafael

    Vi um desses de perto e o tamanho realmente impressiona. O B777 em que eu estava parecia bem pequeno ao passar do lado dele. A minha referência pro tamanho dele foi quando eu vi um funcionário do aeroporto do lado do pneu traseiro e esta era pouco menor que uma pessoa. Deve ser realmente uma experiência interessante voar nele, especialmente nesses com as configurações inusitadas.

  • marli

    Vale a pena acompanhar o melhores destinos!! estamos sempre com noticias maravilhosas em tudo que se trata de transporte aereo.Parabens!!!

  • Danillo Magalh&atild

    Que sonho de avião, principalmente para nós futuros pilotos e pilotos.

    Esperamos que o Brasil melhores logo a infra-estrutura para que possamos ter o prazer de ter um avião desse em nossas frotas.

  • Arthur Carrao

    Muito lindo…. mas nenhuma comparação com os B777… por que?

    • Denis Martins

      O B747 é maior que o B777, por isso é o concorrente natural. O A380 tirou do "jumbo" o título de maior do mundo. O B777 concorre mais com A340

  • Daniel Serafim

    Muito bacana parabéns pela cobertura e por nos trazer estas informações detalhadas que a mídia tradicional não tem e não faz questão de informar.

    Aproveitando, alguém saberia o que é estes grandes equipamentos que são ligados ao avião por mangueiras amarelas.

    aparece na foto A380 017 ou na foto 10 de 50

    Abraços

    Daniel Serafim

    • Gabriel

      Podem ser geradores de energia, para que as turbinas não fiquem ligadas o tempo todo.

  • Luiz

    Léo, a Qatar não opera com o A380 como supracitado. O que existe é a encomenda de cinco unidades do modelo. Abraços!

    • Lucas

      Exato, não é Qatar, e sim Qantas, da Austrália! Abraços

  • Os A380 estão todos apresentando rachaduras nas asas!!!

    Eu já voei Sydney – LA num A380, eh muito bom!!!

    Mas eles tem que resolver o problemas das rachaduras que esta cada vez aparecendo mais! Vejam http://m.smh.com.au/travel/travel-news/more-crack

  • Julio

    Voei a 1 vez num destes em dubai em 2009 e foi uma grande experiencia. Eram 3 fingers para as pessoas entrarem na aeronave. Acho dificil um aeroporto do brasil dar parametros para o uso desta aeronave logo, infelizmente.

  • Jorge Krug

    Sensacional!! Parabéns, por mais esta excelente matéria. Só gostaria de saber o que significa "ENVELOPES DE VOO", "ESTOL", velocidade máxima " 375 KTS" e velocidade mach "MO.96". Obrigado.

  • Anotação mental: nunca voar de Air Austral. Uma empresa que pretende usar a pior configuração que este avião pode ter não pode ser boa.

  • Feliciano Martins

    Um sonho. Valeu MD!

  • Bruno Amaro

    Caraca Leonardo, que mundo pequeno..rsrsr!!! Também tive o privilégio de ver esse gigante dos ares bem do meu lado! Fiz um vôo pela Tam hoje de Guarulhos pra Belém as 11.40 (atrasou um pouco) e tive a maior sorte de o meu aviao estar exatamente do lado do Airbus!! Cara a cara o A380 faz os outros aviões parecem miniaturas!! Muito show!!

  • FÁBIO J&Uacut

    Muito lindo este avião. Os aeroportos de São Paulo e Rio de Janeiro tem condições de receber este tipo de aparelho. Falta apenas fazer algumas melhorias como a largura da Pista. Pela frequência que o aeroporto de São Paulo recebe boeings 747 poderia sim ser utilizados. O novo aeroporto de que estão construindo em Natal o Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante está sendo projetado para poder receber estes tipos de equipamentos. Muito boa a matéria valeu melhores destinos.

    • Gustavo

      Isso todos sabem. Como falado na matéria, o problema não é pousar ou decolar e sim dar conta de atender 800 passageiros de uma só vez. O que atualmente é impensável vide as filas que já se formam em voos de 300 passageiros.

  • Segundo Torres

    Nos fatos sobre o avião só faltaram informar que tem uma pessoa que pediu esse avião pra uso próprio, porém o nome da pessoa não foi divulgado

    • Denis Martins

      Pois é, quem será hein?

  • Jorge Krug

    Valeu pessoal. Vou pesquisar GOOGLE…

  • Gustavo

    Imaginem o check-in de um voo num A380 em Cumbica. Será necessário chegar 8 horas antes da decolagem.

  • JOEL

    VÍ UM DA LUFTHANSA DECOLANDO EM FRANKFURT… É MONSTRO MESMO!!

  • Diego

    Tive o prazer de voar num desses da Emirates, o avião é imponente, e pelo tamanho até custa a acreditar que aquilo poderia levantar vôo. Medos a parte, a viagem é igual a qualquer outra, sendo muito semelhante com os 777 da mesma companhia.

    Com relação ao Brasil, o problema realmente é grande, até mesmo para embarcar com esse avião em Dubai se formam longas filas, quem dirá em Guarulhos…

  • Rafael

    Da cabine nenhum comentário e foto?

  • Rafael

    Em Florianópolis, quando na maioria das vezes levam os passageiros de ônibus até a aeronave, precisariam contratar os ônibus urbanos da cidade !!! Eita Brasilzão véio! Quando tu vais mudar pra melhor meu querido???

  • JoNeS

    Tudo muito bom, claro! Mas o 747 ainda continua o charmosão dos ares internacionais… e é um dinossauro dos ares, experimentado e comprovado em toda sua eficácia, capacidades e segurança!!!

  • Daniel

    A emirates tb voa com o 380, de Dubai para seoul na korea, fiz um voo neste aviao no ano passado, tirei algumas fotos internas com a configuração pronta…. muito massa! parabéns para vc´s!

  • Daniel Bazetto

    Quero voar em um desse!

  • Eva Maria Quintao

    Em primeiro lugar quero parabenizá-los, vocês são ótimos! Vocês já viram a promoção da Gol referente a compra de passagens com antecedência de 60 dias? Eu achei os preços muito bons. Comprei /Maceió/Cuiabá/Maceió, por 236,52 já com as taxas de embarque. Abraços.

  • Fernando

    Pra quem só quer voar nele achando que os assentos da econômica são maiores e confortáveis por causa do tamanho da aeronave, pense de novo.

  • Denis Martins

    Tentamos, mas estava fechada! 🙁

  • Claudio Luiz Barros

    Só tenho agradecer os organizadores pela gentileza de programar todas estas imagens maravilhosas!

  • Antonio Alves da Sil

    Acompanho esse blog desde o início, já viajei bastante graças a ele e recomendo-o sempre aos amigos. Parabéns! Estamos com vocês!

  • jose Carlos Medeiros

    só o que foi dito e fotografada valeu parabens Melhores Destinos…

  • jose Carlos Medeiros

    boa noite e parabens pela materia legal mesmo eu so viajo de azul gol tam é isso mas uma vez parabens.

  • ferbrasilia

    Perfeita a matéria.. Só nos resta sonhar em voar num desses qualquer dia… Parabéns MD!

  • Carminha

    Reclama não, Rafael!

    No Aero de Vitória, quando está chovendo, cada empresa tem 10 quarda-chuvas, dos quais 5 são quebrados.

    A pista é uma das piores do Brasil. Desde o primeiro ano do Lula, foi investido MILHÕES e MILHÕES. Suspenderam a obra devido às maracutaias do PT e empresários do ramo. Imagine que há dias que temos 5 aviões sobrevoando a Grande Vitória, aguardando ordem de pouso. Só é bom porque você aprecia melhor a paisagem e, também, as chances de morrer.

  • Carminha

    Cont. Aero VIX

    Se a pista já é curta para aviões da GOL e TAM, imagine para o A380. E o espaço interno para os passageiros? A fila de embarque iria parar lá na BR 101. Quem conhece o Aero, concorda?

  • Andre

    Vocês zicaram o avião haha

    http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/reute

  • É realmente descomunal essa aeronave. Em suas asas há espaço suficiente para estacionar 70 automóveis. Os aeroportos brasileiros, nomeadamente o de Cumbica e o Tom Jobim poderiam se adaptar para recebê-lo, mesmo porque dois mega eventos estão por acontecer: 2014 e 2016. Poderia ser criado um horário para embarque e desembarque fora do horário de pico. Imagine 800 passageiros nas esteiras retirando a suas bagagens!! Não creio que essa aeronave opere a curto prazo por aqui.

  • Cecilia

    Mas precisa isso, gente? Não faço a mínima questão…

  • Cassio

    Precisa. O maior avião comercial construído pelo ser humano tem que ter destaque sim. É o mesmo que dizer que as pirâmides não são importantes, guardadas as devidas proporções. Se elas fossem do tamanho de um mouse ninguém se importaria.

    No fundo é engenharia pura, mas nesses casos é arte também.

  • Vitor J. Nunes

    Agora orgulho duplo, pelo MD e pela BR 🙂

    Petrobras Distribuidora abastece o maior avião do mundo

    Em uma parceria de gigantes, a Petrobras Distribuidora, por meio da BR Aviation, maior rede de distribuição de combustíveis para aviação no Brasil, acaba de realizar o abastecimento do maior avião comercial de passageiros do mundo, o Airbus 380, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo (SP).

    A passagem pelo Brasil faz parte do tour mundial da aeronave que, além de São Paulo, também passou pelo Rio de Janeiro. Em operação desde 2007, a aeronave possui dois andares, quatro motores e tem capacidade para transportar 525 passageiros nas três classes (primeira, executiva e econômica).

    "É uma honra para a Petrobras Distribuidora efetuar os primeiros abastecimentos em aeroportos brasileiros da maior aeronave do mundo. Trata-se de um marco histórico em nossa trajetória", destaca o gerente executivo de Produtos de Aviação da BR, Francelino da Silva Paes.

    O Airbus 380 fará ainda demonstrações de voo na Feira Internacional do Ar e do Espaço (Fidae), em Santiago, no Chile, e depois seguirá para Buenos Aires, no dia 30 de março, antes de retornar a Toulouse, na França. A expectativa da empresa é de que o tráfego aéreo latino-americano triplique nos próximos 20 anos, o que exigirá cerca de 40 novas aeronaves de grande porte, como o A380.

  • Paulo

    As demandas por passagens aéreas cresceu muito nos útimos anos, o espaço aéreo do Brasil já está congestionado com muitas aeronaves, há o risco delas se chocarem no ar.

    O A380 é a solução para diminuir a quantidade de aeronaves no ar, baratear as passagens & ainda levar mais passageiros que hoje; um único avião desse pode tirar de circulação 4 ou mais aeronaves menores & é muito mais eficiente que aeronaves menores.

    Assim, em vez do controlador olhar 4 ou mais aeronaves no RADAR, vai olhar só 1, já que o governo não quer contratar mais controladores.

  • Paulo

    Eu também defendo que para descongestionar o espaço aéreo do Brasil, o aeroporto de Belém (PA) seja adaptado para o A380 & que os voos das circunvizinhanças aeroportuárias de Belém para os grandes centros ( São Paulo, Rio, Brasília, etc… ) sejam com conexão em Belém & não mais diretos.

    Belém seria um bom Hub nacional & internacional para o Norte & nordeste até por causa de sua proximidade com os EUA & Europa.

    Isso vai diminuir a quantidade de aeronaves no ar, baratear as passagens & ainda transportar mais pessoas que hoje.